Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2019

de vez em quando

 

Quando uso o forno para assados ou bolos ou o que for e sobra espaço para mais qualquer coisa, aproveito para adiantar serviço e asso logo abóboras ou batatas-doces que mais tarde são usadas noutras refeições. Esta abóbora foi um desses casos e depois de assada guardei no frigorífico o que ia ser usado em breve e no congelador o que vai ser usado mais tarde.

Não é que seja muito organizada mas de vez em quando lá me dão uns ‘vaipes’ e acabo por fazer coisas acertadas  

 

Sopa de Abóbora Assada

 

20190108_205030.jpg

 

½ abóbora manteiga assada

1 cenoura

1 batata-doce

1 nabo

1 batata

1 alho-francês

2 colheres de sopa de azeite

750 ml de água a ferver

Sal

Croutons

Pevides de abóbora tostadas

 

Cortar a abóbora, a cenoura, batata-doce, nabo, batata e alho-francês em bocados do mesmo tamanho.

Alourar por um minuto no azeite e acrescentar a água a ferver e o sal a gosto. Deixar levantar fervura novamente e baixar o lume. Cozer por vinte minutos e triturar com a varinha mágica de modo a ficar um creme aveludado.

Servir com croutons, pevides de abóbora tostadas e um fio de azeite.

 

20190106_202433.jpg

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Terça-feira, 15 de Janeiro de 2019

alternativas

 

Os nossos pratos devem ser o mais coloridos possível, ou melhor, a nossa comida é que deve ser, os pratos até podem ser brancos 

Não podendo encher um prato de smarties ou M&M’s, fica aqui esta sugestão 

 

Batatas Coloridas Assadas

 

49797500_1177094445774088_1354246035022544896_n.jp

 

2 batatas

1 batata-doce laranja

1 batata-doce roxa

1 batata-doce branca

1 cabeça de alhos

2 colheres de sopa de azeite

Sal q.b.

Ervas aromáticas secas a gosto (usei mistura de tomilho, orégãos, alecrim, salva e piri-piri)

 

Descascar as batas e cortar em palitos grossos. Cortar as pontas dos dentes de alho sem separar.

Numa bacia misturar os palitos de batata com o sal, as ervas aromáticas e o azeite. Envolver bem.

Forrar um tabuleiro com papel vegetal e dispor as batatas.

Levar ao forno médio por cerca de uma hora virando as batatas a meio.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito (1)
Terça-feira, 8 de Janeiro de 2019

cores da moda

 

A batata-doce está em alta. E agora tem tantas cores que até apetece vesti-la 

 

Batata Doce Recheada

 

20181207_200213.jpg

(antes de ir ao forno)

 

1 batata-doce laranja

50 grs de bacon

100 grs de queijo mozarela ralado

Sal, pimenta e ervas aromáticas q.b.

Azeite

 

Assar a batata doce inteira no micro-ondas por 10 minutos (com um corte para não estourar).

Retirar e cortar fatias quase até ao fundo mas deixando cerca de 1 cm por cortar.

Rechear os intervalos das fatias com bacon cortado em pedaços e queijo ralado. Temperar com sal e pimenta e ervas aromáticas a gosto e por cima regar com um fio de azeite.

Levar ao forno por cerca de 20 minutos até derreter o queijo e servir com cogumelos salteados ou uma salada.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Terça-feira, 4 de Dezembro de 2018

a cores

 

Uma salada feita de sobras e que deu uma excelente refeição para levar na lancheira (não sei porquê mas a expressão ‘levar na marmita’ não me soa muito bem…)

O ovo, esse foi cozido de propósito. Oito minutos após levantar fervura ficou assim.

Se há coisas que adoro!

 

Salada de Bacalhau e Batata Doce

 

20181121_200612.jpg

 

Bacalhau cozido em lascas

Batata doce assada

Beterraba em picles

Azeitonas

Ovo cozido

Salsa

Azeite e vinagre q.b.

Pimenta preta

 

Pôr nesta ou outra ordem num recipiente que se possa fechar com tampa  hermética.

Salpicar com a salsa e temperar com azeite e vinagre a gosto.

Por cima uma pitada de pimenta.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Quinta-feira, 22 de Novembro de 2018

ao forno

 

Antes que o Outono acabe, fica esta receita que também dá para fazer no Inverno e em todas as restantes estações. Mas as cores são tão Outono que decidi chamar-lhe Assado Outonal.

Apreciem.

 

Assado Outonal

 

20181104_130354.jpg

 

1,5 kg de cachaço de porco

1 cebola cortada em meias-luas

1 cabeça de alhos cortada ao meio

1 batata doce roxa

1 batata doce laranja

4 batatas

4 cenouras

Sal grosso q.b.

300 ml de vinho branco

300 ml de água

100 ml de azeite

1 colher de sopa de colorau em pó

1 colher de sopa de mostarda em pó

Alecrim, tomilho e salva q.b.

1 mão-cheia de castanhas cozidas/assadas

 

Pôr todos os ingredientes num tabuleiro (excepto as castanhas), por cima da carne espalhar as ervas e tapar tudo com papel de alumínio.

Levar ao forno por cerca de três horas verificando a meio se é necessário acrescentar mais algum líquido para ter molho.

Quando faltar cerca de meia hora, retirar o papel de alumínio e acrescentar as castanhas.

Servir com verduras cozidas.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Quinta-feira, 28 de Junho de 2018

da beleza

 

Uma versão de batata-doce frita no forno, sem ficar encharcada em gordura e excelente para acompanhar coisas ou para comer só assim mesmo.

 

Batata-Doce ‘Frita’

 

20180609_193048.jpg

 (antes de ir ao forno)

 

1 batata-doce laranja, grande

Mistura de ervas aromáticas secas

1 colher de sopa de azeite

Sal q.b.

 

Descascar a batata e cortar em palitos finos. Temperar com as ervas aromáticas e o sal. Deitar o azeite por cima e mexer com as mãos.

Pôr num tabuleiro forrado e levar ao forno por cerca de 40 minutos mexendo de quando em quando para não queimar.

 

Nota: as ervas aromáticas eram uma mistura de orégãos, tomilho, salva e hortelã.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Terça-feira, 3 de Abril de 2018

dar cor à vida

 

Quanto mais colorido for o prato, mais saudável é, segundo dizem alguns nutricionistas. Claro que não vale a pena fazer batota e encher um prato de smarties por isso aqui fica esta sugestão 

 

Salteado Colorido

 

20180203_202527.jpg

 

2 colheres de sopa de azeite

1 alho francês

1 batata doce laranja (ou branca)

1 mão-cheia de acelgas

1 mão-cheia de espigos

1 mão-cheia de brócolos roxos

Sal e pimenta q.b.

Orégãos q.b.

 

Numa frigideira pôr o azeite, o alho francês em rodelas, a batata doce em rodelas, os talos das acelgas cortados e os espigos e brócolos. Temperar com sal e pimenta e por cima salpicar com orégãos. Tapar e levar a lume forte por uns minutos, depois abanar a frigideira para mexer tudo e baixar o lume. Deixar cozinhar por cerca de 20 minutos mexendo de vez em quando.

Servir como acompanhamento ou como prato principal com um ovo escalfado (ou dois, ou mais, sei lá…)

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito (1)
Terça-feira, 23 de Janeiro de 2018

YO

 

Yottam Ottolenghi é um cozinheiro que admiro bastante. Tem receitas bastante apelativas, diferentes e descomplicadas.

Esta é uma delas e ficou deliciosa!!! Serviu de acompanhamento de um frango assado no forno e é para voltar a repetir!

Da próxima em versão vegetariana com queijo Feta para contraste de sabores.

 

Batata Doce Gratinada

 

20180114_131008.jpg

 

3 batatas doces laranja

2 colheres de sopa de alho picado

2 colheres de sopa de salva fresca picada

Sal e pimenta q.b.

100 ml de natas (usei de soja)

 

Ligar o forno.

Lavar bem as batatas doces e cortar em rodelas finas com uma faca bem afiada ou um robot de cozinha (usei faca).

Numa taça misturar todos os ingredientes excepto as natas.

Pôr as batatas doces num recipiente que vá ao forno em filas de modo a que as rodelas fiquem ao alto. Por cima pôr todos os restos de alho e salva e tapar com papel de alumínio e levar ao forno por 45 minutos..

Retirar do forno e por cima deitar as natas. Levar novamente ao forno, sem o papel de alumínio, por mais uns 15 a 20 minutos e servir.

 

Nota: pode ser com batata doce branca ou roxa

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Segunda-feira, 27 de Novembro de 2017

apanhado

 

Há uns dias tive o prazer de participar num workshop no meu local de trabalho cujo tema foi ‘Snacks Saudáveis’.

Apresentei duas ou três sugestões mas verifiquei que é um tema que agrada a muita gente que pretende fazer uns lanchinhos, seja em casa seja no trabalho, mas que sejam mais saudáveis, com menos gorduras das más e mais gorduras daquelas que fazem o nosso colesterol bom bater palmas de contente.

Convém notar que comer saudável não quer dizer comer até chegar a mulher da fava rica! Tem que ser saudável não só na qualidade mas também na quantidade…

Esclarecimentos feitos, aproveito para fazer aqui uma pequena lista de alguns dos snacks saudáveis que andam espalhados aqui pelo blogue e que muitas vezes até passam despercebidos no meio das gordices que também por aqui andam 

 

Ora então temos, em 1º lugar, a descoberta do ano!

 

20468365_a1KSD.jpeg

 

Continuamos por aqui

 

20690105_cJhmK.jpeg

 

Quem deixou escapar esta, não tem perdão!

  

20588582_gtYzZ.jpeg

 

Mais uma a não perder

 

20544373_a01kV.jpeg

 

E por hoje terminamos com esta, mas há mais, muitas mais, de onde estas vieram. 

 

20373236_JWAa4.png

 

 Quem não me conhecesse até era capaz de pensar que eu me preocupo com o que como…

 

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Segunda-feira, 14 de Agosto de 2017

ai a sério!

 

No sábado fui à praça e encontrei batata-doce roxa. Batata-doce roxa! Estão a ver bem?

Ali, naquela pracita onde ingredientes exóticos não são propriamente o que mais aparece. Ali, onde até há poucos anos as curgetes eram um ingrediente exótico…

Mas sim, encontrei e não deixei passar. E logo experimentei umas torradas que já por várias vezes tinha visto no Instagram. Aquilo é um mundo!

A sério, torradas de batata-doce???

 

Torradas de batata-doce

 

20170812_181259.jpg

 

Batata-doce

Manteiga de amendoim

Banana

Sementes de sésamo

 

Cortar a batata-doce em fatias com cerca de meio centímetro de espessura e pôr na torradeira na potência máxima. A minha torradeira faz saltar as torradas ao fim de um tempo e no caso da batata-doce voltei a torrar por mais duas vezes. A ‘torrada’ não fica com ar queimado, fica meio empolada mas quando se retira da torradeira e se deixa arrefecer um bocadinho fica lisinha.

Barra-se com manteiga de amendoim e por cima põem-se rodelas de banana que se salpicam com sementes de sésamo.

Esta foi a minha opção mas na ‘torrada’ pode-se pôr o que se quiser, queijo fresco, compotas, abacate, ovo escalfado, etc.!

É mesmo à escolha do freguês. Até dá para acompanhamento de refeições salgadas, fica pronto muito mais rápido do que ligar o forno.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Segunda-feira, 5 de Junho de 2017

mentirinha!

 

Só tenho uma palavra: micro-ondas (afinal são duas) 

Até aqui apenas usava para descongelar ou aquecer. Agora descobri-lhe um uso que se não me ponho a pau não como outra coisa.

É do melhor que pode haver e em menos de dez minutos uma pratada de batatas fritas (mentira!)

Crocantes, estaladiças, temperadas ao meu gosto (detesto que sejam excessivamente salgadas como são quase todas as de pacote) e prontas num instantinho, seja para acompanhar uma refeição ou para um petisco.

Experimentem!

 

Batata Doce Pala-Pala

 

20170603_130245.jpg

 

1 batata doce

1 colher de sopa de azeite

Sal q.b.

 

Lavar a batata e cortar em rodelas muito finas (usar o robot de cozinha ou uma faca muito afiada).

Temperar com sal e envolver no azeite com as mãos. Pode-se temperar com ervas aromáticas ou qualquer sal aromatizado, ao gosto de cada um.

Pôr papel vegetal no prato do micro-ondas e espalhar as rodelas de batata (não devem ficar sobrepostas, têm que ficar lado a lado).

Levar ao micro-ondas por 5 minutos. Verificar se já estão estaladiças (no meu demorou 8 minutos até estarem crocantes como as de pacote).

Retirar e repetir com as restantes rodelas.

 

Nota: O mesmo método pode ser usado com batatas sem serem das doces

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Segunda-feira, 6 de Março de 2017

sem espinhas :)

 

Não é preciso o melhor corte de carne nem o peixe mais vistoso para fazer uma excelente refeição. Principalmente porque para se comer uma refeição vegetariana, alternando entre carne e peixe, não é preciso comer uma comida sensaborona e blheeeck.

Não, há comida vegetariana que é boa demais!

 

Vegetais Gratinados

 

download (1).png

 

Cebola

Alho-francês

Couves-de-bruxelas

Batata doce

Cenoura

Repolho

Aipo

Orégãos frescos

Sal q.b.

Azeite q.b.

Molho bechamel

2 colheres de sopa de mostarda à antiga

Pão ralado fresco

 

Cortam-se os vegetais em rodelas ou pedaços mais ou menos uniformes. Salteiam-se no azeite numa sertã larga por uns vinte minutos temperados com sal e os orégãos (à falta de frescos, podem usar-se secos ou mesmo salsa).

Entretanto faz-se um molho bechamel com duas colheres de sopa de manteiga e duas colheres de sopa de farinha à qual se adiciona leite morno e se mexe de modo a ficar um molho grosso. Juntam-se duas colheres de sopa de mostarda à antiga e mexe-se.

Envolvem-se os vegetais no molho e deita-se numa forma de barro refractário. Polvilha-se com pão ralado e leva-se a forno quente até alourar.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 98 seguidores

cuscar

digam qualquer coisa

coolinaria@sapo.pt

A Belita no Facebook!

My taste

mytaste.pt

favoritos

Amarelo vivo, amarelo neg...

armazém de receitas

tags

todas as tags

os meus livros de receitas, alguns...

blogs SAPO

subscrever feeds