Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Belita, a Rainha dos Couratos

Belita, a Rainha dos Couratos

Sex | 29.07.16

Mas agora não se faz mais nada?

 

Não sei se é do calor, da idade, das forminhas, da gula… só sei que só me apetece fazer gelados. Mas fáceis, nada de confusões!!!

 

Gelados super fáceis

 

IMG_5297.jpg

 

300 ml de natas

1 lata de leite condensado

 

Extras:

frutas (cerejas, mirtilos, framboesas, morangos, manga, pêssegos, fisálias, etc.);

bolachas oreo

 

Para fazer a base do gelado:

Bater as natas com a batedeira até estarem firmes. Adicionar o leite condensado e envolver bem.

A esta base podem ser acrescentados extras. Dividi a base por duas embalagens e a uma delas adicionei fruta em pedaços, a outra adicionei bolachas oreo esmigalhadas.

Levar ao congelador por umas horas para solidificar. Para servir retira-se com uma colher de gelados.

Pode-se servir em taça ou em cones de bolacha baunilha, próprios para gelados.

 

Ter | 26.07.16

leve leve

 

Uma salada para acompanhamento, bem fresca. E a usar o que plantei e o que nasce à revelia, como as beldroegas. São tantas!

 

Salada de Couve-Rábano

 

salada.jpg

 

1 couve-rábano

1 cenoura

¼ de alface iceberg

1 cebola roxa

Folhas de beldroegas

½ copo de maionese

½ copo de iogurte natural grego

3 colheres de sopa de sumo de limão

 

Ralar finamente a couve-rábano, a cenoura e cortar também finamente a cebola e a alface iceberg (esta alface parece uma couve de repolho). Adicionar as folhas de beldroegas.

Misturar a maionese com o iogurte e o sumo de limão e envolver na salada.

Servir bem fresca.

 

Seg | 25.07.16

que festa

 

Esta sugestão é para aqueles que já estão de férias e podem caprichar com os pequenos almoços pois há mais tempo disponível. Ou para os outros, que acordam mais cedo só para isto!

Não tem que saber, pode ser usada outra fruta em vez dos morangos: bananas, quivis, etc. a ideia é que sobressaia relativamente à aveia.

 

Aveia enfeitada

 

download.png

 

3 colheres de sopa de flocos de aveia

1 colher de sopa de sementes de chia

1 colher de café de extracto de baunilha

1 pitada de açafrão das índias

Açúcar amarelo ou mel para adoçar

½ copo de leite

Morangos

Mirtilos

 

Colocar os ingredientes da aveia (excepto as frutas) numa taça no frigorífico por duas horas, mexendo de vez em quando.

Cortar os morangos em rodelas e colocar à volta do frasco. Pôr a mistura de aveia que entretanto já está consistente no frasco com uma colher de modo a não retirar as rodelas da parede do frasco. Por cima enfeitar com mirtilos e servir.

 

Sex | 22.07.16

sem demora

 

Cá está mais uma versão de gelados quase saudáveis que é o que todos queremos.

E quando queremos?

JÁ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

Gelados de Cheesecake

 

download (1).png

 

250 grs de queijo-creme light

240 ml de leite

75 ml de xarope de ácer ou mel

3 bolachas Digestive

Cerejas, mirtilos, morangos

 

Pôr o queijo, o leite e o xarope de ácer (ou mel) no liquidificador e triturar. Adicionar as bolachas esmigalhadas grosseiramente.

Juntar as frutas escolhidas cortadas em pedacinhos (além das que usei, podem ser usadas outras: manga, pêssego, framboesas, quivi, etc.) e verter para as formas de gelado. Levar ao congelador e passada uma hora pôr os pauzinhos para se manterem no centro.

 

Nota: receita adaptada desta

 

Qui | 21.07.16

quesa quê?

 

Não há mais fácil para uma refeição rápida! Pode ser feito na sanduicheira ou mesmo numa frigideira. Pode ser vegetariano ou podem usar carne, salmão, etc.

Esta foi a 1ª versão, o aspecto não parece grande coisa mas engana muito!

Experimentem 

 

Quesadillas de Cogumelos

 

20160605_204002.jpg

 

200 grs de cogumelos

Azeite, sal e pimenta q.b.

4 tortilhas

Queijo q.b.

 

Saltear os cogumelos em azeite e temperar com sal e pimenta.

Pôr os cogumelos sobre uma tortilha, por cima põe-se o queijo, pode ser ralado ou em fatias e tapa-se com outra tortilha.

Leva-se à máquina de fazer tostas mistas até o queijo derreter.

Cortar em quatro e servir.

 

Ter | 19.07.16

tachos e panelas

 

Uma amiga emprestou-me uma cataplana que tem e não usa.

Eu queria ver se valia a pena investir numa (que não são assim tão baratas quanto isso!) e após uma experiência, que correu muito bem, conclui que não, não vale a pena investir numa cataplana. Faz-se a mesma coisa num tacho.

É mais bonito, é certo, mas não vale o preço.

Posto isso, quem a tiver que a estime    

 

Cataplana de Peixe

 

cataplana.jpg

(antes de ir ao forno)

 

1 cebola em rodelas

4 batatas em rodelas

Postas de peixe (usei pescada, maruca e tintureira)

Tomate descascado em rodelas

Sal grosso

Nêveda

Vinho branco

Azeite

 

Colocar por esta ordem na cataplana (o nome do prato é o nome da panela, como com a paella espanhola) e fechar. Levar a lume brando por cerca de 30 minutos.

 

Seg | 18.07.16

Em estado líquido

 

Não aprecio nada beber água gelada. É raro ter água no frigorífico e quando alguém pede água fresca lá vou a correr encher um copo com água e cubos de gelo. Mas com este calor apetece mesmo beber coisas frescas a lá está, a necessidade aguça o engenho e sai uma água fresca! Façam de melancia, de morango, de ananás, do que apetecer. E bebam que sabe bem 

 

Agua Fresca de Melancia

 

download (1).png

  

2 copos de melancia cortada em cubos

4 copos de água bem gelada

Menta

 

Juntar a melancia (de preferência sem pevides) e a água no liquidificador e triturar  de modo a ficar sem grumos.

Servir com folhas de menta e cubos de gelo.

 

Sex | 15.07.16

vai mais uma

 

Cá está, para a despedida desta semana que começou em modo celebração e que termina em modo calor, muito calor.

 

Mini Bolos de Banana e Cacau

 

bolopessegos.jpg 

 

1 bolo de banana e chocolate pequeno

2 pêssegos maduros

4 colheres de sopa de mel

1 colher de café de açafrão das Índias

1 vagem de baunilha

1 embalagem de queijo quark 250 grs

25 grs de chocolate negro

 

Levar os pêssegos ao lume numa caçarola, descascados e cortados em fatias, juntamente com duas colheres de sopa de mel, o açafrão das Índias e a vagem de baunilha. Deixar apurar por cerca de 15 minutos (se necessário acrescentar duas ou três colheres de sopa de água). Retirar do lume e deixar arrefecer.

Cortar o bolo na horizontal de modo a ficar com 3 rodelas.

Bater o queijo com o restante mel.

Sobre a primeira rodela de bolo pôr 1/3 do queijo e 1/3 dos pêssegos. Voltar a repetir com os restantes ingredientes de modo a ficar com 3 camadas. Raspar chocolate sobre a última camada e servir bem fresco.

 

pessegos.jpg

 

Nota: Com a receita dos Muffins fiz dois bolos pequenos, aqui está um deles

 

bolo.jpg

 

 

Qui | 14.07.16

vamos nessa!

 

De manhã nunca ligo a televisão, ouço as notícias no rádio da cozinha, normalmente na Antena 1 (onde até os relatos ouço!) e estou sempre atenta às temperaturas que vão fazer durante o dia. Por norma, a zona de Aveiro parece o parente pobre pois raramente sobe acima dos 23 mesmo em pleno verão.

Hoje, surpresa!, davam 29. Vinte e nove graus para Aveiro!… claramente não está tempo para fornos… mas quem disse que temos que fazer o que se espera?

 

Frango Assado com Cogumelos e Salva

 

frango.JPG

 

2 peitos de frango do campo

1 colher de café de chilli em pó (ou piripiri)

1 colher de café de coentros em pó

1 colher de café de colorau em pó

Sal q.b.

Sumo de uma lima (ou limão)

1 cebola

100 ml de vinho branco

100 ml de azeite

100 ml de água

200 grs de cogumelos (shiitake ou outros)

Folhas de salva

100 ml de natas (usei de soja)

 

Temperar os peitos de frango com o chilli, os coentros, o colorau, o sal e o sumo de lima.

Pôr sobre a cebola cortada em meias luas finas num tabuleiro juntamente com os cogumelos cortados em quatro.

Sobre estes ingredientes põe-se a água, o vinho, o azeite e a salva. Tapa-se o tabuleiro com papel de alumínio e leva-se ao forno por cerca de meia hora.

Retira-se do forno, descarta-se o papel de alumínio e junta-se as natas no tabuleiro. Vai novamente ao forno por mais uns quinze minutos até borbulhar.

Serve-se com arroz branco ou puré e uma salada.

 

Qua | 13.07.16

Perishable Thoughts...

 

Origanum (erva amarga) foi o nome que Hipócrates deu a esta erva pelo seu característico sabor amargo. O cheiro por seu lado é maravilhoso fazendo lembrar o Alentejo.

A erva pode ser usada fresca mas o seu uso quando seco é o mais comum, tendo um aroma bastante mais forte quando seco.

Esta erva além de poder ser usada na cozinha, também é bastante apreciada em chás já que combate tosse e bronquite, é uma fonte excelente de magnésio, ferro, fibras e ómega 3 sendo também muito rica em cálcio, vitamina K, A e C. 

Na cozinha é excelente combinada com tomate, piza, beringela, alguns pratos de massa, carnes brancas e peixe. Para mim não pode faltar a polvilhar as saladas de tomate e também nas azeitonas.

Este foi o primeiro ano em que a planta de orégãos que tenho no jardim deu como deve de ser, criou uns caules altos e cheios de flor. Apanhei um ramo deles e pus a secar para usar até ao ano que vem.

Nada como usar os frutos do nosso labor 

 

Orégãos

 

download.png

A secar. 

 

Ter | 12.07.16

depressa... e bem

 

Nem sempre apetece salada de alface ou tomate para acompanhamento de certas refeições por isso deixo aqui uma sugestão que pode ser feita também com beterraba, couve-roxa e couve branca. O segredo é ralar muito finamente e, no caso da cebola, cortar em fatias mesmo muito finas.

 

Picles Rápidos

 

picles.jpg

  

1 cenoura

1 couve-rábano (ou 1 nabo)

1 cebola roxa pequena

50 ml de vinagre de cidra

 

Ralar a cenoura e a couve-rábano (ou nabo). Cortar a cebola em meias luas muito finas. Misturar todos os ingredientes e deixar repousar no mínimo por uma hora.

Servir como acompanhamento.

 

Nota: pode ser guardado por uns dias no frigorífico.

 

Seg | 11.07.16

Viva!

 

Estamos, de um modo geral, e modo comemoração. Não é todos os dias que Portugal é campeão e ontem foi campeão várias vezes, fosse em provas de atletismo, ciclismo e principalmente, e porque agrega mais simpatias, de futebol.

Ganhar aquela taça parecia tão impossível como a Inglaterra sair do Euro. E afinal…

Mas como nem sempre se pode comemorar com bebidas alcoólicas, aqui está uma sugestão de uma bebida que engana muito bem.

Com esta bebida a euforia não vem do álcool, vem da nossa energia e bem-estar!

Vivam os Campeões!

 

Sangria Falsa

 

download.png

 

200 ml de sumo de ananás

200 ml de sumo de maçã

2 águas tónicas

50 grs de abacaxi

1 pêssego

4 morangos

Gelo

 

No fundo de um jarro colocar as frutas cortadas em fatias finas. Adicionar os sumos e a água tónica e servir com muito gelo.

 

Sex | 08.07.16

bom fim de semana

 

Aqui está mais uma versão de cheesecake. Este é de ir ao forno (hoje é que calhava, com o  frio que está!) e é uma adaptação de uma receita que me foi dada há muitos anos por uma cunhada, americana, do famoso New York Style Cheesecake.

 

Cheesecake

 

 

cheesecake.JPG

 

Base:

250 grs de bolacha

100 grs de manteiga amolecida

Bolo:

2 embalagens de 250 grs de queijo-creme

1 embalagem de 250 grs de queijo Quark

Raspa de uma laranja

Raspa de um limão pequeno

Sumo de meio limão

1 colher de chá de extracto de baunilha

1 + ¼ de copos de açúcar

4 ovos grandes

 

Triturar as bolachas no robot de cozinha (ou bater com um rolo da massa) e misturar com a manteiga amolecida. Pôr na base de uma forma de aro amovível.

Juntar todos os ingredientes do bolo na taça da batedeira e bater por cerca de cinco minutos.

Deitar sobre a base do bolo e levar ao forno por cerca de uma hora (experimentar com um palito no centro para ver se está seco).

Retirar do forno e deixar arrefecer. Pôr no frigorífico até ao dia seguinte e desenformar apenas quando for para servir.

É excelente servido com frutas frescas.

 

Nota: embora não costume verter, costumo pôr papel de alumínio por fora da forma, apenas na parte de baixo. Fico mais descansada e se verter antes de começar a cozedura, não tenho que andar a esfregar o forno.

 

Qui | 07.07.16

dos amigos

 

Uma amiga deu-me, há uns anos, umas fotocópias de receitas do livrinho dela, receitas que já tinham sido feitas mil e uma vezes.

Meti-as lá para dentro de uma pasta e ficaram esquecidas anos (eu já posso falar em décadas!).

No outro dia, num afã de arrumos dei a volta às tais receitas, ver o que era para ficar, o que era para deitar fora e encontrei esta.

Era mais um conjunto de instruções do que uma receita propriamente dita mas mesmo assim experimentei, com algumas alterações.

Ficou excelente! Comprovem.

 

Bifinhos Especiais

 

untitled.JPG

 

 

6 bifinhos finos de lombo de vitela

2 colheres de sopa de azeite

1 colher de sopa de manteiga

1 colher de chá de farinha Maizena

150 ml de leite

1 colher de café de café solúvel

1 colher de sopa de mostarda

2 colheres de sopa de molho Inglês

Sal q.b.

 

Numa taça misturar o leite, a farinha Maizena, o café solúvel, a mostarda e o molho Inglês.

Temperar os bifinhos com sal grosso e fritar numa frigideira com o azeite e a manteiga, muito rapidamente. Retirar da frigideira e reservar.

À frigideira juntar a mistura de leite com restantes ingredientes e mexer bem. Deixar engrossar, se necessário juntar um pouco mais de leite para não ficar grosso demais, deve ficar um molho macio mas sem ser muito grosso. Adicionar os bifinhos e algum líquido que tenham largado e servir.

 

 especiais.JPG

 

Qua | 06.07.16

Perishable Thoughts...

 

A minha horta (e as outras, penso) estão muito atrasadas nas novidades da estação. Comecei agora a ter ervilhas tortas, quando normalmente em Maio é que elas aparecem… os tomateiros estão ainda a deitar flor, quando já é costume haver tomates para gastar e os morangos só agora começam a amadurecer, um ou dois em cada apanha.

Mas as estrelas da horta este ano são estas belezas!

Chamam-se couve-rábano (ou couve-nabo) e são da família Brassica olerácea (a mesma das couves como a galega, a tronchuda, penca, etc.).

Come-se quer o bolbo quer as folhas. O bolbo pode ser cozido como as batatas, usado em sopa, ou mesmo ralado cru e usado em saladas, é super crocante. Tem um sabor muito suave e não sabe a NABO!!! Só por isso já ganhou 

Não esquecer de descascar pois a casca é bastante fibrosa. Existe também uma variedade de casca roxa mas apenas consegui da branca. O sabor é igual nos dois casos.

É estranho, e como disse uma prima minha americana: parece um nabo que anda nas drogas!!!

 

Couve-Rábano

 

20160702_123233

 

Ter | 05.07.16

estilo vitaminas :)

 

Mais uma ideia para a lancheira. Agora que apetece comer ao ar livre, qualquer parque pode ser o nosso restaurante. E com comidas frias não há desculpa para não se fazer um piquenique numa sombra qualquer. Se o que falta são ideias, aqui está uma.

 

Salada de Lacinhos e Queijos

 

salada.jpg

 

Massa de lacinhos, cozida

1 queijo fresco (dos de longa duração)

1 pedaço de queijo feta

4 fatias de fiambre de frango

¼ de abacate

Passas q.b.

Grãos de aveia tostados q.b.

Molho de mostarda

 

Numa taça põem-se os lacinhos já frios, o queijo fresco cortado em quadrados, as fatias de fiambre também cortadas em quadrados, o queijo Feta esfarelado e o abacate cortado em dados pequenos. Salpica-se com algumas uvas passas e com grãos de aveia tostados (são muito crocantes!).

À parte faz-se um molho com mostarda, azeite e vinagre.

Serve-se a salada bem fria com o molho.

 

Notas:

podem usar-se nozes em vez dos grãos de aveia

o queijo que usei é do tipo Queijo de Burgos

 

Seg | 04.07.16

aqui não se aprende nada!

 

Toda a gente sabe fazer sandes, ninguém morre à fome por não as saber fazer. É abrir um pão e meter qualquer coisa lá dentro.

Aqui não se ensina a fazer sandes, apenas se sugerem combinações que por vezes podem não nos lembrar. Como esta.

 

Sandes de Salmão e Requeijão

 

sandes.jpg

  

2 pães da Avó

Mostarda (ou manteiga)

Salmão defumado

Requeijão

Rúcula

 

Cortar os pães ao meio e barrar um dos lados com mostarda.

Por cima pôr o salmão, a rúcula e o requeijão em fatias. Tapar com a restante metade de pão e servir.