Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Belita, a Rainha dos Couratos

Belita, a Rainha dos Couratos

Seg | 15.04.13

velhas mercearias

Aqui há uns dias tive que ir ao Porto e entre os dois compromissos que tinha havia algum tempo livre que ocupei a dar uma volta pelo Mercado do Bolhão e algumas das lojas míticas que existem por ali à volta.

Adoro aquelas mercearias antiquíssimas que vendem avulso artigos que na maioria das vezes já não se encontram noutros locais, como a cevada em grão, os frutos secos a peso, as ervilhas secas, a mistura para sopas (feijão pequenino, ervilhas secas, cevada em grão, lentilhas), etc.

Muitas, a par destes ingredientes à antiga, vendem também produtos finos vindos de outras culturas.

Vale mesmo a pena visitar estas lojas, uma a uma, e deixar-se seduzir por ingredientes invulgares que depois são embalados em cartuchos de papel, como estas ervilhas que são descascadas, têm uma cor verde seco e podem ser utilizadas para fazer uma bela sopa.

Digo eu, que não aprecio muito ervilhas…

 

Sopa de ervilhas secas

 

 

1 cebola pequena

1 alho francês pequeno

Azeite q.b.

1 copo de ervilhas secas

1 curgete

3 batatas médias

750 ml de água

Sal q.b.

 

Escolher as ervilhas de pedras e ciscos. Passar por água e escorrer.

Alourar a cebola e o alho francês no azeite. Adicionar as ervilhas, a curgete descascada e cortada em bocados e as batatas também descascadas e cortadas em bocados. Mexer, temperar com sal e adicionar a água. Deixar levantar fervura em lume forte e baixar para deixar cozer, cerca de 25 minutos.

Passar com a varinha mágica de maneira a ficar um creme liso e sem grumos.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.