Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Belita, a Rainha dos Couratos

Belita, a Rainha dos Couratos

Seg | 31.10.16

ideias

 

Aqui vai mais uma sugestão para um pequeno almoço diferente, faz-se num instantinho e sempre ‘vareia’ do pão-com-manteiga do costume 

 

Nada de especial, a diferença é a embalagem.

 

download.png

 

Numa taça ou frasco (se for para levar é melhor) põe-se granola, por cima iogurte natural (usei grego) e por cima fruta e um fio de mel.

Desta vez usei framboesas, mirtilos e umas bagas que me deram como sendo groselhas mas que na verdade são conhecidas por azeitona de outono. Nunca tinha visto, nunca tinha ouvido falar mas são maravilhosas. Doces como tudo e lindas.

Deram-me uns ramos delas e não sei se vai pegar ou não mas espetei uns pelo quintal a ver no que dá. As folhas são verde escuro na parte da frente e na parte de trás parecem prateadas. Pelo que li, existem bastante nos Açores e lá são conhecidas como groselhas-dos açores.

 

download (1).png

 

 

Sex | 28.10.16

escolhas

 

Nunca são demais para mim as maneiras de usar maçãs em sobremesas. É a modos como que uma obsessão, confesso.

Sempre que vejo uma receita de tarte, crumble, bolo ou queques de maçã tenho logo que ir ver se aquela ainda é melhor do que as outras.

Esta receita que vi por aí é muito boa, pode não ser a melhor (no que diz respeito a maçãs já estou num patamar de grande exigência ) mas voltaria a fazê-la, se não houvesse uma lista de milhares para experimentar…

 

Crumble de maçã

 

20160922_135748.jpg

 

150 grs de farinha de trigo

50 grs de amêndoa moída

50 grs de flocos de aveia

125 grs de manteiga cortada em cubos, bem fria

35 grs de açúcar mascavado

35 grs de açúcar branco

750 grs de maçãs preparadas

1 colher de sopa de açúcar

2 colheres de sopa de água

1 colher de chá de canela em pó

 

Numa taça misturar a farinha com a amêndoa, os flocos de aveia e os açúcares. Adicionar os cubos de manteiga e com um garfo ou as mãos bem frias misturar bem até ficar uma espécie de migalhas. Reservar no frio.

Levar as maçãs descascadas e cortadas em fatias grossas ao lume num tachinho com uma colher de sopa de açúcar, duas colheres de sopa de água e a canela por cerca de dez minutos. Podem-se acrescentar outras especiarias a gosto ou substituir por baunilha.

Deitar a fruta numa tarteira e por cima espalhar a massa esfarelada. Levar ao forno bem quente até o topo estar dourado e a parte da fruta a borbulhar, 30 a 45 minutos, dependendo do forno.

Deixar arrefecer e servir com uma bola de gelado.

 

Qui | 27.10.16

sobras dignas

 

De vez em quando as sobras de carnes encontram outro caminho que não o velho empadão de carne. Aqui, e adaptando uma velha receita do icónico Chefe Silva, deu uns fabulosos croquetes em forma de bolinha (mais ou menos…)

Sim, é frito, mas perdoa-se o mal que faz, pelo bem que sabe 

 

Croquetes de Cozido

 

20160923_201748.jpg

 

400 grs de sobras de carnes e enchidos de cozido, picados

1 cebola picada

2 dentes de alho picados

1 dl de azeite

1 colher de sopa bem cheia de farinha

250 ml de água do cozido ou leite

Sal q.b.

Noz moscada e pimenta q.b.

1 ovo

50 grs de pão ralado

Óleo de girassol

 

Alourar a cebola no azeite e juntar os dentes de alho. Mexer e adicionar a carne picada e deixar apurar. Juntar uma colher de sopa bem cheia de farinha e mexer. De seguida juntar água de cozer as carnes ou leite e envolver bem de modo a ficar um creme não muito líquido. Temperar a gosto com noz moscada e pimenta, verificar o sal (atenção que as carnes e enchidos já estão temperadas).

Deixar arrefecer esta mistura e pôr no frio para enrijecer. Quando bem frio, moldar bolas ou croquetes e passar por ovo e pão ralado. O pão pode ser uma fatia de pão rijo que se rala, fica com a migalha maior e assim os croquetes ficam muito mais crocantes do que usando o pão ralado comprado.

Fritar em óleo bem quente (sem ficarem mergulhados em óleo) até estarem douradinhos. Escorrer em papel absorvente.

Servir como petisco ou como refeição principal.

 

Ter | 25.10.16

sou do que é bom

 

Sou mais de chocos do que de lulas mas sou ainda mais de polvo do que de chocos e lulas.

Mas de vez em quando, lá aparecem.

 

Choquinhos estufados

 

download.png

 

½ kg de choquinhos limpos

2 dentes de alho picados

1 malagueta

Sal q.b.

1 dl de azeite

1 dl de vinho branco

Coentros picados

 

Aquecer o azeite numa sertã e alourar os dentes de alho picados. Adicionar os choquinhos e a malagueta, temperar de sal a gosto e deixar fritar durantes dez minutos.  Adicionar o vinho e tapar para criar molho e acabar de cozer, normalmente demora mais uns vinte minutos. Polvilhar com os coentros picados e servir com batata cozida.

 

Nota: pode ser usada salsa em vez de coentros

 

Seg | 24.10.16

sopas de beber

 

Nada como uma caneca de sopa para aquecer corpo e alma. Com a chuva que tem caído, os meus espinafres reapareceram em grande estilo pelo que todas as sugestões não são demais para os gastar. Esta cai mesmo bem.

 

Creme de Espinafres

 

20161018_201102.jpg

 

1 cebola cortada em quartos

1 batata doce cortada em rodelas grossas

1 curgete pequena com a casca cortada em rodelas grossas

1 nabo pequeno cortado em quartos

2 batatas cortadas em quartos

2 mãos-cheias de espinafres

Sal q.b.

Azeite q.b.

750 ml de água a ferver

 

No fundo da panela põe-se o azeite e de seguida os restantes ingredientes, excepto os espinafres e a água. Leva-se ao lume e mexe-se para não pegar, deixando alourar ligeiramente. Adiciona-se a água a ferver e deixa-se levantar fervura, juntam-se os espinafres e deixa-se cozer por uns vinte minutos. Tritura-se com a varinha mágica e serve-se bem quente.

 

Sex | 21.10.16

quase lá (no fim de semana)

 

A chamar os últimos raios de sol, agora parece que já nem aquecem mas sabem sempre bem.

Venham mais dias assim, brilhantes!

 

Sobremesa de Iogurte e Curd de Limão

 

download.png

 

300 grs de iogurte grego natural

4 colheres de sopa de lemon curd (ou compota de outra fruta)

1 suspiro

2 amoras

 

Distribuir os ingredientes por duas taças de sobremesa: primeiro o doce de limão (ou de outra fruta a gosto), depois o iogurte e por cima o suspiro esfarelado e uma amora em cada taça, a enfeitar.

Não é necessário acrescentar qualquer açúcar visto que o suspiro já é doce que chegue para fazer desta sobremesa uma coisa muito gulosa.

 

Qui | 20.10.16

do estrangeiro

 

Uma amiga foi em tempos num cruzeiro por essa Europa fora, Marselha incluída. Trouxe-me Ervas de Provença misturadas com flor de sal num tubinho tipo tubo de ensaio, mesmo giro.
Estão mesmo no fim mas ainda mantêm um aroma e sabor maravilhosos. Acho que acompanham muito bem carnes brancas e carne de porco.
Nesta receita foram o ingrediente que fez a diferença.

 

Bifinhos de Peru com Ervas de Provença

 

20161014_195410.jpg

 (antes de ir ao lume)

 

1 dl de azeite
1 malagueta
2 dentes de alho
1 dl de vinho branco
2 bifes de peru cortado em bocados pequenos
sal q.b.
ervas da Provença q.b.

Pôr no fundo da frigideira o azeite , os dentes de alho e a malagueta cortada ao meio (sem as sementes, para os menos corajosos :) ) e o vinho.
Temperar com sal e ervas de Provença.
Levar ao lume, tapado. Deixar cozinhar por cerca de 15 a 20 minutos, depensendo da grossura dos bifes. A meio da cozedura virar os bifes.
Servir com massa de torcidinhos colorida.

 

Ter | 18.10.16

novos ingredientes

 

O Nigel Slater tem um livro que se chama ‘The Little book of fast food’. É um livro bem pensado e tem inúmeras sugestões para fast food, da boa.

Esta receita foi adaptada de uma das que está no livro. Mais rápida não podia ser e fica mesmo saboroso.

Foi a primeira vez que usei massa Soba, de que já tinha ouvido falar muitas vezes mas que na minha ‘merdaleja’ nunca encontrei à venda. Até que um dia destes o Lidl promoveu uma semana asiática e desta vez tinha à venda esta massa. Não escapou! É diferente mas tem bastante sabor.

 

Salmão com massa Soba

 

20160908_131145.jpg

 

1 pacote de massa Soba (200 grs)

2 lombos de salmão

1 malagueta

3 colheres de sopa de molho de soja

1 colheres de sopa de molho de peixe

2 colheres de sopa de óleo de sésamo (ou de girassol, amendoim, milho, etc)

Coentros e/ou cebolinho picados

Sementes de sésamo

 

Cozer a massa (cerca de 6 minutos) escorrer e passar por água fria.

Cortar os lombos de salmão em quadradinhos.

Num wok ou frigideira larga aquecer o óleo e fritar os bocadinhos de salmão. Adicionar a malagueta cortada em rodelas fininhas e a massa cozida e escorrida. Mexer e deitar molho de soja e molho de peixe envolvendo bem. Salpicar com as ervas e com as sementes de sésamo.

Servir de imediato.

 

Nota: a massa pode ser outra qualquer, esparguete ou massa chinesa.

 

Seg | 17.10.16

'bora então

 

Mais uma sugestão. Esta é para os que acham que para se fazerem tostas mistas é preciso ter uma máquina de prensar. Não é, garanto. Pode ser feito numa frigideira (sertã para os amigos) e algum peso em cima: um fervedor cheio de água, uma ou duas latas de feijão, um tijolo-burro!

Fácil, fácil.

 

Tosta Mista na Frigideira

 

20160904_204351.jpg

 

4 fatias de pão rústico (usei triga-milha)

4 fatias de queijo (usei Gouda)

2 fatias de fiambre de peru, ou paio do lombo, ou presunto

Manteiga q.b.

 

Untar as fatias de pão de um lado com manteiga. Pôr a parte que tem manteiga de duas delas sobre a frigideira. Por cima põe-se as fatias de queijo, as de fiambre e novamente as de queijo. Tapa-se com as outras fatias de pão, com a parte da manteiga para cima.

Leva-se a lume brando por uns cinco minutos tapado com um prato e sobre o prato algo que faça peso para espalmar as tostas. Viram-se e põe-se novamente o peso em cima. Deixam-se estar mais dois ou três minutos, até estarem douradas e o queijo completamente derretido.

 

Nota: o recheio: além do queijo que é essencial pode ser qualquer coisa, cogumelos salteados, curgetes salteadas, sobras de carne, frango de churrasco, atum, salmão, etc.

 

Sex | 14.10.16

sobremesa ligeira

 

Muito bom, fácil de fazer e excelente para ter no frigorífico para aqueles raides nocturnos.

Se pensarmos, a maior parte é leite e isso faz bem… certo? 

 

Creme Caramelo

 

download.png

 

4 colheres de sopa de manteiga (60 grs)

1 copo de açúcar amarelo

1 pitada de sal

3 colheres de sopa de farinha Maizena

2 ½ copos de leite (625 ml)

2 ovos grandes

2 colhers de sopa de whiskey

1 colher de chá de extracto de baunilha

 

Numa caçarola derrete-se a manteiga e adiciona-se o açúcar. Mexe-se para que o açúcar fique molhado e retira-se do lume.

Numa taça mistura-se a farinha Maizena com um pouco de leite até deixar de ter grumos. Juntam-se os ovos e bate-se bem.

Junta-se o restante leite à caçarola com a manteiga e açúcar e também a farinha Maizena dissolvida com os ovos.

Mistura-se tudo muito bem e leva-se ao lume mexendo até engrossar. Retira-se do lume e adiciona-se o whiskey e a baunilha.

Deita-se em tacinhas e deixa-se arrefecer antes de servir (deu seis porções pequenas)

 

Nota: receita encontrada aqui.

 

Qui | 13.10.16

vavum!

 

Ideias de execução rápida, alguém pediu?

Cá está!

 

Pataniscas de Curgete

 

download.png

 

1 curgete média ralada

1 cebola ralada

2 ovos

3 colheres de sopa de farinha de trigo

1 colher de chá de fermento em pó

2 colheres de sopa de ervas picadas (usei cebolinho, menta e salsa)

1 pitada de sal

50 grs de queijo Feta esfarelado

Azeite q.b.

 

Espremer a curgete e cebola raladas para perderem o excesso de líquido.

Misturar todos os ingredientes numa taça e fritar colheradas da massa numa frigideira com um fundo de azeite.

Escorrer em papel de cozinha e servir quente ou frio.

 

Qua | 12.10.16

Perishable Thoughts...

 

Toupeiras… ao que parece estão em vias de extinção… na minha horta estão de saúde e até se recomendam, umas às outras.

Além do problema dos montes que levantam, é o problema dos cães que mal veem um desses montes, escavam até caber um carro lá dentro, passe o exagero, a ver se as encontram!

Por isso agora há destas plantas espalhadas por lá, diz que não gostam do cheiro e fogem.

Não sei o nome da planta e também ainda não sei se é eficaz.

Aguardemos...

 

download.png

 

 

Ter | 11.10.16

opções

 

Nunca são demais as opções para tartes, quiches ou outras sugestões de refeições vegetarianas. Confesso que cada vez menos me apetece comer carne e muitas das refeições, principalmente ao jantar, variam entre sopas e mais qualquer coisinha para aconchegar. 

 

Tarte de Cogumelos

 

IMG_20150720_125221.jpg

 

1 embalagem de cogumelos castanhos (300 grs)

2 dentes de alho

1 colher de sopa de azeite

Sal e pimenta q.b.

1 embalagem de massa folhada

1 queijo mozarela fresco

1 colher de sopa de orégãos

3 ovos grandes

100 ml de natas de soja

 

Saltear os cogumelos cortados em quartos ou fatias no azeite com os alhos picados. Temperar a gosto com sal e pimenta.

Estender a massa na forma. Cortar o queijo em pedaços e dispor sobre a massa. Polvilhar com os orégãos e por cima pôr os cogumelos salteados.

Numa taça bater os ovos com as natas e temperar com sal a gosto se necessário. Deitar na tarteira e por cima salpicar com pimenta moída na altura.

Levar a forno médio por 20 a 30 minutos.

 

Nota: Se sobrar um pouco de massa, podem-se fazer enfeites na tarte

 

Sex | 07.10.16

em modo compota #13

 

Se este doce chegar ao Natal, é provável que alguém receba um frasquinho dele. Mas ficou tão bom que não respondo pelas minhas acções… o mais provável é ser todo para mim!

 

Doce de Figo com Anis Estrelado

 

20160921_193224.jpg

 

 

1 kg de figos Pingo de Mel

600 grs de açúcar amarelo

1 pau de canela

2 estrelas de anis

1 casca de limão

1 dl de vinho do Porto

 

Colocar todos os ingredientes num tacho largo e levar ao lume por cerca de 75 minutos. Retirar o pau de canela, as estrelas de anis e a casca de limão e passar com a varinha mágica. Deitar de imediato em frascos esterilizados. Passado algumas horas as tampas baixam devido ao vácuo criado.

Guardar em lugar fresco e seco até abrir, após abertura guardar no frigorífico.

 

Qui | 06.10.16

sabores do tempo

 

Não me importo de deixar o verão para trás, certos dias de calor insuportável, mal dá para respirar. Gosto do outono, das temperaturas mais amenas embora as manhãs, cedinho, sejam bem frescas e como ainda andamos como o tolo no meio da ponte sem saber bem o que vestir, por vezes custa 

Mas esta receita, de sabores outonais, cai sempre bem. Experimentem.

 

Pá de Porco Assada

 

download.png

 

 

1 kg de pá de porco com osso e courato

1 colher de sopa de sementes de erva-doce

1 raminho de alecrim

Sal q.b.

1 cebola (usei roxa)

2 dentes de alho

2 batatas doces com a pele

1 marmelo com a pele

4 batatas com a pele

2 dl de azeite

1 cerveja mini branca

 

Temperar a carne com sal, as sementes de erva-doce e o alecrim.

No fundo de um tabuleiro põe-se a cebola cortada em meias luas, os dentes de alho picados, a carne temperada e as batatas e marmelo, cortados ao meio ou em quartos. Deita-se o azeite por cima, tapa-se o tabuleiro com uma tampa ou papel de alumínio e leva-se ao forno por cerca de duas horas e meia.

Ao fim de uma hora, retira-se do forno e põe-se metade da cerveja. Leva-se ao forno por mais uma hora e volta-se a repetir deitando a restante cerveja. Vai novamente para o forno acabar de assar. Desliga-se e deixa-se repousar por uns dez minutos antes de servir.

 

Ter | 04.10.16

que lata!

 

Há quem não goste nada de comida enlatada. Eu adoro!

 

Bolinhos de Cavala

 

20160906_200339.jpg

 

2 batatas cozidas

1 lata de cavala em azeite (escorrida)

2 ovos

1 colher de sopa de farinha de trigo

½ colher de chá de fermento em pó

½ colher de chá de colorau em pó

½ colher de chá chilli em pó ou piripiri

Ervas aromáticas picadas (usei aipo, cebolinho, menta vietnamita)

Óleo de girassol para fritar

 

Esmigalhar as batatas e juntar a cavala em lascas, e todos os restantes ingredientes. Moldar bolinhos com duas colheres e fritar em óleo de girassol.

Escorrer em papel absorvente.

 

Seg | 03.10.16

não custa nada...

 

Apetecem sempre mas os fins de semana ainda pedem mais. Panquecas, das boas 

 

Panquecas

 

20160914_100230.jpg

 

1 copo de farinha de trigo

1 colher de chá de fermento em pó

1 colher de sopa de açúcar

2 colheres de sopa de flocos de aveia

1 ovo

1 copo de leite

2 colheres de sopa de manteiga derretida

 

Numa taça misturar a farinha, fermento, aveia e açúcar.

Noutra taça misturar o ovo com o leite e a manteiga derretida.

Envolver as duas misturas, não é necessário bater muito.

Aquecer uma frigideira antiaderente e untar com manteiga. Deitar uma concha de massa na frigideira e deixar em lume médio até começar a borbulhar. Virar a panqueca e deixar mais um minuto ou dois. Retirar e repetir todo o processo até acabar a massa.

Servir com fruta fresca e mel.