Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Belita, a Rainha dos Couratos

Belita, a Rainha dos Couratos

Sex | 30.03.12

chama-lhe um figo!

Para os bolos de fim de semana, aqueles que se vão comendo à fatia em lanches nocturnos ou para levar para o trabalho e comer gulosamente a meio da manhã... São bolos rápidos porque se fazem num instante e também se comem assim depressinha.

 

Bolo Rápido de Figos 

 

 

2 copos de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 pitada de sal
1 copo de açúcar amarelo
1 copo de leite com 1 colher de sopa de vinagre
2 ovos
1/2 copo de óleo
1 colher de chá de baunilha
1 copo de figos cortados em bocados
2 colheres de sopa de lascas de amêndoa

Misturar a farinha, fermento, bicarbonato, sal e açúcar.
À parte misturar e bater leite ovos óleo e baunilha.
Misturar os dois numa taça grande.
Juntar os figos e a amêndoa.
Vai ao forno em forma untada por cerca de 30 minutos.

Nota: usei figos congelados que guardei do ano passado. Podem ser substituídos por amoras, framboesas ou outra fruta mole a gosto.

 

Qui | 29.03.12

caril

Mais uma versão de caril. Encontrei esta receita na revista BBC Good Food Middle East, de Setembro 2011 e fiquei curiosa porque levava Lemongrass (Erva Príncipe). Ora, eu tenho alguns pés de Erva Príncipe e além de fazer chá com as folhas, não lhes dou grande uso.

O sabor da Erva Príncipe é meio adocicado e com um leve travo a limão, é mesmo agradável. Experimentem pelo menos o chá, que já existe à venda em lojas de produtos naturais, mas se puderem comprem uns pezinhos em algum horto pois dá-se bem em vasos. E tem a particularidade de ir crescendo à medida que se vai cortando. 

 

Caril de Camarão

 

 

1 colher de sopa de óleo de girassol

1 cebola finamente picada

1 colher de sopa de gengibre fresco ralado

2 dentes de alho ralados

1 talo de Erva Príncipe (Lemongrass)

1 colher de sopa de caril em pó

1 lata de leite de coco (400 ml)

200 grs de camarões descascados

1 malagueta (opcional)

 

Amaciar a cebola no óleo em lume baixo. Juntar o alho e o gengibre e aumentar o lume. Adicionar o talo de Erva Príncipe previamente cortado ao meio (no sentido do comprimento) e espalmado com um rolo da massa. Cozinhar por dois minutos e polvilhar com o caril. Juntar o leite de coco, mexer e deixar levantar fervura. Adicionar os camarões e deixar fervilhar a té ficarem rosados. Verificar os temperos, se necessário acrescentar sal e servir com a malagueta cortada em tiras.

Acompanhar com arroz basmati cozido.

  

Ter | 27.03.12

bolo crocante

Este bolo foi feito já há algum tempo, a pedido de uns amigos para vender numa feira.

Como não era um bolo para sobremesa mas sim para vender à fatia para angariar fundos, decidi fazer um de maçã porque, além de ser dos meus preferidos, vai bem com um portinho ou abafado, que era o que havia para acompanhar.

 

Bolo de maçã com crocante de coco

 

 

3 copos de farinha com fermento

1 copo de açúcar amarelo

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

1 colher de chá de sal

1 ovo

1 ½ copos de leite com uma colher de sopa de vinagre (repousar 5 minutos)

½ copo de óleo

1 colher de chá de baunilha

2 copos de maçã cortada aos bocadinhos

 

Untar e enfarinhar uma forma.

Numa taça combinar os primeiros 4 ingredientes.

Noutra taça juntar os seguintes 4 ingredientes.

Misturar os conteúdos das duas taças e mexer. Juntar os bocados de fruta.

Polvilhar com a mistura crocante (receita abaixo).

Levar ao forno médio cerca de 40 minutos. Verificar com um palito no centro a ver se está cozido.

 

Mistura crocante

3 colheres de sopa de manteiga

75 grs de farinha

3 colheres de sopa de coco ralado

Misturar bem com os dedos para formar umas migalhas grandes e polvilhar sobre o bolo

 

Seg | 26.03.12

palmeta

Há dias em que apetece apenas uma coisa simples, muito simples mesmo. Ou também se pode dizer que há dias em que a preguiça manda…{#emotions_dlg.sarcastic}

 

Filetes de Palmeta com Arroz de Grelos

 

 

Temperam-se dois filetes com uma mistura de pimentas, sumo de lima e sal.

Fritam-se numa mistura de azeite e manteiga até ficarem dourados.

Servem-se com arroz de grelos.

 

Arroz

1 cebola

3 colheres de sopa de azeite

1 copo de arroz

1 mão cheia de grelos

2 copos de água a ferver

Sal q.b.

 

Alourar a cebola no azeite. Juntar o arroz e mexer bem. Adicionar a água e o sal deixar levantar fervura.

Pôr os grelos sobre o arroz e tapar o tacho. Reduzir o lume e deixar cozer o arroz por cerca de 20 minutos. A meio dá-se uma mexedela.

 

Nota: usei arroz estufado

 

Sex | 23.03.12

sobremesas boas

Isto é uma sobremesa! Daquelas!!!

Mascarada de comida saudável (sim, porque leva iogurte) só tenho pena de ter feito uma dose tão pequena, era capaz de comer disto para sempre {#emotions_dlg.drool}

 

Parfaits de coco e compota de limão 

 

 

4 colheres de sopa de iogurte grego natural

2 colheres de sopa de compota de limão (lemon curd)

2 colheres de sopa de coco ralado

10 bolachas

 

Tostar ligeiramente o coco ralado numa frigideira pequena.

Triturar as bolachas e juntar metade do coco tostado.

Misturar o iogurte com a compota de limão e mexer bem.

Em tacinhas ou copos põem-se camadas de bolacha com coco e mistura de iogurte até finalizar. Por cima polvilha-se com o restante coco. Leva-se ao frio por uma hora.

 

Nota: pode ser usada outra compota em vez de limão

 

Qui | 22.03.12

costeletas

Uma amiga disse-me que costuma fazer esta receita quando precisa de ‘esquecer’ o que está ao lume enquanto trata de outras coisas.

Decidi experimentar tal e qual como ela disse que fazia e realmente fica muito saboroso. E deixou o tempo livre para outros afazeres.

 

Costeletas  com Mostrada

 

 

4 costeletas

1 cebola picada

2 dentes de alho picados

1 raminho de salsa

½ copo de vinho

½ copo de água

2 colheres de sopa cheias de mostarda

Sal

Pimenta

 

Num tacho põe-se a cebola, os alhos, as costeletas e a salsa.

Por cima põe-se a mistura de vinho, água e mostarda e temperos.

Leva-se ao lume até ferver e depois baixa-se o lume e deixa-se cozer por 30 minutos. Verificar o molho para que não evapore.

Servir com massa cozida e grelos salteados.

 

Nota: as costeletas que tinha foram congeladas para o tacho.

Pode ser feito com febras.

 

Qua | 21.03.12

bolachinhas

Nem parece meu! Há quanto tempo não deixo aqui uma receita (mais uma) de biscoitos???

Não pode ser, eu sei que os dias estão solarengos e isso mas as noites são um gelo por isso o forno é sempre bem vindo.

Toca a experimentar, são mesmo bons.

 

Biscoitos de Sésamo 

 

 

1 e ¼ copos de farinha

½ colher de chá de fermento em pó

1 pitada de sal

100 grs de manteiga

½ copo de açúcar granulado

½ copo de Tahini (pasta de sésamo)

1 colher de sopa de mel

2 colheres de sopa de sementes de sésamo

 

Para passar as bolachas misturar:

2 colheres de sopa de sementes de sésamo

2 colheres de sopa de açúcar mascavado granulado

 

Juntar a farinha, fermento e sal. Reservar.

Bater a manteiga com o açúcar e juntar o tahini (ou manteiga de amendoim), o mel  e 2 colheres de sopa de sementes de sésamo. Juntar a mistura da farinha e mexer de modo a ficar uma massa que não se pegue às mãos. Embrulhar a massa num disco em película aderente e guardar no frio por uma hora.

Aquecer o forno. Fazer bolinhas de massa do tamanho de nozes, espalmar a passar na mistura de sementes de sésamo com o açúcar mascavado.

Pôr as bolachas num tabuleiro e levar a forno bem quente por cerca de 15 minutos.

Deixar arrefecer numa rede.

 

Notas:

O Tahini pode ser encontrado à venda em lojas de produtos naturais.

As sementes de sésamo encontram-se em qualquer supermercado

 

Ter | 20.03.12

bom bacalhau

Gosto muito de bacalhau mas a maioria das vezes faço-o desfiado, por um lado porque há milhentas maneiras de o fazer e por outro porque rende sempre mais.

Mas também aprecio uma boa posta, bem demolhada, que se vai comendo em lascas brancas e saborosas.

 

Bacalhau Assado com Alho e Azeite

 

 

2 postas de bacalhau altas e bem demolhadas

6 dentes de alho

Pão ralado

Pimenta preta fresca

3 dl de azeite

 

Passar as postas de bacalhau pelo pão ralado e pôr num tabuleiro de cerâmica ou pyrex.

Descascar os dentes de alho e cortá-los em lascas ao alto. Espalhar sobre as postas de bacalhau e pyrex e polvilhar tudo com a pimenta. Por cima deitar o azeite de modo a ficar com pelo menos um centímetro de altura por todo o tabuleiro.

Levar ao forno durante 30 minutos, até o bacalhau estar assado mas sem deixar secar.

A meio da cozedura juntar ao tabuleiro um puré de batata para que aloure também no forno.

Servir com grelos cozidos.

 

Seg | 19.03.12

sumíssimo

Aqui há uns tempos passámos um fim de semana em casa de uma amiga em Lisboa. Para o pequeno almoço, que se pretendia revigorante após noitada de conversa e copos, serviu-nos um sumo feito com ingredientes que normalmente associamos mais a cozinhados.

Ela costuma ir à praça ao sábado e compra agriões e beterrabas e faz sumo na centrifugadora. Congela os sumos em cuvetes e depois usa quando precisa.

O sumo é realmente um ‘levanta mortos’ e achei que era mesmo uma coisa que também devia começar a fazer. Como agora tenho muitos quivis pequenos quase a passar do ponto, decidi fazer sumo de quivis e congelar também em saquinhos de cubos de gelo. Os agriões que não encontrei substitui por cenoura. Por isso agora tenho no congelador cubos de sumo de beterraba, cubos de sumo de cenoura e cubos de sumo de quivi.

 

Sumo Multicoisasboas!!!

 

 

2 cubos de sumo de beterraba congelado

2 cubos de sumo de cenoura congelado

2 cubos de sumo de quivi congelado

3 dl de sumo de laranja natural

2 cms de gengibre fresco descascado

 

Juntar todos os ingredientes no liquidificador e bater até ficar sem grumos.

Servir de imediato.

 

Sex | 16.03.12

frango

Embora um bocado a medo de que ficasse adocicado, porque as tangerinas cá de casa são muito doces, fiz esta receitinha, meio inventada, meio sugestão da Moira. E ficou uma maravilha!

 

Frango com molho de Tangerina

 

 

½ frango do campo cortado em pedaços

Azeite q.b.

1 cebola grande picada

2 dentes de alho

1 colher de café de coentros em pó

1 colher de café de colorau em pó

1 malagueta

Sal q.b

½ copo de vinho branco

½ copo de sumo de tangerina

1 copo de água

 

Num tacho aquece-se o azeite e sela-se o frango até estar alourado, cerca de 2 minutos de cada lado.

Retira-se o frango do tacho e reserva-se.

Põe-se a cebola no tacho e leva-se a alourar, adiciona-se o pó de coentros e de colorau, mexe-se e junta-se a malagueta, inteira ou picada dependendo se se quer picante ou muito picante.

Volta-se a pôr o frango no tacho juntamente com o vinho e deixa-se evaporar por una minutos, mexendo. De seguida adiciona-se o sumo de tangerina e um pouco de água. Mexe-se e tempera-se de sal. Deixa-se cozinhar até estar tenro, cerca de 30 minutos, e vai-se acrescentando água se necessário para manter um molho abundante.

 

Servir com arroz branco, puré de batata ou batatas fritas, acompanhado de espigos cozidos.

 

Qui | 15.03.12

bagas azuis

No verão comprei mirtilos em Sever do Vouga, que congelei para ir usando ao sabor dos apetites. Usei neste bolo que mistura mirtilos e bananas.

As bananas, já bastante maduras, são as melhores para estes bolos e por vezes, quando não tenho muito maduras, compro daquelas já muito feinhas e que até costumam estar mais baratas.

As bananas também podem ser congeladas, com ou sem casca, para usar mais tarde em bolos ou queques.

 

Bolo de Mirtilos e Banana

 

 

2 e ½ copos de farinha com fermento

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

1 copo de açúcar amarelo

1 copo de leite com uma colher de sopa de vinagre

2 ovos

½ copo de óleo de girassol

2 bananas maduras esmagadas em puré

150 grs de mirtilos

 

Numa taça misturar a farinha, o bicarbonato e o açúcar.

Noutra taça misturar o leite e vinagre com os ovos, o óleo de girassol e as bananas esmagadas.

Juntar esta mistura líquida com a mistura da farinha e envolver sem mexer demais. Juntar os mirtilos e dar uma mexedela apenas para os envolver na massa.

Deitar em forma untada elevar a forno quente onde coze por 45 minutos.

Deixar arrefecer ligeiramente na forma e depois desenformar para acabar de arrefecer.

 

Nota: usei mirtilos congelados mas podem ser usados dos frescos.

 

Ter | 13.03.12

roupinha nova

Ter no congelador lombos de pescada, prontos a usar, sem peles nem espinhas, é uma solução prática para quando estamos sem muito tempo para cozinhar.

Uma refeição com estes ingredientes fica pronta em cerca de 30 a 40 minutos o que é excelente para as noites durante a semana em que chegamos a casa e o tempo parece que entra num buraco negro e logo a seguir são horas de ir deitar (tarde...).

 

Lombos de Pescada com Camarão

 

 

4 lombos de pescada
100 grs de camarões
1 cebola
1 colher de café de coentros em pó
1 colher de café de colorau
1 colher de sopa de vinagre de arroz
1 colher de sopa de molho de peixe (opcional)
1/4 de copo de vinho branco
1/2 de copo de água
1 dl de azeite
sal


Cortar a cebola em meias luas e pôr num tacho. Por cima põem-se os restantes ingredientes e leva-se a lume médio durante 25 minutos, até o molho ter engrossado. Não se deve mexer com uma colher mas sim abanar o tacho ao longo da cozedura.
Servir com arroz basmati e bróculos roxos cozidos.

 

Nota: O vinagre de arroz pode ser substituído por vinagre de cidra

 

Seg | 12.03.12

gosto disto/almoços portáteis #8

Se fizer bem as contas, a maioria das refeições que faço actualmente são capazes de ser vegetarianas.

Antigamente tinha a ideia de que a comida vegetariana era ‘comida de grilo’. Em Lisboa, na brincadeira com colegas há uns anos costumávamos dizer que íamos comer arame farpado quando íamos a um restaurante vegetariano {#emotions_dlg.sarcastic}

Claro que agora não penso nada disso e embora não fosse capaz de deixar de comer carne e peixe voluntariamente, há comida vegetariana que bate aos pontos as outras comidas. Esta é uma delas. Podia viver disto…

Ah, e faz umas sobras excelentes para ‘Almoços Portáteis’.

 

Macarrão Gratinado com Requeijão e Queijo da Ilha

 

 

250 grs de macarrão riscado

1 cebola

4 colheres de sopa de azeite

2 dentes de alho

2 colheres de sopa de farinha, bem cheias

2 e ½ copos de leite

½ requeijão (cerca de 100 grs)

100 grs de queijo da Ilha ralado

Sal

Pimenta preta de moinho

Pão ralado

 

Cozer o macarrão em bastante água com sal por 10 minutos. Escorrer e reservar. Aquecer o forno.

Numa tacho aloura-se a cebola picada em 2 colheres de sopa de azeite. Juntam-se os alhos picados e deixam-se alourar também. Adicionam-se mais duas colheres de sopa de azeite, deixa-se ferver e junta-se a farinha mexendo sempre. Acrescenta-se o leite sem parar de mexer para fazer um molho branco e tempera-se de sal e pimenta, se o molho estiver muito grosso mistura-se mais um pouco de leite ou mesmo água de cozer o macarrão.

Retira-se o molho do lume e junta-se o requeijão. Mexe-se bem para dissolver e ficar sem grumos e adiciona-se o queijo da ilha ralado. Mexe-se e envolve-se este molho com o macarrão. Deita-se num tabuleiro que possa ir ao forno e à mesa e polvilha-se com o pão ralado.

Vai ao forno até alourar, cerca de 25 minutos.

 

Nota: Usei meio pão rijo picado no moinho de café em substituição do pão ralado

 

Sex | 09.03.12

"A" mousse

Nem sei que vos diga, esta é sem dúvida uma das receitas mais surpreendentes que fiz ultimamente!

Podia estar aqui a tecer maravilhas sobre a facilidade de fazer esta mousse mas acho que só mesmo experimentando e ficando Ahhhhhhhhhhh, como é que é possível???

 

Mousse de Chocolate Milagre

 

 

265 grs de chocolate negro (com 70% de cacau)

1 copo de água (240 ml)

 

Derreter o chocolate na água em lume brando.

Deitar numa taça grande e pôr essa taça sobre uma outra taça mais pequena com água e cubos de gelo. O fundo da taça com o chocolate deve estar imerso na água com os cubos de gelo.

Bater vigorosamente à mão ou com a batedeira eléctrica até ficar em creme.

 

Nota: Usei a batedeira eléctrica e demorou sete minutos até chegar a uma textura de mousse.

O chocolate que usei foi negro, de marca branca, e com apenas 50% de cacau (mas merece um bom chocolate)

Receita encontrada ao acaso aqui!

 

Atenção: A taça onde se vai bater a mousse deve ser funda, porque senão demoramos sete minutos a fazer a mousse e duas horas a lamber limpar pingos de chocolate pela cozinha… não que eu fale por experiência…

 

Qui | 08.03.12

bolinhos limão

Estes bolinhos, embora não tenham seguido à risca a receita de onde os tirei (não fiz a cobertura) ficaram excelentes e com um sabor a limão bem forte, a fazer salivar {#emotions_dlg.drool}.

São bons para acompanhar uma chávena de chá.

 

Queques de Limão e Iogurte

 

 

1 e ½ copos de farinha

2 colheres de chá de fermento em pó

½ colher de chá de sal (opcional)

1 copo de iogurte natural

1 copo de açúcar (usei um pouco menos)

3 ovos grandes

2 colheres de chá de raspa de casca de limão

½ colher de chá de baunilha (opcional)

½ copo de óleo de girassol

Molho

1/3 de copo de sumo de limão

1/3 de copo de açúcar

 

Aquecer o forno e untar uma forma de bolo ou forminhas de queques.

Numa taça misturar a farinha com o fermento e o sal, se usar.

Noutra taça misturam-se o iogurte, o açúcar, os ovos, a raspa de limão, a baunilha (não usei) e o óleo.

Mistura-se o conteúdo das duas taças sem mexer demais.

Deita-se a massa nas formas untadas e leva-se o forno por 50 ou 25 minutos (consoante é um bolo ou queques), até estar bem cozido.

Entretanto ferve-se o sumo de limão com o restante açúcar num tachinho até derreter o açúcar.

Quando o bolo ou queques estiverem cozidos, deixam-se na forma por dez minutos e desenformam-se de seguida. Por cima põem-se colheradas da mistura do sumo de limão e açúcar.

 

Qua | 07.03.12

lanches

Se sobra um pouco de massa folhada de alguma receita, não vai para o lixo. Vai para o lanche!!!

 

Espécie de Palmiers

 

 

Sobras de massa folhada

1 colher de sopa de açúcar amarelo

1 colher de chá de canela em pó

 

Polvilhar o açúcar e a canela sobre a massa folhada. Enrolar e cortar em rodelas finas.

Levar ao forno em tabuleiro forrado com papel de ir ao forno.

Deixar cozer até estarem tostadinhas. Retirar do forno e deixar arrefecer.

 

Ter | 06.03.12

boa mesa

Quando temos convidados para jantar e estamos a fazer várias coisas ao mesmo tempo, nem sempre nos lembramos de tudo, nomeadamente de fotografar a comida que vai para a mesa, tal é a excitação (ou a atrapalhação)…

Por isso, e apesar de estes bifinhos terem ficado uma maravilha, fica aqui o registo da mesa posta para os receber, e às visitas.

 

Bifinhos com Cogumelos e Natas

 

 

8 escalopes de vitela

4 dentes de alho

2 colheres de sopa de azeite

2 colheres de sopa de manteiga

300 grs de cogumelos

Sal

Pimenta

150 ml de natas

 

Saltear os cogumelos fatiados numa frigideira com umas gotas de azeite até amolecerem. Reservar.

Numa frigideira derreter a manteiga juntamente com o azeite. Juntar os alhos cortados em lascas ao alto e os bifinhos de vitela.

Tapar com uma tampa anti salpicos e deixar cozinhar por cerca de 5 minutos em lume médio.

Retirar a tampa, virar os escalopes e temperar com sal e pimenta fresca de moinho. Deixar fritar mais uns dois minutos e adicionar os cogumelos e as natas. Envolver bem deixando fervilhar em lume baixo. Se o molho estiver muito grosso deve-se juntar umas colheradas de água.

Servir com arroz de grelos.

 

Nota: usei margarina Becel Cozinha em vez de manteiga

 

Seg | 05.03.12

a pedido...

Aqui há uns tempos alguém me pediu uma receita de lulas recheadas. Não é prato que costume fazer mas ficou a vontade de experimentar. Como não tinha receita para seguir, aproveitei uma sobra de carne picada que tinha comprado para fazer uns hambúrgueres e fiz assim.

 

Lulas Recheadas em molho de fricassé 

 

 

10 lulas médias limpas

100 grs de carne picada

1 cebola picada

1 raminho de salsa picado

Os tentáculos das lulas picados

Sal

Pimenta

 

Juntar a carne picada (usei uma mistura de vitela, porco e peru) com a cebola, a salsa e os tentáculos das lulas. Temperar com sal e pimenta. Rechear as lulas com este preparado. Fechar as lulas com palitos. Reservar (podem ser congeladas nesta fase para usar mais tarde).

 

Para o molho de fricassé:

1 cebola picada

1 dl de azeite

2 tomates maduros picados

1 dl de vinho branco

sal

1 gema de ovo

1 colher de sopa de mostarda

sumo de um limão pequeno

 

Num tachinho alourar a cebola no azeite. Juntar os dois tomates picados sem pele e o vinho. Deixar refogar e se necessário juntar um pouco de água. Temperar de sal a gosto. Adicionar as lulas e deixar cozer por cerca de 20 minutos juntando um pouco mais de água se o molho se evaporar.

Numa tacinha bate-se a gema de ovo com a mostarda e o limão. Junta-se esta mistura ao molho de tomate e mexe-se bem, sem deixar ferver.

Serve-se com puré de batata.

 

Sex | 02.03.12

choc gelly

Esta receita foi muito fácil de fazer e uma coisa boa que tem é que, apesar de ser doce, o ingrediente que está em maioria é o leite. E isso só nos pode fazer bem… {#emotions_dlg.sarcastic}

 

Creme de Cacau

 

 

1 saqueta de gelatina em pó sem sabor (10 grs)

1 dl de leite

 

150 grs de açúcar

25 grs de cacau em pó

1 pitada de sal

600 ml de leite

2 colheres de chá de extracto de baunilha

 

Misturar a gelatina com o decilitro de leite, mexer e reservar.

Numa caçarola misturam-se o açúcar, o cacau, o sal e o leite e mexe-se bem. Leva-se ao lume até quase levantar fervura.

Retira-se do lume e mistura-se com a gelatina mexendo bem para dissolver completamente. Juntar a baunilha.

Levar ao frigorífico até solidificar (cerca de quatro horas). Antes de servir deve-se bater muito bem com a batedeira elétrica em grande velocidade para que a mistura fique com um ar aveludado.

 

Nota: O cacau em pó que usei é muito clarinho por isso o creme não ficou nada parecido com o original. Mas ficou super saboroso!

 

Qui | 01.03.12

sabores orientais

Gosto muito dos sabores do Médio Oriente. Normalmente com as especiarias que temos em casa ou que há à venda em qualquer supermercado (cominhos, coentros, açafrão das Índias) podemos dar um toque de sabor oriental a qualquer receita, como esta por exemplo.

 

Espetadas de Frango

 

 

2 peitos de frango

1 colher de chá de coentros em pó

1 colher de chá de Açafrão das Índias (curcuma) em pó

Sumo de uma lima

Sal

 

Cortar os peitos de frango em quadrados pequenos. Temperar com as especiarias, o sal e o sumo da lima (ou limão).

Deixar repousar por uma hora para ganhar gosto.

Distribuem-se os pedaços de frango por quatro paus de espetadas (se foram de madeira devem ser demolhados em água para não queimar).

Numa frigideira antiaderente ou numa chapa, grelham-se as espetadas de frango até a carne estar bem cozinhada (cerca de 20 minutos).

Servir com cuscuz com uvas passas, pinhões e coentros picados.