Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Belita, a Rainha dos Couratos

Blogue de receitas flexitarianas (carne, peixe e assim-assim)

Belita, a Rainha dos Couratos

Blogue de receitas flexitarianas (carne, peixe e assim-assim)

Qui | 29.02.24

à minha maneira

 

Ninguém morre à fome por não saber fazer sandes. É abrir um pão e meter qualquer coisa lá dentro e há milhentas maneiras de tornar uma ‘sande’ num petisco. O que a maioria não sabe é que a palavra sandes deriva de saduíche (em inglês sandwich) que era o nome de John Montagu, 4º Conde de Sandwich (1718 — 1792) que, segundo consta, era um jogador inveterado, a tal ponto que nem queria sair da mesa de jogo para jantar e por isso pediu ao seu criado que lhe trouxesse fatias de carne entre fatias de pão. O resultado prático fez furor entre os convidados e o nome do conde ficou associado, até hoje, a este tipo de refeição.

Eu sou fã de comer coisas entre duas fatias de pão e agradeço desde já ao senhor conde que inventou a moda (embora o conceito existisse muito antes do seu momento Eureka!) pois veio facilitar muitas indecisões na hora de pôr a comida na mesa.

 

Prego no Pão (à minha maneira)

 

20240225_194842.jpg

 

Bife grosso de carne de vitela

Sal grosso q.b.

Mostarda e Maionese

Folhas de Alface

Coentros

Rabanetes

Pão rústico

 

Temperar o bife com sal grosso e grelhar de ambos os lados por uns minutos (o tempo depende se gostamos mais ou menos passado) e cortar em tiras enviesadas.

Abrir o pão, pôr mostarda e maionese a gosto, os bifes, folhas de alface e de coentros e rodelas finas de rabanetes. Finalizar com mais um pouco de mostarda e maionese e a outra metade do pão.