Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Belita, a Rainha dos Couratos

Belita, a Rainha dos Couratos

Seg | 29.06.09

empanada

No outro dia tive visitas em casa. Para ajudar aos cozinhados, e como era muita gente para alimentar, trouxeram a Bimby, uma maquineta de cozinhar que faz tudo menos levar ao forno... (eu ía dizer que faz tudo menos lavar a louça mas não é que a máquina se lava sozinha???)

 


imagem retirada do site http://www.vorwerk.com/pt/html/

 

 

Eu já conhecia e não era muito fã, a ideia era ficar mais entusiasmada, talvez pela aproximação. Admito que seja uma boa ajuda a quem tem que cozinhar em quantidades maiores do que para dois ou três mas confesso que continuo a não lhe achar muita piada. Chamem-me básica mas adoro mexer os tacho com colheres de pau, ir acrescentando sabores e cheiros, provando e alterando à medida da imaginação.

 

Mas nem tudo é mau. A bela da máquina faz uma massa para 'empanada gallega' que não dá trabalho nenhum e fica de trás da orelha, como se dizia antigamente.

 

 

Empanada de Atum

 

 

 

 

Massa:

 

500 g farinha

150 g água

100 g azeite

50 g vinho branco

1 pacote de fermento fermipan

1 colher de café de sal

1 pitada de açúcar

 

Recheio:
500 g de atum
50 g de azeite
130 g de cebola
3 dentes de alho
100 g de pimento verde
100 g de pimento vermelho
2 ovos cozidos laminados
sal e pimenta



Preparação:

Preparação do Recheio

Pique os ovos 5 segundos na velocidade 3 1/2. e reserve.

Pique a cebola, os pimentos e os alhos (faça-o por 2 vezes se for mais fácil) 6 segundos na velocidade 3 1/2. Junte o azeite e faça um refogado, programando 25 minutos a 100ºC na velocidade 1

Junte o atum desfiado e bem escorrido, os ovos, sal e pimenta e misture bem com a espátula. Deixe arrefecer  antes de rechear a empanada.

 

Preparação Massa

Pese a farinha e reserve.

Coloque no copo todos os ingredientes menos o fermento e a farinha e programe 1 minuto a 37º na velocidade 2.

Junte então o fermento e a farinha e programe 20 segundos na velocidade 6 e 3 minutos na velocidade Espiga. Retire a massa do copo e deixe-a repousar coberta 5 ó 6 minutos.  Divida a massa em duas partes, uma maior que outra, reservando a maior para a base.

Estenda um plástico e enfarinhe-o, colocando um outro por cima da mesma e com a ajuda de um rolo da massa, estique-as bem fina., por fim retire o plástico de cima e com a ajuda do de baixo transporte a massa para o tabuleiro, previamente forrado com papel vegetal, forrando-o com a mesma..Coloque o recheio previamente feito, que para este efeito, e uma vez que deve estar frio, poderá ser feito no dia anterior.

Cubra a empanada com a outra metade da massa, previamente esticada entre os dois plásticos. Mais uma vez, retira o plástico superior, e põe-se sobre a empanada, dando-le a volta para que o plástico fique por cima para depois se retirar.  Caso seja necessário corte a massa que sobra à volta.

Sele a empanada unindo a massa da base com a de cima, a gosto mas de modo a que fique bem fechada. Poderá adornar a empanada a gosto pintando depois a superfície com ovo batido.

Levar ao forno pré-aquecido a 200º durante 30 m. aprox. Até que fique com uma coloração dourada.

Retire a empanada da bandeja e sirva.

 

Esta receita foi retirada do site: http://www.forumbimby.com/

 

 

 

 

 

 

Dom | 14.06.09

sobremesas para gulosos...

Esta receita foi inspirada nesta. Mudei algumas coisas por pura preguiça e outras por achar que assim já ficava 'muy rico'! O resultado final foi muito bom mas ainda bem que era uma receita para oito já que é super mega hiper calórico. Mas é tão bom!!!

 

Pavê de Chocolate

 

 

 

  

1 pacote de Palitos La Reine

1 lata de leite condensado

2 latas de leite (usar a de leite condensado como medida)

1 colher de sopa de farinha maizena

2 gemas de ovo

 

1 copo de leite quente

2 colheres de sopa de chocolate em pó (pode ser nesquick ou idêntico)

 

Num tachinho levar ao lume o leite condensado, o leite, as gemas e a farinha maizena muito bem misturados. Deixar engrossar mexendo sempre. Reservar.

 

Num prato fundo mistura-se o chocolate em pó com o leite quente. Molham-se os palitos La Reine rapidamente nesta mistura e colocam-se na base de uma taça de sobremesa. Por cima de uma camada de palitos, deita-se metade do creme de leite condensado. Por cima do creme, nova camada de palitos La Reine passados em leite com chocolate. Por cima desta camada, mais uma de creme de leite. No fim, raspa-se um bocado de chocolate preto para cima do creme para enfeitar. Vai ao frigorífico para refrescar.

 

 

Para a próxima talvez use cacau para misturar no leite em vez de chocolate para que o contraste entre o doce e o amargo seja mais marcado.

Dom | 14.06.09

preferências

Esta é a minha bebida preferida. Chá preto com leite. Mas o chá tem que ser forte, amargo, quase a parecer café. Depois é só um farrapinho de leite e é isto, pequenos momentos que constroem a felicidade...

 

 

 

Sex | 12.06.09

la quiche lorraine

No outro dia fiz esta receita para levar para uma aula. Fui buscar a receita a quem sabe: http://www.quiche-lorraine.com/recette-quiche-lorraine/quiche-lorraine-recette.html e desta vez segui à risca as medidas, o que não é nada normal porque para mim as receitas são geralmente pontos de partida e muitas vezes o que pretendia ser uma coisa, no final é outra completamente diferente. Mas não desta vez já que a ideia era o produto original! O que não foi mesmo mesmo como no original foram as instruções em que saltei alguns passos que me pareciam perda de tempo...

 

 

Quiche-Lorraine

 
 
foto retirada do site www.quiche-lorraine.com
 
1 base de massa quebrada
3 ovos inteiros
30 cl de natas frescas
25 cl de leite
300 grs de bacon fumado em cubinhos
150 grs de queijo Emmental ralado
Sal
Pimenta
Noz-moscada
 
Numa frigideira aloura-se o bacon e escorre-se a gordura.
Numa taça batem-se os ovos, natas, leite e temperos.
Forra-se a tarteira com a base da tarte, por cima coloca-se o bacon, polvilha-se com o queijo ralado e por cima deita-se a mistura de ovos e natas.
Vai ao forno até estar bem lourinho, cerca de 30 minutos.

 

 

Embora toda a gente associe a Quiche Lorraine a França, a verdade é que a sua origem é alemã (no século XVI a área da Lorena (Lorraine) era pertença do reino alemão de Lothringen) e o seu nome deriva de Kuchen que significava então bolo.  

Dom | 07.06.09

cerejas

Ontem deram-me uma caixa de cerejas de Resende. Imensas!!! Pareciam ameixas, de tão grandes. Normalmente as cerejas como-as como estão, nada de desperdiçar a fazer doces ou sobremesas. Mas eram tantas que acabei por fazer um Cheesecake de Cerejas para a sobremesa.

 

Aqui está!

 

 

Cheesecake de Cerejas

 

Para a base:

1 pacote de bolachas Digestive

100 grs de margarina

 

Para o meio:

1 pacote de 'fromage frais' * (queijo fresco)

6 colheres de sopa de açúcar

1 pacote de natas

5 folhas de gelatina

 

Para a cobertura:

250 grs de cerejas sem caroço

2 colheres de sopa de açúcar

 

Num robot de cozinha picam-se as bolachas e misturam-se com a margarina derretida. Forra-se uma tarteira com esta mistura.

 

Numa taça bate-se bem o queijo fresco com o açúcar. Noutra taça batem-se as natas e misturam-se ao queijo fresco. Põem-se as folhas de gelatina de molho em água fria cerca de 5 minutos, escorrem-se bem e derretem-se num bocadinho de água a ferver, aí umas duas ou três colheres de sopa de água. Mistura-se este líquido no queijo e mexe-se bem. Deita-so sobre a base de bolacha e vai ao frio.

 

Num tachinho levam-se as cerejas e o açúcar ao lume cerca de 10 minutos, deixa-se arrefecer. Desenforma-se o bolo para um prato de servir e por cima deitam-se as cerejas e o molho que formaram, às colheradas. Serve-se bem frio.

 

* O 'fromage frais' vende-se no Intermarché em pacotes de 500 grs. Pode ser substituido por queijo fresco ou requeijão, na mesma quantidade.

 

Seg | 01.06.09

cozinhas várias

Este é o aspecto geral de uma apresentação que tive que fazer para a cadeira de Gastronomia, só que em vez de levar um trabalho escrito ou apresentação em Power Point, levei mesmo as coisinhas boas e prontas para comer. O tema era cozinha internacional e levei:

 

tzatziki - turquia

salada de couscous - marrocos

salada com queijo feta - grécia

quiche lorraine - frança

tarte de ruibarbo - inglaterra

 

para acompanhar, rosé da adega cooperativa de Trevões

 

As ervas que se veêm na foto são ervas aromáticas do meu jardim, que levei para ver se os colegas as reconheciam pelo cheiro. Digamos que se eu levasse um texto em chinês era capaz de ter tido a mesma reacção... , ou seja, era chinês para eles!