Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Belita, a Rainha dos Couratos

Belita, a Rainha dos Couratos

Sex | 30.07.21

estava a ver que não

 

Já estou atrasada para a época das curgetes? Espero que não porque este ano ainda não tinha feito nenhum bolo de curgete e é quase mandatório na minha cozinha fazer um destes.

Não pensem que é fácil escolher 'o' bolo a fazer... há milhares de receitas por onde escolher. No entanto, para não perder muito tempo a procurar, gosto de seguir as sugestões de quem sabe. Desta vez escolhi esta receita da Smitten Kitchen e só posso afirmar que foi muito bem escolhida. Ainda por cima faz-se com uma taça e um garfo, querem melhor?

 

Bolo de Curgete

 

20210725_090956.jpg

 

2 copos de curgete ralada

2 ovos

2/3 de copo de óleo de girassol

1/2 copo de açúcar amarelo

1/2 copo de açúcar branco

1 colher de chá de extracto de baunilha

1 colher de chá bem cheia de canela em pó

1 pitada de noz-moscada

3/4 de colher de chá de bicarbonato de sódio

1/2 colher de chá de fermento em pó

2 copos de farinha de trigo

2 colheres de sopa de açúcar amarelo grosso

 

Aquecer o forno e untar uma forma de bolo inglês.

Ralar a curgete para uma taça. Juntar os ovos, o óleo, os acúcares e a baunilha. Mexer com um garfo. Por cima polvilhar a canela, a noz-moscada, o bicarbonato e o fermento. Mexer bem para que se dissolvam e não fiquem em grumos. Juntar a farinha e mexer apenas até estar bem misturado. Deitar na forma e levar ao forno por cerca de cinquenta minutos. Verificar no meio com um palito. Retirar do forno quando estiver seco.

Deixar arrefecer uns minutos e desenformar, deixando arrefecer completamente antes de servir.

 

20210724_194246.jpg

(antes de ir ao forno)

 

Qui | 29.07.21

mais um...

 

Adoro caril e comidas picantes, daquelas que nos fazem suar do 'bigode' (se o tivéssemos) e nos acordam milhares de papilas gustativas que no restante do tempo não têm muito que fazer. Por isso, quando faço caril, é sempre bem puxado e não é para os fracos do coração. Por isso, quando faço caril, é apenas para nós, os que gostamos.

 

Caril de Frango

 

20210711_105631.jpg

 

Marinar:

2 dentes de alho

1 pedaço de gengibre (cerca de 2 cms)

1 malagueta

2 colheres de sopa de iogurte grego

1 colher de chá de curcuma (açafrão das Índias)

1 colher de chá de coentros em pó

1 pitada de sal

4 coxas de frango desossadas e cortadas em bocados *

Concluir:

1 cebola grande

2 olheres de sopa de óleo de girassol

1 colher de sopa de caril

150 ml de leite evaporado

 

Triturar os alhos, malagueta e gengibre e juntar numa taça com os restantes ingredientes da marinada. Reservar por uma hora pelo menos.

Aquecer o óleo e alourar a cebola picada. Adicionar o caril e mexer. Juntar o frango e marinada e deixar cozinhar por cerca de vinte minutos mexendo de vez em quando. Rectificar temperos se necessário e adicionar o leite evaporado deixando apurar sem ferver.

Servir com arroz basmati e legumes salteados.

 

* Desossar em casa ou pedir no talho

 

 

 

 

Seg | 26.07.21

olha o destaque fresquinho!

 

Obrigada ao SAPO por mais um destaque, no meio de milhares de blogues sabe sempre bem ser escolhida, principalmente quando se figura ao lado de blogues que são uma referência. Obrigada!

 

20210726_104026.jpg

 

Agora ao que vos traz aqui!

Ao procurar uma receita para uma quiche e que não fosse de legumes porque é o que faço na maioria das vezes, encontrei esta receita e tive que experimentar, com algumas alterações. Ficou excelente!

 

Quiche de Atum

 

20210725_124154.jpg

(antes de ir ao forno)

1 embalagem de massa quebrada

1 lata de atum

1 colher de sopa de mostarda

1 ramo de cebolinho

Tomate maduro

3 ovos

150 ml de natas

100 ml de leite

Sal e pimenta a gosto

 

Estender a massa numa forma.Escorrer o atum e esmagar com um garfo.

Barrar a base com a mostarda e por cima espalhar o atum e o cebolinho picado. Pôr rodelas de tomate sobre o atum (usei tomates cherry).

Bater os ovos, as natas e o leite num recipiente e temperar a gosto (atençãoao sal já que o atum e a mostarda já são condimentados). Deitar esta mistura sobre o recheio da quiche e levar ao forno por cerca de trinta minutos.

Servir quente ou frio, acompanhado de uma salada.

 

Sex | 23.07.21

invenções

 

No outro dia vi num supermercado, na capa da revista de receitas desse sítio do costume, uma fotografia de uma sobremesa que me pareceu mesmo apetecível. As cores chamavam bastante a atenção e os olhos ficaram-me na capa, meio a salivar.

Não me apetecia comprar a revista (outra?) nem vi a receita e por isso fiz uma que se parece, pelo menos em aspecto, se olharmos de longe e formos benevolentes, àquela da revista.

 

Sobremesa de Frutos Vermelhos

 

20210718_094624.jpg

 

250 grs de queijo-creme

250 grs de queijo Quark

2 colheres de sopa de açúcar em pó

9 bolachas Digestive

 

Calda de frutos vermelhos

Morangos, mirtilos e amoras - cerca de 400 grs total

1 colher de sopa de açúcar amarelo

Sumo de meio limão

 

Fazer a calda com as frutas, o açúcar amarelo e o sumo de limão deixando ferver por cerca de dez minutos. Deixar arrefecer.

Bater os queijos com o açúcar em pó.

Forrar uma forma com película aderente e pincelar a película com uma colher de sopa de óleo de girassol para desenformar melhor.

Pôr metade do creme de queijos na base da forma, a seguir metade da calda e por cima três bolachas. Repetir até esgotar os ingredientes terminando com bolachas e levar ao frigorífico por umas horas.

Desenformar e retirar a película aderente.

 

Qui | 22.07.21

melhor que no restaurante

 

Embora não seja do agrado de toda a gente, a comida chinesa pode ser bastante saborosa, rápida de fazer e, dependendo do prato, bastante saudável. Esta ficou pronta num instantinho e não foi nada complicada de fazer.

Experimentem.

 

Salteado de Vitela e Pimento Vermelho

 

20210716_200137.jpg

 

2 colheres de sopa de óleo de girassol

1 cebola cortada em meias-luas

1 malagueta em rodelas

1/2 pimento vermelho em tiras fininhas

2 escalopes de vitela , em tirinhas

50 ml de molho de soja

3 colheres de sopa de molho de ostras *

Massa chinesa cozida, q.b.

 

Cozinhar a massa conforme instruções na embalagem e reservar.

Aquecer o óleo no wok e saltear a cebola, a malagueta e o pimento por dois minutos. Adicionar a carne em tirinhas, mexer e deixar cozer até perder o tom cru. Adicionar o molho de soja e o molho de ostras e a massa, juntamente com alguma da água da cozedura para ter algum molho.

Servir de imediato.

 

* o molho de ostras existe à venda em qualquer supermercado, na zona de alimentos internacionais

 

Ter | 20.07.21

atalhos

 

Quando está calor e não queremos acender o forno mas apetece mesmo um pão de alho para acompanhar um creme de brócolos.

Atenção que isto não é uma receita, é uma sugestão.

 

Pão de Alho

 

20210719_200150.jpg

 

2 dentes de alho

100 ml de azeite

Orégãos q.b.

Fatias de pão torradas

 

Aquecer o azeite e fritar brevemente o alho picado de modo a que não queime para não dar um sabor amargo.

Pincelar nas torradas quentes e polvilhar com orégãos.

 

Sex | 16.07.21

a saga

 

Quem vive no campo e tem árvores de fruto, sabe que este foi O ano das ameixas. As árvores carregaram e toda a gente distribui ameixas de todas as variedades. Dão-me, eu dou, é uma festa!

Por haver tantas, tenho experimentado várias receitas. Esta ficou para memória futura.

 

Bolo de Ameixa e Coco

 

20210704_222758.jpg

 

2 ovos

150 ml de azeite ou óleo de girassol (usei mistura dos dois)

250 grs de iogurte natural, grego

1 colher de sopa de raspa de limão

200 grs de açúcar amarelo

75 grs de coco ralado

230 grs de farinha

1 colher de chá de fermento em pó

ameixas q.b. cortadas em meias-luas

 

Forrar uma forma com papel de ir ao forno.

Numa taça misturar bem os ovos, o azeite, o iogurte, a raspa de limão e o açúcar.

Adicionar o coco, a farinha e o fermento e mexer até ficar sem grumos.

Deitar a massa na forma e por cima espalhar as meias-luas de ameixa. Levar ao forno por cerca de quarenta minutos. Verificar com um palito.

Retirar do forno e deixar arrefecer numa rede.

 

20210704_195329.jpg

(antes de ir ao forno)

Qua | 14.07.21

antecipações

 

Quem se lembrar com antecedência de retirar do congelador o que pretende fazer para a refeição, nem sempre precisa de o fazer com horas de antecedência.

Eu, que como é sabido sou pouco fiável a antecipar o que vou cozinhar, retirei estes lombos do congelador apenas meia hora antes de os preparar. Ainda estavam a modos que meio congelados quando foram para o forno mas mesmo assim ficaram uma delícia.

 

Salmão em Papelote

 

20210707_120323.jpg

 

2 lombos de salmão

2 dentes de alho

2 colheres de sopa de azeite

1 raminho de aneto

Sal q.b.

 

Ralar os alhos e misturar com o azeite, o aneto picado e o  sal. Envolver as postas de salmão com esta pasta e pôr numa folha de papel de alumínio, dobrar a folha e fechar  de modo a que não escape nem molho nem vapor.

Levar ao forno por cerca de vinte minutos e servir com batata cozida e vagens.

 

Nota: se não tiverem aneto, podem substituir por coentros

 

Seg | 12.07.21

versatilidades

 

Gosto de batatas. Também gosto de arroz e de massa mas acho que as batatas são muito mais versáteis e dão para fazer de muitas maneiras. Até dão para fazer bolo de batata, um bolo que era muito apreciado em minha casa quando éramos pequenos (caso não saibam, somos nove irmãos e eu sou a mais nova), e porque era bastante grande servia para bolo de aniversário.

Esta salada é muito boa para acompanhamento. Neste caso serviu para acompanhar carapau frito à posta mas também serve de prato principal se lhe quisermos juntar uns ovos cozidos.

 

Salada de Batata

 

20210710_124452.jpg

 

6 batatas médias

Sal q.b.

1 colher de sopa de vinagre

1 cebolinha em rodelas

2 hastes de aipo em rodelas

2 raminhos de aneto picado

2 colheres de sopa de maionese

2 colheres de sopa de mostarda

2 colheres de sopa de iogurte grego

Pimenta q.b

Paprica para polvilhar

 

Cozer as batatas com a pele em água temperada com sal.

Retirar da água e deixara arrefecer ligeiramente até poder retirar as cascas sem se queimar.

Cortar as batatas em quadrados e salpicar com o vinagre. Deixar arrefecer completamente. De seguida juntar a cebolinha, o aipo e o aneto picados.

Misturar a maionese com a mostarda e o iogurte grego. Juntar a pimenta e envolver nas batatas.  Polvilhar com a paprica e servir frio.

 

20210710_120750.jpg

(aneto, cebolinha e aipo)

 

Qua | 07.07.21

quanto tempo o tempo tem?

 

Ao fazer uma refeição de alimentos enlatados pode parecer que não ligamos nada àquilo que comemos, a despachar o assunto assim como quem não está a ligar nenhuma. Essa constatação não podia ser mais errada já que mesmo a usar alimentos conservados em latas, ou frascos, podemos fazer refeições bem saudáveis e saborosas enquanto, ao mesmo tempo,  poupamos tempo.
É o caso desta receita que acaba por ser idêntica à bem conhecida salada de feijão-frade com atum. Aqui usamos cavala e acrescentamos a beterraba que normalmente não anda por aqui.
 
 
Salada de Feijão-frade com Cavala

 

20210703_123813.jpg

 

300 grs de feijão frade cozido

1 lata de cavala em azeite

2 hastes de cebolinha em rodelas

2  hastes de aipo picados

100 grs de beterraba aos quadrados

2 ovos cozidos picados

10 azeitonas sem caroço em rodelas

uma mão-cheia de rúcula

sal e pimenta fresca moida

azeite e vinagre q.b.

 

Numa taça misturam-se os ingredientes da salada. Tempera-se a gosto com uma mistura de vinagre e azeite (podem usar o que vem na lata da cavala).

 

Nota: Podem usar daquela beterraba que existe à venda já cozida e embalada em vácuo.