Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Belita, a Rainha dos Couratos

Belita, a Rainha dos Couratos

Qua | 31.01.18

fácil e bom

 

Em cerca de uma hora (mas apenas 15 minutos de trabalho árduo (mentira!)  ) pomos este prato na mesa.

Fácil de fazer, com ingredientes de trazer por casa e muito saboroso, só falta experimentarem.

Esta receita (e ooutras variações) veio daqui.

 

Pudim Salgado de Pão (Strata)

 

IMG_20180113_165438_039.jpg

(antes de ir ao forno)

 

1 pão de cacete (de véspera se possível)

4 ovos

4 fatias de bacon

500 ml de leite

1 cebola

Sal e pimenta q.b.

150 grs de queijo ralado

Salsa picada

 

Cortar o bacon em tirinhas e saltear numa frigideira sem qualquer gordura. Retirar quando estiver dourado e reservar.

Na mesma frigideira saltear a cebola cortada em meias luas finas. Reservar.

Cortar o pão e separar cada fatia em pedaços mais pequenos. Juntar o bacon, a cebola, a salsa picada e o queijo ralado e temperar com sal e pimenta a gosto. Bater os ovos e o leite e deitar sobre a mistura do pão. Reservar umas horas ou de um dia para o outro no frigorífico. Levar ao forno por 45 minutos até estar lourinho.

Servir com uma salada ou vegetais cozidos.

 

Seg | 29.01.18

Bons começos

 

Até a dormir se pode fazer isto!

 

Batido de Clementinas e Banana

 

20180120_084103~2.jpg

 

200 ml de sumo de clementinas

200 ml de leite de amêndoa

1 banana pequena

1 colher de chá de açafrão das Índias

 

Misturar todos os ingredientes e bater no liquidificador ou com a varinha mágica.

Sex | 26.01.18

a lata!

 

Já cá faltavam. A sério, não tinham saudades de biscoitos?

 

Biscoitos de Canela e Gengibre

 

20171022_202950.jpg

 

1 copo de açúcar

1/2 copo de margarina

1 ovo grande

1 colher de chá de baunilha

1 1/2 copos de farinha

1 colher de sopa de canela

2 colheres de chá de gengibre

1 colher de chá de fermento

1/4 de colher de chá de sal

 

Bater a margarina com o açúcar, juntar o ovo e a baunilha e bater bem. Adicionar a farinha, canela, gengibre, fermento e sal e mexer bem.

Retirar bocadinhos de massa com as mãos e rolar nas mãos, fazendo umas bolinhas do tamanho de nozes. Passar por açúcar (3 colheres de sopa) e achatar.

Colocar num tabuleiro forrado com papel de ir ao forno e levar a forno médio por cerca de 10 a 15 minutos. Deixar arrefecer em redes e guardar numa lata.

 

Nota: Podem ser guardados noutros recipientes que fechem hermeticamente

Qui | 25.01.18

apanha se puderes

 

De uma maneira ou de outra, acho que não há semana em que não coma cogumelos. São a minha perdição e só tenho pena de não os conhecer e poder apanhar quando faço passeios no pinhal. Era capaz de trazer uma cesta cheia.

Mas como não os conheço e não me apetece gastar já o bilhete de ida, ‘apanho-os’ antes nas estantes do supermercado.

 

Cogumelos Recheados

 

20180106_203313.jpg

 

4 cogumelos brancos grandes

3 fatias de bacon, picadas

2 fatias de pão de centeio

1 raminho de salsa

Pimenta q.b.

Azeite q.b.

 

Retirar os pés aos cogumelos e picá-los bem.

Saltear o bacon bem picado numa frigideira sem gordura. Quando alourar, misturar o pão e a salsa triturados e temperar com pimenta preta moída na altura.

Rechear os cogumelos com esta mistura e pôr numa frigideira com um pouco de azeite no fundo. Deitar também um fio de azeite sobre os cogumelos. Tapar a frigideira com um testo ou com papel de alumínio. Deixar apurar por dez minutos.

Em alternativa, em vez da frigideira pode ir ao forno também por dez minutos.

 

Ter | 23.01.18

YO

 

Yottam Ottolenghi é um cozinheiro que admiro bastante. Tem receitas bastante apelativas, diferentes e descomplicadas.

Esta é uma delas e ficou deliciosa!!! Serviu de acompanhamento de um frango assado no forno e é para voltar a repetir!

Da próxima em versão vegetariana com queijo Feta para contraste de sabores.

 

Batata Doce Gratinada

 

20180114_131008.jpg

 

3 batatas doces laranja

2 colheres de sopa de alho picado

2 colheres de sopa de salva fresca picada

Sal e pimenta q.b.

100 ml de natas (usei de soja)

 

Ligar o forno.

Lavar bem as batatas doces e cortar em rodelas finas com uma faca bem afiada ou um robot de cozinha (usei faca).

Numa taça misturar todos os ingredientes excepto as natas.

Pôr as batatas doces num recipiente que vá ao forno em filas de modo a que as rodelas fiquem ao alto. Por cima pôr todos os restos de alho e salva e tapar com papel de alumínio e levar ao forno por 45 minutos..

Retirar do forno e por cima deitar as natas. Levar novamente ao forno, sem o papel de alumínio, por mais uns 15 a 20 minutos e servir.

 

Nota: pode ser com batata doce branca ou roxa

 

Seg | 22.01.18

alimentos que curam

 

Toda a gente conhece as propriedades do mel e do limão na ajuda a combater as constipações, tosse  e dores de garganta ligeiras.

São anti-inflamatórios, antioxidantes e têm vitaminas boas. Agora juntemos gengibre e aquilo fica para lá de bom!

Não é um remédio, não é um antibiótico, mas é muito saboroso e faz bem e alivia os sintomas dos resfriados.

Eu já ando a tomar!

 

Xarope de Mel, Limão e Gengibre

 

20180117_192443.jpg

 

200 ml de mel

1 limão às rodelas finas

1 pedaço de gengibre em rodelas finas

 

Misturar os ingredientes numa taça e deixar de um dia para o outro. Dura cerca de duas semanas no frigorífico.

Pode-se tomar uma colher de sopa 3 vezes ao dia ou adoçar o chá com esta mistura.

 

Sex | 19.01.18

bolinho para o lanche

 

Com as laranjas na sua melhor época, há que gastar de todas as maneiras e feitios. Para este bolo usei uma receita que encontrei aqui e dei-lhe um pequeno ajuste mais ao meu gosto ao ‘roubar’ um pouco de açúcar ao bolo e acrescentar uma calda ligeira.

Ficou mesmo leve e muito saboroso. Para quem gosta do sabor a laranja, este é o bolo a experimentar!

 

Bolo de Laranja

 

20180113_204515.jpg

 

Bolo

1,5 chávenas de açúcar

4 ovos (separar gemas e claras)

2 chávenas de farinha

1 chávena de sumo de laranja 

Raspa de 1 laranja

1 colher de chá de fermento

Manteiga q.b. para untar a forma

 

Calda

Sumo de uma laranja grande

3 colheres de sopa de açúcar

 

Aquecer o forno a 180ºC.
Untar uma forma com manteiga. Bater as claras em castelo. Reservar.
Bater muito bem as gemas com o açúcar até ficar um creme esbranquiçado.

Juntar o sumo e a raspa da laranja e mexer bem. Adicionar aos poucos a farinha com fermento peneirados, mexer bem de modo a não ficar com grumos.

Adicionar as claras batidas em castelo envolvendo bem.

Levar ao forno durante cerca de 30 minutos ou até estar cozido e alourado.

Retirar do forno e deixar arrefecer uns minutos na forma, de seguida desenformar para uma rede.

Entretanto ferver o sumo da laranja com o açúcar por cinco minutos e deitar a calda sobre o bolo.

 

Qui | 18.01.18

colorido

 

Sou mesmo apreciadora de caril e de pratos bem picantes. Costumo fazer quase sempre a mesma receita de caril de frango mas desta vez decidi variar e como tinha cogumelos e espinafres para gastar, juntei-os à festa e deu coisa boa.

Acompanhei com bagos de romã que ajudaram a ‘temperar’ o picante. É que o caril que uso não é para meninos! 

 

Caril de Frango, Cogumelos e Espinafres

 

20171014_130957.jpg

 

4 peitos de frango

2 colheres de sopa de caril bem picante

Sal q.b.

2 colheres de sopa de óleo de amendoim

1 colher de sopa de óleo de sésamo

1 cebola

2 dentes de alho

1 maçã

200 grs de cogumelos brancos

1 mão-cheia de folhas de espinafre

200 ml de leite de coco

Bagos de romã

 

Cortar os peitos de frango em quadrados. Salpicar com o pó de caril e temperar com sal a gosto.

Aquecer os óleos e alourar a cebola e os dentes de alho e de seguida juntar os pedaços de frango. Mexer e adicionar os cogumelos cortados em quartos, as folhas de espinafre e a maçã cortada em cubinhos muito pequeninos. Juntar o leite de coco e deixar fervilhar até que o frango esteja cozido. Se necessário adicionar um pouco de água a ferver ou caldo de galinha para que o molho não fique grosso demais. Verificar os temperos e se necessário juntar mais caril.

Servir com arroz branco salpicado com bagos de romã.

 

Seg | 15.01.18

de manhã é que começa o dia...

 

Não há desculpa para não se começar bem o dia, com um pequeno-almoço reconfortante e mais rápido do que fazer torradas ou ir para o balcão da pastelaria pedir um café e um queque.

 

Papas de Aveia com Maçã e Canela

 

IMG_20180111_092336_175.jpg

 

4 colheres de sopa de flocos de aveia

1 colher de chá de açúcar amarelo ou mel

100 ml de água a ferver

1 colher de sopa de maçã desidratada

1 colher de sopa de uvas passas

1 colher de sopa de nozes

Canela q.b.

 

Pôs os flocos com o açúcar e uma pitada de canela numa taça. Cobrir com a água a ferver e deixar absorver completamente a água nos flocos, cerca de três a cinco  minutos.

De seguida mexer e se estiver muito grosso adicionar duas ou três colheres de sopa de leite para ficar mais cremoso. Adicionar a maçã desidratada, as uvas passas e as nozes em pedacinhos. Polvilhar com mais canela. Servir de imediato.

 

Sex | 12.01.18

quem acode?

 

Não há palavras!

É o que posso dizer deste bolo ultra-mega-super-hiper-extra rápido.

E do blogue Half Baked Harvest, que está no top dos meus favoritos (e olhem que a lista de favoritos é grande!)

 

Bolo de Chocolate na Caneca

 

IMG_20180107_181659_998.jpg

 

¼ de copo de farinha de trigo c/ fermento

2 colheres de sopa de cacau em pó

2 colheres de sopa de açúcar de coco ou açúcar amarelo

1 pitadinha de sal

1 ovo pequeno

3 colheres de sopa de leite (animal ou vegetal)

3 colheres de sopa de óleo de coco derretido

½ colher de chá de extracto de baunilha

1 quadradinho de chocolate preto, em pedacinhos

1 colher de sopa de café

 

Untar a caneca com um pouco do óleo de coco.

Numa tacinha misturar a farinha, cacau, açúcar e sal. Juntar o ovo, o leite, o óleo de coco e a baunilha e mexer. Deitar esta massa na caneca e no meio põe-se os pedacinhos de chocolate e o café (pode ser quente).

Levar ao micro-ondas por um minuto e meio (foi o que fiz mas da próxima (sim, que vai haver próxima!!!) faço apenas por um minuto e 20 segundos.

Retirar do micro-ondas, deixar arrefecer por uns minutinhos e polvilhar com açúcar em pó ou servir com uma colherada de creme de coco ou natas.

 

Qui | 11.01.18

transformações

 

Uma sugestão que apesar do aparato é facílima de fazer e o ingrediente mais ‘esquisito’ é mesmo o salmão. Só que já nem é tão esquisito assim pois vende-se em todos os supermercados, até na praça da terrinha vendem salmão.

Este era congelado mas selvagem, daí a cor não ser tão laranja como os de ‘aviário’.

 

Salmão Crocante

 

20180105_194142-COLLAGE.jpg

 (antes e depois)

 

1 lombo de salmão com pele cortado em tiras grossas

Sal e pimenta q.b.

1 limão

2 fatias de pão de sementes (ou integral)

1 raminho de salsa

Azeite q.b.

 

Temperar os bocados de salmão com sal e raspa de limão.

Triturar o pão e a salsa, juntar pimenta preta moída e 2 colheres de sopa de azeite.

Pôr azeite no fundo de um tabuleiro pyrex e os bocados de salmão com a pele para baixo. Por cima dos bocados de salmão põe-se a mistura do pão com salsa e borrifa-se com sumo de limão.

Leva-se ao forno por cerca de 15/20 minutos (depende da grossura do salmão).

Serve-se com batatas doces ‘fritas’ no forno.

 

Ter | 09.01.18

saladas que enchem barriga

 

Quando vou ao Porto normalmente é relacionado com o trabalho mas sempre que posso aproveito para passar na Baixa, para poder ir àquelas mercearias que vendem uma mistura de legumes secos para fazer sopa.

Desta vez usei a mistura para fazer uma salada e ficou mesmo bom!

 

Salada de Mistura de Legumes Secos

 

20180103_220730.jpg

 

Pôr de molho 100 grs da mistura durante uma hora.

Cozer por cerca de 30 minutos em água com sal. Escorrer e adicionar queijo Feta esfarelado, salsa picada, bagos de romã e uma pitada de sumagre (ou pimenta preta moída). Escalfar um ovo e pôr sobre a salada.

Temperar com sumo de limão e azeite ou com outro molho a gosto.

 

Nota: a mistura contém lentilhas, ervilhas secas, feijão vermelho pequenino e cevada

 

Seg | 08.01.18

nada se estraga

  

Por altura do Natal usei uma abóbora que estava carregadinha de pevides.

Normalmente deito-as fora ou guardo para semear lá mais para a frente mas tenho visto tantas receitas de pevides assadas no forno que decidi experimentar.

Lavei-as bem para retirar fios da abóbora que tivesses, sequei e cá estão, bem saborosas.

Come-se a casca e tudo!

 

Pevides Assadas

 

20180105_200222.jpg

 

Pevides q.b.

Mistura de especiarias c/ sal (usei Adobo)

 

Levar as pevides ao forno espalhadas num tabuleiro forrado com papel vegetal. Salpicar com as especiarias.

Deixar tostar por cerca de 20 minutos, mexendo de vez em quando, até estarem douradas.

Serve-se frio como petisco.

 

Sex | 05.01.18

É hoje!

 

Às vezes temos mais maçãs do que aquelas que conseguimos comer e nesse caso receitas destas dão muito jeito.

Deu três ‘crumbles’ que guardei no congelador e agora é só esperar que chova e faça frio para meter um ao forno e a seguir saborear junto à lareira.

Espera, chova e faça frio? É hoje então!!!

 

Crumble de Maçã

 

20170923_185602.jpg

(antes de ir ao forno)

 

2 kgs de maçãs

Raspa de 1 laranja

Sumo de 1 laranja

½ copo de açúcar amarelo

2 colheres de chá de canela em pó

½ colher de chá de noz-moscada

 

Para a crosta:

1 e ½ copos de farinha

1 copo de açúcar

1 pitada de sal

1 copo de flocos de aveia

150 grs de manteiga

 

Descascar as maçãs e retirar os caroços. Cortar em quartos e cada quarto em fatias grossas. Misturar a raspa, sumo, açúcar, canela e noz-moscada e envolver nas maçãs. Pôr em tabuleiros que possam ir ao congelador e ao forno (caso seja para congelar antes de cozinhar).

Para fazer a crosta, mistura-se farinha, açúcar, sal, flocos de aveia e a manteiga cortada em quadradinhos. Misturar com as pontas dos dedos (ou na batedeira) até ficar tudo em migalhas. Deitar sobre as maçãs.

 

Levar ao forno de imediato ou então congelar e quando for para fazer levar ao forno por cerca de uma hora, até estar borbulhante e o topo bem dourado.

Excelente se for servido com uma bola de gelado de baunilha.

 

Qui | 04.01.18

argolinhas

 

A pota é algo que é raríssimo usar. No outro dia descobri no supermercado uns calamares de cozedura rápida em promoção e trouxe para experimentar. Achei que eram de lulas (também não morro de amores por lulas…) mas em casa vi na descrição que eram de pota.

Nada que não tenha remédio. Até ficaram bons. O que sobrou congelei e mesmo depois de descongelado estava óptimo.

 

Calamares de Pota Estufados

 

20171125_131524.jpg

 

1 cebola

2 talos de aipo

4 rodelas de chouriço de vinho

1 cenoura pequena

50 ml de azeite

250 ml de molho de tomate

100 ml de vinho branco

400 grs de calamares de pota 

1 colher de chá de paprica em pó

1 colher de chá de coentros em pó

100 ml de água

Sal q.b.

Coentros picados q.b.

 

Picar a cebola, o aipo,o chouriço e a cenoura e estrugir no azeite. Adicionar o vinho branco e o molho de tomate, deixar levantar fervura e juntar os calamares. Temperar com a paprica e coentros em pó e com o sal e deixar apurar por uns 20 minutos. Adicionar a água se necessário para soltar o molho. Deixar ferver mais uns minutos, verificar os temperos e servir com coentros frescos picados sobre batatas cozidas.

 

Qua | 03.01.18

Bom Ano!

 

Eu sei que o Ano Novo já começou no dia 1. Sei.

Mas esta é a 1ª receita do ano e vem em modo saudável mas bom.

Sim, que os excessos das duas últimas semanas têm que ficar de castigo mas nós não temos 

 

Papas de Aveia com Banana Caramelizada

 

IMG_20180103_114521_275.jpg

 

50 grs de flocos de aveia

1 colher de sobremesa de açúcar amarelo ou mel

1 pitada de canela

1 pitada de extracto de baunilha

50 ml de água a ferver

Flocos de coco

1 banana

 

Numa frigideira antiaderente põem-se rodelas grossas de banana até ficarem bem douradas, viram-se para o outro lado e deixa-se caramelizar também desse lado. Não é necessário adicionar qualquer açúcar que os açúcares que as bananas têm são suficientes para formar caramelo. Reserva-se (isto pode ser feito na véspera enquanto preparamos o jantar).

De manhã põem-se os flocos de aveia numa taça juntamente com o açúcar (ou mel) uma pitada de canela e outra de baunilha. Deita-se a água a ferver por cima e, sem mexer, deixa-se repousar por cerca de três minutos. De seguida mexe-se e adicionam-se os extras: a banana caramelizada e os flocos de coco.

 

Nota: se for necessário acrescenta-se mais líquido caso as papas estejam muito grossas, costumo pôr 2 ou 3 colheres de sopa de leite