Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Belita, a Rainha dos Couratos

Blogue de receitas flexitarianas (carne, peixe e assim-assim)

Belita, a Rainha dos Couratos

Blogue de receitas flexitarianas (carne, peixe e assim-assim)

Sex | 11.12.20

Lebkuchen? Santinho!

 

Ao que parece estes biscoitos existem desde a idade média e são típicos de países com invernos agrestes, cheios de neve, nomeadamente a Alemanha, Áustria, Bélgica e outros por aí. São muito fáceis de fazer e não podiam ser mais saborosos.

Experimentem, afinal este ano não vai ser possível passar horas atrás de horas às compras dadas as limitações, porque não oferecer coisas que nos adocem a alma? Bem precisada anda…

 

Lebkuchen

 

IMG_20191215_183930.jpg

 

200 ml de mel

85 grs de manteiga

1 e ½ copos de farinha

1 copo de farinha de amêndoa

1 colher de chá de fermento em pó

½ colher de chá de bicarbonato de sódio

2 colheres de chá de gengibre em pó

½ colher de chá de noz-moscada

½ colher de chá de canela em pó

½ colher de chá de cravinho em pó

Raspa de uma laranja (opcional)

Lascas de amêndoa para enfeitar

 

Aquecer o forno. Num tachinho derreter a manteiga com o mel.

Numa taça misturar os restantes ingredientes (excepto as lascas de amêndoa) e deitar o mel e manteiga derretidos sobre os ingredientes secos. Mexer com a colher de pau até ficar uma bola de massa. Deixar arrefecer uma hora (ou de um dia para outro) e de seguida moldar bolinhas do tamanho de uma noz, espalmar ligeiramente e por cima espalhar algumas lascas de amêndoa.

Levar ao forno em tabuleiro forrado com papel de ir ao forno e deixar cozer por cerca de 20 minutos. Retirar do forno, deixar por cinco minutos no tabuleiro e depois passar para uma rede para arrefecerem.

Podem ser guardados numa lata hermética até um mês, o sabor a mel e especiarias vai ficando mais forte à medida que o tempo passa.

 

2 comentários

  • Já são as minhas há anos, adoro!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.