Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Belita, a Rainha dos Couratos

Belita, a Rainha dos Couratos

Qua | 09.01.13

perishable thoughts

Há alimentos que podem durar uma vida inteira sem se estragar. E quando digo vida, não me refiro à média de anos de vida que vivemos, nós os humanos, mas sim uma verdadeira eternidade.

Têm é que ser guardados convenientemente.

 

Longa vida aos alimentos

 

É o caso do mel. Este deve ser dos poucos alimentos que nunca se estragam. Pode até cristalizar e mudar de cor mas mantém-se apto para consumo se guardado bem fechado num local fresco.

 

O arroz, outro dos casos, desde que não seja atacado pelo gorgulho ou outras bichezas, mantém-se indefenidamente. Deve ser guardado em local seco e a embalagem deve estar bem fechada.

 

Sal, desde que bem guardado em local seco, não se estraga. Para usar sem medos, no que se refere à longevidade (já que no que refere à quantidade a usar devemos ser parcimoniosos).

 

Açúcar. Outro que tem que ser guardado em local seco e fresco. Pode ficar duro que nem uma rocha mas isso não significa que deve ir para o lixo. Está bom na mesma para usar, apenas vai dar mais trabalho a retirar uma colherada.

 

Bebidas alcoólicas destiladas! É sempre bom saber que não se estragam e que duram indefinidamente (quer dizer, se não as gastarmos, claro...). Devem ser guardadas numa zona fresca e escura (para não perderem a cor que algumas têm) e bem guardadas podem até ser deixadas em herança...

 

Infelizmente não se conseguiu ainda provar que o chocolate é um destes alimentos que nunca se estraga. Mas também, quem é que quer chocolate que dure para sempre???

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.