Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Belita, a Rainha dos Couratos

Belita, a Rainha dos Couratos

Sex | 26.03.21

dias bons

 

Que nunca nos falte o pão e com que o acompanhar.

E com quem o acompanhar.

 

Pão Recheado com Atum

 

IMG_20210321_200334.jpg

 

1 pão de Rio Maior, de véspera

1 lata de atum

2 colheres de sopa de maionese de alho

1 colher de sopa de mostarda

75 grs de queijo ralado

1 colher de sopa de cebolinho picado

1 colher de sopa de salsa picada

1 colher de sopa de coentros picados

Pimenta preta q.b.

 

Cortar uma tampa ao pão e retirar o miolo. Reservar.

Numa taça misturar os restantes ingredientes e rechear o pão com esta pasta. Tapar com a tampa e embrulhar em papel de alumínio.

Levar a forno quente num tabuleiro e espalhar os bocados de miolo à volta. Ao fim de vinte minutos abrir o papel de alumínio e retirar a tampa do pão para que toste um pouco. Deixar mais uns dez minutos no forno e servir bem quente barrando o recheio no miolo torrado ou em tostas.

 

Qui | 18.03.21

Hmmmm...

 

Apesar de achar o salmão já gordo que chegue e sem precisar de azeite ou outra gordura e por isso melhor grelhado do que confecionado de outra maneira, a verdade é que há receitas a que não consigo resistir e esta, da Tieghan Gerard, é uma delas (para além de quase todas as restantes receitas que ela inventa).

Ajustei aos ingredientes que tinha e às quantidades para apenas duas pessoas. Ficou fabuloso e mal tenha novamente salmão em casa vai voltar a girar.

 

Salmão Cremoso com Espinafres

 

IMG_20210206_125416.jpg

 

2 tranches de salmão, com pele

Sal e pimenta preta q.b.

½ colher de chá de colorau

2 colheres de sopa de azeite

1 colher de sopa de manteiga

1 cebola pequena, picada

2 dentes de alho esmagados

2 colheres de sopa de sálvia fresca

½ colher de chá de piripiri

200 ml de leite de coco

2 colheres de sopa de queijo-creme

1 embalagem de folhas de espinafre

Sumo de ½ limão

 

Aquecer o azeite numa sertã e alourar o salmão do lado da pele, previamente temperado com sal e pimenta, por dois ou três minutos. Remover da sertã e reservar tapado. Adicionar a manteiga à sertã, sem limpar, e alourar a cebola picada e os alhos esmagados. Juntar a sálvia e o piripiri e deixar alourar por mais dois minutos até que a manteiga pareça começar a queimar. Adicionar o leite de coco e o queijo-creme mexendo até levantar fervura. Adicionar as folhas de espinafre, deixar amolecer e adicionar o sumo de limão e os lombos de salmão. Rectificar os temperos se necessário e deixar cozinhar por mais cinco minutos.

Servir com batatas ou massa cozida.

 

Qua | 17.03.21

antes...

 

Sou fã de tostas mistas. Tostas Místicas, como lhes costumávamos chamar antes. Antes de quê? Sei lá, antes de estarmos fechados em casa sem vermos aqueles a quem costumávamos dizer estes disparates…

 

Tosta Mista de Atum

 

IMG_20210305_200258.jpg

 

2 pães de mistura (ou 4 fatias de pão)

1 lata de atum

1 cebola muito pequena

1 ramo de salsa

1 colher de sopa de maionese

1 colher de sopa de mostarda

2 fatias de queijo

1 tomate em rodelas

Orégãos q.b.

Manteiga para barrar

 

Dividir os pães a meio.

Numa taça misturar o atum escorrido com a cebola picada, a salsa também picada, a maionese e a mostarda.

Dividir o recheio pela base dos pães e por cima pôr as fatias de queijo e as rodelas de tomate. Salpicar com os orégãos. Tapar com a outra metade do pão e barrar a parte de fora com manteiga.

Levar à sanduicheira bem quente e deixar por cerca de dez minutos, até estar bem tostado e o queijo derretido.

 

Nota: Caso não tenham sanduicheira podem fazer numa frigideira fazendo peso sobre a sandes para que fique espalmada.

 

Sex | 12.03.21

Há-de chegar...

 

Há bolos que ‘cheiram’ a Primavera e apesar de o tempo não estar ainda primaveril, para lá caminhamos. Em breve poderemos, se tudo correr bem, apreciar o ar livre, os sons e cores de que a Primavera tão bem se sabe vestir.

Para aperitivo de um bolo de Primavera, deixo-vos aqui esta versão de bolo de cenoura. É um bolo que não fica nada seco e a cobertura com o queijo-creme dá-lhe um toque aveludado.

 

Bolo de Cenoura e Abacaxi

 

IMG_20210307_112842.jpg

 

Bolo:

2 copos de farinha de trigo

2 colheres de chá de canela em pó

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

1 pitada de sal

1 e ½ copos de açúcar amarelo

¾ de copo de óleo de girassol

4 ovos grandes

200 grs de abacaxi ralado

2 cenouras grandes, raladas

 

Cobertura:

200 grs de quijo-creme

1 colher de sopa de manteiga

50 grs de açúcar amarelo

 

Bolo:

Aquecer o forno e untar uma forma (usei uma assadeira de grés).

Numa taça grande misturar a farinha, canela, bicarbonato e sal.

Noutra taça misturar o açúcar, o óleo, os ovos, o abacaxi ralado e as cenouras raladas. Bater bem e adicionar à mistura da farinha, envolvendo de modo a não deixar grumos de farinha.

Deitar na forma e levar ao forno por cerca de 45 minutos, verificar a partir dos 30 minutos com um palito já que os fornos diferem. Retirar do forno e deixar arrefecer.

 

Cobertura:

Bater o queijo-creme com a manteiga e ao açúcar. Espalhar sobre o bolo e servir.

Pode guardar-se no frigorífico por cinco dias.

 

Nota: A receita original é esta, alterei ligeiramente.

 

IMG_20210306_223424.jpg

 

Qui | 11.03.21

receitas dos outros

 

A minha cunhada Fernanda faz as melhores pataniscas de bacalhau que já pude provar. E a receita não podia ser mais fácil.

Fiz apenas metade desta receita e deu uma dúzia de pataniscas, muito boas!

 

Pataniscas de Bacalhau

 

IMG_20210306_195332.jpg

 

1 copo de farinha de trigo com fermento

1 copo de água das pedras

4 ovos

2 postas de bacalhau cru, demolhado

1 ramo de salsa

Sal e pimenta q.b.

Óleo de girassol para fritar

 

Desfiar o bacalhau. Numa taça misturar a farinha com os ovos e a água das pedras. Adicionar a salsa picada e temperar com sal e pimenta a gosto (bastante pimenta, recomendo).

Aquecer óleo de girassol numa frigideira funda e fritar colheradas da massa no óleo a escaldar. Parecem insuflar e em poucos minutos estão prontas.

Acompanhar com arroz de espigos.

 

Ter | 09.03.21

do nosso mar!

 

Um dos peixes que mais aprecio é carapau grande, também conhecido por chicharro. Assado, grelhado ou frito não troco por qualquer linguado, robalo ou dourada ou seja lá o que for. Uma das maneiras que mais vezes faço, quando vou ao sábado à praça e têm lá ‘carapauzinho do nosso mar’ (normalmente da Póvoa de Varzim), é esta.

 

Carapaus Assados

 

IMG_20210227_115613.jpg

 

2 carapaus grandes

200 ml de vinho branco

200 ml de água

1 colher de chá de piripiri

1 colher de chá de coentros em pó

1 colher de chá de colorau em pó

1 colher de chá de ras-el-hanout (mistura de especiarias marroquina)

1 colher de chá de orégãos

2 raminhos de salsa

Sal q.b.

100 ml de azeite

 

Pôr os carapaus num tabuleiro deitar a mistura dos restantes ingredientes por cima do peixe. Levar ao forno por cerca de trinta minutos, até estarem assados.

 

Nota: Se desejarem podem juntar batatas em quartos, previamente cozidas, que alouram enquanto o peixe coze.

 

Seg | 01.03.21

Fungos

 

Gosto de cogumelos de todos as qualidades e feitios e ultimamente tenho encontrado no supermercado vários tipos desse fungo que antes não conhecia. Alguns parecem uns molhinhos de cogumelos fininhos, outros parecem uma pequena árvore e todos, todos mesmo, muito saborosos e com texturas diferentes. Experimentem.

 

Cogumelos no Forno

 

IMG_20210226_200823.jpg

 

2 embalagens de cogumelos variados

1 cebola picada

2 colheres de sopa de azeite

50 grs de queijo-creme

1 copo de pão seco ralado grosseiramente

4 colheres de sopa de salsa picada

50 grs de queijo ralado

Sal e pimenta q.b.

 

Alourar a cebola no azeite e misturar os cogumelos, salteando até amolecerem. Adicionar o queijo-creme e mexer. Juntar quase a totalidade do pão ralado e da salsa picada e envolver. Temperar com sal e pimenta e finalmente adicionar o queijo ralado. Deitar num pyrex e levar ao forno salpicado com mais um pouco de pão ralado e salsa picada.

Servir com uma salada ou como acompanhamento.