Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Belita, a Rainha dos Couratos

Belita, a Rainha dos Couratos

Qua | 15.07.15

perishable thoughts...

 

Sou contra o desperdício, em qualquer forma. Então se falarmos em desperdício alimentar, fico mesmo possessa, considerando que há milhões de pessoas que não têm possibilidade de fazer uma refeição por dia ao passo que outros milhões deitam fora, deixam estragar, alimentos em perfeitas condições.

E depois há aquele desperdício que não parece bem desperdício mas que se formos a ver bem, até é. Estou a falar das ervas daninhas.

Ai, que ela agora passou-se de vez!!!

Não, a sério, já há bastante tempo que deixei de ver as urtigas como uma peste na minha horta, agora até as rego para poder fazer sopas, esparregados e outras coisas. E é bom demais! E as beldroegas, fantásticas.

Mas há muitas mais ervas que nos passam ao lado e o Amaranto (Amaranthus L.) é uma delas. Quase toda a gente já viu estas ervas, quem tem hortas ou vive em terras com caminhos está fartinho de as ver a orlar esses caminhos.

Eu, até há um ou dois anos, andava sempre à cata delas para as arrancar, pequeninas, para que nem sequer chegassem a crescer e deitar as sementes, tal era a praga que eu as considerava.

Mas agora, embora digam que burro velho não aprende línguas, aprendi a vê-las como mais um aliado na minha cozinha. E atenção, é que em certos países asiáticos e africanos é uma hortaliça e é vendida em molhinhos nos mercados. Na Jamaica chama-se callaloo e no Brasil, onde também é bastante utilizada, chamam-lhe caruru ou bredo.

Repitam todos: O amaranto é bom!

Só vos digo, não precisam de atenção nenhuma, aliás, ao contrário dos espinafres, cujo sabor é bastante parecido, estes quase não precisam de água para crescerem lindas e vivaças.

E além disso, são muito ricos em nutrientes, uma boa fonte de vitaminas C e  A e repletos de minerais como ferro, cálcio, potássio, zinco, cobre e manganês.

Eu sei que é sempre arriscado comer ervas que não se conhecem (pelo sim pelo não, da primeira vez mais vale apenas uma pessoa da casa comer… nunca fiando ) mas pesquisem e se virem as vaquinhas e as cabrinhas a comerem, podem ter quase a certeza que se não lhes faz mal a elas, também não nos faz mal a nós 

 

Amaranto

 

20150704_172505.jpg

 

 

4 comentários

Comentar post