Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Belita, a Rainha dos Couratos

Belita, a Rainha dos Couratos

Qua | 16.12.20

escolhas

 

Confesso que o meu peixe favorito é capaz de ser o carapau, mais precisamente aqueles enormes a que chamam chicharros, da nossa costa.

Não tenho muita paciência para os peixes da moda mas sensaborões, como a dourada e o robalo (de aviário, entenda-se). No entanto, se tiver que optar por um destes dois, será o robalo que me convence e como aqui na praça também se encontra do da nossa costa, às vezes lá vem um na saca.

Quanto à maneira de o fazer, normalmente é no forno mas desta vez optei por me inspirar nesta receita da Chef Noélia, de Cabanas de Tavira [onde também já fui feliz, quer em Cabanas, quer no restaurante da Noélia].

 

Arroz de Berbigão com Robalo

 

IMG_20201128_124751.jpg

 

1 robalo médio (+ ou - 400 grs)

1 cebola pequena, picada

Azeite q.b.

1 copo de arroz carolino

4 vagens de cardamomo

½ limão

100 grs de berbigão congelado

1 ramo de coentros, picado

 

Com uma faca bem afiada, retirar os lombos ao robalo.

Com a cabeça, espinha e restantes desperdícios do peixe, fazer um caldo com um pedacinho de gengibre, uma folha de alho-francês e uma pernada de salsa. Deixar a fervilhar para ganhar gosto e estar bem quente quando for necessário.

Temperar os lombos do robalo com sal e reservar.

Alourar a cebola em azeite que se veja        , juntar o arroz e o sumo do limão e mexer bem. Adicionar o caldo de peixe a ferver (cerca de três copos, depois junta-se mais se necessário) e deixar levantar fervura. Juntar as vagens de cardamomo esmagadas e uma casca de limão e deixar cozer em lume brando.

Quando o arroz estiver quase cozido, adiciona-se o berbigão e metade dos coentros picados. Juntar mais caldo se necessário para que quede um arroz bem cremoso.

Entretanto aquecer mais um pouco de azeite numa sertã e alourar os lombos de robalo, começando do lado da pele. Estarão prontos em menos de cinco minutos.

Servir com o arroz, polvilhando com mais coentros.

 

4 comentários

Comentar post