Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Belita, a Rainha dos Couratos

Belita, a Rainha dos Couratos

Ter | 31.03.20

ficaremcasa#12

 

Muita gente comprou bastantes quantidades de alimentos e se não os puder gastar depressa podem vir a estragar-se. Ora estragar alimentos NUNCA é bom mas ainda o é menos nesta fase que estamos todos a viver e enfrentar. Por isso há alternativas para gastarmos de outra maneira alguns alimentos.

Já não temos alface fresca para a salada? Então façamos diferente e aproveitemos as cenouras que estão no frigorífico. Dão um excelente acompanhamento para qualquer prato.

Ora vejam.

 

Cenouras Temperadas

 

IMG_20200320_202306.jpg

 

2 cenouras

1 dente de alho finamente picado

1 raminho de coentros picados ou salsa ou cebolinho

1 colher de chá de sementes de alcaravia, cominhos ou de sésamo

50 ml de azeite

 

Cozer as cenouras cortadas em palitos por cerca de dez minutos.

Escorrer e misturar com os restantes ingredientes.

Servir como acompanhamento.

 

Seg | 30.03.20

ficaremcasa#11

 

Diz que o medicamento para a malária é eficaz, mas como isto é muito diz-que-disse não sei se é verdade ou não.

Mas o quinino na água tónica deve ajudar por isso, e porque nem sempre se pode estar a beber Gin Tónico (mas porquê???), aqui fica uma sugestão que refresca e até dá para enganar 

 

Água Tónica com Hortelã e Gengibre

 

IMG_20200306_191002.jpg

 

1 raminho de hortelã

Sumo de ½ limão

3 rodelas de gengibre

200 ml de água tónica fresca

 

Misturar todos os ingredientes num copo e por cima deitar a água tónica.

 

Sex | 27.03.20

ficaremcasa#10

 

Dois ingredientes, 4 passos, sobremesa pronta.

Querem melhor? Estudassem! 

 

Mousse Rápida de Morangos

 

IMG_20200315_131613.jpg

 

1 embalagem 250 grs de queijo Quark

100 grs de morangos

 

  1. Triturar os morangos com a varinha mágica numa taça até ficar em polpa.
  2. Retirar metade para duas tacinhas para servir.
  3. Juntar o queijo Quark à restante polpa e bater com a vara de arames para formar a mousse.
  4. Deitar a mousse nas taças, sobre a polpa dos morangos.

 

Qui | 26.03.20

ficaremcasa#9

 

E hoje temos atum a sério!

Uma receita facílima, ligeiramente adaptada da receita que fez uma amiga minha que tem a mania que não sabe cozinhar mas que se sai muito bem.

 

Quiche de Atum

 

IMG_20200321_192002.jpg

 

1 base de massa folhada (ou quebrada)

1 lata de atum

2 colheres de sopa de azeite (usei do que vinha na lata do atum)

1 alho francês

1 pimento às tiras (usei vários tipos, congelado)

3 ovos

100 ml de natas

10 ml de iogurte

100 ml de leite

Sal e pimenta q.b.

 

Alourar o alho francês em rodelas no azeite juntamente com as tiras de pimento.

Numa taça bater os ovos com as natas, iogurte e leite. Temperar a gosto com sal e pimenta.

Estender a massa na tarteira e pôr o alho francês e os pimentos e por cima espalhar o atum. Deitar a mistura de natas sobre o atum e levar a forno quente por cerca de 25 a 30 minutos, dependendo do forno.

Servir com uma salada.

 

Qua | 25.03.20

ficaremcasa#8

 

Então Belita, que nos trazes hoje?

Hoje temos uma pasta de atum vegan.

Pasta de atum vegan??? Mas se tem atum não pode ser vegan!

Chiuuuu, é falsa!!! Tão falsa como as fake news (já para não falar do bronzeado do Trump) 

Cuidem-se.

 

Pasta fake de atum

 

IMG_20200324_201046.jpg

 

150 grs de grão-de-bico

1 cebola pequenina picada

Sumo e raspa de ½ limão

1 raminho de salsa e coentros (ou só salsa)

1 talo de aipo

1 colher de sopa de mostarda

1 colher de sopa de azeite

 

Esmagar grosseiramente o grão-de-bico com um garfo.

Misturar os restantes ingredientes e servir como pasta para barrar em tostas ou em sandes.

 

IMG_20200324_191102.jpg

 

Ter | 24.03.20

ficaremcasa#7

 

Não deixem estragar!

Se têm por ai fruta já a ficar com aquele ar de que o próximo passo é o lixo… esta não é mesmo altura para desperdiçar. Nenhuma altura é mas todos sabemos que às vezes se facilita, é só uma banana, é só um bocadinho de bife, é só um bocado de arroz que não dá para ninguém… Só. Que. Dá!

Basta que se apresente doutra maneira, serve para um batido, serve como acompanhamento a outra refeição, temos que ser criativos na maneira de usar sobras ou ingredientes que já não têm aquele aspecto apelativo.

Hoje eram uns morangos, já a ficar mirradinhos depois de uma semana no frigorífico. E eram só uns 250 grs. Sai uma compota!

 

Compota Rápida de Morangos

 

IMG_20200315_181208.jpg

 

250 grs de morangos lavados e cortados em pedacinhos

50 grs de açúcar (ou mel, se é o que há à mão)

Sumo de ½ limão

1 raminho de tomilho (opcional)

 

Juntar tudo num tachinho e levar ao lume até levantar fervura. Baixar o lume e deixar fervilhar por uns quinze minutos.

Deitar num frasco bem lavado e fechar.

Quando frio guardar no frigorífico e usar ao longo de duas semanas.

 

Notas: podemos usar um pau de canela em vez do tomilho ou ½ colher de chá de extracto de baunilha ou mesmo uma colher de sopa de açúcar baunilhado.

 

Seg | 23.03.20

ficaremcasa#6

 

*Serviço Público*

Uma receita que não implica o uso de máquinas, robots nem força para amassar.

 

Pão Artesanal para Tótós

4 ingredientes (um deles é água!)
1 taça + 1 colher de pau + 1 tacho com tampa

 

500 grs de farinha de trigo sem fermento
1 pitada de sal
1 saqueta de fermento de padeiro (+ ou - 5 grs)
480 ml de água morna

Numa taça misturar todos os ingredientes mexendo com a colher de pau até estarem ligados (foto 1).

Tapar e deixar repousar pelo menos 2 horas (foto 2).

Meia hora antes de cozer o pão, aquecer o forno e pôr lá dentro um tacho com tampa (pode ser de barro, ferro ou alumínio) durante 20 minutos.
Retirar do forno e polvilhar farinha no fundo do tacho. Deitar a massa no tacho e voltar a polvilhar com farinha. Tapar e levar ao forno por 30 minutos. Retirar a tampa do tacho e voltar a pôr no forno por mais 15 minutos.
Retirar do forno (foto 3).

 

Notas: Usei uma forma de barro com tampa, a tampa é o segredo para que o pão fique bem tostado; usei 400 grs de farinha de trigo e 100 grs de farinha de centeio mas pode ser feita qualquer combinação ou usar apenas trigo.

90511618_3372234679458445_8533993411768745984_n.jp

foto 1

90561087_3372234662791780_6465703171091070976_n.jp

foto 2

90728102_3372234709458442_1750231436914327552_n.jp

foto 3

#STAYTHEFUCKHOME

Nota: adaptado desta receita 

Sex | 20.03.20

ficaremcasa#5

 

Hoje deixo uma receita nova. Feita ontem em 30 minutos de ponta-a-ponta, ou seja, desde que entrei na cozinha até que barrei manteiga num destes maravilhosos scones.

E não se usa nada de mais, a não ser aquelas coisas que todos acabamos por ter na despensa.

A receita é da fantástica Nigella Lawson. E em boa hora. Se não for para o chá das cinco que seja porque apetece. É terapêutico e até podem pôr os miúdos a fazer!

O original pode ser encontrado aqui, fiz apenas metade e saltei o que não tinha em casa.

Cuidem-se.

 

Scones

 

IMG_20200319_202641.jpg

 

250 grs de farinha com fermento

1 pitada de sal

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

50 grs de manteiga (usei vaqueiro sabor a manteiga)

150 ml de leite

 

  1. Aquecer o forno
  2. Numa taça misturar a farinha, sal e bicarbonato. Pôr também a manteiga em cubinhos e esfarelar com as mãos até não encontrar pedaços de manteiga. De seguida juntar o leite e misturar bem até que a massa deixe de pegar.
  3. Estender na bancada com o rolo.
  4. Cortar os scones com um cortador ou um copo (deu 13)
  5. Pôr num tabuleiro forrado com papel vegetal e pincelar com leite (ou com ovo batido) e levar ao forno por 12 a 15 minutos.
  6. Servir com manteiga (da boa!) e compota.

 

IMG_20200319_200402.jpg

 

IMG_20200319_200259.jpg

 

 

 

Qui | 19.03.20

ficaremcasa#4

 

Então, já sabem quantos grãos de açúcar tem cada pacote de quilo? E se for do mascavado?

Toca a distrair, que isto não pode ser só trabalhar, só trabalhar!

Continuamos a trazer aqui receitas fáceis e que podem ajudar num aperto. Hoje, e porque uma amiga estava aflita por não ter sumos em casa mas tinha um limão, lembrei-me desta. A hortelã pode ficar de fora se não tiverem.

O original pode ser consultado aqui.

 

Refresco de limão com hortelã

 

download.png

 

1 limão

1 litro de água

50 grs de açúcar

5 folhas de hortelã

 

Lavar o limão, retirar as pontas e cortar em quadradinhos. Pôr no liquidificador juntamente com os restantes ingredientes. Liquidificar até não se verem bocados, cerca de 20 segundos. Coar para uma garrafa ou caneca e servir fresco ou com gelo.

 

Qua | 18.03.20

ficaremcasa#3

Deixo mais uma sugestão para quem precisa urgentemente de fazer pizas para os miúdos ou graúdos e não tem bases. Nem pode ir ao supermercado.

É fácil de fazer e farinha e fermento temos quase sempre em casa.

E se não temos fermento de padeiro, temos daquele da latinha vermelha. Não é a mesma coisa mas dá para o gasto. Se precisarem dessa receita digam que também se arranja.

 

Massa para Pizza

 

massa.JPG

 

1 copo de água morna

1 colher de sopa de óleo de girassol

1 colher de sobremesa de fermento de padeiro granulado

1 pitada de sal

2 a 3 copos de farinha

 

Numa taça põe-se a água morna, o óleo, o fermento de padeiro e o sal.

Junta-se a farinha (usei cerca de dois copos e meio) e bate-se com a batedeira com os batedores de amassar (normalmente as batedeiras vêm com dois conjuntos de batedores, uns para natas e claras, outros para massas).

Bater até a massa se despegar da taça, aí um ou dois ou três minutos.

Retirar da taça e deixar repousar por dez minutos. Estender com a ajuda de um rolo da massa e sobre uma base polvilhada com farinha.

Esta quantidade dá para duas pizzas médias.

 

Ter | 17.03.20

ficaremcasa#2

 

A palavra de ordem é criatividade!

E isso significa que se uma receita pede um ingrediente e nós não o temos, fazemos na mesma mas a usar outro que tenhamos.

Esta receita foi feita para gastar acelgas que na altura tinha a dar com um pau! Mas se a fizer agora, vou usar espinafres congelados ou até feijão (tenho uma carrada dele no congelador). E tomate, se não houver congelado que seja de lata ou de frasco.

Não tenham medo de fazer diferente. O pior que pode acontecer é não voltarem a fazer essa receita, o melhor que pode acontecer é terem descoberto ‘a’ receita da vossa vida.

O original está aqui.

Cuidem-se.

 

Shakshuka de Acelgas Coloridas

 

IMG_4622.JPG

 

1 cebola picada

2 colheres de sopa de azeite

2 tomates bem maduros

¼ de pimento vermelho

1 mão-cheia de talos de acelgas

1 colher de chá de piripiri

1 pitada de sal

3 ovos

Pimenta q.b.

 

Picar a cebola e alourar no azeite. Adicionar o pimento picado, os talos de acelgas cortados em rodelas e o tomate picado sem pele. Temperar com sal e piripiri.

Deixar refogar em lume brando até engrossar um pouco. Se necessário adicionar um pouquinho de água.

Quando estiver com um molho grossinho, adicionar os ovos, um de cada vez e tapar a frigideira com um testo grande. Deixar cozer os ovos de acordo com a preferência (mais ou menos líquidos), polvilhar com pimenta e servir com bastante pão estaladiço e um copo de vinho!

 

Seg | 16.03.20

ficaremcasa#1

 

Esta semana passamos a algo de diferente.

Vou aqui deixar algumas sugestões para refeições agradáveis mas que não gastem muitos ingredientes e que os que usam sejam daqueles que normalmente temos à mão na despensa, mesmo quando o que temos é mais básico.

Além disso, vamos tentar que sejam rápidas a pôr na mesa que isto de estar em casa a trabalhar não estica as horas 

Começamos com uma receita que aqui deixei recentemente mas que vale a pena recordar.

Podem encontrar o original aqui.

Cuidem-se.

 

Spaguetti Aglio & Olio

 

IMG_20190920_203836.jpg

 

150 grs de esparguete tricolor

1 fatia de pão de mistura seco ralado

50 ml de azeite

1 colher de chá de piripiri

4 dentes de alho

1 raminho de salsa

Sal q.b.

 

Cozer o esparguete em água com sal e reservar.

Tostar o pão ralado numa frigideira com um fio de azeite e reservar.

Na mesma frigideira, aquecer o restante azeite com o piripiri e alourar os alhos cortados ao alto. Juntar o esparguete cozido e escorrido, adicionar um bocadinho da água de cozer a massa e verificar o sal.

Polvilhar com a salsa picada e com o pão ralado tostado e servir.

 

Notas: podemos substituir o esparguete tricolor por esparguete normal e a salsa por outra erva que tenhamos à mão, coentros, orégãos ou cebolinho

 

Sex | 13.03.20

dos tempos...

 

Nesta altura em que o assunto é só um, vamos manter-nos atentos às orientações das entidades competentes e cumpri-las.

Por nós e pelos outros.

 

Bolo de Citrinos ao estilo Marroquino

 

IMG_20200308_180255.jpg

 

Bolo:

100 grs de amêndoa moída

200 grs de farinha de trigo com fermento

1 colher de chá de fermento em pó

200 grs de açúcar amarelo

5 ovos

200 ml de azeite (ou óleo de girassol)

2 colheres de sopa de mel

Raspa de 2 laranjas

Raspa de ½ limão

1 colher de chá de água de flor de laranjeira (opcional)

Xarope:

4 colheres de sopa de mel

Sumo de 2 laranjas

Sumo de ½ limão

1 colher de chá de água de flor de laranjeira (opcional)

 

Aquecer o forno e untar uma forma (usei refractária).

Numa taça juntar a amêndoa, a farinha, o fermento e o açúcar.

Noutra taça misturar os ovos com o azeite (ou óleo), o mel, os sumos de laranja e limão e a água de flor de laranjeira, se usar. Bater com a batedeira durante dois minutos. Adicionar a mistura da outra taça e bater até estar tudo envolvido.

Deitar na forma e levar ao forno por cerca de 30 minutos (verificar com um palito).

Entretanto levar os ingredientes do xarope ao lume numa caçarola e deixar fervilhar por cinco minutos.

Retirar o bolo do forno logo que esteja cozido e deixar arrefecer ligeiramente. Fazer furos com um palito e deitar cuidadosamente o líquido sobre o bolo. Deixar arrefecer completamente.

 

Nota: receita adaptada desta

Qui | 12.03.20

nhack!!!

 

Confesso desde já que não sou a maior apreciadora de couve-flor. Que não restem dúvidas 

Mas depois veio esta receita! Converteu-me 

 

Caril de Couve-flor e Batata Doce

 

IMG_20200307_200708.jpg

 

1 colher de sopa de óleo de coco (ou outro óleo vegetal)

1 cebola roxa

2 dentes de alho ralados

1 pedacinho de gengibre ralado

1 malagueta pequena (opcional)

2 tomates (usei congelados)

1 couve-flor pequena

1 batata doce laranja

1 colher de sopa de caril em pó

1 colher de chá de coentros em pó

1 colher de chá de garam masala

1 copo de água (ou caldo de legumes)

100 ml de leite de coco

Coentros picados

 

Separar a couve flor em ramos sem serem muito pequeninos. Descascar a batata doce e cortar em dados grandes.

Aquecer o óleo e alourar a cebola. Adicionar o alho e o gengibre ralados e a malagueta se usar e mexer. Deitar uma colher ou duas de água para não pegar.

Juntar os raminhos de couve-flor e os quadrados de batata doce, o caril, os contros em pó, o garam masala e o tomate picado. Mexer, apurar por mais um minuto ou dois e adicionar a água.

Deixar cozer por 20 minutos e de seguida adicionar o leite de coco. Deixar levantar fervura e servir polvilhado com os coentros picados.

 

Nota: adaptei a receita original

 

Ter | 10.03.20

instantes

 

De vez em quando compro uma embalagem de lentilhas, cozo-as de uma vez e depois congelo em porções individuais para usar assim de repente. Faço o mesmo com feijão-frade, grão-de-bico e feijões variados.

Eu sei que um frasco ou uma lata desses alimentos não custa assim tanto mas gosto de ser eu a cozer porque assim não ponho sal na cozedura e até posso aproveitar a água de cozer para fazer sopa, ‘claras’ em castelo, etc.

Além disso, se quando estão a demolhar e a cozer lhe juntarmos um pedaço de alga, isso vai ajudar a que as leguminosas percam aquele efeito de fermentação, tornando a sua digestão bem mais fácil. A alga kombu é a mais utilizada. Nunca usei essa mas já experimentei com a que tinha em casa e que se chama ‘esparguete do mar’ e funcionou lindamente.

Próximo passo: apanhar algas na praia!

 

Salada de Lentilhas

 

IMG_20200224_201626.jpg

 

100 grs de lentilhas cozidas

50 grs de Queijo Feta

2 ovos cozidos

½ abacate maduro

Gomásio q.b.

Coentros picados

Sumo de limão q.b.

 

Pôr as lentilhas, o queijo e os ovos numa taça juntamente com o abacate cortado em cubos.

Polvilhar com Gomásio a gosto e com os coentros picados e com sumo de limão a gosto.

 

Seg | 09.03.20

mais uma volta

 

Não me canso destes começos de dia que se preparam na véspera enquanto se trata do jantar. Quem já se rendeu?

 

Copo de Chia e Iogurte

 

IMG_20200212_072739.jpg

 

¼ de copo de sementes de chia

200 ml de leite (ou bebida vegetal)

½ banana

1 colher de chá de manteiga de amendoim

3 framboesas

 

Misturar as sementes de chia e o leite e deixar repousar por uma hora ou até ao dia seguinte até formar um pudim (nos primeiros dez minutos mexer de vez em quando para não ficar aglomerado).

Cortar meia banana ao alto e pôr as fatias no fundo do copo, à volta. Pôr colheradas de pudim de chia no frasco até encher e por cima a manteiga de amendoim. Enfeitar com framboesas e servir. 

 

IMG_20200212_072902.jpg

 

Ter | 03.03.20

Domo Arigato

 

O Gomásio - mistura de sésamo (goma) e sal (sio) - é um condimento japonês muito utilizado para substituir o sal.

É considerado muito benéfico para a saúde já que apesar de ter sal é em muito pouca quantidade e deve ser feito numa proporção de 1 parte de sal para 10 ou mesmo 15 partes de sementes de sésamo.

É muito rico em fibra, vitaminas e minerais (cálcio, magnésio, fósforo e ferro, entre outros). Também é rico num aminoácido chamado triptofano que ajuda a produzir a serotonina, que é conhecida como a ‘armona’ da felicidade  (também encontrado nas bananas e chocolate, o que poderia ser melhor???)

Se todas as razões acima não vos convenceram, só mais esta: é facílimo de fazer!!!

 

Gomásio

 

IMG_20200224_200508.jpg

 

150 grs de sementes de sésamo

1 colher de chá de sal marinho

 

Tostar ligeiramente as sementes de sésamo numa frigideira. Reservar e na mesma frigideira tostar também o sal (três ou quatro minutos).

Deixar arrefecer e pôr ambos ingredientes num almofariz. Esmagar com o pilão até ter a maioria das sementes esmagadas. Em alternativa pode triturar-se num robot de cozinha.

Guardar num frasco ou caixa hermética no frigorífico.

Usar como tempero em saladas, sopas, pratos de ovos, etc.

 

Seg | 02.03.20

Versões de trazer por casa

 

Sempre gostei muito de leite achocolatado e mesmo já em adulta comprava daquelas embalagens cheias de pacotinhos. Mas sempre achei o leite achocolatado doce demais e algumas vezes até misturava com leite normal para que não fosse tão doce.

Até que comecei a achar que isso não fazia sentido nenhum já que tinha o trabalho de estar a verter do pacotinho e juntar leite. Além de que continuava a ser muito doce.

Decidi fazer o meu próprio leite achocolatado e além disso posso variar nos sabores já que umas vezes junto-lhe canela, outras baunilha, outras pó de maca peruana e também posso adoçar com mel, pasta de tâmaras, xaropes de ácer ou agave.

É à escolha e é portátil para levar para o trabalho!

 

Leite Achocolatado

 

IMG_20200228_092148.jpg

 

200 ml de leite (ou bebida vegetal)

2 colheres de chá de cacau em pó

1 colher de chá de linhaça moída

1 colher de chá de Maca Peruana em pó

1 colher de chá de mel (ou outro adoçante à escolha)

 

Misturar todos os ingredientes num frasco com tampa hermética.

Quando for para consumir, agitar bem de modo a ficar tudo bem misturado.

 

IMG_20200225_155050.jpg

(com canela)