Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Belita, a Rainha dos Couratos

Belita, a Rainha dos Couratos

Qui | 31.03.16

das memórias

 

Quando vivia em Lisboa, este era um prato que era muito vulgar ser servido em restaurantes. Não sei se ainda é porque agora quando lá vou é normalmente em trabalho e acabo por comer qualquer coisa rápida numa praça da alimentação de qualquer centro comercial (eu acabei de escrever isto? A sério???)

Mas pronto, no outro dia lembrei-me deste prato e cá está ele.

Não é o mais fotogénico, mas soube mesmo bem!

 

Escalopes de Vitela com Cogumelos e Natas

 

escalopes.jpg

 

4 escalopes de vitela

1 embalagem de cogumelos

2 colheres de sopa de azeite

2 colheres de sopa de manteiga

1 colher de chá de mostarda em pó

1 golada de vinho do Porto

100 ml de natas

Sal q.b.

Pimenta preta q.b.

 

Salpicar os bifinhos com sal e pimenta preta moída na hora.

Saltear os cogumelos numa frigideira com 1 colher de sopa de azeite. Reservar.

Na mesma frigideira, aquecer o restante azeite e manteiga e fritar os escalopes, são muito finos pelo que é só uma passagem de cada lado. Reservar num prato.

Na mesma frigideira adicionar o vinho do Porto e a mostarda (pode ser da outra se não houver em pó) e quando levantar fervura adicionar as natas, rever os temperos e juntar os bifinhos e os cogumelos.

Mexer tudo e servir com arroz e legumes cozidos.

 

Ter | 29.03.16

nem tudo o que parece...

 

Sou pouco apreciadora de marisco, não corro atrás de um arroz de marisco nem de uma mariscada. Gosto de camarões mas a maior parte das vezes até os dispenso só por ter de os descascar.

Gosto de ameijoas, daquelas malhadas que há na Ria de Aveiro e que são muito difíceis de encontrar. Não me apanham a comer ameijoas vietnamitas e muito menos sou vista perto daquele sucedâneo de marisco que dá pelo enganador nome de delícias do mar.

Não sou fundamentalista, apenas há coisas que aprecio, e outras não 

E este arroz? Uma maravilha!

 

Arroz de Peixe e Marisco

 

20160319_131605.jpeg

 

Azeite q.b.

1 cebola

1 dente de alho

3 tomates (usei congelados, podem ser de lata)

¼ de pimento vermelho

1 malagueta ou piripiri

1 filete de pescada médio

1 raminho de salsa picada

1 medida de arroz carolino

3 a 4 medidas de água ou caldo de peixe

Sal q.b.

100 grs de camarão congelado, descascado

100 grs de ameijoas (usei congeladas)

Coentros picados q.b.

 

Cortar o peixe em pedaços. Reservar.

Num tacho alourar a cebola e alho picados em azeite. Adicionar o tomate pelado e cortado em pedacinhos, o pimento também cortado e a malagueta ou piripiri e deixar refogar. Juntar o peixe, mexer e juntar também o arroz e a água a ferver (apenas 3 medidas, se necessário junta-se mais um pouco, mais tarde).

Deixar levantar fervura, baixar o lume e deixar cozer por uns 15 minutos. Adicionar o camarão e as ameijoas, se necessário acrescentar mais água a ferver para se manter malandrinho, e rectificar os temperos.

Logo que o arroz esteja cozido, servir salpicado com coentros picados.

 

Seg | 28.03.16

confere

 

Está confirmado!

Se apresentarem uma pratada destas panquecas aos vossos convidados ao pequeno-almoço, é garantido que para eles passam a ser mais super-heróis do que o Batman e o Super-Homem juntos!!!

 

Panquecas de Iogurte e Mirtilos

 

panquecas.jpeg

 

240 ml de iogurte natural (usei grego)

7 colheres de sopa bem cheias de farinha de trigo com fermento

2 colheres de sopa de açúcar

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

1 pitada de sal (opcional)

2 ovos grandes

½ copo de leite

Manteiga para untar a frigideira, q.b.

100 grs de mirtilos (usei congelados)

 

Bater o iogurte com a farinha, o açúcar e o bicarbonato de sódio (e o sal, se usarem). Numa taça à parte bater os ovos com o leite e acrescentar à massa. Mexer para envolver. Fica com uns grumos mas é mesmo assim.

Aquecer a frigideira untada com manteiga e deitar cerca de ½ copo de cada vez. Pôr alguns mirtilos por cima da massa já na frigideira e após cerca de um minuto viram-se com a ajuda de uma espátula e fritam mais um minuto do outro lado. Retiram-se para um prato e servem-se com xarope de ácer (maple syrup), golden syrup ou mel.

 

Nota: esta quantidade deu 16 panquecas grandes

 

Sex | 25.03.16

Boa Páscoa

 

Não costumo fazer tortas. Na verdade, acho que nunca fiz ou se fiz foi há tanto tempo que já nem me lembro.

Nem sequer é um bolo que me cative por aí além mas quando vi esta receita achei que mais fácil não podia ser e se não corresse bem também não se perdia tudo.

Aproveitei para usar uma compota de abóbora que a minha irmã me ofereceu no Natal e juntei-lhe umas amêndoas tostadas.

Ficou excelente e com um belo aspecto!

 

Torta com recheio de doce de Abóbora e Amêndoas

 

D:\Documents and Settings\u015202\Desktop\IMG_2016

 

3 ovos

85 g de açúcar

85 g de farinha de trigo com fermento

3 colheres de sopa de água

 

75 grs de amêndoa em lascas

5 colheres de sopa de compota de abóbora

 

1 colher de sopa de açúcar

1 colher de chá de canela em pó

 

Aquecer o forno a 180ºC.

Untar um tabuleiro e polvilhar com farinha.

Tostar as lascas de amêndoa numa frigideira até alourarem. Reservar.

Numa taça bater os ovos inteiros com o açúcar por cinco minutos. Adicionar a água e bater mais um minuto.

Adicionar a farinha peneirada envolvendo bem sem bater. Deitar a massa no tabuleiro untado e levar ao forno por cerca de dez minutos (verificar ao fim de cinco, varia de forno para forno, no meu demorou 12 minutos).

Estender um pano da loiça limpo na bancada e polvilhar com o açúcar e a canela. Deitar o bolo sobre o pano e barrar com a compota de abóbora e polvilhar com mais de metade das amêndoas. Com a ajuda do pano, enrolar no formato de uma torta.

Pôr a torta num prato e polvilhar com as restantes amêndoas tostadas.

 

Qui | 24.03.16

dos dias

 

Sempre ouvi dizer que o problema do jejum na Quaresma não é o que entra da boca para dentro, mas o que sai da boca para fora.

Mas, para quem quiser seguir à risca a tradição de não comer carne na sexta-feira santa (amanhã), aqui vai uma sugestão que sai sempre muito bem.

Esta receita é de uma amiga e já foi testada e retestada e deu sempre bom resultado.

E já sabem, a semana pode ser santa, mas nós não temos que ser 

  

Bacalhau à Néné

 

download (1).png

 (antes de ir ao forno)

 

2 postas de bacalhau (altas)

Leite q.b.

1 cebola grande (ou 2 médias)

2 dentes de alho

Noz moscada e pimenta preta q.b.

Azeite q.b.

 

Entalar* as postas de bacalhau no leite. Temperar de sal se for necessário, o bacalhau alto por vezes ainda tem muito sal.

Entretanto fazer uma cebolada com a cebola cortada em rodelas finas, os dentes de alho picados, muito azeite e temperos.

Pôr metade da cebolada no fundo de um pyrex ou outro tabuleiro de ir ao forno. Dispor as postas de bacalhau e por cima pôr a restante cebolada. Pôr umas seis ou mais colheradas do leite de cozer o bacalhau no tabuleiro e levar ao forno até que o bacalhau esteja devidamente cozido e alourado, cerca de 25 minutos.

Servir com um puré de batata e com verduras cozidas.

 

Nota: a minha amiga usa nos temperos, além dos que usei, coentros em pó, salsa desidratada, colorau e o que mais estiver à mão

 

*Entalar significa cozer ligeiramente, ou seja, não cozer completamente

 

 

Ter | 22.03.16

apetecia-me algo

 

Apetecia-me comida chinesa, e pronto!

 

Massa Chinesa de Arroz com Camarões

 

chin.jpg

 

Massa de arroz cozida, q.b.

150 grs de camarões descascados, congelados

1 cebola cortada em meias-luas

1 dente de alho

1 pedaço de gengibre

1 malagueta

3 colheres de sopa de óleo de girassol

4 colheres de sopa de molho de soja

1 colher de sopa de molho de peixe

1 colher de sopa de vinagre de arroz ou de vinagre de cidra

3 colheres de sopa de água de cozer a massa

 

Aquecer o wok e pôr a cebola a alourar no óleo bem quente. Juntar os camarões com o alho e o gengibre e a malagueta. Fritar dois ou três minutos, adicionar o molho de soja e o molho de peixe, o vinagre e a água. Adicionar a massa cozida, envolver bem e servir.

 

Seg | 21.03.16

como eu gosto

 

Para um dia mais doce aqui fica a sugestão.

 

Batido de Manga e Banana

 

download.png

 

½ manga bem madura

1 banana

1 colher de sopa de sementes de linhaça raladas

1 copo de leite

 

Pôr todos os ingredientes no liquidificador e triturar até ficar uma bebida espessa e sem grumos.

 

Sex | 18.03.16

é sexta feira, yeah!

 

Há bolos muito mais complicados de fazer mas nem todos ficam tão bons quanto este, que não podia ser mais fácil e com ingredientes que normalmente temos à mão.

Eu sei que as framboesas não se incluem nesta categoria (dos ingredientes à mão) mas mesmo assim vale a pena comprar de propósito.

Ou então substituir por outra coisa, pedaços de chocolate, por exemplo, esses sim sempre à mão! Não? Só eu? A sério???

 

Bolo de Iogurte e Framboesas

 

boloiog.JPG

 

1 embalagem de iogurte natural (125 grs + ou -)

2 vezes a mesma embalagem de farinha de trigo com fermento

1 vez a mesma embalagem de açúcar

½ embalagem de óleo de girassol (ou azeite, ou óleo de coco)

3 ovos grandes

1 colher de sopa de extracto de baunilha

1 pitada de sal

Framboesas q.b.

Açúcar em pó

 

Aquecer o forno a 180ºC.

Pôr o iogurte numa taça e adicionar todos os restantes ingredientes excepto as framboesas. Mexer até ficar com uma massa lisa e brilhante.

Deitar a massa numa forma untada de bolo inglês e por cima pôr as framboesas carregando para ficarem um pouco dentro da massa.

Levar ao forno até estar cozido, cerca de 45 minutos, verificar no meio com um palito a ver se sai bem seco.

Retirar do forno e deixar arrefecer uns minutos, depois desenformar e polvilhar com açúcar em pó.

 

boliog1.JPG

 

 

Qui | 17.03.16

a aquecer

 

Uma receita simples e muito saborosa. Para os dias em que ainda apetece ligar o forno.

 

Bifinhos de Frango no Forno com Cogumelos

 

francogs.JPG

 

2 peitos de frango

Sumo de 1 limão

1 cebola

2 dentes de alho

Raminhos de tomilho

1 embalagem de cogumelos (250 grs)

Sal, pimenta e noz moscada q.b.

100 ml de natas

100 ml de caldo de galinha

Azeite q.b.

 

Uma ou duas horas antes de começar a cozinhar cortar os peitos de frango em bifes pequenos, temperar com sal e sumo de limão. Reservar.

No fundo de um tabuleiro dispõem-se a cebola cortada em meias-luas e os dentes de alhos cortados em rodelas finas. Cobre-se o fundo do tabuleiro com azeite e por cima da cebola põem-se os bifes de frango e o tomilho.

Salteiam-se os cogumelos cortados em fatias num pouquinho de azeite, apenas 3 ou 4 minutos. Temperam-se com sal, pimenta e noz moscada.

Deitam-se os cogumelos sobre o frango e por cima põem-se as natas e o caldo de galinha (ou água). Leva-se a forno médio por cerca de 30 minutos.

Serve-se com arroz e espigos cozidos ou esparregado.

 

Nota: podem ser natas de soja, usei normais

 

Qua | 16.03.16

cool gadgets

 

O termo americano muffin-top é o equivalente ao nosso ‘pneuzinho’, aquela gordurinha que algumas cachopas têm ali à volta da cintura.

Aqui há uns tempos uma sobrinha ofereceu-me umas formas de muffin-top (não sei se havia ali alguma insinuação… bem, não vamos pensar nisso!!!) e olhem, ficam mesmo bonitinhos os muffins.

Parece que me estou a ver ao espelho 

 

Formas Muffin-top

 

mufftops.jpg

 

 

 

 

Ter | 15.03.16

quem papa?

 

Embora goste bastante de fazer ‘aveia adormecida’ (overnight oats) pela sua simplicidade – é só meter os ingredientes num frasco e comer na manhã seguinte!, o que é certo é que fazer papas de aveia também não custa nada e pode-se fazer logo para várias vezes já que se aguenta bem no frigorífico por uma semana pelo menos.

Depois é ir juntando ingredientes conforme o que apetece naquele dia e logo temos um pequeno-almoço daqueles que nos mantêm refastelados por toda a manhã.

Ora vejam lá se não é!

 

Papas de Aveia (Porridge)

 

1 copo de flocos de aveia

1 e ½ copos de leite

1 e ½ copos de água

1 pitada de sal

2 colheres de sopa de açúcar amarelo (opcional)

 

Levar todos os ingredientes ao lume numa caçarola e mexer até engrossar, cerca de dez minutos. Deixar arrefecer e guardar no frigorífico numa caixa hermética.

Esta quantidade dá bastante papa de aveia que se pode ir consumindo ao longo da semana.

Pode ser adoçada logo quando se faz ou ir adoçando consoante os ingredientes que usarmos como complemento, alguns são mais doces do que outros.

 

Deixo aqui três opções:

 

Papas de Aveia com Frutas

 

aveia1.jpg

 

1 porção a gosto de papas de aveia

Mel ou outro adoçante a gosto

1 colher de chá de manteiga de amêndoa ou amendoim

Framboesas, manga, banana e morangos q.b.

 

Papas de Aveia com Frutos Secos

 

aveia2.jpg

 

1 porção a gosto de papas de aveia

Mel ou outro adoçante a gosto

1 colher de sopa de coco ralado

1 colher de chá de nozes picadas

1 colher de chá de uvas passas

1 colher de chá de sementes de girassol

1 colher de chá de bagas goji

  

Papas de Aveia com Maçã, Nozes e Canela

 

download (1).png

 

1 porção a gosto de papas de aveia

Mel ou outro adoçante a gosto

½ maçã ralada

1 colher de chá de nozes picadas

1 colher de café de canela em pó

 

Notas:

se as papas de aveia ficarem muitos grossas, podem diluir-se com mais um pouco de leite ou água quando for para servir;

podem ser aquecidas no microondas ou servidas frias.

 

Seg | 14.03.16

alternativas

 

Uma amiga minha descobriu há pouco tempo que tinha intolerância quer à lactose quer à frutose. Doenças da moda, pensamos nós e pensava ela até lhe ter sido diagnosticado 

O que é certo é que se ouve cada vez mais falar desse tipo de intolerâncias. Se calhar sempre existiram só que não eram bem diagnosticadas e também não havia tanta informação, e tão rápida, sobre esses casos.

Para ajudar, dei-lhe esta receita, já que o ‘leite’ de aveia que existe à venda é caríssimo e se o fizermos em casa fica muito mais em conta e não dá quase trabalho nenhum a fazer. Já comprovei!

 

‘Leite’ de Aveia

 

IMG_5036.JPG

 

 

40 grs de flocos de aveia

6 tâmaras sem caroço

1 litro de água

1 pitada de sal (opcional)

1 colher de chá de extracto de baunilha (opcional)

 

Pôr os flocos de aveia de molho por umas horas cobertos com água. Ao fim desse tempo (pode ficar de uma dia para o outro) escorrer e deitar fora a água onde estavam. Pôr os flocos demolhados no liquidificador com um litro de água, as tâmaras cortadas em bocadinhos e os restantes ingredientes, se usar (não usei). Liquidificar até ficar tudo bem derretido.

Coar, voltar a coar e se quisermos uma bebida ainda mais fina, voltar a coar. No todo coei três vezes com um coador de plástico, nada de utensílios complicados. Depois de coado, guardar no frigorífico (dura até cinco dias).

Pode-se usar como se usa o leite de vaca, para fazer batidos, para fazer sobremesas, ou para beber assim simples.

 

Nota: não esquecer de abanar antes de usar já que tem tendência a separar a parte mais pesada da água.

Sex | 11.03.16

mais deles...

 

Esta é mais uma incursão nas receitas de biscoitos de aveia. São os meus favoritos mas se pensar nos de gengibre, nos de canela e noutros, fico mesmo dividida 

De qualquer modo, estou sempre pronta a experimentar mais uma receita, ainda por cima quando vem com o selo ‘mom’s best’, ou seja, os melhores da mãe!!!

Cá estão eles, experimentem e vejam se são mesmo os ‘best’!

 

Biscoitos de Aveia e Chocolate

 

bics.png

 

2 e ½ copos de flocos de aveia

2 ½ copos de farinha

1 copo de açúcar amarelo

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

1 pitada de sal

1 copo de óleo de girassol (ou de coco)

2 ovos grandes

2 colheres de chá de extracto de baunilha

100 grs de chocolate negro picado (ou 100 grs de pepitas de chocolate)

 

Aquecer o forno e forrar um tabuleiro com papel de ir ao forno.

Numa taça grande pôr os flocos de aveia, a farinha, o açúcar, o bicarbonato, e o sal. Misturar e fazer um buraco no meio. Deitar aí o óleo, os ovos e a baunilha. Mexer bem à mão ou com a batedeira. Adicionar o chocolate e envolver. A massa fica um pouco esfarelada mas é mesmo assim.

Retirar colheradas da massa e com as mãos moldar bolinhas, tem que se apertar bem para ficarem uniformes. Pôr no tabuleiro e levar ao forno por 10 a 15 minutos, dependendo do forno e do gosto por bolinhos mais moles ou mais durinhos.

 

Qui | 10.03.16

quem não tem cão...

 

É raríssimo ir a um restaurante Chinês. Também sei que se fosse, não era este tipo de comida que lá serviriam pois têm tendência a europeizar as receitas para ficarem mais ao nosso gosto e acho-as, também, muito gordurosas.

Este tipo de comida é super rápido de fazer, não leva muitos ingredientes tem bastante sabor devido ao uso do molho de soja e também do gengibre.

 

Carne Oriental com Brócolos

 

IMG_5017.JPG

 

2 bifes de novilho finos

1 colher de sopa de amido de milho (Maizena)

2 colheres de sopa de óleo de girassol

1 colher de chá de alho ralado

1 colher de chá de gengibre ralado

1 talo de erva-príncipe cortado em rodelas finas

¼ copo de molho de soja

¼ de copo de água

1 mão-cheia de brócolos finos cozidos

 

Cortar os bifes em tiras e passar pela farinha.

Aquecer o óleo num wok ou frigideira e fritar o alho e gengibre ralados e as rodelas de erva-príncipe. Adicionar as tiras de bife e saltear.

Juntar o molho de soja e a água (o molho vai engrossar devido à farinha Maizena) e fritar por 3 ou quatro minutos. Se necessário acrescentar um pouco mais de água. Envolver os brócolos na carne e servir com arroz branco.

 

 

Ter | 08.03.16

hoje há salmão, amanhã não sabemos

 

Comidas simples, rápidas e se não estivermos para o preciosismo dos bolinhos, podem acompanhar apenas com as batatas cozidas e a couve-flor. É só que um prato enfeitado anima mais 

 

Salmão com Limão

 

download (1).png

 

2 lombos de salmão (congelados)

Sal q.b.

4 rodelas de limão

2 colheres de sopa de azeite

 

Pôr duas colheres de sopa de azeite numa frigideira e por cima o salmão temperado com sal e as rodelas de limão.

Levar a lume brando e tapar com uma tampa que seja do tamanho da frigideira. Demora cerca de 12 a 15 minutos a fazer, a meio tempo viram-se os lombos de salmão.

Servir com bolos de vegetais.

 

Bolinhos de Vegetais

 

2 batatas

1 batata doce

1 cenoura

½ couve-flor pequena

1 alho francês pequeno

Sal q.b.

 

Cozer todos os ingredientes em água com sal. Escorrer, esmagar e moldar bolos tipo hambúrgueres. Levar a uma frigideira untada com azeite ou manteiga e deixar alourar um bocadinho de cada lado.

 

Nota: não descongelei os lombos de salmão

Seg | 07.03.16

o que eu gosto disto!

 

Estes dias ainda bem frescos pedem lareiras e sopas quentes. A lareira nem sempre dá jeito estar a acender, carregar lenha, limpar cinzas, etc. Às vezes a preguiça é superior ao frio!

A sopa pode ser uma qualquer mas uma como esta, aquece ainda mais. Além disso tem uma cor vibrante que só por si já parece uma pequena chama. É quase uma lareira portátil 

 

Sopa de lentilhas e tomate

 

sopa.jpg

 

1 cebola média, picada

2 colheres de sopa de óleo de girassol (ou outro)

½ colher de chá de cominhos em pó

½ colher de chá de coentros em pó

½ colher de chá de pimentão (colorau) em pó

½ colher de chá de açafrão das Índias

2 dentes de alho ralados

1 colher de chá de gengibre fresco ralado

½ lata de tomates maduros (cerda de 250 grs)

1 litro de água ou caldo de legumes

1 copo de lentilhas vermelhas

Sal q.b.

Coentros picados

 

 

Alourar a cebola no óleo, apenas até amolecer, adicionar o cominho, os coentros, o pimentão e o açafrão em pó e mexer. Juntar também o alho e o gengibre ralados. De seguida juntar os tomates com o líquido, as lentilhas e a água. Temperar a gosto com sal e deixar ferver por 40 minutos.

Quando cozido, passar com a varinha mágica mas sem desfazer completamente. Adicionar alguns coentros picados à sopa e servir, guarnecendo com mais coentros.

 

Notas:

se desejarem uma sopa picante, acrescentem um pouco de piripiri juntamente com as especiarias

ligeiramente adaptada desta receita

 

Sex | 04.03.16

está quase :)

 

 

Vamos lá acabar com isto para ver se o fim de semana chega e como parece que a chuva nos vai acompanhar por estes dias, é correr para o forno e fazer um bolinho. Pode ser já este!

 

Bolo de Banana e Chocolate

 

IMG_5021.JPG

 

2 bananas grandes, bem maduras

100 grs de manteiga amolecida

1 copo de açúcar amarelo

2 ovos

½  copo de leite com 1 colher de chá de vinagre

1 e ½ copos de farinha de trigo com fermento

1 copo de farinha de trigo integral

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

50 grs de chocolate em pedacinhos

50 grs de nozes

 

Esmigalhar bem as bananas. Adicionar a manteiga amolecida e o açúcar e bater bem. Juntar os ovos e o leite com o vinagre. De seguida adicionar as farinhas e o bicarbonato e envolver bem sem mexer demais. Juntar também os pedaços (ou pepitas) de chocolate e as nozes picadas grosseiramente.

Deitar a massa numa forma untada e levar a forno médio por cerca de 30 minutos, verificar com um palito pois pode variar de forno para forno.

Retirar do forno quando estiver cozido, deixar arrefecer uns minutos dentro da forma e depois desenformar.

Qui | 03.03.16

corrupio

 

Em modo corrida que isto está de uma maneira que não se tem tempo para nada 

Fica aqui a sugestão para utilizar as sobras desta receita.

 

Sandes de Rolo de Carne

 

20160124_200620.jpg

 

4 fatias de rolo de carne

Tomate, alface, coentros q.b.

Mostarda

Maionese

2 pães ligeiramente tostados

 

Pôr duas fatias de rolo em cada metade do pão, por cima temperar com mostarda e maionese (quem gostar pode pôr também ketchup). Pôr o tomate em rodelas finas e as folhas de alface e coentros sobre as fatias do rolo, tapar com a outra metade de pão.

Acompanhar com uma bebida fresca.

 

Ter | 01.03.16

siga

 

Esta semana vou continuar com as receitas com bananas. Ontem foi a aveia, hoje é um batido, e mais para a frente logo se vê 

  

Batido de Banana e Canela

 

IMG_20160221_101652.jpg

 

1 banana madura

1 copo de leite

1 colher de chá de extracto de amêndoa (opcional)

1 colher de sopa de sementes de linhaça raladas

1 colher de sopa de mel

1 colher de chá de canela em pó

 

Pôr todos os ingredientes no liquidificador e triturar até ter uma bebida suave.

Servir polvilhado com mais canela em pó.

 

Nota: pode ser feito com banana congelada