Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Belita, a Rainha dos Couratos

Belita, a Rainha dos Couratos

Qua | 31.07.19

Tesourinhos #14

 

Este tesourinho é mesmo pequeno, nem sequer é uma receita.

Mas fiquem a saber que abrilhanta muitas saladas e fica lindo demais.

Para quem faz ou compra picles de beterraba, é só mergulhar os ovos cozidos dentro do líquido do frasco depois de gasta a beterraba. Deixa-se uma horas (pode ficar dias) et voilà!!!

Já sabem, o original está aqui.

 

ovos vermelhos???

 

6731683_urjvi.jpeg

 

 

Sim!!!

Quando depois de cozidos os mergulhamos umas horitas dentro do frasco dos pickles de beterraba 

 

Ter | 30.07.19

sem base!

 

Mais uma receita adaptada para gastar os excessos de produtos da época. Que podem ser congelados mas depois a arca fica atulhada e ainda faltam os tomates maduros para guardar para o inverno.

Não se pode ter tudo, é o que é… mas entretanto podemos comer bem 

 

Quiche de Espinafres e Queijo Feta

 

IMG_20190719_204637.jpg

 

1 colher de sopa de azeite

2 dentes de alho picados

1 cebola picada

1 molho de espinafres, retirar as folhas, lavar e escorrer

4 ovos batidos

100 grs de queijo Feta cortado em cubos

25 grs de queijo Manchego ralado

1 colher de sopa de salsa picada

1 colher de sopa de cebolinho picado

1 pitada de noz-moscada

1 pitada de sal

1 pitada de pimenta preta

 

Aquecer o forno e untar uma tarteira.

Alourar os alhos e a cebola picados no azeite e adicionar os espinafres, vão perder muito volume por isso tem que ser uma quantidade jeitosa. Temperar com sal e pimenta e logo que estejam todos amolecidos, desligar o lume.

Bater os ovos, temperar com uma pitada de noz-moscada e adicionar as ervas picadas e os queijos. Juntar os espinafres e envolver. Deitar na forma e levar ao forno por cerca de 25 minutos ou até estar alourado.

Retirar e servir como prato principal ou como acompanhamento.

 

Nota: As sobras servem para fazer sandes.

 

Seg | 29.07.19

do feio se faz bonito

 

Para quando sobram aquelas partes da pescada que não têm o melhor aspecto, disfarçamos assim.

 

Sandes de Pasta de Pescada

 

IMG_20190728_202815.jpg

 

Pasta:

100 grs de pescada cozida

1 raminho de salsa

1 raminho de cebolinho

1 haste de aipo

Sal e pimenta q.b.

50 ml de maionese

Extras:

Ovo cozido

Alface

Tomates cherry

 

Triturar os ingredientes da pasta no robot de cozinha.

Espalhar esta pasta em pão de centeio e por cima pôr ovo cozido, alface e tomates cherry cortados ao meio.

 

Nota: quando faço pescada cozida 'com todos' aproveito e cozo também aqueles rabos e postas feiosos e alguns ovos para ter à mão para outras utilizações.

Os ovos cozidos ponho ao pé dos outros mas escrevo 'cozidos' com um marcador para não haver enganos 

 

Sex | 26.07.19

#upsidedown

 

Aqui está uma receita à minha medida! (e com isto quero dizer que era capaz de comer este bolo todo  )

Aproveitem para ligar o forno que isto pede uma ajudinha no que às temperaturas se refere.

E passem um bom fim de semana.

 

Bolo Up Side Down de Maçã

 

20180916_125915.jpg

 

Base:

60 grs de manteiga

100 grs de açúcar

1 colher de chá de canela em pó

2 maçãs grandes (usei 4 pequenas)

Bolo:

190 grs de farinha

1 colher de chá de fermento em pó

1 pitada de sal

1 colher de chá de canela em pó

115 grs de manteiga amolecida (usei Becel Cozinha)

130 grs de açúcar

2 ovos grandes

1 colher de chá de extracto de baunilha

120 ml de leite

 

Ligar o forno e untar uma forma (usei uma quadrada de 20 cms lado).

Num tachinho juntar a manteiga, o açúcar e a canela da base e levar ao lume até ficar completamente derretido.

Deitar no fundo da forma e por cima espalhar as maçãs descascadas e cortadas em fatias medias.

Numa taça misturar a farinha com o fermento, sal e canela. Reservar.

Noutra taça (ou na batedeira) bater a manteiga com o açúcar até ficar cremoso, adicionar os ovos um a um e o extracto de baunilha. Adicionar a mistura da farinha alternadamente com o leite até gastar todas as quantidades. Deitar a massa sobre a base da forma com as maçãs e levar ao forno por cerca de 30 a 40 minutos (verificar com um palito para ver se está bem cozido).

Quando pronto retirar do forno e deixar arrefecer por uns dez minutos. de seguida deitar sobre um prato e servir morno ou frio.

 

Qui | 25.07.19

à doentinho

 

Quando adoramos comer mas estamos com uma gastroenterite mas mesmo assim não queremos comida de hospital mas mesmo assim sabemos que temos que ter juízo…

Já passou! E este frango bem ajudou a uma comida de domingo que não fosse só água e arroz cozido 

 

Frango Assado 

 

IMG_20190623_130913.jpg

 

4 coxas e pernas de frango caseiro

Sal q.b.

6 dentes de alho

Azeite q.b.

 

Pôr o frango numa assadeira forrada com papel de ir ao forno (molhado) e espalhar os dentes de alho (com a casca) e temperar de sal. Deitar um fio de azeite por cima e fechar o papel e pôr uma tampa na assadeira.

Levar ao forno por cerca de hora e meia a duas horas com temperatura média.

A meio verificar se precisa de algum líquido extra (água quente) para não pegar.

Servir com arroz branco.

 

Qua | 24.07.19

Tesourinhos #13

 

Mais um tesourinho, daqueles de fundo de baú e a cheirar a naftalina!!!

O original pode ser encontrado aqui.

 

Há uma data de anos, havia uma revista chamada Guia, cujo editor da secção culinária era o Manuel Luís Goucha (quando ele ainda não vestia casacos às flores

Havia um espaço para os leitores, se quisessem colocar questões ou enviar receitas. Nessa época eu não tinha o menor gosto pela cozinha e apenas sabia fazer bem Esparguete à Bolonhesa e Natas do Céu.

E foi essa receita, das Natas do Céu, que enviei para a revista e que foi publicada!!! 

Ó p’ra ela:

 

8644348_u0tP3.jpg

 

Natas do Céu

 

8644350_qn0y1.jpg

 

200 grs de bolacha torrada

4 ovos

2,5 dl de natas

12 colheres de sopa de açúcar

½ litro de leite

1 colher de sopa de farinha maizena

1 vagem de baunilha

Canela em pó

 

Colocar as bolachas partidas em pedaços, ou trituradas, no fundo de uma taça de vidro.

Bater as natas juntamente com quatro colheres de sopa de açúcar até obter um chantilly espesso.

Bater as claras em castelo firme. Adicionar quatro colheres de sopa de açúcar e continuar a bater até estar com a consistência de suspiro. Incorporar as claras nas natas batidas. Deitar esta mistura sobre as bolachas e levar ao frigorífico.

Com o leite, as gemas, a farinha Maizena, a baunilha e o restante açúcar (quatro colheres de sopa) preparar um leite creme.

Depois de frio, deitar o leite creme sobre o doce na taça. Polvilhar com canela em pó.

 

Nota: Se quiser preparar esta sobremesa para o próprio dia deve salpicar as bolachas com uma chávena de café bem forte para as amolecer.

 

Ter | 23.07.19

e não é doce!

 

Quando queremos outras ideias para gastar a produção da horta e encontramos receitas destas, pensamos: porque não???

 

Queques de Curgete e Queijo Feta

 

IMG_20190720_092716.jpg

 

200 grs de farinha com fermento

1 colher de chá de fermento em pó

½ colher de chá de bicarbonato de soda

½ colher de chá de sementes de cominho preto (Nigella sativa)

1 ovo grande

150 ml de leite com 1 colher de chá de vinagre

50 ml de óleo de girassol

1 curgete pequena ralada e escorrida do excesso de líquido

100 grs de queijo Feta esfarelado

 

Aquecer o forno e pôr forminhas plissadas em formas de queques (8).

Numa taça misturar a farinha com o fermento, o bicarbonato e as sementes de cominho preto.

Noutra taça misturar o ovo com o leite e o óleo.

Misturar os conteúdos das duas taças e adicionar a curgete ralada e o queijo Feta sem mexer demais.

Deitar às colheradas nas forminhas e levar ao forno por cerca de 20 minutos. verificar a partir dos 15 minutos com um palito.

Retirar do forno e deixar arrefecer.

 

Nota: podem ser congelados depois de frios.

 

Seg | 22.07.19

sob disfarce

 

No verão os pequenos-almoços querem-se frescos e refrescantes.

Sim, no verão é assim. Mas o verão parece que foi de férias para outras paragens ou então as manhãs aqui por esta zona ainda não fizeram o update e estão muito frescas.

Por isso ainda ando à volta das papas de aveia, só que as enfeito com frutas de verão para disfarçar  

 

Taça de Aveia e Cerejas

 

IMG_20190705_073512.jpg

 

3 colheres de sopa bem cheias de flocos de aveia

1 pitada de sal

3 tâmaras em pedaços

Água q.b.

1 colher de chá de tahini

1 colher de chá de mel

Cerejas

Banana

Pólen de Abelha

 

Num tachinho misturar os flocos de aveia com o sal e as tâmaras. Cobrir com água e levar ao lume até engrossar sem parar de mexer, se necessário pôr mais um pouco de água. Isto demora apenas quatro ou cinco minutos a fazer.

Deitar esta mistura numa taça e se estiver ainda muito grosso adicionar um pouco de leite ou bebida vegetal. Juntar o tahini e o mel e mexer e de seguida pôr as frutas e polvilhar com o pólen de abelha.

Servir de imediato.

 

Sex | 19.07.19

Isto é por fases

 

Agora estamos na fase das ameixas. A minha ameixeira só tem lá meia dúzia delas e ainda não estão maduras mas as da vizinhança, que são de outra variedade, estão a dar como se o mundo fosse acabar e ninguém, por muitas ameixas que coma, consegue dar vazão. Por isso comi, já fiz compota e agora experimentei esta receita. Saiu mesmo bem!

A repetir, até porque não faltam ameixas para gastar

 

Bolo de Ameixas Brancas

 

IMG_20190713_210821.jpg

 

1 e ½ copos de farinha

1 e ½ colheres de chá de fermento em pó

1 colher de chá de canela

1 pitada de noz-moscada

1 pitada de cardamomo em pó

1 pitada de sal

100 grs de manteiga amolecida (usei Becel Cozinha)

1 copo de açúcar amarelo (retirar 2 colheres de sopa e reservar)

1 ovo grande

1 colher de chá de extracto de baunilha

½ copo de leite

Ameixas q.b. sem caroço, cortadas em quartos

 

Aquecer o forno e untar uma forma de fundo amovível.

Numa taça misturar a farinha, o fermento, as especiarias e o sal.

Na taça da batedeira bater a manteiga com o açúcar até ficar um creme esbranquiçado. Juntar o ovo e a baunilha e bater. Adicionar a farinha em três vezes alternada com o leite e envolver. A massa fica espessa mas é mesmo assim.

Deitar a massa na forma untada e por cima dispor as ameixas e polvilhar com as duas colheres de açúcar que guardámos.

Levar ao forno por cerca de 40 minutos (verificar com um palito, os fornos são todos diferentes).

Quando estiver cozido retirar do forno e desenformar. Deixar amornar e servir com uma bola de gelado ou assim, simples.

 

IMG_20190717_074519.jpg

 

Qui | 18.07.19

Hummmm

 

Gosto de salmão e normalmente compro o ‘selvagem’. É um pouco mais seco porque não é engordado com farinhas e outros aditivos mas tem um sabor formidável.

Vi esta receita e achei que devia ser excelente para um lombo grande de salmão que tinha no congelador. Não a segui à risca porque não tinha espinafres à mão mas só posso dizer que ficou uma maravilha, mesmo assim.

 

Salmão com Molho Cremoso

 

IMG_20190510_203239_1.jpg

 

4 lombos de salmão com pele

Sal e pimenta q.b.

2 colheres de sopa de azeite

1 colher de sopa de manteiga

1 chalota (ou cebola) finamente picada

2 dentes de alho muito picadinhos

1 pitada de piripiri

200 ml de leite de coco

1 colher de sopa de queijo-creme

Sumo de 1 limão

Salsa picada

Cebolinho picado

 

Temperar o salmão com sal e pimenta, a gosto.

Aquecer o azeite e adicionar o salmão com a pele para baixo. Cozinhar por dois ou três minutos dependendo da grossura das postas e virar para o outro lado cozinhando por mais dois ou três minutos ou até estar no ponto desejado.

Retirar o salmão da frigideira e reservar. À frigideira adicionar a manteiga, a chalota e o alho e deixar alourar. Juntar o piripiri, o leite de coco e o queijo-creme e deixar engrossar o molho em lume brando, mexendo para não pegar. Adicionar o sumo de limão a salsa e o cebolinho e juntar os lombos de salmão deixando no lume por mais uns segundos de modo a ficarem quentes. Salpicar novamente com salsa e cebolinho e servir com puré de batata e verduras salteadas.

 

Seg | 15.07.19

e o verão? foi de férias

 

Quando tenho maçãs a mais e já com um ar passado, nem sempre faço bolo (a maioria das vezes até faço, mas nem sempre  )

Por isso de vez em quando cozo um tachinho de maçãs e depois guardo no frigorífico ou congelo e vou tirando para os pequenos almoços ou lanches no trabalho.

 

Iogurte com Maçã Cozida e Canela

 

IMG_20190630_092040.jpg

 

Maçã cozida

Canela

Iogurte grego

Mel

Pólen de abelha

 

Pôr na taça por esta ordem.

Comer.

 

Sex | 12.07.19

#diabom

 

No meu local de trabalho organizaram um mercado de rua e quem quis inscreveu-se para vender o que lhes apetecesse.

Havia bancas com trabalhos artesanais, decoração, bijuteria, artigos em segunda-mão e, claro está, comes e bebes!

Ora comes e bebes é o meu ‘nome do meio’ por isso estive presente com uma banca a vender bolos, granolas, hortaliças, ervas aromáticas e compotas.

Um dos heróis da festa foi este bolo, deixo-vos a receita que encontrei aqui.

 

Bolo de Ruibarbo e Amêndoa

 

IMG_20190711_225030.jpg

 

1 e ½ copos de farinha com fermento

½ copo de farinha de amêndoa

1 colher de chá de fermento em pó

1 pitada de sal

100 grs de manteiga amolecida

3 colheres de sopa de óleo de girassol

2 ovos grandes

1 copo de açúcar granulado

Raspa de 1 laranja pequena

1 colher de chá de extracto de baunilha

1 colher de chá de extracto de amêndoa

1 copo de ruibarbo cortado em quadradinhos (mais algum para enfeitar)

 

Aquecer o forno e untar três forminhas de alumínio.

Numa taça peneirar a farinha, juntar a farinha de amêndoa, o fermento e o sal. Reservar.

Na taça da batedeira bater a manteiga e o óleo com os ovos e o açúcar por dois minutos e adicionar a raspa de laranja e os extractos. Continuar a bater em baixa velocidade enquanto se junta a mistura da farinha e os pedacinhos de ruibarbo.

Deitar nas formas untadas e por cima pôr umas tiras de ruibarbo. Levar ao forno por cerca de 20 minutos (verificar com um palito se está cozido, varia de forno para forno).

Retirar do forno e deixar arrefecer antes de desenformar.

 

Nota: pode-se usar outra fruta em vez do ruibarbo, morangos ou maçãs por exemplo.

 

IMG_20190712_113838.jpg

 

Qui | 11.07.19

vejo-me grega!

 

Yemista é uma palavra grega e significa recheado. É também o nome de um prato.

Este prato é muito comum quer nas casas quer nos restaurantes gregos e é tipicamente um prato de verão. Normalmente recheiam-se bastantes vegetais de uma assentada pois guarda-se bem no frigorífico por uns dias e é excelente comido frio (quente também!).

Experimentem com os vossos preferidos. Eu fiz com curgetes redondas e pimentos de Arnoia que era o que tinha a sair da horta. Mais tarde experimento também com tomates e beringelas.

Não segui a receita original à risca porque não usei beringela no recheio, de resto está mais ou menos.

 

Yemista / γεμιστά (vegetais recheados)

 

IMG_20190707_131013.jpg

 

1 cebola picada

100 ml de azeite

½ copo de salsa picada

2 dentes de alho picados

¼ de copo de cebolinha (ou cebolinho)

¼ de copo de aneto picado

2 copos de curgete ralada (o interior da curgete que se vai rechear)

2 tomates esmagados

1 copo de arroz Carolino

1 pitada de sal

1 pitada de pimenta preta

 

Para o molho:

1 frasco de 450 ml de molho de tomate

Azeite q.b.

Água q.b.

2 batatas

 

Retirar a polpa das curgetes e as sementes dos pimentos.

Alourar a cebola no azeite e adicionar a salsa, os alhos, a cebolinha, o aneto, a curgete ralada e os tomates esmagados. Mexer e juntar também o arroz e temperar de sal e pimenta. Deitar esta mistura dentro dos vegetais a rechear.

Pôr o molho de tomate no fundo de um recipiente de ir ao forno e por cima pôr os vegetais recheados. Pôr bocados de batata descascada para servir de suporte para que os vegetais não se virem (e depois também se come já que fica tão saborosa!).

Por cima deitar um pouco de água para soltar o molho e um fio de azeite. Levar ao forno tapado com papel de alumínio por cerca de duas horas.

Retirar e servir como acompanhamento ou como refeição principal.

 

Nota: se preferirem podem juntar carne picada ao recheio

 

Qua | 10.07.19

Tesourinhos #12

 

Este bolo é um espectáculo!

Não precisa de forno, apenas de frigorífico e só por isso assenta que nem uma luva em dias como estes em que as temperaturas são mesmo de verão.

E tem uma particularidade, foi o bolo de casamento servido na boda do príncipe William de Inglaterra com Kate Middleton. Que nisto de bolos de casamento, os ingleses não são tão enfadonhos como nós…

E já sabem, o original pode ser encontrado aqui

 

Bolo de Frigorífico

 

13357598_3Zpuh.jpg

 

150 grs de chocolate de leite

200 grs de chocolate negro

100 grs de manteiga

1 colher de chá de café granulado

1 pitada de sal

1 lata de leite condensado

300 grs de bolachas Digestive

 

Forrar uma forma de bolo inglês com papel vegetal (não é necessário untar).

Partir as bolachas em pedaços.

Numa caçarola põe-se a manteiga, os chocolates em pedaços e o sal. Leva-se a lume baixo e mexe-se até derreter.

Retira-se do lume e adiciona-se o leite condensado e o café. Mexe-se bem até ficar liso.

Juntam-se as bolachas ao creme e mexe-se para envolver bem. Deita-se a mistura na forma e leva-se ao frigorífico por umas horas ou até ao dia seguinte.

Para desenformar basta virar a forma e retirar o papel que envolve o bolo.

Servir em fatias finas porque é muito guloso!!!               

 

Nota: usei Becel cozinha em vez da manteiga

 

Ter | 09.07.19

anti receita

 

Do atum eu gosto de tudo! E como vou bastante para os lados da Galiza, já há uns anos que por lá encontrei latas de ventresca de atum (ou de bonito).

Ora como gosto de provar como é para contar como foi, experimentei e só vos digo que, se fosse possível gostar ainda mais de atum do que já gosto, quem ganhava era a ventresca!

Se nunca provaram, procurem nos supermercados. Actualmente também existem marcas portuguesas a produzir ventresca por isso é uma questão de procurarem nos enlatados que encontram de certeza. Se não encontrarem, façam com atum que dá igual 

A ventresca é, como o nome já adivinha, o ventre do bicho, com mais gordura do que o resto da carne mas também com muito mais sabor!

 

Salada com Ventresca de Atum

 

IMG_20190706_200911.jpg

 

Alface

Cenoura

Cebola

Beterraba

Couve Roxa

1 lata de ventresca de atum em azeite

 

Molho:

Azeite (pode ser o que vem na lata da ventresca), mostarda, molho de soja e vinagre balsâmico

 

Lavar e ripar a alface. Com uma mandolina ou no robot de cozinha cortar a cenoura, beterraba e couve roxa em tiras muito finas.

Cortar a cebola em meias luas e misturar numa taça juntamente com a alface.

Num frasco juntar os ingredientes do molho, tapar e agitar até que fique emulsionado.

Deitar em colheradas por cima da salada e dispor as lascas de ventresca.

 

Seg | 08.07.19

morrinha

 

O Sapo a falar em mim outra vez!

Obrigada pelo destaque. A receita em causa devia ser obrigatória para um estado de euforia imediato, qual prozac qual quê!?!!

 

Capture.PNG

 

O verão já leva uns dias e no entanto aqui pela zona de Aveiro e arredores ninguém diria. Ainda hoje de manhã estava a morrinhar e os 24ºC que dizem que vão estar hoje devem ser apenas entre as 14.30h e as 14.45h!!!

Por isso e para começar, papas de aveia! Com cerejas para dar o cheiro a verão 

 

Papas de Aveia com Cerejas

 

IMG_20190705_073504.jpg

 

3 colheres de sopa de flocos de aveia

150 ml de água

3 tâmaras

50 ml de leite

½ banana

5 cerejas

1 colher de chá de pólen de abelha

Mel q.b.

 

Numa caçarola cozer os flocos de aveia com as tâmaras e a água. Deixar engrossar mexendo por uns cinco minutos.

Retirar do lume e adicionar um pouco de leite até ficar com a espessura desejada.

Cortar a banana em rodelas e o as cerejas em quartos. Dispôr sobre as papas e polvilhar com pólen de abelha e um fio de mel.

 

Sex | 05.07.19

se não os podes vencer...

 

Não é para ser chata mas é que as curgetes não param de produzir e mesmo a guardar, a dar, a inventar, ainda sobram umas quantas para mais qualquer coisita.

Desta vez um bolo de chocolate, quem não???

Com a particularidade de ser tão escuro que nem dá para ver as pintinhas verdes da casca da curgete! E nem dá para perceber pelo sabor já que sabe a chocolate. Mesmo!

 

Bolo de Chocolate e Curgete

 

IMG_20190702_184911.jpg

 

Bolo:

2 ovos

125 ml de leite com 1 colher de sopa de vinagre

1 colher de chá de extracto de baunilha

¾ de copo de açúcar branco

¾ de copo de açúcar amarelo

4 colheres de sopa de cacau em pó

2 copos de farinha com fermento

1 pitada de sal

1 colher de chá de bicarbonato de soda

100 grs de manteiga amolecida

2 copos de curgete ralada com a casca

 

Cobertura:

100 grs de manteiga

4 colheres de sopa de cacau em pó

1 copo de açúcar em pó

6 colheres de sopa de leite

1 colher de chá de extracto de baunilha

 

Aquecer o forno. Untar um tabuleiro grande. Ralar a curgete e deixar escorrer.

Numa taça mexer os ovos, o leite com vinagre e a baunilha. 

Noutra taça misturar os açucares, o cacau, a farinha, o sal e o bicarbonato de sódio.

Juntar os ingredientes secos à mistura dos ovos e envolver adicionando a manteiga derretida. De seguida juntar a curgete ralada e ligeiramente espremida do excesso de líquido.

Deitar a massa no tabuleiro untado e lavar ao forno por cerca de 20 minutos (verificar com um palito pois depende do forno).

Entretanto preparar a cobertura. Numa caçarola derreter a manteiga. Juntar o cacau em pó, mexer e adicionar o leite, a baunilha e o açúcar em pó. Mexer bem até estar lisinho.

Retirar o bolo do forno logo que esteja cozido e por cima deitar a cobertura.

Deixar arrefecer e guardar no frigorífico até servir.

 

Nota: Este é um bolo que dá para muita gente, fiz num tabuleiro de 45x50 cms e rendeu imenso cortado aos quadrados. Excelente para festas de aniversário ou só porque sim 

Qui | 04.07.19

depressa e bem

 

Uma refeição que não demora muito a pôr na mesa. Gosto bastante de molhos que levem mostarda e este, com mostarda à antiga (a que tem misturados também alguns grãos de mostarda) é excelente. Pode ser usado também com outras carnes ou mesmo peixe. Experimentem.

 

Medalhões de Porco com Molho de Mostarda à Antiga

 

IMG_20190616_130606.jpg

 

1 lombinho de porco cortado em 10 rodelas

2 dentes de alho

Piripiri q.b.

Sal q.b.

1 colher de sopa de tomilho

Sumo de ½ limão

Azeite q.b.

250 grs de cogumelos

2 colheres de sopa de mostarda à antiga

100 ml de natas (usei de soja)

Salsa picada q.b.

 

Temperar o lombinho com os dentes de alho ralados, o piripiri, o sal, o tomilho e o sumo de limão.

Aquecer o azeite numa sertã e alourar as rodelas de lombinho de um lado e de outro por uns minutos. Retirar para um prato e reservar.

Adicionar à sertã os cogumelos cortados em quartos e saltear.

Misturar numa taça as natas com a mostarda e quando os cogumelos estiverem prontos voltar a pôr os lombinhos (juntamente com o líquido que largarem), acrescentar a mistura das natas e envolver bem. Polvilhar com salsa picada.

Servir com arroz e verduras salteadas.

 

Ter | 02.07.19

Obrigada!

 

Em dia de aniversário (meu, não do blogue ) o Sapo presenteou-me com um destaque. Foi um belo dia (01/07) e ficou ainda mais completo com este presente 

Capture.PNG

 

Agradeço a lembrança e retribuo com um dos melhores pequenos-almoços dos últimos tempos!

 

Pudim de Chia e Framboesas

 

IMG_20190522_073430.jpg

 

½ copo de sementes de chia

200 ml de leite de coco

10 framboesas esmagadas

1 colher de chá de xarope de ácer

1 colher de chá de tahini

 

De véspera misturar as sementes de chia com o leite de coco. Mexer bem e reservar no frio.

Esmagar as framboesas e pôr sobre o pudim de chia. Por cima pôr o xarope de ácer e o tahini.

Servir fresco.