Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Belita, a Rainha dos Couratos

Belita, a Rainha dos Couratos

Ter | 31.01.17

descomplicar

 

Esta é uma solução de recurso quando queremos um jantar que seja rápido de fazer e que não englobe muitos ingredientes, que às vezes só de pensar em carne e peixe perde-se a vontade toda de cozinhar… já batatas, para mim, são sempre uma aposta ganha!

 

Frittata de Batata e Batata Doce

 

20170107_202505.jpg

  

2 batatas

2 batatas doces

6 ovos

1 alho francês

Azeite q.b.

 

Cozer as batatas e as batatas doces às rodelas até estarem tenras (ou utilizar sobras de outra refeição, que foi o que fiz neste caso). Escorrer e reservar.

Numa taça grande bater os ovos e temperar com sal e pimenta ou outro condimento a gosto. Misturar as batatas no ovos e envolver bem.

Alourar o alho-francês em rodelas no azeite. Deitar a mistura de batatas e ovos na frigideira e tapar com um testo largo. Após uns minutos, quando a parte de baixo já estiver firme, vira-se o conteúdo da frigideira para um prato largo e desliza-se novamente para dentro da frigideira (a parte ‘crua’ fica agora por baixo). Deixar mais uns minutos até ficar firme e retirar do lume. Servir de imediato com uma salada.

 

Nota: pode ser feito apenas com batatas (sem serem doces)

 

Seg | 30.01.17

o sol cá dentro

 

Acho que os citrinos são abundantes nesta época para contrariar os dias sombrios e chuvosos que também costumam acontecer por estes meses. Nada como tirar o melhor partido destas frutas que parecem uns sois portáteis 

 

Batido de Laranja e Fisálias

 

download.png

 

250 ml de sumo de laranja

1 mão cheia de fisálias

½ banana

3 tâmaras sem caroço

½ colher de chá de açafrão das Índias

 

Triturar todos os ingredientes no liquidificador.

Servir de imediato.

 

IMG_20170128_194500_902.jpg

 

Qui | 26.01.17

numa corrida

 

Esta receita é do mais fácil que há. Como em relação a muitas receitas há várias explicações para o nome, carbone é carvão em italiano, crê-se que os mineiros de carvão comiam esta comida. Também há quem diga que Carbonara tem a ver com a pimenta preta, enfim, verdade ou não está tudo aqui.

Certo, certo, é que é fácil e se prepara num instantinho quando há lugares extra à mesa e não estamos a contar.

 

Esparguete à Carbonara

 

20170114_195710.jpg

 

200 grs de esparguete

100 grs de bacon cortado em tiras finas

2 ovos

2 colheres de sopa de azeite

30 grs de queijo parmesão ralado

Pimenta preta moída

 

Cozer o esparguete.

Fritar o bacon numa frigideira com o azeite até estar estaladiço. Reservar.

Numa taça bater os ovos com o queijo ralado. Escorrer o esparguete quando cozido e pôr na frigideira onde está o bacon. Envolver bem e retirar do lume. Deixar arrefecer ligeiramente (uns dois ou três minutos). Adicionar os ovos batidos e envolver bem e rapidamente de modo a não ficar ‘ovos mexidos’. Servir de imediato salpicado com pimenta preta.

 

Ter | 24.01.17

mais nada!

 

Os dias podem tornar-se menos bons à medida que as horas passam e os contratempos acontecem mas se começarmos com um pequeno almoço destes, chegamos para eles todos!!!

 

Pudim de Chia e Cacau

 

download.png

 

1/3 de copo de sementes de chia

1 copo de leite

1 colher de sobremesa de cacau em pó

1 colher de sopa de mel ou xarope de ácer

 

À noite misturar todos os ingredientes e deixar repousar até à manhã seguinte.

Acrescentar fruta a gosto (usei banana e framboesas) e disfrutar!

 

Nota: o leite pode ser de vaca, de soja, de amêndoa, de aveia, de coco, ao gosto do freguês 

 

Seg | 23.01.17

antes e depois

 

Picam! Muito. Dizem que faz bem ao reumático. Se é verdade ou não, não sei mas lá que aquecem a zona onde picam, sem dúvida!

Ao que parece são boas para ajudar ao alívio da febre dos fenos, são diuréticas e até ajudam ao tratamento da carequice (nem sei se esta palavra existe mas dá para perceber…)!

Agora a sério, têm propriedades anti-inflamatórias que ajudam a reduzir as dores musculares e a inflamação das articulações.

 

Creme de Urtigas

 

IMG_20170109_211803_867.jpg

 

1 cebola

2 batatas

1 batata doce

1 curgete

1 mão-cheia de urtigas (com luvas!!!)

Azeite q.b.

Sal q.b.

750 ml de água a ferver

 

Amolecer a cebola no azeite. Adicionar os restantes ingredientes (excepto o sal e as urtigas) e deixar levantar fervura. Temperar com sal a gosto e adicionar as urtigas. Deixar cozer por vinte minutos e passar tudo com a varinha mágica até ficar sem qualquer grumo.

Servir com tostas ou pão torrado.

 

Nota: podem ser substituídas por espinafres ou agriões

 

Sex | 20.01.17

a temperatura máxima para hoje é: bolo

 

Aqui está um bolo bom, fácil e que demora pouco tempo a fazer. A receita encontrei-a aqui e pareceu-me mesmo muito boa.

Vão por mim, é mesmo boa!

 

Bolo de Tâmaras e Nozes

 

20161201_175503.jpg

 

60 grs de manteiga

1 copo de água a ferver

1 copo de tâmaras cortadas

½ colher de chá de bicarbonato de sódio

1 copo mal cheio de açúcar amarelo

2 copos de farinha com fermento

½ copo de nozes picadas

1 ovo ligeiramente batido

 

Aquecer o forno. Untar uma forma .

Num fervedor juntar a água e a manteiga. Levar ao lume até a manteiga estar derretida.

Deitar numa taça e juntar as tâmaras cortadas em bocadinhos e o bicarbonato de sódio. Mexer e deixar repousar uns minutos. De seguida adicionar o açúcar, a farinha, as nozes e o ovo batido. Misturar bem e deitar na forma.

Levar ao forno por cerca de 45 minutos (verificar com um palito, depende dos fornos) e de seguida retirar e deixar arrefecer por dez minutos. Desenformar.

 

Nota: Fiz este bolo em formas pequenas, deu três e cozeram em cerca de 30 minutos

 

Qui | 19.01.17

casca de laranja

 

Está na época dos citrinos e não faltam sugestões para os usar. A laranja e a salva combinam muito bem com a carne de porco, é a sugestão de hoje.

 

Costeletas com Laranja e Salva

 

20170107_122637.jpg

 

2 costeletas do lombo

6 tiras de casca de laranja

Sumo de ½ laranja

10 folhas de salva

Sal e pimenta q.b.

2 colheres de sopa de azeite

1 colher de sopa de margarina Becel líquida

 

Aquecer o azeite e a margarina, juntar as cascas de laranja e as folhas de salva. Por cima pôr as costeletas temperadas com sal e pimenta. Deixar fritar por uns minutos, virar as costeletas  e deixar acabar de fritar. Espremer o sumo da laranja por cima das costeletas e servir com cuscuz.

 

Cuscuz ao estilo árabe:

Num tachinho alourar uma cebola pequena numa colher se sopa de azeite. Juntar duas colheres de sopa de passas e duas colheres de sopa de amêndoas em lascas. Adicionar um copo de cuscuz e mexer. Deitar um copo e meio de água a ferver sobre os cuscuz, temperar com sal, mexer, desligar o lume e abafar. Ao fim de dez minutos revolver com um garfo. Está pronto a servir.

 

download.png

 

Ter | 17.01.17

outras sugestões

 

Aqui está uma opção que com muito pouco trabalho faz um vistaço e até aprece que se esteve ali na cozinha horas. Nada disso, simples, rápido e eficaz!

 

Rolinhos de Filetes com Alheira

 

download.png

 

6 batatas

4 filetes (usei de pescada)

1 alheira (usei de caça)

2 fatias de pão de centeio, raladas

1 raminho de salsa

100 ml de vinho branco

100 ml de água

Azeite q.b.

Sal e pimenta q.b.

 

Cozer as batatas cortadas em quartos e novamente ao meio em água com sal. Escorrer e pôr num tabuleiro de ir ao forno.

Retirar a pele à alheira, desfazer e misturar com o pão previamente ralado e a salsa picada. Pôr alguma desta mistura sobre cada filete e enrolar, prendendo com um palito. Pôr os rolinhos de filete sobre as batatas no tabuleiro e por cima espalhar a restante mistura de alheira e pão. Temperar com sal e pimenta a gosto.

Deitar o vinho e a água no tabuleiro e deitar um fio de azeite sobre todos os ingredientes. Levar ao forno até dourar e servir com legumes cozidos.

 

Notas:

Podem ser usados quaisquer filetes, pescada, solha, peixe espada, etc.

A alheira pode ser de caça, da tradicional ou até das mais ‘modernas’ vegetarianas

 

Seg | 16.01.17

Ah Luxo!

 

Esta granola, cuja receita foi gentilmente cedida pela Ana fez grande sucesso nos presentes de Natal e estava a ver que não sobrava nenhuma para eu provar. Fiquei rendida, é das melhores que já comi (também, com  chocolate, só podia!)

 

Granola de Coco e Chocolate

 

download.png

 

2 copos de flocos de aveia

½ copo de lascas de coco (ou coco ralado)

2 colheres de sopa de óleo de coco

2 colheres de sopa de mel

½ copo de amêndoas

½ copo de pedacinhos de chocolate (usei negro e branco)

1 colher de sopa de extracto de baunilha

 

Forrar um tabuleiro de forno com papel de ir ao forno.

Derreter o óleo de coco e o mel e misturar com os restantes ingredientes (excepto o chocolate).

Levar ao forno mexendo de vez em quando até a granola estar tostadinha.

Retirar do forno e deixar arrefecer bem antes de misturarem os pedacinhos de chocolate.

 

Sex | 13.01.17

porque sim

 

Uma versão de arroz doce que não leva ovos nem manteiga. Leva leite de vaca, por isso não é vegan mas quem quiser fazer com leite de soja, de aveia ou de amêndoa pode experimentar.

Também não leva ovos mas nem por isso deixa de ter uma cor vibrante! O açafrão das Índias é o maior 

 

Arroz Doce

 

download.png

 

125 grs de arroz carolino

200 ml de água

1 pitadinha de sal

1 litro de leite

1 pau de canela

1 casca de limão

5 vagens de cardamomo

1 colher de sopa bem cheia de farinha Maizena

1 colher de chá de açafrão das Índias

200 grs de açúcar

Cinco especiarias chinesas ou canela em pó q.b.

 

Num tacho cozer o arroz com a água e sal até evaporar a água. Entretanto retirar 100 ml do leite para uma tacinha e reservar. Aquecer o restante com a canela, limão e cardamomo até levantar fervura (cuidado para não verter!). Adiciona-se o arroz meio cozido ao leite e deixa-se fervilhar em lume brando por cerca de 30 minutos. Juntar o açúcar e retirar o pau de canela, a casca de limão e as vagens de cardamomo.

Dissolver a farinha Maizena e o açafrão das Índias no leite frio reservado e juntar ao arroz mexendo sempre até engrossar.

Deitar em taças e polvilhar com cinco especiarias chinesas ou canela em pó.

 

Qui | 12.01.17

minimalismo

 

Continuamos com sugestões fáceis (esta não o podia ser mais, apenas com dois ingredientes, dois!!!).

Faz um vistaço e posso dizer de viva voz que foi um sucesso.

Só com dois ingredientes, quanto melhores forem, melhor é o resultado final. 

 

Palmiers de Alheira

 

download.png

 

1 embalagem de massa folhada (da redonda, pronta a usar)

1 alheira (usei de caça)

 

Desenrolar a massa folhada. Retirar a pele à alheira e espalhar sobre a massa folhada, de modo a que fique toda coberta. É preciso pôr as mãos ao trabalho para que fique bem espalhada.

De seguida enrola-se cada metade da massa até ao centro de modo a formar um rolo unido ao meio. Cortam-se fatias com cerca de um centímetro e põe-se num tabuleiro forrado com papel de ir ao forno (pode ser o que vem com a massa folhada).

Leva-se ao forno até os palmiers estarem lourinhos, cerca de 25 minutos. Retirar e deixar arrefecer.

Excelente para aperitivo e para acompanhar umas bebidas.

 

Nota: A receita veio daqui

 

Ter | 10.01.17

queremos!

 

Esta mousse é bem fácil de fazer, rápida e muito saborosa.

Ideal para barrar em tostinhas ou até para mergulhar palitos de cenoura, aipo, pimento, etc.

 

Mousse de Salmão Fumado

 

20161231_151426.jpg

 

200 grs de queijo creme (tipo Philadelphia)

100 grs de iogurte grego

1 esguicho de sumo de limão

100 grs de salmão fumado

1 raminho de cebolinho picado para decoração

 

Juntar todos os ingredientes num processador (excepto o  cebolinho) e triturar até emulsificar. Deitar numa taça e polvilhar com o cebolinho picado. Servir fresco.

 

Nota: a receita foi encontrada aqui

 

Seg | 09.01.17

voltemos ao que interessa

 

Para quem não tem lareira mas quer estar quentinho… ou para quem tem 

 

Mistura para Chocolate Quente

 

IMG_20170107_192837_100.jpg

 

½ copo de açúcar em pó

½ copo de cacau em pó

½ copo de chocolate negro

½ copo de chocolate branco

 

Pôr todos os ingredientes no robot de cozinha e triturar até estar tudo em pó.

 

Para fazer o chocolate quente, adicionar uma colher de sopa bem cheia (ou duas, vá… gulosos) numa caneca de leite a ferver, mexer bem e beber.

 

Sex | 06.01.17

a tempo

 

Para os que só hoje, Dia de Reis, se despedem das festividades (ahahahah), aqui fica uma sugestão para usar as sobras dos bolos.

 

Pudim de Sobras!

 

20161203_200853.jpg

 

6 fatias de bolo

Manteiga q.b.

2 copos e meio de leite (ou 2 de leite e meio de natas)
1/4 de copo de açúcar amarelo
baunilha
3 ovos grandes

 

Barrar as fatias de bolo com manteiga. Untar uma forma de pyrex ou outro material de ir ao forno com manteiga.

Bater o leite, as natas, o açúcar, a baunilha e os ovos numa taça. Pôr as fatias de bolo na forma e deitar a mistura de leite e ovos por cima. Com uma colher carregar nas fatias de bolo para que ensopem no líquido. Levar ao forno por cerca de 30 minutos (verificar já que os fornos variam).

Servir morno ou frio.

 

Qui | 05.01.17

a despachar

 

A minha versão '1,2,3 já está' de chilli con carne é ter no congelador a carne picada já preparada (tipo molho bolonhesa) e acrescentar-lhe uma lata de feijões e pronto, jantar na mesa! Mas esta foi feita ‘de raiz’, ficou muito boa.

 

Chilli Con Carne

 

20161217_131109.jpg

 

1 cebola

azeite q.b.

1 cenoura

1 dente de alho

1 talo de aipo

500 grs de carne picada

½ copo de vinho branco

Sal q.b.

1 colher de chá de chilli (ou piripiri)

1 colher de chá de pimentão em pó

1 colher de chá de orégãos

1 colher de sopa de molho inglês

1 lata de tomate picado

1 copo de água

1 lata de feijão vermelho

 

Num tacho aloura-se a cebola no azeite, mistura-se a cenoura triturada, o dente de alho picadinho e o talo de aipo cortado em rodelas fininhas (sem a rama).

Mexe-se e adiciona-se a carne picada (usei mistura de vitela e porco) mexendo bem para não ficar em grumos.

Adiciona-se o vinho, deixa-se evaporar e tempera-se com o sal, chilli, pimentão, orégãos e o molho inglês.

Adiciona-se o tomate picado (se forem frescos devem ser bem maduros e sem a pele, uns 4 médios). Deixa-se refogar mais um pouco, junta-se a água e rectificam-se os temperos. Deixa-se em lume brando por cerca de 30 a 45 minutos para apurar bem o sabor.

Mistura-se uma lata de feijão vermelho escorrido e serve-se com arroz, queijo parmesão ralado e lima.

 

Ter | 03.01.17

quem?

 

Para aqueles que no início do ano estão cheios de listas, objectivos, resoluções, agora é que vou ao ginásio, agora é que vou fazer caminhadas, agora é que vou para a piscina, agora é que vou fazer levantamento de pesos (nem que seja de finos…), aqui fica uma sugestão que parece gulosa mas está carregadinha de energia da boa. Vá, atrevam-se!

 

Trufas de Tâmaras e Laranja

 

download.png

 

250 grs de tâmaras (usei Medjool)

Raspa de uma laranja

1 colher de sopa de sumo de laranja

1 colher de sopa de óleo de coco

3 colheres de sopa bem cheias de cacau

3 colheres de sopa bem cheia de amêndoa ralada (farinha de amêndoa)

 

Para envolver:

Cacau em pó

Coco ralado

Amêndoa ralada

 

Retirar os caroços às tâmaras e cortar em pedaços. No liquidificador triturar os ingredientes (excepto os de envolver) até ficar uma massa homogénea.

Moldar bolinhas do tamanho de berlindes grandes (é mais fácil se as mãos estiverem com alguma gordura, óleo de coco por exemplo). Passar as bolinhas por cacau ou amêndoa ou coco. Levar ao frigorífico por umas horas para ficarem mais duras.

 

Nota: a receita foi adaptada desta

 

Seg | 02.01.17

2017, bem vindo!

 

Para começar o ano de forma ligeira e para desenfastiar dos excessos das festas, a quem os cometeu, fica aqui a sugestão.

 

Maçã Cozida com Especiarias

 

IMG_20161230_131348_688.jpg

 

4 maçãs

1 colher de sopa de açúcar amarelo

1 pau de canela

5 bagas de Pimenta da Jamaica (allspice)

1 estrela de anis

200 ml de água

 

Descascar as maçãs e retirar os caroços (usei Bravo Esmolfe, Golden e Royal Gala). Cortar em quartos e pôr num tachinho com os restantes ingredientes. Cozer por cerca de 20 minutos.

Esta maçã cozida é óptima para comer ao pequeno almoço com papas de aveia ou com iogurte ou para uma merendinha nocturna, sem pecado