Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Belita, a Rainha dos Couratos

Belita, a Rainha dos Couratos

Qui | 13.08.15

no talho

 

Quando vou ao talho da praça e peço febras, costumo dizer sempre que são para panar que é para escolherem as fininhas e mais bem cortadas. Se não disser nada mandam-me umas trancas de carne que depois nem sei bem para que servem…

Da última vez lá pedi as febras e recomendei que eram para panar. Escolheram umas tão direitinhas que em casa achei que tinha que fazer jus ao pedido e optei por fazer uns panados, embora não seja muito costume fazer fritos do género.

Mas de vez em quando lá calha e desta vez calhou mesmo bem!

 

Febras Panadas com Salva

 

IMG_4578.JPG

 

4 febras de porco pequenas

1 raminho de salva

1 colher de chá de piripiri

Sumo de limão q.b.

Sal q.b.

Pão de centeio seco para ralar

1 colher de sopa de sementes de linhaça raladas (opcional)

1 ovo

Óleo de girassol para fritar

 

Temperar as febras com o piripiri, o sal, o sumo de limão e a salva picada.

Ralar o pão seco num moinho de café (em alternativa usar pão ralado de compra mas garanto que o pão ralado em casa faz toda a diferença!). Adicionar ao pão as sementes de linhaça raladas.

Bater o ovo e passar as febras no ovo e seguidamente no pão ralado.

Aquecer o óleo numa frigideira e fritar os panados em lume brando (para não esturricar o pão ralado mas fritar bem a carne por dentro).

Escorrer em papel de cozinha e servir com mais limão.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.