Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Belita, a Rainha dos Couratos

Belita, a Rainha dos Couratos

Qua | 29.04.20

ficaremcasa#31

 

Acho que vale a pena relembrar esta publicação de há anos. Eu sei que não falta nada nas prateleiras dos supermercados mas com tanta gente em casa e com idas às compras mais espaçadas, de vez em quando pode faltar alguma coisa e caso essa coisa seja iogurte, não procurem mais!

 

Aqui está o Tesourinho:

"Já não me lembro há quantos anos deixei de comprar iogurtes de aromas, sabores, pedaços, etc. Não são a minha onda por melhor aspecto que tenham as embalagens. Sou fã incondicional de iogurte natural, se for tipo grego, ainda melhor.

É muito versátil para usar em vez das natas em certas receitas e também gosto de o embelezar com mel, com frutas, cereais, compotas, frutos secos, o que apetecer. Eu faço uma festa com iogurte natural!

Por isso decidi ser eu a fazer o meu iogurte natural. E não, não tenho nem iogurteira nem máquinas de cozinhar tipo Bimby, Yammi e afins.

E como é que faço, perguntam vocês? Apenas dois ingredientes, nem mais! Só leite e iogurte. Nada de leite em pó nem de outros extras.

A primeira vez fiz com um litro de leite meio gordo de marca branca e 100 grs de iogurte natural grego, do Lidl. Deixei repousar por 12 horas durante a noite e de manhã lá estava ele, esplendoroso.

Da segunda vez fiz novamente com um litro de leite meio gordo (Mimosa) e 100 grs do iogurte que eu tinha feito. Deixei repousar 8 horas, durante o dia.

A diferença foi que este segundo ficou ainda mais cremoso, quase dava para cortar com uma faca.

A espécie de alquimista que há em mim atribui isso ao facto de durante o dia a temperatura ser mais elevada e fazer lá a sua mágica com mais facilidade.

Das duas vezes ficou embrulhado numa mantinha polar na despensa.

Iogurte Natural Caseiro

 

17249760_pbllg.jpg

 

1 litro de leite

100 grs de iogurte

 

 Aquecer o leite até estar quase a ferver. Desligar o lume e deixar arrefecer até estar morno (cerca de 46ºC se tiverem um termómetro, senão experimentem com um dedo para ver se está morno como eu fiz)

Quando estiver morno mistura-se bem o iogurte com uma vara de arames. Deita-se a mistura num recipiente plástico (usei aqueles baldes do iogurte grego do Lidl, que dão para um quilo) e embrulha-se numa manta polar ou num cobertor e deixa-se estar por pelo menos seis horas num ambiente agradável, sem estar fresco. Não espreitar!

Quando estiver pronto, põe-se no frigorífico por umas horas e usa-se."

 

Ter | 28.04.20

ficaremcasa#30

 

No Instagram sigo de tudo, até supermercados ingleses! Num deles, Morrisons, descobri em tempos esta receita e logo ficou marcada para fazer.

Cá está ela, não tão bem apresentadinha como a deles mas de certeza que tão saborosa (ou mais!!!).

Cuidem-se.

 

Barrinhas de Amendoim

 

IMG_20200124_071751.jpg

 

150 grs de manteiga de amendoim

2 bananas grandes, maduras, esmagadas

1 ovo

1 colher de chá de extracto de baunilha

250 grs de flocos de aveia

1 colher de chá de canela

1 colher de chá de fermento em pó

75 grs de mistura de sementes (usei de abóbora, girassol, linhaça e sésamo)

1 pitada de sal

125 grs de tâmaras picadas grosseiramente

75 grs de amendoins picados grosseiramente

 

Aquecer o forno.

Numa taça misturar a manteiga de amendoim, bananas, ovo e baunilha. Adicionar os restantes ingredientes e misturar bem. Deitar a mistura num tabuleiro forrado com papel de ir ao forno, espalmando de modo a ficar com uma altura de dois a três centímetros. Levar ao forno por cerca de meia hora até estar bem dourado e firme.

Retirar do forno e deixar arrefecer antes de cortar em barrinhas.

Pode ser guardado no frigorífico duas semanas (Ha!!! queriam) num recipiente com tampa hermética.

 

Seg | 27.04.20

ficaremcasa#29

 

Já quase toda a gente ouviu falar de Overnight Oats. Não temos uma expressão que traduza mas por vezes utiliza-se ‘aveia adormecida’.

As overnight oats são papas de aveia que não são cozinhadas e que se preparam de véspera (daí o termo ‘overnight’ que significa durante a noite). Normalmente preparadas com ingredientes extra, são facílimas de fazer e muito saborosas.

Por aqui já existem imensas receitas e esta é apenas para mostrar que com uma base, podemos apresentar duas versões completamente diferentes para não parecer que andamos sempre a comer a mesma coisa nesta fase de quarentena em que os dias acabam por parecer todos o mesmo (alguém já viu o filme Groundhog Day aí umas 327 vezes? É mais ou menos isso…)

Para a versão de frutas caramelizadas, usei meia pêra, meia maçã e meia banana que estavam com as outras metades já em modo podre. Sim, até frutas que estão com bilhete de ida para o composto podem ser semi-aproveitadas!

Para a outra, usei mais cor 

Cuidem-se.

 

‘Overnight Oats’ x 2

 

½ copo de flocos de aveia

1 colher de sopa de sementes de chia

200 ml de leite de coco

 

Misturar num recipiente com tampa e deixar no frigorífico até usar (pode aguentar cerca de cinco dias, por isso podem dobrar a receita, esta que aqui deixo deu para duas vezes).

 

IMG_20200423_082302.jpg

 

Versão 1:

Numa frigideira pôr uma colher de sopa de açúcar amarelo e uma colher de chá de manteiga. Deixar derreter e adicionar meia maçã e meia pêra em fatias e meia banana em rodelas. Deixar caramelizar um pouco e retirar do lume. Polvilhar com canela e reservar até usar (também pode ser feito de véspera).

Pôr metade das papas de aveia numa taça e por cima pôr as frutas caramelizadas. Servir.

 

IMG_20200424_083859.jpg

 

Versão 2:

Na outra metade das papas de aveia pôr uma tâmara em pedacinhos, flocos de coco tostados, meia banana em rodelas e dois morangos em rodelas. Salpicar com pepitas de cacau (ou um quadradinho de chocolate negro ralado) e um fio de mel. Enfeitar com flores comestíveis (estas são de borragem, podem usar amores-perfeitos, rosas, cravinas, capuchinhas, etc.). Servir.

 

Sex | 24.04.20

ficaremcasa#28

 

Lá porque estamos em casa não precisamos de gastar muito tempo a preparar coisas boas.

Sim, porque até prova em contrário, isto do teletrabalho não me fez ter mais tempo para nada, inclusive sinto-me ludibriada 

Ah e tal, mas fartas-te de fazer coisas! Pois é, mas já fazia antes por isso nada de novo.

Cuidem-se mas é que isto hoje não está para amar.

 

Cheesecake Fácil e Rápido

 

IMG_20200419_134029.jpg

 

100 grs de bolachas torradas

1 colher de sopa de manteiga (usei Becel Cozinha)

1 embalagem de queijo quark (250 grs)

100 grs de leite condensado

Morangos q.b.

 

Triturar as bolachas com a manteiga e pôr na base de uma forma com aro amovível.

Bater o queijo quark com o leite condensado e pôr por cima da bolacha.

Cortar os morangos e dispor sobre o queijo.

Enfeitar com flores comestíveis (aqui usei flores de borragem já que tenho o quintal cheio destas plantas).

Guardar no frio até servir.

 

Qui | 23.04.20

ficaremcasa#27

 

Sugestão para o fim de semana que se aproxima. Não é que dê muito trabalho a fazer, que não dá, mas necessita de alguma preparação e antecipação.

Para começar temos que fazer o estrugido, que deve estar frio quando for usado. Aproveitei para o fazer enquanto estava a preparar o almoço (a empanada foi para o jantar)  e deixei arrefecer para depois usar o azeite do estrugido na massa da empanada. Que não leva fermento de padeiro! Botai sentido!!!

Depois é só fazer a massa, que é facílima e não precisa de levedar, preparar a empanada e meter ao forno.

Uma maravilha, ou não fosse da minha adorada (e este ano pelo andar da carruagem não visitada) Galiza.

Cuidem-se.

 

Empanada Galega de Pescada

 

IMG_20200410_195936.jpg

 

Recheio:

4 postas de pescada (ou lombos)

2 cebolas grandes

150 ml de azeite ou óleo de girassol

1 colher de chá de pimentão em pó

Sal q.b.

2 ovos cozidos

Pimento vermelho q.b.

 

Cortar a pescada em dados e reservar.

Cortar as cebolas em meias luas e estrugir no azeite em lume baixo de maneira a que fiquem cozidas e sem ficarem queimadas nas pontas. Demora cerca de 15 minutos. Adicionar o pimentão em pó e mexer. Envolver a pescada na cebolada e apagar o lume. Deixar arrefecer até ser altura de fazer a massa.

 

Massa:

500 grs de farinha sem fermento

150 ml de azeite (ou óleo) do estrugido

150 ml de leite

1 ovo ligeiramente batido

Sal q.b.

 

Para fazer a massa, põe-se a farinha numa bacia, abre-se um buraco e deitam-se lá os restantes ingredientes. Mistura-se com uma mão (a outra agarra a bacia) até formar uma bola que é quase de imediato. Mal esteja a bola de massa formada e sem se pegar à mão, deixa-se ficar tapada por uns 15 minutos.

Divide-se a meio (um dos bocados pode ser ligeiramente maior que é para a base) e estende-se com o rolo da massa numa superfície enfarinhada. Põe-se na forma (pode-se usar uma forma de pizza, um tabuleiro, o que der mais jeito) e por cima espalha-se a cebolada com a pescada. Cortam-se os ovos às rodelas e espalham-se sobre a pescada e ainda umas tiras de pimento vermelho.

Estende-se a restante massa e põe-se sobre o recheio fechando a toda a volta com a massa de baixo. A meio faz-se um buraco para sair o vapor e pincela-se com ovo batido.

Leva-se ao forno que deve estar bem quente e deixa-se cozer por cerca de 45 minutos.

 

IMG_20200410_182935.jpg

 

Nota: Se repararem a fotografia mostra uma parte do recheio que foi feito com um restinho de bacalhau cru desfiado e uvas passas. Misturei com um bocado da cebolada que tirei antes de juntar a pescada. É um dos recheios mais típicos na Galiza.

 

IMG_20200410_183529.jpg

 

Pode ser feito com qualquer recheio, desde atum, a polvo, bacalhau, marisco, carne, legumes e até a fruta!

A minha favorita é sem dúvida com atum mas esta ficou de trás da orelha.

 

IMG_20200410_184555.jpg

(antes de ir ao forno)

 

Qua | 22.04.20

ficaremcasa#26

 

Voltamos aos Tesourinhos 

Porque as panquecas são muito fáceis de fazer, são vistosas e mais importante, são alimentícias.

E para as acrianças não deve haver nada mais apelativo para o lanche do que uma torre de panquecas! (sim, biscoitos, mas quando não há…)

Deixo aqui algumas das receitas que deram das melhores panquecas. Sou suspeita porque as adoro mas confiem, não se vão arrepender.

Cuidem-se.

 

15944128_9mFFN.jpeg

https://belitaarainhadoscouratos.blogs.sapo.pt/282591.html

 

20190102_184919.jpg

https://belitaarainhadoscouratos.blogs.sapo.pt/que-fofura-535048

 

18752302_o5vdC.jpeg

https://belitaarainhadoscouratos.blogs.sapo.pt/orientacoes-importantes-385689

 

18526142_5l0zP.jpeg

https://belitaarainhadoscouratos.blogs.sapo.pt/banquecas-375773

 

Ter | 21.04.20

ficaremcasa#25

 

Quando sobram duas batatas cozidas com a pele. Não, não se deitam fora, guardam-se no frigorífico porque de repente pode vir alguma inspiração juntamente com outras sobras, neste caso frango. Depois é só juntar os ovos e está o jantar pronto.

 

Salteado de espinafres e lascas de frango

 

IMG_20200414_202312.jpg

 

1 molho de espinafres

2 dentes de alho picados

2 batatas cozidas

1 coxa de frango assada (ou peito)

2 ovos

Sal e pimenta q.b.

Azeite q.b.

 

Alourar o alho no azeite e saltear as batatas em bocados e as folhas de espinafre. Temperar a gosto com sal e pimenta e adicionar o frango desfiado em bocados grandes. Abrir dois buracos e deitar nesses buracos dois ovos. Tapar a frigideira e deixar que a clara dos ovos solidifique.

Servir de imediato com pão para aproveitar bem aquelas gemas.

 

Seg | 20.04.20

ficaremcasa#24

 

A fazer teletrabalho noto que bebo muito menos água do que quando estou no local de trabalho.

Os chás ainda bebo mas a água… e então comecei a fazer esta limonada mas entretanto tinha um abacaxi muito maduro para gastar e acabei por adaptar a receita para usar algum desse fruto.

Mar-a-vilha!

Cuidem-se.

 

Refresco de Abacaxi

 

IMG_20200419_181258.jpg

 

1 fatia grossa de abacaxi, descascada (cerca de 150 grs)

1 colher de sopa de açúcar amarelo (opcional)

2 raminhos de menta ou hortelã

750 ml de água

 

Colocar tudo no liquidificador (ou em alternativa triturar com a varinha mágica).

Coar e servir com gelo.

 

Sex | 17.04.20

ficaremcasa#23

 

Quem anda a pensar em como gastar as claras que sobraram dos pães-de-ló da Páscoa? Sim, essas que congelaram e agora estão ali para se ver o que se faz com elas.

Não desespereis, fazemos umas farófias aldrabadas. Aldrabadas porque não temos gemas para fazer o creme. Mas temos farinha de custarda, ou leite-creme instantâneo ou mesmo, pasme-se! farinha Maizena e açafrão das Índias (para dar a cor).

 

Farófias

 

IMG_20200322_124741.jpg

 

4 claras

1 pitada de sal

2 colheres de sopa de açúcar + 3 colheres de sopa de açúcar

600 ml de leite + 50 ml

2 tiras de casca de limão (sem a parte branca)

1 pau de canela

3 colheres de sopa rasas de farinha de Custarda

Canela em pó q.b.

 

 

Bater as claras em castelo com uma pitada de sal, juntar as duas colheres de sopa de açúcar e tornar a bater até ficar em castelo firme.

Entretanto aquecer os 600 ml de leite com a casca de limão e o pau de canela e quando começar a borbulhar cozem-se colheradas de claras por um ou dois minutos cada uma. Retirar do leite com a escumadeira e reservar as farófias numa taça para servir, com jeito para não se desfazerem. Descartar a casca de limão e o pau de canela e manter o leite ao lume.

Numa taça misturar a farinha de Custarda e o restante açúcar e dissolver em 50 ml de leite frio. Deitar no leite que está ao lume mexendo sempre até engrossar. Não deve ficar líquido mas também não pode ficar espesso demais.

Deitar cuidadosamente sobre as farófias e polvilhar com canela em pó. Deixar arrefecer antes de servir.

 

Nota: se preferirem uma versão com chocolate, vejam aqui.

 

Qui | 16.04.20

ficaremcasa#22

 

Uma sugestão para peixe e embora não muito diferente usa ingredientes que normalmente temos à mão.

Cuidem-se.

 

Salmão com alho e coentros

 

IMG_20200104_123204.jpg

 

1 posta de salmão

Sal q.b.

2 dentes de alho esmagados com a casca

1 malagueta

Sumo de uma laranja

2 colheres de sopa de azeite

Coentros picados

 

Temperar o salmão com sal e o sumo da laranja.

Aquecer o azeite e misturar o alho e a malagueta cortada em rodelas bem fininhas.

Juntar a posta de salmão e tapar a frigideira com uma tampa. Deixar cozinhar por uns cinco minutos, virar a posta de salmão do outro lado e deixar mais uns dois minutos (depende da grossura da posta).

Polvilhar com coentros picados e servir com couscous e salada.

 

Qua | 15.04.20

ficaremcasa#21

 

Uma sopa que faz as vezes de uma refeição. E que usa ingredientes que se costumam ter à mão, se não há tomates frescos nem congelados podem ser usados os de lata. Se não há curgetes, pode-se usar abóbora, cenoura em vez de nabos, batatas… há imensas maneiras de dar a volta a receitas simples.

 

Creme de Tomate com Ovo Escalfado

 

IMG_20190910_203612.jpg

 

2 cebolas

2 dentes de alho

Azeite q.b.

4 tomates coração-de-boi bem maduros (usei congelados)

1 nabo

1 curgete

Sal q.b.

1 pitada de açúcar (opcional)

750 ml de água a ferver

 

Ovos para escalfar

Água a ferver q.b.

Vinagre q.b.

Pimenta preta q.b.

 

Aquecer o azeite numa panela e amolecer a cebola e o alho, um ou dois minutos apenas. Juntar os tomates cortados em pedaços, o nabo e a curgete e deixar refogar uns minutos. Juntar a água e temperar com sal. Se necessário juntar também uma pitada de açúcar, caso os tomates sejam muito ácidos. Deixar levantar fervura e cozer por cerca de 20 minutos. Passar com a varinha mágica e coar num passador para descartar as peles e grainhas.

 

Numa caçarola ferver água e deitar um esguicho de vinagre. Mantendo o lume brando deitar um ovo cuidadosamente na água e deixar escalfar por três minutos (é melhor abrir o ovo para uma tacinha primeiro). Retirar com a escumadeira e servir o creme de tomate com um ovo escalfado polvilhado com pimenta preta.

 

Ter | 14.04.20

ficaremcasa#20

 

Para dias sem carne nem peixe, fica aqui mais uma sugestão de cogumelos recheados, sempre uma boa opção.

 

Cogumelos Recheados

 

IMG_20200401_123824.jpg

 

2 cogumelos Portobello grandes

1 dente de alho

1 raminho de salsa

2 colheres de sopa de azeite

1 bola de queijo Mozarela fresco

1 tomate

Sal e pimenta q.b.

 

Retirar os talos aos cogumelos e picar muito bem.

Retira a pele ao tomate e picar.

Cortar o queijo em cubos.

Ralar os alhos e misturar com a salsa picada e o azeite. Levar ao micro-ondas por um minuto e pincelar os cogumelos por fora e por dentro.

Misturar os talos picados com o tomate e o queijo e o que sobrar da mistura de alho e salsa. Pôr dentro dos cogumelos e temperar com sal e pimenta a gosto.

Levar a forno bem quente por 20 minutos até derreter o queijo.

Servir com batata doce e com uma salada.

 

IMG_20200401_122847.jpg

 

Seg | 13.04.20

ficaremcasa#19

 

Para gastar os bocados disto e daquilo que se vão juntando no frigorífico, aqui está uma sugestão que não é uma quiche mas que ficou muito saborosa.

Podem ser usados outros vegetais ou cogumelos. Estes eram os que tinha mas pode perfeitamente ser com outros como espinafres, batata-doce, cogumelos, nozes, amêndoas, etc.

Ah, e antes que perguntem ‘1 espargo????’

Sim, um espargo. É que tenho espargos a crescer no quintal mas costuma ser um de cada vez e embora sejam grossíssimos e valham por mais, não deixa de ser um…

 

Tarte de Vegetais

 

IMG_20200313_201045.jpg

 

1 base de massa quebrada

1 alho francês

1 espargo

½ couve-flor

1 mão-cheia de folhinhas de couve galega

2 colheres de sopa de pinhões

1 ovo

250 grs de queijo ricotta ou requeijão

100 grs de queijo Feta esfarelado

2 colheres de sopa de azeite

 

Aquecer o forno e forrar uma tarteira com a massa quebrada (usar o papel onde vem embrulhada para que não pegue).

Saltear os vegetais no azeite, o alho francês em rodelas, a couve-flor em raminhos, as folhas em pedaços.

Deitar na base da tarteira. Salpicar com os pinhões.

Numa taça bater os queijos com o ovo e deitar esta mistura em colheradas sobre os vegetais (se necessário acrescentar três ou quatro colheres de leite para ficar mais solto).

Levar ao forno até alourar.

 

Qui | 09.04.20

ficaremcasa#18

 

Não era esta a Páscoa com que sonhávamos. Caramba, não era sequer esta a vida com que sonhávamos há um mês atrás. Mas é o que temos, e do que temos, tentar sempre o melhor.

Para adoçar a vossa Páscoa deixo uma receita de bolo de cenoura que, embora por cá não seja tradicional, outros países há em que não pode haver Páscoa sem bolo de cenoura (deve ser para agradar ao coelhinho da Páscoa ).

Cuidem-se mas é!

 

Bolo de Cenoura com Cobertura de Chocolate

 

IMG_20200315_182141.jpg

 

3 cenouras em pedaços

3 ovos

½ copo de óleo de girassol

1 copo e ½ de açúcar amarelo

2 copos de farinha de trigo com fermento

1 colher de chá de fermento em pó

1 pitada de sal

100 grs de chocolate negro

2 colheres de sopa de leite

 

No robot de cozinha ou liquidificador misturar as cenouras, os ovos, o óleo e o açúcar. Triturar até ficar uma mistura homogénea e sem grumos.

Numa taça misturar a farinha com o fermento e o sal. Adicionar a mistura de cenouras e envolver bem sem bater demais.

Deitar numa forma untada e levar ao forno por cerca de 40 minutos ou até estar cozido, depende dos fornos.

Entretanto, quando o bolo estiver cozido, misturar numa tigela o chocolate em pedaços com o leite e levar ao micro-ondas por um minuto. Mexer bem de modo a derreter todo o chocolate, se necessário levar novamente ao micro-ondas por mais uns segundos. Deitar o chocolate derretido sobre o bolo de modo a ficar uma capa fina. Deixar arrefecer.

 

Notas:

Se quiserem fazer folar, vejam aqui e aqui

Se quiserem Hot Cross Buns, aqui e aqui.

Se quiserem um Pão-de-Ló, aqui

Se quiserem fazer biscoitos para entreter as crianças, aqui

 

Qua | 08.04.20

ficaremcasa#17

 

Como é? Já não sabem o que hão-de fazer para pôr a criançada a comer peixinho?

E para a próxima sexta-feira que é dia de comer peixe (pelo menos para algumas pessoas que sigam a Quaresma com algum rigor), já têm solução?

Problema resolvido! (o do peixe, já que o da redenção deixo para mãos mais competentes [mas lavadas])

 

Nuggets de Pescada no Forno

 

IMG_20200321_122353.jpg

(antes de ir ao forno)

 

3 filetes pequenos de pescada

2 alhos ralados

1 pedacinho de gengibre ralado

Sumo de ½ limão

Sal e piripiri q.b.

Ervas da Provença q.b.

Farinha q.b.

1 ovo batido

Pão ralado q.b.

1 fio de azeite

 

Cortar os filetes em três ou quatro bocados cada. Temperar com os alhos e o gengibre ralados, o sumo de limão e o sal e piripiri. Salpicar com ervas aromáticas (podem ser usadas quaisquer umas, até daquelas misturas para temperar salada). Deixar marinar por uma hora ou mais.

Fazer uma ‘linha de montagem’ com um prato com farinha, outro com o ovo batido e outro com o pão ralado.

Passar os bocados de filete por farinha, de seguida pelo ovo batido e por fim no pão ralado. Pôr num tabuleiro forrado com papel de ir ao forno e por cima deitar um fiozinho de azeite. Levar ao forno até ficarem dourados e tostados, por 20 a 30 minutos (a meio virar os pedacinhos para tostarem de ambos os lados).

Aproveitar o forno para assar batatas doces em palitos, basta pôr no forno temperadas com sal e uma colher de sopa de azeite (envolver bem com as mãos). Põem-se ao forno quando começarmos a panar os nuggets e acabam de assar todos juntos.

Servir com uma salada.

 

IMG_20200321_130714.jpg

 

Nota: Pode ser feito com filetes, lombos, tranches, o que estiver à mão. Pode ser usado alho em pó e gengibre em pó

 

Ter | 07.04.20

ficaremcasa#16

 

Vamos lá deitar a mão àquela sobra de arroz cozido, que anda ali de um lado para o outro no frigorífico a ocupar espaço, e dar-lhe uma segunda vida.

 

Arroz Frito

 

IMG_20200326_200659.jpg

 

1 malga de arroz cozido, solto

2 ovos

1 dente de alho

1 cenoura

2 espargos ou 1 mão-cheia de ervilhas

4 fatias de fiambre de peru

1 colher de sopa de molho inglês

2 colheres de sopa de molho de soja

Pimenta q.b.

2 colheres de sopa de azeite

 

Numa frigideira antiaderente aquecer uma colher de sopa de azeite e fritar os dois ovos, mexendo com uma colher de pau para que fiquem mexidos mas em pedaços grandes e sem ficarem secos.

Retirar e na mesma frigideira aquecer a outra colher de sopa de azeite emo alho picado e saltear a cenoura cortada em quadradinhos pequenos, mais ou menos do tamanho de ervilhas (vá lá, todos estamos com tempo de sobra!).

Juntar os espargos em rodelas ou as ervilhas (podem ser congeladas) e as fatias de peru também cortadas em bocadinhos. De seguida adicionar o arroz e temperar com molho inglês, molho de soja e pimenta a gosto. Revolver e quando tudo estiver bem quente adicionar os ovos mexidos.

Servir com uma fatia de pão daqueles que por esta altura já todos estamos mestres a fazer!

 

Seg | 06.04.20

ficaremcasa#15

 

Essas receitas saltam que nem pipocas ou já está tudo sem saber o que fazer às 327 latas de grão-de-bico que compraram?

Se já não sabem o que fazer, façam uma tacinha disto para barrar no pão ou em tostas e deem descanso à manteiga.

Cuidem-se.

 

Húmus

 

IMG_20200404_195424.jpg

 

200 grs de grão-de-bico

1 dente de alho

1 colher de sopa de pasta de sésamo (conhecido por Tahini)

2 colheres de sopa de azeite

2 colheres de sopa de água (pode ser a do grão-de-bico)

2 colheres de sopa de sumo de limão

1 pitada de sal

1 pitada de cominhos

 

Pôr todos os ingredientes na picadora e triturar até ficar uma pasta cremosa, cerca de três minutos.

Deitar numa taça, verter um fio de azeite e polvilhar com colorau (opcional).

 

Nota: O Tahini podes ser substituído por manteiga de amendo ou de amendoim, não é a mesma coisa mas serve.

 

E porque isto não pode ser só comer, comer, comer, aqui fica o registo do que me entreteve durante o fim de semana: máscaras de pano, já que das outras não tenho.

 

IMG_20200404_165900.jpg

 

Qui | 02.04.20

ficaremcasa#14

 

Em altura de fazer render alguns alimentos, as espetadas são uma boa opção. Muito fáceis de fazer e não é preciso ter grelhador para que fiquem bem. Basta uma frigideira com um fundo grosso e o exaustor ligado ou as janelas abertas 

Estas foram inspiradas nesta receita e não podiam ter ficado melhores, com o que tinha à mão. Lembrem-se que se não tiverem os ingredientes todos de uma receita que vejam, podem sempre trocar por outros ou até omitir alguns. A maioria das receitas não é imutável, podemos sempre acrescentar, mudar ou retirar o que não temos ou não gostamos.

Sejam criativos! E cuidem-se.

 

Espetadas de Frango à Grega

 

IMG_20200301_123420.jpg

 

2 peitos de frango cortados em cubos

2 colheres de sopa de azeite

1 colher de sopa de vinagre balsâmico (opcional)

1 colher de chá de colorau ou paprika

1 raminho de orégãos frescos (ou 1 colher de sopa de orégãos secos)

2 dentes de alho ralados

Sumo e raspa de 1 limão

Piripiri q.b.

Sal q.b.

 

Misturar todos os ingredientes e deixar marinar por uma hora ou mais.

Entretanto pôr espetos de madeira de molho em água e fazer um molho para acompanhar (receita abaixo).

Pôr os cubos de frango nos espetos.

Aquecer uma frigideira ou gralhador e pôr as espetadas a grelhar até estarem bem douradas (talvez uns 15 minutos) e com bocadinhos queimados (se apreciarem).

Servir com arroz solto e cogumelos salteados ou com o que a vossa imaginação mandar.

 

Molho de Iogurte

150 grs de iogurte grego natural

1 colher de sopa de mostarda

Sumo se ½ limão

Folhas de hortelã picadas

Misturar tudo e reservar

 

Qua | 01.04.20

ficaremcasa#13

 

Esta é uma daquelas receitas que se tornou viral por causa do vírus (passe o pleonasmo…).

Com todas as campanhas a nível mundial a apelar ao isolamento em casa, o pessoal tem que se manter ocupado e a fazer coisas interessantes e convenhamos que jogar xadrez ou remendar meias até é fixe mas são coisas que não fazemos assim tantas vezes.

E além disso queremos coisas de efeito imediato ou que demorem muito pouco, apesar de por estes dias até termos muito tempo livre para ocupar, mesmo os que, como eu, estão em teletrabalho (ganhei duas horas por dia pelo menos).

Ouvidas as vossas preces e após quase nenhuma pesquisa, aqui está uma receita do café que está na moda, o Café Dalgona.

Só três ingredientes (um deles é água, estou a ficar especialista nisto de poucos ingredientes!)

Bora lá ver quem vai fazer, mandem as fotos para o FB da Belita!

 

Café Dalgona

 

IMG_20200331_182412.jpg

 

2 colheres de sopa rasas de café solúvel granulado

2 colheres de sopa rasas de açúcar

2 colheres de sopa de água a ferver

 

Misturar os ingredientes num copo alto e com uma vara de arames, uma batedeira ou com aquela ‘coisinha da foto’ que não sei o nome mas que é para fazer espuma, bater bem até que fique cremoso, quase como claras em castelo.

Deitar sobre leite frio ou quente e servir.

 

Notas:

Demora um minuto com a ‘coisinha da foto’ ou com a batedeira, demora um pouco mais com a vara de arames porque é batido à mão.

Experimentei fazer com 1 colher de cada e também funciona, dá menos quantidade mas a que dá é suficiente para uma pessoa.

Já fiz com açúcar branco e com açúcar amarelo e funciona com os dois.

Não experimentei com Mokambo porque não tenho mas imagino que funcione na mesma.

Nota-se que já não tenho meias para remendar…