Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Belita, a Rainha dos Couratos

Belita, a Rainha dos Couratos

Qui | 29.06.06

massa

Adoro massa: esparguete, macarrão, lacinhos, cotovelinhos, etc., venha ela. Acho que é das coisas mais fáceis de preparar, de preferência se o acompanhamento da massa se conseguir fazer enquanto ela coze, aí cerca de 8 a 10 minutos. No caso de o acompanhamento demorar mais a fazer, aí cerca de meia hora, temos outra alternativa (além daquela onde pomos a massa a cozer 10 minutos antes de acabarmos o acompanhamento...): coloca-se água e sal num tacho, deixa-se ferver, deita-se lá para dentro a massa escolhida, mexe-se bem, tapa-se o tacho e desliga-se o lume!!! Ao fim de 30 minutos está a massa cozidinha e não gastámos gás... não estou a inventar, é mesmo assim pois já testei.

 

Seja qual for a forma de cozer a massa, aqui vai uma sugestão de acompanhamento:

 

Massa com atum (para 2)

Para uma taça grande pica-se uma cebola e salsa. Junta-se uma lata de atum escorrido (em óleo, azeite ou natural) e junta-se a massa, no verão pode ser fria que sabe melhor. Para envolver tudo isto fazemos uma maionese – não vos vou dizer como se faz porque faço a olho e é complicado explicar o meu ‘ponto de vista’ - ou então compramos que o que não falta é maionese nesses supermercados. A quantidade é a gosto mas já vos posso dizer que convém ficar bem molhadinha. Acompanha com pão e um vinho fresquinho ou cerveja ou o que vos souber melhor.

 

Para dar mais ‘salero’ a esta receita básica, pode-se juntar: azeitonas, picles, ovo cozido, aipo...

Ter | 27.06.06

chocolatando...

Para quem ainda pensa que chocolate amargo é aquele que é usado para fazer mousses, vamos aqui relembrar umas coisitas:

Quanto maior for o teor de cacau numa barra de chocolate (ver atrás nos ingredientes) melhor é o chocolate e melhor faz à saude. Ultimamente tem-se dito que o chocolate faz bem ao coração, e é verdade - pelo menos é o que dizem os entendidos, mas não é qualquer chocolate. Para que faça parte do grupo 'não me sinto culpada por comer chocolate pois estou a cuidar do meu coração' tem que ter pelo menos uns 70% de cacau, de preferência mais. E desse até se pode, ou deve, comer cerca de 100 gramas por dia. Eu não conheço os senhores que fizeram esse estudo mas desde já o meu OBRIGADA!

Recapitulando, podem deitar fora aquelas tabletes que estão à espera de uma mousse para serem usadas. Mesmo para uma sobremesa, quanto melhor for o chocolate, melhor fica a sobremesa. É tal e qual como cozinhar com vinho mas isso fica para outro dia.

Hoje não há receita... a receita é comer bom chocolate.

Seg | 26.06.06

sabores do médio oriente

Esta pastinha de barrar é muito boa e ninguém adivinha que é feita de grão de bico. Chama-se Hummus e vem do médio oriente.

Hummus

Numa picadora colocam-se 200 gr. de grão de bico, um dente de alho descascado, uma pitada de sal, sumo de 1 limão e uma colher de sopa de tahini, que é uma pasta feita de sementes de sésamo. Se não tiverem tahini, podem usar em substituição manteiga de amendoim mas se conseguirem devem mesmo usar o tahini pois o sabor vale a pena. Compra-se em qualquer loja de produtos naturais e dura eternamente (até acabar...) no frigorífico. Põe-se a picadora (ou liquidificador) a trabalhar até estar tudo moidinho, junta-se um bocado de azeite, aí 2 colheres de sopa, dá-se mais uma volta na picadora e coloca-se a pasta numa tacinha.

É optimo com pão pita, torradas ou mesmo à colherada...

 

 

 

 

Sex | 23.06.06

entradas

Como o azeite faz muito bem à saúde, nada melhor, em vez do pacote da manteiga, do que o seguinte:

Numa taça deita-se azeite do bom, nada que fique abaixo do mais puro azeite, e juntam-se umas folhinhas de manjericão* picadas (o vaso do Santo António era grande ) e deixa-se ganhar gosto. Depois é só degustar com bocados de pão, de preferência bem tostadinho. Vão ver que o jantar se podia resumir àquele festim de sabor!

* Se não tiverem manjericão (basílico) não desesperem, coentros ou oregãos servem.
Qua | 21.06.06

bolo para acompanhar um portinho, ou dois... ou dez

 

No livro How to Eat, da Nigella Lawson (já vos tinha dito que é a minha escritora de livros de culinária favorita?) há uma receita de um bolo que é simplesmente fabuloso.

 

Bolo de Clementinas

 

4 ou 5 clementinas inteiras (com casca e tudo);

6 ovos;

1 copo de açucar;

2 copos e 1/2 de amêndoas moidas (podem ser peladas ou com a pele);

1 colher de chá bem cheia de fermento em pó

 

1 - Pôr as clementinas num tacho, cobrir com água e levar ao lume. Deixar ferver em lume brando por cerca de duas horas;

 

2 - Deixar escorrer e quando frio abrir as clementinas para retirar alguma pevide;

 

3 - No liquidificador ou picadora moer as clementinas (não esquecer, com casca e tudo) entretanto liga-se o forno e unta-se uma forma daquelas que têm um aro que dá para retirar;

 

4 - Numa tigela grande bater os ovos, juntar o açucar, as amêndoas raladas e o fermento. Mexer bem e juntar as clementinas picadas. Mexer novamente;

 

5 - Pôr a mistura na forma e levar ao forno por uma hora. Espreitar por volta dos 30 ou 40 minutos e se fôr necessário cobre-se com papel de alumínio para não queimar por cima. Verificar com um palito se está cozido, deve sair seco;

 

6 - Retirar do forno e deixar arrefecer dentro da forma, de preferência em cima de uma grelha para o ar circular. Quando estiver frio, retirar da forma.

 

Notas: Não me esqueci da farinha, não leva; não me esqueci da manteiga, não leva; do que me esqueci no outro dia foi das clementinas a cozer, adormeci no sofá e quando acordei de madrugada era um pivete a queimado em casa. O tacho e as laranjas foram para o lixo... não recomendo!!!

 

Não havendo clementinas podem-se substituir por outros citrinos que foi o que fiz nesse dia, usei laranjas pois já não havia mais clementinas. Ficou excelente, não dá para notar a diferença. O castanhinho em cima que se vê na foto foi chocolate derretido, fazem um belo par!

 

 

Ter | 20.06.06

a receita do frango de hoje

A receita do frango não leva sal! Não foi esquecimento meu, a receita original é mesmo assim. Para quem achar que é muita aventura fazê-la sem sal, podem sempre juntar uma pitadinha embora eu aconselhe muita atenção à quantidade pois o tomilho, limão e alho já de si vão dar um sabor forte ao prato.

Mais uma dica, se quiserem usem um tabuleiro maior e juntem meia dúzia de batatas cortadas aos quartos (eu uso com pele e tudo). Assim fica o jantar completo, basta uma saladinha e montes de pão para aquele molhinho maravilha.

Quem é que dá bons conselhos, quem é?

 

Ter | 20.06.06

é quase verão...

Embora o verão esteja à porta, isso não significa que vamos pôr um cadeado na porta do forno... por isso aqui vai, para estrear as receitas de carne, uma maneira facílima de cozinhar um prato excelente. Esta receita é da Nigella Lawson, uma das minhas favoritas escritoras de livros de receitas.

Frango com limão e alho lentamente assado no forno 

Num tabuleiro de ir ao forno pomos um frango partido em bocados grandes, uma cabeça de alho – os dentes todos separados mas com a pele, um limão cortado em 8 bocados (casca e tudo) uma mão cheia de tomilho (pode-se usar alecrim ou orégãos se não houver tomilho à mão) e uma boa golada de azeite (para os perfeccionistas ou aqueles que não sabem quanto é uma golada, são aí uns 2 decilitros... na minha medida). Mexer isto tudo muito bem e espalhar no tabuleiro. Por cima despeja-se meio copo de vinho branco e polvilha-se com pimenta preta moída na altura. Vai ao forno cerca de duas horas a 160ºC mas o melhor é ir vendo a partir de hora e meia. Depois aumenta-se para 200ºC durante cerca de 20 a 30 minutos. No fim o limão fica caramelizado e os dentes de alho são excelentes para barrar pão, basta carregar num com a faca que a polpa sai inteira.

 

Este prato é óptimo para quando se tem companhia pois não nos obriga a passar o tempo na cozinha, antes podemos passá-lo a beber umas ‘bejecas’ bem fresquinhas. Afinal é quase verão ;-)

Sab | 17.06.06

Divagações à volta de uma salada

Para fazer uma boa salada, é necessário mais do que apenas alface... Pois é, a salada ficará muito melhor se lhe juntarmos outras verduras e não só. Sejamos criativos, corte-se um ou mais cogumelos (daqueles branquinhos) às fatias muito fininhas e junte-se à salada; agora já se encontram à venda nos supermercados aquelas embalagens de verduras que são excelentes: agriões, canónigos, rucola, espinafres, etc.; vamos investir num bom vinagre balsâmico.

Hoje ao almoço, para acompanhar corvina grelhada e batatas cozidas com a pele fiz uma salada com alface 'lollo' verde e roxa, alface iceberg, folhas de espinafre, folhas de espinafre vermelho (uma novidade que já aparece nos hipermercados), folhas de beldroegas (os alentejanos sabem bem o que isto é), rucola e cebola. Temperei com azeite e vinagre de vinho tinto (eu que fiz...), flor de sal e oregãos.

Todas estas verduras crescem na minha horta, à excepção da alface iceberg que veio da horta da minha irmã e da cebola, cortesia da horta do meu irmão. Ah, os oregãos também são meus!

Façam a salada que mais vos agradar mas POR FAVOR não juntem tomate numa salada com verduras, não pertencem à mesma liga, é como se se pusesse um jogador de volei a jogar futebol (agora que o assunto está na ordem do dia).

O tomate deve sempre ir numa taça separada pois os sucos que liberta vão fazer com que a alface e outras verduras mais 'sensíveis' fiquem meladas, e nós não queremos isso. Para uma boa salada do tomate o mesmo deve ser cortado às rodelas ou, da maneira que eu prefiro, cortado ao alto em fatias grossas. Temperar com sal,  juntar bastante vinagre e azeite e polvilhar com orégãos. Vão ver que aquele molhinho comido com pão no fim é uma maravilha.

Ah, e NUNCA se deve colocar o tomate no frigorífico. Vão por mim.
Qua | 14.06.06

Ah, os prazeres de cultivar uma horta

Para quem, como eu, cultiva uma hortinha e chegada esta altura tem as plantas de courgete a dar mais do que o que se consegue consumir... Diria mesmo que nesta altura procuro vítimas a quem quase obrigo a aceitarem uma sacada delas. E não me façam começar a falar dos espinafres...

Courgetes salteadas

Numa frigideira alourar três dentes de alho picados em azeite e juntar uma ou duas courgetes cortadas às rodelas fininhas. Temperar com sal e pimenta ou se conseguirem descobrir um tempero que se chama Adobo (é uma mistura de sal com várias especiarias) que há à venda nos supermercados, ainda fica melhor. Este tempero é óptimo também para temperar as batatas fritas em vez do sal. Vão por mim! Entretanto vamos salteando as courgetes, demora cerca de dez minutos em lume brando. São um excelente acompanhamento para carnes grelhadas.

Ter | 13.06.06

Santo António à Italiana

Como hoje é dia de Santo António, aqui vai uma receita para usar o manjerico que esta madrugada (já era a sangria a mandar) se comprou e que normalmente, porque nos esquecemos de o ‘regar e pôr ao luar’, acaba por morrer...

 

Pesto

No copo misturador colocar 50 gr. de pinhões, 2 dentes de alho, 2 mão cheias de folhas de basílico (manjericão), 50 gr. de queijo parmesão ralado (façam-vos um favor: usem queijo parmesão em bloco e ralem-no vocês, fica a anos luz daquele pozinho de pacote...) e sal a gosto. Sempre com o copo misturador a trabalhar, acrescenta-se um fio de azeite, do bom, até ficarmos com uma pasta que vai ser de cair para o lado quando misturada com penne rigatti cozido (é macarronete mas em italiano sempre dá um ar de quem percebe disto...)

Sim, porque sardinhas, ao preço a que estão, só se for de lata!

Dom | 11.06.06

G&T

"Está na tua mão, a bandeira..."

Gin Tónico

Copo alto, alguns cubos de gelo, 3 dedos de gin (não, não é três dedos ao alto...) e o resto é água tónica.

Beber sem moderação (se não for conduzir). Sempre ajuda a dissipar o nervoso miudinho de ver o jogo. Sim, que por mais que não gostemos de futebol, isto pega-se.
Dom | 11.06.06

Para refrescar

Mojito

Num copo largo põe-se sumo de um limão, algumas folhas de hortelã-pimenta e uma colher de açucar, amarelo é melhor. Esmaga-se com uma colher, juntam-se uns cubos de gelo, uma golada de rum (atenção: é preciso deixar espaço para a água tónica!!!) e enche-se o copo com água tónica fresquinha. Hmmmm...

Pronto, não é preciso muito para ser feliz!
Sex | 09.06.06

Isto é suposto ser sobre comidas...

Pronto, que fazer? Eu até nem gosto de couratos, ou de torresmos. Bifanas vá lá...
Hoje almocei polvo à lagareiro e bebi pela primeira vez uma especie de cerveja chamada bohemia. Ná, não me convenceu.
Vão-me desculpar mas ainda não sei bem o que fazer aqui, talvez umas receitinhas viessem a calhar e umas fotos, se bem que para essas não tenha jeito nenhum.
Anyway, hoje ganhei este nome - Belita a rainha dos couratos (por acaso era coiratos mas como sou do Norte é couratos mesmo!)
Bom dia da raça.

Tzatziki
1 pepino descascado, ralado e espremido
1 dente de alho
2 iogurtes (escorrer num filtro de café por 1 hora)
sal e pimenta q.b.

Juntar todos os ingredientes numa taça e por cima verter um fio de azeite. Levar ao frigorífico algum tempo para refrescar.

É assim que eu faço isto. É maravilhoso com pão.

P.S. Não gosto de pepino na salada mas aqui é divinal