Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

Coisas de Outono

 

Porque esta é a época deles e há figueira aí ao Deus-dará carregadinhas deles.

E se não se podem comer todos de uma vez, e se já fizemos sandes, compotas e chutney e essas coisas, podemos fazer assim.

 

Figos em Calda

 

figoscalda.jpg

 

700 ml de água

300 grs de açúcar

1 estrela de anis

6 vagens de cardamomo

15 figos Pingo de Mel

 

Pôr a água e o açúcar ao lume até levantar fervura com a estrela de anis e as vagens de cardamomo.

Adicionar os figos e deixar fervilhar por cerca de 45 minutos.

Deitar em frascos esterilizados de imediato e fechar bem. Passado algum tempo as tampas fazem um som que significa que ficaram em vácuo.

 

Nota: os figos não devem ser excessivamente maduros para não desfazerem

  

figoarvore.jpg

 (uma hora antes)

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

às bolinhas

 

Para recomeçar com energia.

Para ajudar quando apetece qualquer coisinha mas queremos estar ao largo de bolachas e doces processados.

Para quando uma peça de fruta não é suficiente.

Para enganar o ‘ratito’ da fome 

 

Bolinhas Energéticas

 

20180914_175604.jpg

 

½ copo de aveia

20 tâmaras

50 grs de chocolate negro

2 colheres de sopa de sementes de girassol

2 colheres de sopa de pevides de abóbora

1 colher de sopa de bagas goji

¼ de copo de amaranto tufado

Coco ralado q.b. para envolver

 

No robot de cozinha triturar os flocos de aveia com as tâmaras descaroçadas e o chocolate negro.

Deitar esta pasta numa taça e misturar as sementes de girassol, as pevides de abóbora, as bagas de goji e o amaranto tufado. Mexer bem com as mãos para que tudo fique numa pasta.

Moldar bolinhas de tamanho de berlindes grandes e passar por coco ralado.

Guardar no frigorífico, podem durar por duas semanas no frigorífico.

 

Nota: o amaranto tufado pode ser substituído por arroz tufado

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

do que é bom

 

Das coisas que mais estimo é o poder pôr na mesa coisas que cultivei, que alguém que conheço cultivou, que me são dadas, que são trocadas, apanhadas em sítios que alguém abandonou e produzem apesar de tudo.

Esta mescla de tomatinhos veio da minha horta. O azeite é produzido por um amigo meu da zona de Fátima e é do mais saboroso que pode haver. Os alhos deram-mos e os orégãos são também da minha horta.

Ah e tal, mas o sal é comprado! Pois é, mas mesmo assim é de perto e quase que o vejo nas salinas quando lá passo por isso é como se fosse meu 

 

Tomatinhos Cherry Assados no Forno

 

20180909_112128 (1).jpg

 

500 grs de tomates cherry

2 dentes de alho

1 pitada de sal

1 fio de azeite

Orégãos q.b.

 

Forrar um tabuleiro com papel de ir ao forno. Espalhar os tomatinhos, deixar os raminhos em alguns. Esmagar os dentes de alho e espalhar sobre os tomates.

Salpicar com uma pitada de sal, verter um fio de azeite sobre os tomates e polvilhar com orégãos.

Levar ao forno cerca de 25 a 30 minutos.

Servir como acompanhamento ou envolvido em esparguete cozido.

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

outras paragens

 

O Labneh é um ‘queijo’ feito com iogurte escorrido de modo a perder o soro, ficando uma pasta para barrar do estilo do queijo-creme mas sem tantas calorias.

É tradicional na cozinha do Médio Oriente, da Grécia, Israel, Líbano, etc.

Não deve haver coisa mais fácil de fazer já que a única coisa que é preciso é iogurte natural, grego ou não, e um escorredor (eu uso os filtros de café).

A base é esta, quem quiser acrescenta especiarias ou ervas aromáticas e um pouco de azeite.

Depois é só barrar em tostinhas, pão, gressinos ou mesmo comer à colherada!

 

Labneh 

 

20180916_192739.jpg

 

500 grs de iogurte

1 pitada de sal

 

Misturar o sal no iogurte e pôr num escorredor por 24 horas de modo a perder a maior parte do soro.

Na pasta que fica pode pôr-se pimenta, colorau, raspa de limão, ervas aromáticas picadas, etc.

Eu usei colorau na minha e reguei com um pouco de azeite.

 

Nota: receita original daqui

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Segunda-feira, 17 de Setembro de 2018

dos regressos...

 

Já que temos que regressar ao trabalho e às rotinas após as férias, ao menos que seja em grande estilo!

 

Pudim de Chia e Maçã

 

IMG_20180917_112439_411.jpg

 

3 colheres de sopa de sementes de chia

250 ml de leite (ou qualquer bebida vegetal)

3 colheres de sopa de maçã cozida (com canela)

1 colher de chá de mel

 

Deitar as sementes numa taça com o leite, mexer e deixar no frigorífico por umas horas ou durante a noite. Se possível mexer duas ou três vezes para que as sementes não se aglomerem num bloco.

Quando for para servir, deitar umas colheradas de maçã cozida com canela no fundo de uma taça ou frasco, por cima deitar o pudim de chia e por cima o mel.

 

Receita de Green Kitchen Stories

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Sexta-feira, 31 de Agosto de 2018

estão a chegar!

 

As peras são um fruto associado ao Outono embora estejam maduras nas árvores a partir de meados de Agosto.

Quem não dá tratamentos químicos às árvores, tem que gastar a fruta toda de empreitada e mesmo assim há sempre alguma que se estraga até porque na mesma altura toda a gente tem!

Esta foi uma opção que deu para gastar algumas das que me deram. As minhas, de outra variedade, vêm a seguir.

 

Peras Bêbedas com Especiarias

 

20180830_230317.jpg

 

10 pêras Rocha médias, firmes

500 ml de vinho tinto

250 ml de água

250 ml de vinho do Porto

250 grs de açúcar amarelo

1 pau de canela

10 vagens de cardamomo

1 estrela de anis

 

Pôr num tacho o vinho, água, vinho do Porto, açúcar amarelo e especiarias. Levar ao lume, deixar levantar fervura e deixar apurar enquanto se trata das peras.

Se possível descascar as peras mantendo-as inteiras, as minhas são caseiras, não são ‘vegan’  e por isso tive que as abrir e cortar em quartos.

Pôr as peras no vinho fervente e deixar cozer por 45 minutos.

Retirar para uma taça ou frascos grandes e deixar arrefecer. Guardar no frigorífico (aguentam bastante tempo!) e servir de preferência acompanhado com uma bola de gelado de baunilha.

 

20180829_201335-COLLAGE.jpg

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
Quinta-feira, 30 de Agosto de 2018

siga!

 

Quando não vem à ideia o que fazer para o jantar, sai isto!

 

Salada de Noodles e Amendoins

 

20180817_204033.jpg

 

1 embalagem de massa chinesa (noodles)

1 colher de sopa de óleo de girassol

1 cebola cortada em meias luas

1 cenoura cortada em palitos finos

1 pastinaca cortada em palitos finos

½ pimento vermelho cortado em tiras

1 malagueta

1 raminho de cebolinho

1 mão-cheia de amendoins

Molho:

1 colher de sopa de manteiga de amendoim

3 colheres de sopa de molho de soja

3 colheres de sopa de vinagre de arroz

1 colher de chá de óleo de sésamo

1 colher de chá de mel

2 colheres de chá de sumo de lima

1 dente de alho ralado

 

Cozer a massa conforme instrução da embalagem, passar por água fria e escorrer. Cortar com uma tesoura para ficarem fios mais pequenos. Reservar.

Misturar os ingredientes do molho no copo da varinha mágica e triturar.

Saltear num pouco de óleo de girassol a cebola, a cenoura, a pastinaca, o pimento e a malagueta por uns minutos e desligar o lume. Adicionar a massa e envolver.

Juntar o molho, misturar bem e polvilhar com o cebolinho e os amendoins.

Servir com mais molho de soja à disposição.

 

Nota: receita inspiradora daqui

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Segunda-feira, 27 de Agosto de 2018

a abrir

 

E para abreviar os ‘Monday Blues’ a solução é começar logo da melhor maneira!

Por isso nada como com três minutos de preparação na véspera à noite para ter à nossa espera este pequeno-almoço que até apetece emoldurar, de tão lindo, mas que temos mesmo que comer, de tão bom!

 

Aveia com Banana e Noz

‘Overnight’

 

20180827_072740.jpg

 

¼ de copo de flocos de aveia

½ banana madura em rodelas

¼ de copo de leite

¼ de copo de iogurte natural

1 colher de chá de mel

1 pitada de canela

1 pitada de noz moscada

2 gotas de extracto de baunilha

1 colher de sopa de nozes em pedacinhos

 

Dispôr nesta ordem num frasco ou taça.

Levar ao frigorífico até à manhã seguinte.

Misturar bem

Apreciar.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Sexta-feira, 24 de Agosto de 2018

do que é bom

 

Quase Setembro e as amoras silvestres ainda não estão maduras, nem sequer lá perto. Acho que este ano não vou andar a apanhá-las nos silvados nas beiras das estradas.

Mas mesmo assim consegui umas amoras bem doces e madurinhas, estas não são silvestres, são de uma amoreira que a minha irmã tem.

Pode ser feito também com mirtilos.

 

Tarte ‘Bakewell’ de Amoras

 

IMG_20180823_110602_487.jpg

 

1 embalagem de massa areada

100 grs de manteiga

100 grs de açúcar

1 ovo grande

½ colher de chá de extracto de amêndoa (opcional)

100 grs de amêndoa moída

15 grs de farinha

150 grs de amoras

30 grs de amêndoa em lascas

 

Dividir a massa por quatro formas de tarteletes (ou uma forma de tarte). Reservar.

Bater o açúcar com a manteiga até ficar uma massa fofa. Adicionar o ovo e o extracto de amêndoa bem como a amêndoa moída e a farinha. Envolver bem e deitar em colheradas nas tarteletes. Dispor as amoras por cima e polvilhar com a amêndoa laminada.

Levar ao forno por cerca de 20 minutos. Retirar e deixar arrefecer antes de servir.

 

Nota: a receita veio daqui.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Quinta-feira, 23 de Agosto de 2018

guloso

 

Receita simples mas que num instante nos tira de um apuro! Os bifinhos passados previamente por farinha ajudam a engrossar o molho. Do melhor que há!

 

Frango com Limão

 

20180727_204534.jpg

 

400 grs de bifes de frango

2 alhos ralados

Sal q.b.

1 colher de chá de piripiri

Sumo de um limão

50 grs de farinha

1 raminho de salsa, picada

2 colheres de sopa de azeite

1 colher de sopa de manteiga

100 ml de vinho branco

1 colher de sopa de molho inglês

100 ml de água a ferver

 

Temperar os bifes de frango com alho ralado, sal, piripiri e sumo de limão. Reservar por meia hora.

Misturar a farinha com metade da salsa picada e passar os bifes, sacudindo o excesso.

Aquecer o azeite e manteiga numa sertã e alourar os bifes. Adicionar o vinho branco e o molho inglês e mal comece a engrossar o molho, juntar a água a ferver. Mexer para não pegar, rectificar os temperos e deixar acabar de cozinhar, mais uns cinco minutos. Se o molho engrossar demais acrescentar mais um pouco de água a ferver.

salpicar com a restante salsa picada antes de servir.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (3) | favorito
Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

dizemos que sim

 

Nós somos assim, no inverno a pedir o calor, no verão a pedir menos calor, nunca estamos bem. Mas se nos derem umas refeições ligeiras não dizemos que não!

 

Salada de Queijo e Figos

 

20180803_203317.jpg

 

Alface

Rúcula

Beldroegas

Cebolinho

Pistachos picados

Figos roxos às rodelas

Lascas de queijo da Ilha

Lascas de queijo Manchego

Sal q.b.

Molho (azeite, vinagre balsâmico e mel)

‘Maionese’:

½ abacate maduro

100 grs de iogurte grego

30 grs de mostarda de Dijon

 

Dispor os ingredientes da salada numa taça grande e temperar com sal e com o molho de azeite, vinagre balsâmico e mel.

Numa tacinha fazer a maionese: misturar o abacate esmagado com o iogurte e a mostarda e servir juntamente com a salada.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

tirar o melhor partido

O kefir está de novo na moda com o ressurgimento dos alimentos fermentados. Os grãos que uso (também conhecidos por flor do iogurte) já os tenho há cerca de 15 anos e continuam com um ar muito saudável e a reproduzir-se em grande estilo!

Já tenho dado grãos a mais pessoas do que me lembro e se bem que o sabor não é o mais agradável (pensem num iogurte natural mas ainda mais ácido, tipo vinagre) se o soubermos disfarçar marcha que nem ginjas!

Já a maca peruana, para quem não conhece tem potencialidades quer ao nível da memória, vitalidade e mesmo para afastar os calores associados à menopausa. O seu sabor também não é o mais agradável mas como em tudo na vida, temos que saber tirar o melhor partido: juntamos o kefir à maca e só se estraga uma casa!!!

 

Batido de Pêssego e Kefir

 

20180819_095113.jpg

 

1 pêssego bem maduro, descascado

250 ml de kefir

1 colher de chá de maca peruana em pó (opcional)

1 colher de chá de mel

1 folha de limonete

 

Triturar todos os ingredientes com a varinha mágica ou no liquidificador.

Servir fresco.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018

mais um

 

Para os que querem bolo mesmo que o tempo seja de gelados (que [ainda] não é!)

 

Bolo de Banana

 

20180610_141109.jpg

 

2 bananas bem maduras esmagadas

1 copo de açúcar amarelo

2 ovos

½ copo de óleo de girassol

½ copo de iogurte natural

1 e ½ copos de farinha com fermento

1 mão-cheia de nozes picadas

 

Misturar as bananas com o açúcar, os ovos, o óleo de girassol e o iogurte. Adicionar a farinha e envolver bem sem mexer demais. Juntar as nozes deixando algumas para polvilhar.

Deitar a massa numa forma untada e por cima espalhar o resto das nozes.

Levar ao forno por cerca de 45 minutos. Testar com um palito. Retirar do forno, deixar arrefecer um pouco na forma de desenformar para acabar de arrefecer numa rede.

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

perishable thoughts...

 

Cada vez mais as pessoas têm menos tempo.Cada vez mais os empregos são mais exigentes, trabalham-se mais horas, nem sempre sinónimo de que se trabalha melhor.

As pessoas fazem as compras à pressa, agarrando a primeira coisa que está à mão sem se preocuparem onde foi produzida, cultivada, qual o impacto que pode ter no ambiente, se está carregadinha de pesticidas, etc.

Também é certo que se nos vamos a preocupar com tudo, mais vale nem comermos nem bebermos pois acabamos por quase só ter coisas que nos fazem mal, é o peixe do mar que tem mercúrio, é o peixe de viveiro que está carregado de antibióticos, é a carne que está cheia de hormonas das que não nos fazem nada bem, são as hortaliças que, para parecerem lindas, enormes e brilhantes também estão carregadas de aditivos, enfim, um desânimo.

Mas há pequenas coisas que podemos alterar na pegada ecológica que fazemos enquanto andamos por cá. Sei que quem vive em cidades, em prédios com milhentas habitações terá mais dificuldade mas por vezes até existem alternativas, nós é que não sabemos que existem.

Com certeza já ouviram falar dos Cabazes de legumes, de fruta, de peixe, de carne. São uma alternativa para quem não pode ir a mercados locais e também não gosta de comprar em hipermercados. Em Inglaterra e restantes países anglófonos, chama-lhes CSA, um acrónimo de Community Suported Agriculture, ou seja, agricultura suportada pela comunidade. Os pequenos agricultores/lavradores/produtores cultivam e a comunidade encomenda o que estiver a dar em determinada época do ano, Não vão querer morangos em Dezembro porque o normal é que os morangos apenas apareçam lá para Abril ou Maio.

Na zona onde vivo não conhecia qualquer tipo de Cabaz de legumes. Mas aqui há uns dias fui a um evento organizado pela Confraria Gastronómica de Ovar e conheci um produtor que distribui cabazes de hortaliças e frutos.

Não é que eu precise já que tenho uma horta onde tento produzir principalmente novidades que raramente se encontram à venda na praça ou supermercados (olá ruibarbo e cenouras roxas!). Mas para quem precisa, ou quer e não sabe, pode recorrer à Bio Horta e encomendar.

Têm produtos da época, hortaliças, legumes, ervas aromáticas, frutas e até pão e licores. Distribuem nas zonas ali à volta: Ovar, Estarreja, Esmoriz, Feira, Murtosa, etc. e no máximo demoram 6 horas desde que o produto é apanhado até que é entregue.

Na altura da produção de morangos, pode-se ir lá e fazer a apanha, para quem tem crianças que não estejam habituadas à terra é uma excelente maneira de lhe dar a conhecer o processo de cultivo.

E não, não me estão a pagar para fazer publicidade mas achei a ideia tão interessante que não podia deixar de a partilhar!

 

20180728_171020.jpg

 

E se precisarem de uma receita para gastar os vegetais que encomendarem, ou os da vossa horta, ou os da praça ou os do supermercado se tiver que ser, fica aqui uma sugestão: vegetais salteados

 

Bio Horta

Encomendas: 910 136 480

Morada: Rua 15 Maio, Válega (Ovar)

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 10:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

zástrás

 

Se descontarmos o tempo que leva a marinar, está na mesa em menos de meia hora!

Isto é que é fast food!!!

 

Peru Korma

 

20180710_140146.jpg

 

400 grs de peito de peru cortado em tiras

2 dentes de alho ralados

1 pedacinho de gengibre ralado

Colorau, chilli e coentros em pó q.b.

Sal q.b.

100 grs de iogurte grego

Sumo de um limão

100 ml de molho de tomate

50 ml de água

Azeite q.b.

 

Numa taça misturar o peru com o alho, o gengibre, as especiarias, o sal, o iogurte e o sumo de limão. Mexer e deixar repousar por uma hora.

Aquecer o azeite numa frigideira e saltear as tiras de peru, adicionar o molho de tomate e a água, rectificar os temperos e deixar cozer por cerca de 15 minutos.

Servir com arroz branco e vagens cozidas.

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Segunda-feira, 13 de Agosto de 2018

a cores

 

Uma sopa bem saborosa e a que sobrar pode ser bebida bem fresquinha.

Não liguem mas é à fotografia já que aquela cor parece sei lá o quê...

 

Sopa de Tomate com Ovo Escalfado

 

20180801_203648.jpg

 

2 colheres de sopa de azeite

1 cebola picada

4 tomates bem maduros

1 curgete

750 ml de água a ferver

4 folhas de manjericão

2 ovos

2 fatias de pão

 

Num tacho aquecer o azeite e alourar a cebola. Adicionar o tomate cortado em pedaços e deixar refogar.

Adicionar a água, temperar com sal e deixar fervilhar por uns 15 minutos.

Triturar com a varinha mágica e passar por um coador.

Levar o tacho novamente ao lume e adicionar as folhas de manjericão e os ovos. Deixar escalfar os ovos (cerca de 4 minutos) e servir sobre uma fatia de pão.

 

tags: , ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Sexta-feira, 10 de Agosto de 2018

tudo se transforma...

 

Mesmo a usar os mesmos ingredientes podemos obter resultados completamente distintos.

E se não acreditam, vejam o que fiz com queijo Quark e mirtilos na semana passada e hoje!

 

Mousse de Queijo Quark

com Compota de Mirtilos

 

 

20180809_203059.jpg

 

250 grs de queijo Quark

150 grs de iogurte grego

150 grs de leite condensado

Compota de Mirtilos

100 grs de mirtilos

1 colher de sopa de açúcar amarelo

1 colher de sopa de sumo de limão

1 raminho de manjericão

 

Numa caçarola pôr os mirtilos, o açúcar, o sumo de limão e as folhas de manjericão, deixar levantar fervura e cozinhar por cerca de dez minutos. Retirar do lume e deixar arrefecer.

Bater o queijo quark com o iogurte e o leite condensado.

Envolver a compota de mirtilo na mistura do queijo e dividir por quatro taças.

Levar ao frio até servir.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Quinta-feira, 9 de Agosto de 2018

‘Mistela'

 

As saladas normalmente não precisam de receita, é meter para dentro da taça o que estiver à mão e a precisar de ser gasto.

Neste caso, fica a sugestão, já que há algumas coisas que por vezes não nos lembramos que até podem ficar bem no conjunto.

 

Salada 

 

20180720_202711.jpg

 

Alface (2 ou 3 variedades)

Rúcula

Folhas de salsa

Cenoura em lascas

Cebola roxa em meias luas

Azeitonas sem caroço, em rodelas

Beterraba cozida em lascas

Peito de frango desfiado (de churrasco)

Nozes partidas

Bagas goji

Uvas em metades

Queijo Feta esfarelado

Pimenta q.b.

Orégãos q.b.

 

Molho:

Azeite, vinagre e mostarda, misturar bem

 

Pôr todos os ingredientes numa taça e temperar com o molho.

Servir fresco.

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Terça-feira, 7 de Agosto de 2018

oldies but goldies

 

Uma receita das velhinhas, mas que é recorrente e que fica sempre bem. Além disso dá para ‘esticar’ as quantidades e dois bifes acabam por dar para quatro ou cinco em vez de dois 

 

Bifinhos com Cogumelos

 

20180211_131839.jpg

 

2 bifes de vitela

Sal q.b.

½ colher de chá de coentros em pó

½ colher de chá de mostarda em pó

½ colher de chá de paprika

2 colheres de sopa de molho Inglês

2 dentes de alho

Azeite q.b.

200 grs de cogumelos cortados em quartos

150 ml de natas (usei de soja)

Salsa e coentros picados para polvilhar

 

Cortar os bifes em oito bocados pequenos. Temperar com sal, coentros, mostarda, paprika e molho Inglês. Deixar repousar por uma hora.

Aquecer o azeite numa sertã e alourar os alhos picados. Juntar os bifes e deixar fritar muito rapidamente (se a carne for tenra bastam dois minutos de cada lado). Retirar da sertã e pôr os cogumelos na gordura restante (se necessário acrescentar mais uma colher de sopa de azeite). Saltear os cogumelos por cinco minutos. Juntar as natas e rectificar os temperos. Juntar os bifes ao molho, deixar apurar por um minuto ou dois e servir polvilhado com a mistura de salsa e coentros picados.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Segunda-feira, 6 de Agosto de 2018

outros usos

 

Nunca tinha experimentado sopa fria de melão até ter participado neste evento. Um dos ‘pratos’ era shot de melão com presunto crocante e foi mesmo surpreendente.

Quando o melão é sumarento e muito doce, até custa estar a consumi-lo sem ser no seu estado natural e fresquinho. Agora quando o melão deixa um bocadinho a desejar em termos de textura e até de doçura, esta é a melhor solução para o usar.

Fresco, sempre muito fresco.

 

Sopa fria de Melão

 

20180805_203222.jpg

 

500 grs de melão maduro, descascado e cortado em pedaços

1 colher de chá de Tabasco ou piripiri

1 pitada de flor de sal

 

Misturar todos os ingredientes e triturar com a varinha mágica até estar líquido.

Servir em copos pequenos, bem fresco.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Sexta-feira, 3 de Agosto de 2018

nunca se está bem com o tempo...

 

De repente, CALOR!!!

Com estas temperaturas, os gelados não vão congelar à velocidade necessária, o melhor é triplicar já a receita!

 

Gelados de Mirtilo e Manjericão

 

20180729_190356.jpg

 

200 grs de mirtilos

1 colher de sopa de açúcar amarelo

1 colher de sopa de sumo de limão

1 raminho de manjericão

250 grs de queijo Quark

150 grs de iogurte grego

150 grs de leite condensado

 

Numa caçarola pôr os mirtilos, o açúcar, o sumo de limão e as folhas de manjericão, deixar levantar fervura e cozinhar por cerca de dez minutos. Retirar do lume e deixar arrefecer.

Bater o queijo quark com o iogurte e o leite condensado.

Envolver algumas colheradas da compota de mirtilo na mistura do queijo (o que sobrar da compota pode ser utilizado noutras receitas) e deitar nas forminhas de gelado.

Levar ao congelador por umas horas. Para servir mergulhar a forma de gelado em água quente por uns segundos e retirar o gelado.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito (1)
Quinta-feira, 2 de Agosto de 2018

G’Day Mate!

 

As inspirações para a cozinha chegam-me de todo o lado, até da Austrália!

Esta receita pareceu-me tão apetecível que tive que experimentar, ajustando a confecção e as quantidades às minhas necessidades.

É para isto que servem as receitas, são sugestões que depois usamos ao nosso gosto.

 

Bolinhos Crocantes de Atum

 

20180504_211152.jpg

 

3 batatas cozidas

3 ovos

2 latas de atum (escorrido)

1 cebola pequena picadinha

1 raminho de cebolinho

1 raminho de aneto

Pimenta preta moída

3 colheres de sopa de farinha

Pão ralado grosso (feito em casa)

 

Esmigalhar as batatas e adicionar dois ovos, o atum, a cebola picada, o cebolinho e o aneto picados e a pimenta. Mexer bem e rectificar os temperos se necessário.

Moldar bolinhos espalmados e passar pela farinha, o restante ovo batido e o pão ralado.

Fritar em pouco azeite, virar para o outro lado e deixar alourar.

Servir com uma salada e com uma mistura de maionese, iogurte natural e mostarda.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Terça-feira, 31 de Julho de 2018

das duas uma (ou as duas!)

 

Começar as manhãs com beleza, com cores vibrantes, com colheradas de satisfação.

Mesmo sem ser de férias as manhãs podem ser uma festa!

Ficam aqui dois registos da mesma receita, a diferença é que uma está mais enfeitada do que outra.

Porque os olhos também comem!

 

Papas de Aveia e Chia

 

20180731_073314.jpg

 

5 colheres de sopa de flocos de aveia

3 colheres de sopa de sementes de chia

200 ml de leite

 

Misturar todos os ingredientes numa taça e reservar no frigorífico por umas horas ou até ao dia seguinte.

Quando for para utilizar, adicionar:

 

100 grs de iogurte grego

1 colher de sopa de mel

 

Mexer bem e separar por duas taças ou frascos.

Adicionar em cada taça:

 

1 colher de sopa de calda de mirtilos (ou compota)

1 colher de chá de manteiga de amendoim

1 colher de chá de sementes de linhaça moídas

 

20180730_073049.jpg

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito (1)
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

Cervejas à solta

 

Quando os planetas se alinham (e hoje até é dia de eclipse lunar) e somos convidados a participar num evento de comida (o que eu gosto de comida!) e de bebida (nem vos digo…) na Cerveja Vadia, só podem sair coisas boas, principalmente quando vamos pela mão do querido Amigo e Chefe Emídio Concha de Almeida.

Fizemos um ror de coisas, boas, muito boas. O mote era Peixe da Nossa Costa e Conservas e o desafio era fazer um ‘Beer Pairing’ que é como quem diz em português juntar uma boa cerveja Vadia aos pratos que confeccionámos.

Os peixes usados foram cavala e carapau (porque os peixes menos nobres também dão para fazer comida gourmet), e as conservas foram pota em caldeirada, filetes de cavala, filetes de carapau, sardinha em molho de tomate, entre outros. Tudo apresentado com grande esmero 

A sobremesa acabou por ser um desafio para usar a Fogaça que é típica daquela área, desde Santa Maria da Feira, onde é rainha, às terras mais próximas como Vale de Cambra e Oliveira de Azeméis. Optei por me inspirar num doce que a minha Mãe fazia quando eramos pequenos e que consistia em usar pão atrasado e que se chamava Pudim de Pão. Troquei o pão pela Fogaça e cá está, um Pudim de Fogaça!

O molho, além de abrilhantar o pudim, serviu para usar a cerveja também como ingrediente, e não apenas como acompanhamento (posso desde já dizer que a Vadia Rubi acompanha muito bem!)

 

Pudim 'Belita' de Fogaça

 

37888058_906898166164782_5786673119380897792_n.jpg

 

½ Fogaça de véspera cortada em fatias finas

2 copos de açúcar amarelo

4 ovos

200 ml de natas

600 ml de leite

1,5 colheres de chá de extracto de baunilha

 

Untar um pyrex e dispor as fatias de fogaça.

Numa taça bater o açúcar com os ovos e adicionar as natas, o leite e a baunilha. Deitar esta mistura sobre as fatias de fogaça e com uma colher empurrar as fatias para baixo de modo a que fiquem submersas. Deixar ensopar por uma hora (ou durante a noite) no frigorífico.

Aquecer o forno. Pôr o pyrex no forno e deixar cozer por 30 a 45 minutos (depende do forno). Servir com o molho.

 

Molho:

1 copo de açúcar amarelo

100 ml de natas

75 grs de manteiga

50 ml de cerveja preta (Vadia Preta)

1 colher de sopa de extracto de baunilha

1 pitada de sal

 

Levar o açúcar, as natas e a manteiga ao lume e deixar fervilhar em lume brando por cerca de 10 minutos.

Adicionar a cerveja, o sal e a baunilha e deixar ferver mais 2 minutos (atenção que faz muita espuma). Deixar arrefecer.

 

Nota: fiz um update para usar a foto da Vadia, muito melhor do que a que tirei 

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Quinta-feira, 26 de Julho de 2018

alternativas

 

Normalmente por cá usamos mais o bacalhau seco e salgado mas o bacalhau fresco que agora existe à venda também é bastante saboroso.

Existe também na versão fresco congelado e foi este que usei para esta receita.

Ficou excelente.

 

Bacalhau com Batatas e Espargos no forno

 

20180318_125908.jpg

 

4 batatas grandes

1 cebola

1 copo de vinho branco

Sal a gosto

Azeite q.b.

Pimenta preta moída

Tomilho q.b.

4 tranches de bacalhau fresco

1 mão-cheia de espargos

Salsa e coentros picados

 

Aquecer o forno.

Descascar e cortar as batatas e as cebolas em rodelas bem finas.

Pôr num tabuleiro de ir ao forno forrado com papel vegetal e temperar com sal e pimenta, o tomilho e por cima o vinho e o azeite.

Ao fim de 30 minutos retirar do forno e pôr as tranches de bacalhau e os espargos por cima, temperar com sal e pimenta e por cima do bacalhau polvilhar salsa e coentros picados.

Levar ao forno mais 15 a 20 minutos e servir.

 

Nota: receita das batatas daqui: 

https://unareceta.com/patatas-al-horno-con-cebolla/

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Terça-feira, 24 de Julho de 2018

tudo a curtir o verão...

 

Este creme pode ser consumido quente ou frio mas com as temperaturas que temos tido neste ‘verão’, se calhar a opção quente é a melhor!

 

Creme de Espinafres, Alface e Ervilhas

 

20180712_204915.jpg

  

1 cebola

1 dente de alho

1 curgete

1 batata-doce

3 batatas

1 mão-cheia de ervilhas

1 mão-cheia de espinafres

6 folhas de alface

Sal q.b.

Azeite q.b.

1 litro de água a ferver

 

Pôr numa panela a cebola, alho, curgete em pedaços, batata-doce e batatas em pedaços e as ervilhas. Saltear por um minuto e acrescentar a água a ferver. Temperar de sal e deixar levantar fervura. Baixar o lume e deixar cozinhar por dez minutos.

De seguida adicionar os espinafres e a alface. Deixar ferver novamente e acabar de cozinhar, mais dez minutos.

Triturar com a varinha mágica até ficar um creme liso e servir.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Sexta-feira, 20 de Julho de 2018

diz que é de chocolate!

 

Hoje deu-me para isto. O verão pede branco.

Cá está!

 

Mousse de Chocolate Branco

 

20180624_120018.jpg

 

250 grs de queijo-creme (usei light)

150 grs de iogurte grego natural

200 grs de chocolate branco

Framboesas q.b.

 

Derreter o chocolate branco numa taça sobre uma caçarola com água a ferver, em lume baixo (a taça não deve tocar a água). Mexer sempre para ficar liso e brilhante.

Bater o queijo-creme e o iogurte. Adicionar o chocolate branco derretido e sem estar muito quente, envolvendo bem. Se necessário adicionar açúcar em pó ao queijo-creme quando estiver a bater, eu não achei necessário porque a doçura do chocolate é mais do que suficiente.

Deitar a mousse em taças e por cima pôr algumas framboesas. Polvilhar com açúcar em pó.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Quinta-feira, 19 de Julho de 2018

mais nada

 

Daqueles pratos que se vamos fazer é em grande quantidade porque:

  1. Demoram um bocado e mais vale optimizar o tempo;
  2. São tão bons que queremos comer, e comer, e comer…
  3. As duas acima.

Mas vocês é que sabem.

 

Lasanha de Curgete

 

20180617_130247.jpg

 

3 colheres de sopa de azeite

1 cebola picada

2 talos de aipo picados

1 cenoura ralada

600 grs de carne picada (usei mistura de vaca e porco)

1 colher de chá de colorau em pó

1 colher de chá de coentros em pó

½ colher de chá de chilli em pó

3 tomates maduros sem pele

200 ml de polpa de tomate

1 colher de sopa de pasta de tomate

200 ml de água

Sal q.b.

200 grs de cogumelos picados

2 tiras de pimentos vermelhos, picadas

1 raminho de salsa picada

1 colher de sopa de molho inglês

3 curgetes

50 grs de queijo da Ilha ralado

Molho bechamel

650 a 750 ml de leite morno

50 g de farinha

1 noz de manteiga

1 pitada de noz-moscada

sal & pimenta preta moída no momento

 

Amolecer a cebola, aipo e cenoura no azeite, em fogo lento.

Juntar a carne picada, o colorau, os coentros e o chilli e mexer, deixando perder a cor a cru.

Adicionar o tomate picadinho, a polpa de tomate e a pasta de tomate com a água. Deixar levantar fervura e temperar de sal a gosto.

Juntar depois os cogumelos os pimentos, a salsa e o molho inglês e deixar ferver até apurar o molho e estar bem saboroso. Se necessário acrescentar um pouco mais de água.

Cortar as curgetes ao alto em fatias finas. Grelhar numa frigideira ou grelhador apenas para amolecerem um pouco. Reservar.

Fazer o molho bechamel: derreter a manteiga numa caçarola e juntar a farinha. Adicionar o leite e mexer vigorosamente com uma vara de arames de modo a não formar grumos até engrossar. Não deve ficar muito espesso porque depois vai ao forno e ainda engrossa mais. Temperar com sal, pimenta preta e noz-moscada moída no momento.

Numa forma refractária pôr no fundo um pouco de bechamel, seguido de carne picada, queijo ralado e de fatias de curgete (em vez de fatias de massa de lasanha).

Repetir até finalizar os ingredientes ou encher a forma. Finalizar com molho bechamel.

Levar ao forno até estar alourado, cerca de 30 a 45 minutos.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito (1)
Quarta-feira, 18 de Julho de 2018

perishable thoughts...

 

Perto de onde vivo existe o “Parque Temático Molinológico” de Ul.

Fica na freguesia de Ul, concelho de Oliveira de Azeméis e é uma espécie de museu vivo do funcionamento dos moinhos de água que existem há séculos naquela zona.

Para quem gostar de ar livre, ouvir a água a correr e do cheiro a pão fresco acabado de cozer, é uma visita a não perder.

A zona onde se insere é uma zona rural que ainda mantém usos e costumes de antigamente. Ainda se cultivam as terras numa agricultura de subsistência, ainda se criam animais para consumo e ainda se coze pão, padas e regueifas que por toda esta zona são sobejamente conhecidas.

Para quem não sabe, uma pada é um pão duplo, colado quando coze. Já a regueifa é um pão doce, redondo, normalmente feito com a mesma massa usada para fazer o pão mas a que se acrescenta açúcar e canela. Forma-se um circulo com a massa, pinta-se com ovo batido e vai a cozer em forno de lenha onde também é cozido o pão.

Quer as padas quer as regueifas se encontram por todo o lado, mercados, feiras e romarias, mercearias e ainda à porta das igrejas ao fim da missa.

Fica a sugestão, visitem o Núcleo Molinológico de Ul, não se vão arrepender (e podem provar no local padas e regueifas acabadinhos de cozer!)

 

Parque Temático Molinológico

 

20180711_141429-COLLAGE.jpg

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Terça-feira, 17 de Julho de 2018

ora então vamos lá...

 

Recomeçar devagar depois de uma semana que, sendo de férias não foi de grande descanso… (não que me queixe, como já ouvi alguém dizer: mais vale um dia de chuva em casa do que um de sol no trabalho  )

 

Pudim de Chia e Leite de Coco

 

20180717_073250.jpg

 

1 copo de leite de coco (250 ml)

½ copo de sementes de chia

 

Misturar bem as sementes com o leite de coco e guardar no frigorífico por umas horas ou durante a noite. Mexer uma ou duas vezes no início para as sementes ficarem bem misturadas no líquido.

Quando for para servir, separar por duas taças e deitar em cada taça uma colher de chá de mel e uma colher de chá de manteiga de amendoim. Uns quantos mirtilos (ou outra fruta a gosto) e já está, um pequeno-almoço daqueles!!!

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Segunda-feira, 16 de Julho de 2018

preguiça

 

Aos poucos a horta vai produzindo. Faz falta o calor...

Em modo #nadadereceitas

 

20180709_184415.jpg

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Quinta-feira, 5 de Julho de 2018

cheios de vontade!

 

Este ‘bolo’ é típico da Suécia e é excelente para piqueniques e lanches à sombra, acompanhado de uma bebida bem fresca.

Tem outro ponto a favor: é que pode muito bem ser feito com antecedência que ainda fica melhor!

E ainda outro: se quisermos, em vez de apenas 3 andares, podemos fazer um arranha-céus, é só multiplicar os ingredientes 

 

Smörgåstårta (Bolo Sanduíche)

 

IMG_20180618_132514_109.jpg

 

6 fatias de pão (usei pão saloio fatiado)

150 grs de queijo-creme

150 grs de iogurte grego

1 ramo de cebolinho

1 raminho de aneto

150 grs de salmão defumado

2 ovos cozidos

100 grs de maionese

2 colheres de chá de mostarda

1 ramo de salsa

Pimenta moída

Tiras de cenoura

 

Numa taça misturar o queijo-creme com o iogurte grego, aneto e cebolinho e o salmão defumado picado.

Noutra taça misturar os ovos picados, a maionese, a mostarda e a salsa picada.

Pôr duas fatias de pão num prato, por cima espalhar metade da mistura de salmão defumado. Pôr duas fatias de pão em cima e espalhar a mistura dos ovos picados. Tapar com as últimas duas fatias de pão e cobrir com a restante mistura de salmão.

Temperar com pimenta moída e enfeitar com cebolinho, salsa e tiras finas de cenoura.

Servir bem frio, cortado em quadrados.

 

Nota: A inspiração para a receita veio daqui.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Terça-feira, 3 de Julho de 2018

queijo a rodos!

 

Quando a criatividade escasseia mas mesmo assim queremos comer alguma coisa que se veja!

 

Tortellinis Gratinados

 

20180608_203259.jpg

 

1 embalagem de tortellinis recheados com queijo e cogumelos

1 cebola picada

Azeite q.b.

50 grs de queijo Feta

30 grs de queijo Mozarela

Orégãos picados q.b.

 

Cozer os tortellinis em água abundante com sal seguindo as instruções da embalagem. Escorrer e reservar um pouco da água.

Saltear a cebola em azeite numa frigideira e adicionar os tortellinis, um pouco da água de os cozer e o queijo Feta. Envolver bem.

Deitar numa forma refractária para ir ao forno e por cima espalhar o queijo Mozarela e os orégãos picados.

Levar ao forno para derreter o queijo e servir com uma salada.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Sexta-feira, 29 de Junho de 2018

mais fácil não há!

 

Não façam isto se não quiserem mesmo parecer uns doceiros exímios. A sério, se fizerem, vão parecer!

 

Morangos Recheados

 

Untitled.png

 

12 morangos

75 grs de queijo-creme

1 colher de sopa de açúcar em pó

2 bolachas Digestive

 

Retirar os pés aos morangos e se necessário retirar mais um pouco do interior de modo a ficar um buraco. Cortar um bocadinho na ponta para que possam ficar ao alto sem caírem.

Bater o queijo-creme com o açúcar e rechear os morangos. Esmigalhar as bolachas e polvilhar por cima do queijo-creme.

Guardar no frio até servir.

 

Nota: receita daqui

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:29
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Quinta-feira, 28 de Junho de 2018

da beleza

 

Uma versão de batata-doce frita no forno, sem ficar encharcada em gordura e excelente para acompanhar coisas ou para comer só assim mesmo.

 

Batata-Doce ‘Frita’

 

20180609_193048.jpg

 (antes de ir ao forno)

 

1 batata-doce laranja, grande

Mistura de ervas aromáticas secas

1 colher de sopa de azeite

Sal q.b.

 

Descascar a batata e cortar em palitos finos. Temperar com as ervas aromáticas e o sal. Deitar o azeite por cima e mexer com as mãos.

Pôr num tabuleiro forrado e levar ao forno por cerca de 40 minutos mexendo de quando em quando para não queimar.

 

Nota: as ervas aromáticas eram uma mistura de orégãos, tomilho, salva e hortelã.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Terça-feira, 26 de Junho de 2018

nando's???

 

Que me lembre, sempre tive família na África do Sul. Quando era pequena era uma festa quando vinham de visita tios e primos e traziam novidades que nós não conhecíamos. Aliás, eu nem sabia o que era a Africa do Sul quanto mais que era longe e o que era ser emigrante. E muito menos a língua que falavam [Africanse].

Uma das coisas que lembro sempre era um primo meu que era expert a usar as matracas [Nunchaku] (outra novidade, nunca ninguém tinha visto tal coisa).

Outra memória, essa gustativa, era um frango de churrasco com um tempero que ficava muito melhor do que aqueles a que estávamos habituados e que já nessa época era o que podemos chamar ‘fast food’ à portuguesa 

O meu tio fazia um tempero que usava como marinada para os frangos (que a minha mãe criava) e ali de um simples fogareiro saia um pitéu de lamber os dedos.

Durante anos sonhei com esse tempero e aqui há tempos consegui, de uma neta, a receita que ele usava. Não podia esperar e cá está ela.

 

Tempero de Piripiri

 

20180624_111945.jpg

 

100 ml de sumo de limão

50 ml de óleo de girassol

1 colher de chá de colorau em pó

2 dentes de alho

2 piripiris

Sal q.b.

 

Pôr todos os ingredientes no copo da varinha mágica e triturar.

Guardar num frasco no frigorífico e gastar em duas semanas.

Em alternativa pode ser congelado.

 

Excelente para temperar carnes para grelhar, principalmente frango.

Também se pode misturar uma colher de sopa deste molho numa taça com maionese.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Segunda-feira, 25 de Junho de 2018

em marcha!

 

Quem provou gostou. Quem não provou, provasse!

Agora só fazendo 

 

Barrinhas Energéticas

 

20180610_114141.jpg

 

1 copo de tâmaras

¾ de copo de amêndoas com pele

3 colheres de sopa de pevides de abóbora

3 colheres de sopa de coco em flocos

2 colheres de sopa de bagas goji

1 colher de sopa de sementes de chia

 

Retirar os caroços às tâmaras e cortar em pedaços. Se forem muito secas, juntar 50 ml de água quente e deixar absorver por dez minutos.

Escorrer e triturar as tâmaras num robot de cozinha. Deitar para uma taça e misturar os restantes ingredientes.

Forrar um tupperware rectangular com película aderente de modo a que sobre para os lados. Por cima espalhar a mistura de tâmaras e pressionar bem com uma colher de modo a que fique uniforme. Tapar com a restante película e levar ao frigorífico por umas horas.

Cortar as barrinhas com uma faca afiada e embrulhar em papel vegetal. Guardar no frigorífico. Conservam-se por duas a três semanas.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Sexta-feira, 22 de Junho de 2018

das revistas

 

Às vezes nas revistas dos supermercados há receitas excelentes. Eu gosto de passar os olhos pelas revistas de cá e tenho a sorte de ter quem me envie as dos supermercados ingleses (Sainsbury’s, Tesco, Asda, etc). Para mim é como se fosse Natal sempre que recebo essas revistas, gosto mesmo de ver o que se faz por outros lados.

Esta receita é de uma revista da Sainsbury’s. Fiz com ligeiras alterações. Ficou uma maravilha.

 

Bolo Mármore de Banana

Cacau e Manteiga de Amendoim

 

20180617_140557.jpg

 

100 grs de manteiga de amendoim

50 ml de óleo de girassol ou coco

150 grs de açúcar amarelo

1 colher de chá de extracto de baunilha

3 bananas bem maduras

2 ovos batidos

175 grs de farinha de trigo

2 colheres de chá de fermento em pó

½ colher de chá de bicarbonato de sódio

2 colheres de sopa de cacau em pó

1 dúzia de amendoins

 

Untar uma forma de bolo inglês. Descascar os amendoins e picar. Reservar.

Num tachinho derreter a manteiga de amendoim. Adicionar o óleo e deixar arrefecer um pouco. Esmagar duas bananas e meia e cortar a restante meia banana em fatias longitudinais.

Numa taça misturar o açúcar, a baunilha, as bananas esmagadas e os ovos batidos. Juntar a manteiga de amendoim derretida e óleo, envolver e adicionar a farinha com o fermento e o bicarbonato. Dividir a massa em duas partes e numa delas acrescentar o cacau em pó.

Deitar a massa na forma às colheradas intercalando massa normal com massa de cacau de modo a ficar uma espécie de bolo mármore.

Por cima pôr as fatias da banana e os amendoins picados.

Levar ao forno por cerca de 45 minutos. A meio deve ser necessário tapar com papel de alumínio para não queimar demais.

Retirar do forno e deixar na forma por meia hora, depois desenformar e deixar arrefecer completamente.

 

20180617_104128.jpg

(antes de ir ao forno)

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Quinta-feira, 21 de Junho de 2018

diz que é solstício de verão

 

No outro dia fui almoçar com umas amigas e um dos pratos do dia eram crepes de frango. Gostei bastante e achei que eram uma excelente opção para um jantar já que é uma refeição leve, que não enche muito mas que é muito saborosa. Aqui fiz uma versão ao estilo Médio Oriente.

Os crepes fazem-se num instante, não se deixem abalar por ter que os fazer (podem sempre comprar tortilhas).

Se sobrarem crepes, podem ser congelados para utilizar noutra altura ou para fazer isto ou isto.

 

Crepes com Frango Salteado e Molho de Iogurte

 

20180616_204950.jpg

 

Crepes:

100 grs de farinha

250 ml de leite

2 ovos

50 grs de manteiga derretida

 

Misturar todos os ingredientes e mexer bem de modo a não ficar com grumos na massa.

Aquecer uma frigideira antiaderente e deitar ¼ de copo de massa, rodar de imediato de modo a espalhar bem a massa por todo o fundo da frigideira. Deixar por um minuto, virar o crepe, deixar mais uns segundos do outro lado e retirar para um prato.

Fazer o mesmo com a restante massa (no meu caso deu oito crepes).

 

Frango Salteado:

2 peitos de frango

1 dente de alho grande picado

Sal q.b.

Sumo de 1 limão

½ colher de chá de coentros em pó

½ colher de chá de paprika em pó

½ colher de chá de chilli em pó

Orégãos q.b.

Azeite q.b.

 

Cortar o frango em quadrados e temperar com o alho, sal, sumo de limão, coentros, paprika e chilli em pó e os orégãos. Juntar uma colher de sopa de azeite, envolver e reservar por uma hora.

Aquecer azeite numa frigideira, retirar o frango da marinada e saltear. Tapar a frigideira e pôr o lume no mínimo para deixar cozinhar por cerca de dez minutos. Adicionar a marinada que tenha sobrado e deixar mais una minutos.

 

Molho de Iogurte:

150 ml de iogurte grego

Sumo de ½ limão

Aneto picado

Hortelã picada

 

Misturar todos os ingredientes e deixar no frigorífico até servir.

 

Para servir estender um crepe num prato, pôr bocados de frango salteado e uma salada feita com alface, rúcula, folhas de coentros, cebola e pepino em metade do crepe e sobrepor a outra metade. Juntar um colherada de molho e siga!

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito (1)
Terça-feira, 19 de Junho de 2018

filosofando

 

O maior obstáculo das pessoas que fazem dietas é a comida.

A sério, não é a falta de empenho, a falta de motivação, de ânimo, não! É mesmo a comida. Que se mete à frente dos olhos assim insistente, boa, saborosa, desafiadora.

E pronto, é o que tenho a dizer quanto às dietas. Por isso não as faço 

 

Pão Recheado com Atum e Queijo da Ilha*

 

20180612_201218.jpg

 

1 pão tipo Rio Maior

3 latas de atum, escorrido

150 ml de maionese (ver Obs)

150 grs de queijo da Ilha ralado

Salsa picada e orégãos q.b.

 

Tirar uma tampa ao pão e retirar a maior parte do miolo de dentro do pão. Misturar todos os ingredientes para o recheio. Deitar o recheio no pão e tapar com a tampa.

Levar ao forno com o miolo espalhado à volta do pão por cerca de 30 minutos. Retirar a tampa ao pão quando faltarem dez minutos e pôr ao lado para acabar de tostar.

Servir quente com o miolo do pão e tostas.

 

Obs: para fazer a maionese pôr no copo da varinha mágica 1 ovo, 1 colher de sopa de mostarda, 1 dente de alho, piripiri, 100 ml de azeite, 50 ml do óleo do atum e 1 ou 2 colheres de sopa de vinagre. Triturar de baixo para cima de modo a engrossar. Se estiver muito espesso, adicionar mais vinagre, se estiver muito líquido, adicionar um pouco mais de azeite ou óleo. Esta maionese deve ficar um pouco mais líquida do que o normal.

 

* receita da Yolli

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Segunda-feira, 18 de Junho de 2018

segunda-feira…

 

Para um pequeno almoço que se veja!

 

Aveia (Overnight Oats)

 

 

20180527_093426.jpg

 

½ copo de flocos de aveia

1 colher de sopa de sementes de chia

1 copo de leite (usei leite de coco)

Banana

Framboesas

Iogurte natural

Manteiga de amendoim

Mel

Flocos de coco

Sementes de cânhamo

 

Misturar flocos de aveia, sementes de chia e leite e reservar no frigorífico por umas horas ou até ao dia seguinte.

Para servir, misturar uma banana esmagada com a mistura de aveia. Esmagar também as framboesas e colocar por cima da aveia. Deitar também uma ou duas colheradas de iogurte natural, uma colher de chá de manteiga de amendoim, uma colher de chá de mel, flocos de coco e sementes de cânhamo.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Sexta-feira, 15 de Junho de 2018

pelos santos

 

Os pêssegos-de-São-João são os que aparecem mais cedo, mais especificamente na altura do São João. Este ano os meus decidiram vir brindar o Santo António e tiveram que ser apanhados antes de se estragarem por causa da chuva que até anteontem não parou. Por isso agora tem sido comer destas saladas non stop!

E ainda bem 

 

Salada de Pêssegos-de-São-João

 

20180613_195057.jpg

 

4 pêssegos

1 colher de sopa de mel

2 colheres de sopa de sumo de lima

2 colheres de sopa de água

1 raminho de hortelã

1 raminho de manjericão roxo

 

Descascar os pêssegos e cortar em pedacinhos. Pôr numa taça e por cima pôr o mel num fio, o sumo de lima (ou limão) a água e as folhas de hortelã e de manjericão.

Mexer e deixar repousar por uma hora e servir fresco.

 

20180613_190847.jpg

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Quinta-feira, 14 de Junho de 2018

salada +

 

Uma salada para um jantar ligeiro. A receita ligeiramente adaptada desta é fácil e tanto dá para uma salada como para recheio de pão pita, para uma sanduiche ou mesmo para uma salada com massa cozida.

 

Salada “Estilo Waldorf” de Frango

 

20180518_204008.jpg

 

1 peito de frango cozido ou assado*

50 ml de maionese

100 ml de iogurte grego

1 colher de chá de vinagre de cidra

Sal e pimenta q.b.

1 ou 2 hastes de aipo

1 maçã

1 colher de sopa de nozes picadas

1 colher de sopa de arandos (cranberries) secos

Alface e verduras para salada.

 

Numa taça misturar a maionese, o iogurte grego e o vinagre.

Adicionar o frango, o aipo cortado em rodelas, a maçã cortada em quadradinhos, as nozes e os arandos.

Temperar com sal e pimenta e deixar os sabores misturar enquanto de arranja a alface e restantes verduras (normalmente uso rúcula, folhas de espinafre, folhas de capuchinhas, etc.).

Pôr a salada numa taça e por cima a mistura do frango.

  

*usei sobras de frango de churrasco

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Terça-feira, 12 de Junho de 2018

abriu a época dos Santos

 

Véspera de Santo António, feriado em muitas localidades por esse país fora (menos onde trabalho! )

Fica aqui a sugestão de uma bebida para acompanhar o programa das Marchas

(viv’ó Sant’António, viv’ó San’ João, viv’ó 10 de Junho e a Restauração, viva até São Bento se nos arranjar, muitos feriados para festejar)

 

Gin Fizz

 

20180518_190734.jpg

 

50 ml de Gin

Sumo de ½ limão

1 colher de chá de açúcar em pó

200 ml de água gaseificada fresca

Gelo q.b.

 

Pôr o gelo num copo.

Num copo misturador de cocktails junta-se o gin, o sumo de limão e ao açúcar. Chocalha-se bem para misturar e deita-se sobre o gelo.

Por cima deita-se a água gaseificada e serve-se de imediato.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Segunda-feira, 11 de Junho de 2018

em modo compota #21

 

Esta compota não é como as outras… esta é rápida a fazer e tem que ser muito rápida a gastar, aguenta apenas duas semanas no frigorífico.

Por isso faz-se em pequenas quantidades, assim gasta-se num instante e não se desperdiça.

E é rápida a fazer porque não tem que estar ali ao lume perto de duas a horas até ganhar o ponto. As operadores do milagre são as sementes de chia.

Já toda a gente ouviu falar das sementes de chia, pequeninas mas com muita arrumação de Omega 3, fibras, proteínas, magnésio e ainda por cima têm um poder gelificante incrível e podem substituir os ovos em receitas de bolos: 3 colheres de sopa de água e uma de sementes de chia equivale a um ovo (agora não vão todos a correr fazer pão de ló ou ovos moles com sementes de chia! Não é assim que funciona  )

A receita usada foi esta, fiz apenas metade.

 

‘Compota’ Rápida de Morango e Chia

 

20180606_073120.jpg

 

1 copo de morangos

1 colher de sopa de sumo de limão

1 colher de sopa de açúcar amarelo (ou mel ou outro adoçante a gosto)

1 colher de sopa de sementes de chia, bem cheia

 

Cortar os morangos em bocadinhos. Levar ao lume com o açúcar e deixar amolecer por uns cinco ou dez minutos.

Retirar do lume e adicionar o sumo de limão e as sementes de chia. Mexer bem e deixar arrefecer.

Depois de frio deitar num frasco esterilizado. Tapar e guardar no frigorífico.

 

Nota: aqui usada ao pequeno almoço com iogurte natural caseiro, morangos frescos e granola

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Sexta-feira, 8 de Junho de 2018

uns a a chegar... outros a partir

Cerejas.

Já começam a aparecer e rapidamente destronam os morangos.

 

Isto era apenas para introduzir o tema da receita mas na realidade, estou um pouco chocada pois acabei de ler acerca da morte de Anthony Bourdain.

Uma notícia muito triste. Mesmo para os que não gostavam muito do estilo e atitude dele, o mundo ficou hoje um bocadinho mais pobre com a sua perda.

 

Taça de Bolo e Cerejas

20180603_130850.jpg

  

2 fatias de bolo (usei de chocolate)

1 embalagem de queijo Quark (250 grs)

150 grs de iogurte grego natural

100 grs de leite condensado

Cerejas q.b.

Chocolate negro para raspar

 

Esfarelar as fatias de bolo e repartir por quatro taças de vidro.

Bater o queijo Quark com o iogurte e com o leite condensado. Deitar esta mistura às colheradas sobre o bolo esfarelado nas taças.

Retirar os caroços às cerejas e cortar ao meio. Deitar sobre a mistura de queijo e por cima polvilhar com chocolate raspado.

Servir bem fresco.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Quinta-feira, 7 de Junho de 2018

vávum!

 

De repente ficam prontos.

Usei carne picada de peru que tinha comprado no talho, purinha, sem aditivos como os que se encontram na carne picada das embalagens dos supermercados.

 

Hambúrgueres de Peru

 

20180526_202429.jpg

 

400 grs de carne picada de peru

1 ovo

Salsa picada q.b.

Orégãos q.b.

Cebolinho q.b.

Cebola picada q.b.

Pimenta e sal q.b.

2 colheres de sopa de azeite

 

Misturar todos os ingredientes excepto azeite. Moldar bolinhas e espalmar para ficar do tamanho de hambúrgueres.

Aquecer o azeite numa frigideira e fritar os hambúrgueres de ambos os lados até estarem dourados e cozidos no meio.

Servir com uma salada de alface e molho de iogurte.

 

Molho de iogurte

 

Iogurte natural

Menta picada

Aneto picado

Sumo de limão

Misturar todos os ingredientes.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito (1)
Terça-feira, 5 de Junho de 2018

de conserva

 

A revista norte-americana “Bon Appétit“ identificou cinco tendências do mundo da comida para 2018 e o peixe em conserva português está logo à cabeça da lista!

A moda pegou de tal maneira que agora, além de casas exclusivamente dedicadas às conservas em Lisboa, Porto, Coimbra e outras cidades, também há restaurantes que apenas servem pratos confecionados com conservas portuguesas (“toda a carta é desenhada com o produto das conservas de peixe nacionais como ingrediente central”.)

Para quem adora conservas como eu, esta é uma notícia muito interessante, o que não me vai agradar, tenho a certeza, vai ser o preço dos pratos apresentados, dada a novidade e a inovação.

Mas não temam, também tenho excelentes sugestões daquelas que se podem fazer num instante em casa e a uma fracção do preço que iriam pagar nesses restaurantes 

 

Salada de Ovas de Bacalhau

 

20180530_203631.jpg

 

1 lata de ovas de bacalhau em molho picante

1 cebola pequena

1 raminho de salsa

2 colheres de sopa de vinagre

Sal e pimenta q.b.

 

Escorrer o líquido da lata reservando um pouco para o molho.

Picar a cebola e a salsa e pôr numa taça. Misturar o vinagre e um pouco do molho das ovas (ou azeite) bem como as ovas cortadas em pedacinhos (retirar a pele). Envolver bem e temperar com um pouco de sal e pimenta.

Servir com tostas ou pão estaladiço.

 

Nota: usei conservas da Empresa de Pesca de Aveiro

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Segunda-feira, 4 de Junho de 2018

chove chuva, chove sem parar...

 

Já que o sol não ‘shine’ temos que dar cor e brilho à nossa vida como pudermos!

 

Smoothie Vitamina

 

IMG_20180528_090512_531.jpg

 

150 ml de sumo de laranja

½ banana

50 grs de framboesas

1 colher de café de pó de maca Peruana (opcional)

1 colher de café de açafrão das Índias em pó

1 colher de café de sementes de linhaça em pó

 

Misturar todos os ingredientes no copo da varinha mágica e triturar.

Servir fresco ou com gelo.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Sexta-feira, 1 de Junho de 2018

geometrias

 

Para uma sobremesa rápida e bem parecida 

 

Galette de Ruibarbo e Amêndoa

 

20180530_210804.jpg

 

1 embalagem de massa quebrada

250 grs de ruibarbo

2 colheres de sopa de açúcar

1 colher de chá de farinha Maizena

Sumo de um limão

3 colheres de sopa de farinha de amêndoa

3 colheres de sopa de amêndoa laminada

Ovo batido para pincelar

 

Cortar o ruibarbo de modo a ficar em tiras do mesmo tamanho (cerca de sete centímetros). Misturar o açúcar e a farinha Maizena numa taça e envolver o ruibarbo. Por cima espremer o limão e misturar bem.

Estender a massa e espalhar a farinha de amêndoa de modo a deixar uns três centímetros de massa sem nada. Pôr as tiras de ruibarbo de modo a ficarem a fazer quadrados (ou ao calhas se não estiverem para aí virados) sobre a farinha de amêndoa e se ainda houver alguma mistura de açúcar pôr por cima. Fechar a gallete e pincelar as beiras. Polvilhar com a amêndoa laminada e levar ao forno até estar dourado, cerca de 25 minutos.

Servir com gelado de baunilha.

 

20180530_202622.jpg

(antes de ir ao forno)

 

Nota: se não tiverem ruibarbo podem usar morangos

20180530_200356.jpg

 (ruibarbo acabado de apanhar)

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 91 seguidores

cuscar

digam qualquer coisa

coolinaria@sapo.pt

A Belita no Facebook!

My taste

mytaste.pt

armazém de receitas

tags

todas as tags

os meus livros de receitas, alguns...

blogs SAPO

subscrever feeds