Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Belita, a Rainha dos Couratos

Belita, a Rainha dos Couratos

Qua | 29.07.09

pementos de Padrón, uns pican e outros non

Quem já os provou, sabe que são a modos como uma roleta russa de picante. Mas picante a sério, principalmente se, como eu, forem audazes o suficiente para comer um inteiro, sem trinquinhas pequeninas a testar a sua ferocidade. Ainda são poucos mas já deu para ver que este ano a roleta vai rolar!!!

 

 

Seg | 27.07.09

bolo 'bom demais'

No outro dia precisei de fazer um bolo bom e que rendesse muito, que fosse apelativo e de que as pessoas gostassem. Não pude escolher outra receita senão esta, que é excelente, não dá trabalho nenhum a fazer e é preciso ter duas mãos esquerdas para conseguir arruinar

 

 

Bolo de Chocolate da “Tia” Vera
 
 
 
Ingredientes (para o bolo):
 
5 ovos
2 chávenas de açúcar
1 chávena de óleo ou azeite
1 chávena de leite
1 pacote de chocolate em pó
2 chávenas de farinha
 
Ingredientes (para a cobertura):
 
1 tablete de chocolate culinário
1 pacote de natas
chocolate granulado
 
Batem-se os ovos inteiros com o açúcar até se obter um creme esbranquiçado. Adiciona-se o óleo ou o azeite e continua-se a bater. De seguida junta-se o leite e depois o chocolate. Finalmente junta-se a farinha.
 
Conforme o aspecto que se pretenda, pode ir ao forno em tabuleiro ou forma forrados com papel vegetal ou untados com margarina e polvilhados com farinha (eu prefiro o papel, é mais prático e não sujo as mãos a untar!).
 
A cobertura é feita em banho-maria. Põe-se o chocolate partido em quadradinhos numa taça com as natas e vai-se mexendo até se obter a consistência pretendida.
 
 

 Esta versão não levou cobertura, é tão bom que na realidade não é necessário, aconselho a cobertura quando é para uma festa ou quando queremos mesmo mostrar a toda a gente que não temos problema nenhum com as calorias!!!

 

 

 

 

 

 

Sab | 25.07.09

ao fresco

Gosto de massa fria, seja esparguete, macarrão, torcidinhos, marcha tudo! E quando cozo massa, faço sempre a mais para depois inventar qualquer coisa.

 

Esta foi a última, tipo limpar o frigorífico...

 

Salada de Torcidinhos Tricolores

 

 

massa cozida

1 lata de atum

1 queijo fresco*

1 tomate maduro mas rijo

1 mão cheia de azeitonas

sal

pimenta

folhas de salsa

azeite

vinagre

 

Cortar o tomate e o queijo fresco aos cubinhos e misturar os ingredientes todos, Tão simples quanto isso.

 

* o queijo fresco é daqueles que têm um prazo mais alargado, são feitos com leite pasteurizado (acho eu...)

 

Ter | 21.07.09

notícias saudáveis

Li hoje que:

"Estudo aponta vitamina D e curcuma como possíveis armas contra o Alzheimer. A vitamina D e a curcuma (especiaria originária do sudeste asiático) podem estimular o sistema imunitário a “limpar” o cérebro das placas associadas à doença de Alzheimer."

 

A vitamina D vamos buscá-la ao sol e a alguns poucos alimentos como a gema do ovo, o salmão, a cavala, o arenque e até o velho óleo de figado de bacalhau.

 

Agora a Curcuma, também conhecida por Açafrão das Índias, é uma das especiarias de que mais gosto, não apenas pelo aroma maravilhoso que emana mas também pela côr de um amarelo intenso com que tinge os mais variados pratos.

 

Se ainda não experimentaram, aproveitem, toca a espantar o alemão que nos dá cabo da cabeça!!!

 

Ter | 14.07.09

não é que é uma couve?

Quem diria? Pela foto não parece nada! Mas é uma couve-rábano. Esta está na minha horta e cresceu a partir de sementeira embora por aqui haja quem as venda já prontinhas a plantar.

 

 

Esta couve é da família das brássicas e tem muita vitamina C. Também é rica em vitaminas A e K, em biotina e ácido fólico, bem como magnésio, cálcio e selénio. É um verdadeiro portento. Além de ser muito gira. Existe nas variedades branca e roxa.

 

Sab | 11.07.09

...

Uma sopa, sei que são mais procuradas no inverno mas fazem bem à saúde durante todo o ano. E são uma parte muito importante da alimentação saudável que se fazia no nosso país há alguns anos e que agora tem vindo a perder terreno para a alimentação mais ocidental, mais rápida, mais na moda...

 

Esta é de feijão verde, ou vagens. Por aqui chamam baiges às vagens. Coisas do norte, coisas de quem diz testo em vez de tampa e estrugido ou sertã em vez de refogado ou frigideira...

 

 

Sopa de Vagens

 

 

2 batatas médias

1 cenoura

1 curgete descascada

1 cebola

2 lt água

sal

1 mão cheia de vagens

azeite

 

Numa panela levam-se ao lume as batatas, a cenoura, a curgete e a cebola, tudo cortado aos bocados. Tempera-se de sal e deixa-se cozer, cerca de 20 minutos. Enquanto coze cortam-se a vagens do feitio desejado. Passa-se a sopa com a varinha mágica e quando voltar a ferver deitam-se as vagens e um fio de azeite. Deixa-se cozer cerca de 10 minutos.

Ter | 07.07.09

ma(i)s ideias

Todos os anos é a mesma coisa, já não sei o que fazer a tantas curgetes. Mal uma pessoa se distrai, são logo mais umas seis ou sete que têm que ser apanhadas antes que fiquem do tamanho de um recorde do Guinness...

 

Pelo menos pude gastar uma a fazer este bolo. Agora só preciso de arranjar maneira de gastar as outras vinte... Ah, e não, dar aos amigos já não resulta. Eles já estão na fase de fazer de conta que não estão em casa 

 

Bolo de Curgetes

 

 

3 ovos

300 g açúcar

250 g curgetes

1 chávena de óleo

375 g de farinha de trigo

1 colher de sopa de fermento em pó

1 colher de sopa de canela em pó

raspa de um limão

200 g de miolo de nozes

 

Untar uma forma com margarina.

Bater os ovos inteiros com o açúcar até ficarem em creme. Adicionar as curgetes previamente trituradas com a pele. Bater mais um pouco e juntar o óleo em fio sem deixar de bater.

À parte, misturar a farinha de trigo com a canela e o fermento. Deitar esta mistura aos poucos na gemada batendo bem e por fim juntar o miolo das nozes e a raspa do limão.

Deitar o preparado na forma e levar ao forno cerca de 40 a 50 minutos. Desenformar depois de frio.

 

 

Esta receita foi retirada de uma fotocópia que a minha cunhada me deu. Não sei qual era a revista onde vinha pois a única coisa que diz é: custo aproximado 400$00. Pelo menos dá para ver que é antigo.

 

Dom | 05.07.09

alfazema/lavanda

Tenho tido grande produção de alfazema. Nada que se compare à Provença, onde na época de floração fica tudo lilás a perder de vista, mas este ano as minhas plantas floriram bastante e pensei: porque não dar uso a algumas destas flores?

 

Procurei uma receita fácil e encontrei-a aqui.

 

Feitas as devidas alterações, este é o resultado.

 

Queques de Lavanda

 

 

1/2 copo de açúcar

1 colher de chá de flores de lavanda frescas

1/2 copo de margarina amolecida

2 ovos

1 copo de farinha com fermento

2 colheres de sopa de leite

 

Na picadora misturar o açúcar e as flores de lavanda e triturar. Peneirar para retirar os bocadinhos maiores das flores.

Na batedeira bater o açúcar e a margarina até ficar cremoso, juntar os ovos um a um, depois adicionar a farinha e o leite e bater bem.

Deitar esta mistura às colheradas em formas de queques forradas com forminhas de papel. Levar ao forno por cerca de 15 a 18 minutos. Dá para 12 queques.

 

O aroma é muito agradável. Não se pode dizer que sabem a lavanda, é mais uma sugestão que está lá mas que é difícil de identificar se não soubermos que faz parte dos ingredientes...

 

As flores vieram daqui:

 

 

Sab | 04.07.09

a suar...

Esta receita dá pouco trabalho a preparar e é bastante boa. Os choquinhos podem ser dos congelados, são bastante práticos de usar e não perde nada em sabor.

 

 

Choquinhos Suados

 

 

(estes estão no tacho a largar vapor)

 

500 gr de choquinhos limpos

5 dentes de alho

100 ml de azeite

100 ml de vinho branco

sal qb

coentros picados qb

 

Num tacho levar os alhos a alourar no azeite. Juntar os choquinhos e deixar suar. Temperar com sal e juntar o vinho e deixar cozer cerca de 30 minutos (se necessário juntar um pouquinho de água). Polvilhar com os coentros uns minutos antes de desligar o lume.

 

Servir acompanhado com batata nova cozida com a pele e feijão verde cozido ao vapor.