Sexta-feira, 2 de Setembro de 2016

e pronto!

 

Como é, já cá estão todos? Já arrumaram as malas, já compraram os livros e cadernos, já arejaram os kispos, as mochilas e tudo?

Pronto, agora é a minha vez (como disse alguém: nenhum dia é tão longo que não acabe ao anoitecer…)

Até daqui a uns dias 

 

Cobbler de Pêssego e Mirtilos

 

download.png

 

6 pêssegos

1 mão cheia de mirtilos

raspa e sumo de 1 limão

1 colher de chá de farinha Maizena

50 grs manteiga amolecida

1 copo açúcar

¾ de copo de farinha

1 colher de chá de fermento em pó

1 pitada sal

½ copo de leite

½ copo de água ferver

 

Aquecer o forno a 175ºC.

Descascar e cortar os pêssegos em fatias com cerca de meio centímetro. Pôr num tabuleiro de ir ao forno e por cima espalhar os mirtilos, a raspa de limão, o sumo e a farinha Maizena. Envolver bem.

Numa taça bater a manteiga amolecida com o açúcar (menos três colheres de sopa). Juntar a farinha, fermento e sal e mexer até ficar uma mistura esfarelada. Adicionar o leite e mexer.

Deitar às colheradas sobre os pêssegos. Por cima espalhar as três colheres de sopa de açúcar e a água a ferver.

Levar ao forno por 50 a 60 minutos ou até a massa estar alourada e o molho a borbulhar.

Servir morno com uma bola de gelado de baunilha.

 

Nota: receita adaptada desta. Fiz apenas metade e deu para quatro à vontade (ou seis que fossem menos lambões )

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Quinta-feira, 1 de Setembro de 2016

teclado

 

Quase nem tem receita, apenas uma mistura de ingredientes que ao fim de algum tempo a assar, se apresentam divinais.

Experimentem!

 

Entrecosto no Forno

 

IMG_5309.jpg

 

750 grs de entrecosto,

1 ramo de alecrim

1 colher de sopa de massa de pimentão

½ copo de vinho

1 colher de chá de piripiri

Sal q.b.

Azeite

 

Misturar todos os ingredientes, excepto o azeite, e marinar de um dia para o outro ou por algumas horas.

Espalhar num tabuleiro (de preferência forrado com papel vegetal, é mais fácil para limpar) e regar com um fio de azeite. Levar ao forno por cerca de uma hora, até estar bem tostado.

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Terça-feira, 30 de Agosto de 2016

mesmo a calhar

 

Este é o tipo de comida que eu considero fast food. É rápida de fazer, sabe muito bem e não é lá do mais saudável que há…

Mas de vez em quando é mesmo disto que precisamos!

 

Pescada à Brás

 

20160730_200609.jpg

 

4 lombos/tranches de pescada

1 cebola

1 dente de alho

Azeite q.b.

200 grs de batata palha

4 ovos

Sal e pimenta q.b.

Salsa picada

Azeitonas

 

Cortar a cebola em meias luas finas e alourar em azeite juntamente com um dente de alho picado. Juntar as tranches de pescada e tapar. Deixar cozer por uns dez minutos e com a colher de pau esfarelar a pescada em bocados pequenos. Juntar a batata palha e envolver. Tapar novamente e deixar amolecer por uns três ou quatro minutos. Adicionar os ovos batidos e envolver rapidamente. Temperar com sal e pimenta (atenção que a batata já vem com sal) e salpicar com a salsa picada.

Servir com azeitonas e uma salada de tomate.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 29 de Agosto de 2016

para começar!

 

Não me canso disto…

 

Aveia com Pistachos

 

IMG_20160817_084816.jpg

 

3 colheres de sopa de flocos de aveia

1 colher de sopa de sementes de chia

250 ml de iogurte grego (usei magro)

1 colher de sopa de compota de amora

10 pistachos

 

Misturar os flocos de aveia, as sementes de chia e o iogurte numa taça e reservar no frigorífico até à manhã seguinte.

Na altura de servir adicionar  a compota de amora e os pistachos bem picadinhos.

Esta quantidade deu para duas taças.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 26 de Agosto de 2016

Ui!

 

Havia de ser bonito! A época das curgetes quase a acabar e nada de bolo de curgete! É que nem a festa se fazia!!!

 

Bolo de Curgete

 

20160815_194939a.jpg

 

2 copos de farinha de trigo com fermento

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

1 colher de chá de canela em pó

1 pitada de sal

2 copos de curgete ralada (e espremida)

¼ de copo de açúcar branco

1 copo de açúcar amarelo

4 ovos

1 colher de chá de extracto de baunilha

1 copo de iogurte grego

 

Aquecer o forno a 180ºC. Untar uma forma (de preferência um tabuleiro)

Numa taça misturar a farinha com o bicarbonato, a canela e o sal.

Numa outra taça maior bater a curgete com os açúcares, os ovos, a baunilha e o iogurte.

Adicionar a mistura da farinha e envolver sem mexer demais.

Deitar na forma e levar ao forno por cerca de 25 a 30 minutos (verificar com um palito).

Retirar do forno e deixar arrefecer.

 

Nota: a receita foi adaptada desta. Optei por não fazer a cobertura porque este era um bolo para ir comendo ao longo da semana e não se pretendia com cremes

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quinta-feira, 25 de Agosto de 2016

que penne...

 

Ninguém sabe bem que apareceu com esta receita. O mais certo é ter sido algum americano. Não sei nem me interessa, interessa que isto é bom, sabe bem e é outra maneira de fazer um molho com carne picada, para variar.

Qualquer entendido das receitas que ande por aí e saiba quem criou esta, agradeço 

 

Penne alla Vodka

 

download.png

 

1 cebola picada

3 colheres de sopa de azeite

300 grs de carne picada (usei novilho e porco)

Sal q.b.

60 ml de vodca

400 grs de tomate triturado (de lata, congelado ou fresco, tanto faz)

50 ml de natas

Macarrão cozido q.b.

 

Alourar a cebola no azeite e adicionar a carne. Temperar com sal a gosto e deixar fritar mexendo para não ficar em grumos e juntar a vodca. Deixar evaporar por um ou dois minutos e de seguida juntar o tomate triturado. Fica a fervilhar por uns 20 minutos em lume brando. Juntar as natas. Mexer e adicionar o macarrão cozido.

Servir de imediato.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quarta-feira, 24 de Agosto de 2016

Cool Gadgets

 

Continuam a chegar às minhas mãos apetrechos para fazer chá! Não sei se isto é alguma indirecta… mas seja como for este veio direitinho desde Amsterdão (atenção, vinha vazio! ) e é mesmo lindinho.

Põe-se o chá dentro daquele ovinho, mete-se na água quente e lá fica ele a flutuar. Depois vai novamente para o ‘ninho’ para não ficar para ali a escorrer.

Muito esperto!

 

Infusor de Chá

 

download.png

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 23 de Agosto de 2016

em modo compota #11

 

As amoras da minha irmã, além de gigantes, dão uma compota excelente. Mas também pode ser feita com amoras da beira dos caminhos (que este ano estão atrasadas).

 

Compota de Amoras

 

download.png

 

750 grs de amoras

500 grs de açúcar

Sumo de um limão

 

Levar as amoras e o açúcar ao lume num tacho largo. Quando levantar fervura, adicionar o sumo de limão e baixar o lume para ir fervendo lentamente e não deitar por fora. Ao fim de 40 minutos, retirar o excesso de espuma e esmagar a maioria das amoras com as costas de uma colher (ou com um utensílio de amassar as batatas para o puré). Deitar em frascos esterilizados e tapar de imediato.

 

Nota: as amoras têm muita pectina e fazem uma compota muito espessa, tipo gelatina. Se preferirem um doce mais líquido deixem estar menos tempo ao lume, aí uma meia hora é suficiente.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 19 de Agosto de 2016

os doces

 

Arroz doce é talvez um dos meus doces favoritos.

Este, que adaptei de uma receita que fui buscar à Mar, parece um leite-creme. É fabuloso e seja com os meus acrescentos seja na sua versão original, merece ser experimentado.

Verão que não o conseguem fazer apenas uma vez!

 

Arroz Doce d’amar

 

20160611_203008.jpg

 

250 ml de água

1 pitada de sal

100 grs de arroz carolino

4 vagens de cardamomo

500 ml de leite

3 gemas de ovo

1 colher de sopa de manteiga

1 e ½ colheres de farinha Maizena

1 colher de café de açafrão das Índias

Raspa de uma laranja

Canela em pó

 

Levar a água ao lume com o arroz, uma pitada de sal e as vagens de cardamomo. Mexer de vez em quando até a água evaporar, de seguida adiciona-se o leite e o açúcar e deixa-se ferver em lume brando até que o arroz esteja bem cozido, mexendo (quase) sempre por uns 15 a 20 minutos.

Juntar a manteiga e a farinha Maizena (que dissolvi num pouco de leite).

Retirar do lume e adicionar a raspa da laranja e as gemas batidas, continuando a mexer sempre com cuidado para não cozerem. Levar novamente ao lume por uns 30 segundos e verter para uma ou várias taças. Polvilhar de imediato com canela, muita canela.

Excelente servido bem frio.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quinta-feira, 18 de Agosto de 2016

coelho, ou porco?

 

Uma refeição rápida de fazer e muito saborosa. O lombinho de porco (aqui nesta zona também conhecido por ‘coelho’ do porco) é uma carne bastante tenra e suculenta, ao contrário do lombo que tende a ser mais seco.

Experimentem. E não esqueçam que está na altura de dar uso aos pimentos maduros para fazer massa de pimentão. A minha já tem dois anos e ainda gimbra!!!

 

Carne de Porco com Pimentão

 

20160724_132520.jpg

 

1 lombinho de porco

1 colher de sopa de massa de pimentão

½ copo de vinho branco

1 colher de chá de piripiri

Sal q.b.

2 dentes de alho

Azeite q.b.

100 ml de leite evaporado

 

Cortar o lombinho em quadradinhos. Temperar com sal, massa de pimentão, o vinho branco e o piripiri. Reservar por uma hora para tomar o gosto.

Picar os dois dentes de alho e alourar no azeite. Adicionar a carne e deixar fritar em lume brando, se necessário acrescentar um pouco de água. Rectificar os temperos a gosto e juntar o leite evaporado. Mexer e servir com arroz, massa ou puré e legumes cozidos.

 

Nota: podem ser usadas natas em vez do leite evaporado

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 16 de Agosto de 2016

formiguinha...

 

Guardar o verão compensa, lá para os meses mais frios 

 

Pêssegos em Calda

 

20160730_190242.jpg

 

2 litros de água

750 grs de açúcar

3 estrelas de anis

2 kgs de pêssegos

 

Pôr a água com o açúcar e as estrelas de anis num tacho no fogão e deixar levantar fervura.

Descascar os pêssegos e cortar em quatro ou em seis, se forem muito grandes.

Pôr os pêssegos no líquido fervente e deixar fervilhar em lume brando por dez minutos.

Deitar pêssegos e calda em frascos esterilizados. Tapar de seguida e deixar arrefecer.

As tampas ao fim de um tempo fazem pop, sinal de que criaram vácuo. Verificar se estão soltas (quando se carrega sobre a tampa, no meio, não deve subir e descer, que é sinal de que não criou vácuo). As que estão bem fechadas aguentam por um ano.

 

IMG_20160804_092327.jpg

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Sexta-feira, 12 de Agosto de 2016

venham eles!

 

Não há volta a dar, com este calor os gelados podem substituir todas as refeições do dia, e já agora os lanchinhos também 

 

Gelados de Geleia

 

download.png

 

150 grs de queijo-creme

150 grs de iogurte grego

150 grs de leite condensado

4 bolachas digestive

2 colheres de sopa de geleia de amoras

2 colheres de sopa de lemon curd

 

Bater o queijo, iogurte e leite condensado e adicionar as bolachas esfareladas.

Deitar o preparado nas forminhas de gelado, primeiro o creme, depois bocados de geleia, novamente creme e assim até acabar.

Esta quantidade deu oito gelados, quatro de cada variedade

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quinta-feira, 11 de Agosto de 2016

mac&cheese

 

Aqui está um prato que é uma espécie de ex libris da cozinha italo-americana.

Este tipo de cozinha foi-se formando ao longo dos anos com a chegada aos Estados Unidos da América de vagas de emigrantes provenientes de Itália, e que foram ajustando a sua maneira de confeccionar os pratos aos ingredientes disponíveis nessa nova terra. Claro que se formos perguntar a um italiano de gema se na terra dele há disto… é como algumas receitas supostamente portuguesas que já vi e que de português só têm o nome no título 

 

Mac&Cheese

 

macheese.JPG

 

200 grs de cotovelinhos

2 colheres de sopa de manteiga

2 colheres de sopa de farinha

2 copos de leite

1 gema batida

1 colher de chá de mostarda em pó

1 pitada de sal

1 pitada de noz-moscada raspada na altura

1 pitada de pimenta preta moída na altura

150 grs de mistura de queijo ralado

1 fatia pequena de pão seco, ralado

 

Cozer a massa em água abundante com sal.

Num tacho derreter a manteiga e misturar a farinha, mexendo sempre. Adicionar o leite continuando a mexer sem parar para não fazer grumos (se ainda não repararam, estamos a fazer um molho bechamel ).

Adicionar a gema batida e continuar a mexer com o lume no mínimo até começar a engrossar. Nesta altura junta-se a mostarda em pó, a noz moscada e a pimenta e mexe-se. De seguida adicionar dois terços do queijo ralado e mexer até derreter (usei mistura de queijo gouda, queijo mozarela e queijo cheddar).

Juntar a massa bem escorrida ao molho de queijo e deitar numa forma de ir ao forno. Polvilhar com o restante queijo ralado e com o pão ralado e levar ao forno por cerca de 20 minutos, até alourar.

 

Nota: o queijo pode ser ralado de compra, ralado em casa (sobras de queijos que andem pelo frigorífico), mistura, só uma variedade… é ao gosto de cada um

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quarta-feira, 10 de Agosto de 2016

Perishable Thoughts...

 

Amoras que tomam esteroides e depois assustam pequenos mirtilos…

 

IMG_20160730_183603.jpg

 

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Terça-feira, 9 de Agosto de 2016

al fresco

 

Dias de calor, árvores que dão sombra (por enquanto dão, qualquer dia paga-se…), relva cortada, refresco gelado, vamos comer fora!

 

Salmão Grelhado

 

download.png

 

2 tranches de salmão, com pele

Sal q.b.

 

Molho

3 colheres de sopa de azeite

1 colher de sopa de óleo de sésamo

1 colher de sopa de mirin (ou vinagre de cidra)

1 colher de sopa de vinagre de vinho tinto

1 colher de sopa de molho de soja

 

Salpicar o salmão com sal e grelhar (pode ser numa frigideira) com a pele virada para baixo durante 3 minutos, depois voltar e acabar de grelhar

Para fazer o molho, misturar todos os ingredientes num frasco e agitar bem.

Servir o salmão com legumes e batatas cozido, temperando com o molho.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Segunda-feira, 8 de Agosto de 2016

de manhã, de manhãzinha

 

Muito ligeiramente inspirada nesta receita do Green Kitchen Stories, foi mesmo o nome que me chamou a atenção.

Yoats. Só a língua inglesa para estas novas palavras 

 

Aveia com Framboesas

 

20160804_072144.jpg

 

250 ml de iogurte grego

3 colheres de sopa de flocos de aveia

1 colher de sopa de sementes de girassol

1 colher de sopa de mel

10 framboesas

 

De véspera misturar o iogurte com os flocos de aveia, as sementes de girassol e o mel. Deixar no frigorífico até à manha seguinte.

Quando for para servir, esmagar grosseiramente as framboesas e envolver na mistura de iogurte.

 

Nota: esta quantidade dá para duas porções

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 5 de Agosto de 2016

it's a miracle

 

Imprimi esta receita em 18/10/1999 e só agora a experimentei.

Mas também nunca a deitei fora quando de vez em quando faço umas razias às receitas que vou acumulando… havia qualquer coisa que me impedia, talvez por se chamar Tarte Milagre… e às vezes precisamos de milagres nas nossas vidas, nem que sejam pequeninos e de comer

 

Miracle Pie

 

tarte.JPG

  

4 ovos

50 grs de manteiga amolecida

1 copo de açúcar

1 copo de coco ralado

½ copo de farinha de trigo

½ colher de chá de fermento em pó

2 copos de leite

1 colher de chá de extracto de baunilha (opcional)

1 pitada de sal

 

Pôr todos os ingredientes na batedeira ou no liquidificador e misturar.

Untar uma forma de tarte com manteiga e polvilhar com farinha. Deitar a massa na forma e levar a forno médio por cerca de 40 minutos (verificar após os 30 minutos, depende do forno).

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Quinta-feira, 4 de Agosto de 2016

para hoje há

 

Quando vi esta receita, achei logo que era de experimentar. Primeiro porque adoro almondegas, segundo porque comida indiana é uma das minhas favoritas e terceiro porque não podia deixar passar a oportunidade de ter aqui no bloque mais uma receita internacional de almondegas, já há à italiana, à grega, à sueca, à turca, à marroquina, de pescada e até de sardinha!

 

Almondegas de Peru à Indiana

 

almondegas.jpg

 

Almondegas:

1 fatia grande de pão

¼ de copo de leite

500 grs de carne de peru picada

1 dente de alho ralado

2 colheres de chá de salsa picada

1 colher de sopa de cebola ralada

½ colher de chá de açafrão das Índias

½ colher de chá de garam masala (oiu coentros em pó)

1 pitada de sal

1 ovo pequeno

 

Molho:

4 tomates bem maduros

1 cebola picada

1 dente de alho picado

2 colheres de sopa de azeite

1 colher de sopa de orégãos

Sal q.b.

 

Para fazer o molho de tomate, esmagar os tomates (pode ser usado tomate de lata). Numa frigideira alourar no azeite a cebola e o alho e misturar os tomates esmagados. Deixar fervilhar enquanto se fazem as almondegas..

Para fazer as almondegas, amolecer a fatia de pão no leite. Esfarelar e juntar aos restantes ingredientes. Moldar bolinhas do tamanho de nozes e deitar no molho de tomate. Deixar cozer por cerca de meia hora, virando as almondegas a meio da cozedura, e deixar apurar até o molho de tomate estar espesso.

Servir com puré ou arroz basmati.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:44
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Quarta-feira, 3 de Agosto de 2016

Perishable Thoughts...

 

Os cabazes de verão já começaram a chegar 

Da minha horta, para a minha cozinha.

Ainda está tudo a modos que meio preguiçoso mas já se pode apanhar couve-rábano, curgetes (brancas e verdes, as brancas nasceram espontaneamente, é a horta a dar-me uma ajudinha!), pimentos de Padrón (as mudas deste ano foram mesmo compradas na Plaza de Abastos de Padrón), ervilhas-tortas, beringelas, chalotas roxas, fisálias, rúcula, vagens e alho-francês.  Ainda à espera de beterrabas, tomates, tomates-cereja, gindungo e cenouras (duas ).

Regar, não esquecer de regar!

 

Colheita do Dia

 

download.png

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Segunda-feira, 1 de Agosto de 2016

seguindo

 

Não, não estou de férias mas sinceramente, apetece enganar o trabalho e comer coisas de dias bons 

 

Salada de Vagens

 

salada.jpeg

 

350 grs de vagens

1 cenoura

2 ovos

1 lata de atum

10 azeitonas descaroçadas

1 raminho de manjericão

4 colheres de sopa de azeite

2 colheres de sopa de vinagre de vinho tinto

 

Cozer as vagens cortadas em pedaços com cerca de dois cms juntamente com as cenouras cortadas em tiras pequenas e os ovos que se juntam à água da cozedura mais para o fim (cozem por sete ou, oito minutos apenas).

Escorrer e passar por água fria ou deixar arrefecer.

Num almofariz pisar o manjericão com o azeite até ficar completamente esmagado e depois adicionar o vinagre.

Colocar as vagens e as cenouras numa taça, por cima o atum em lascas, as azeitonas e os ovos cortados em quartos.

Servir com o molho de manjericão.

 

molho.jpg

 

Nota: podem-se substituir duas das colheres de sopa de azeite por azeite da lata de atum

 

 

tags: , ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Sexta-feira, 29 de Julho de 2016

Mas agora não se faz mais nada?

 

Não sei se é do calor, da idade, das forminhas, da gula… só sei que só me apetece fazer gelados. Mas fáceis, nada de confusões!!!

 

Gelados super fáceis

 

IMG_5297.jpg

 

300 ml de natas

1 lata de leite condensado

 

Extras:

frutas (cerejas, mirtilos, framboesas, morangos, manga, pêssegos, fisálias, etc.);

bolachas oreo

 

Para fazer a base do gelado:

Bater as natas com a batedeira até estarem firmes. Adicionar o leite condensado e envolver bem.

A esta base podem ser acrescentados extras. Dividi a base por duas embalagens e a uma delas adicionei fruta em pedaços, a outra adicionei bolachas oreo esmigalhadas.

Levar ao congelador por umas horas para solidificar. Para servir retira-se com uma colher de gelados.

Pode-se servir em taça ou em cones de bolacha baunilha, próprios para gelados.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Terça-feira, 26 de Julho de 2016

leve leve

 

Uma salada para acompanhamento, bem fresca. E a usar o que plantei e o que nasce à revelia, como as beldroegas. São tantas!

 

Salada de Couve-Rábano

 

salada.jpg

 

1 couve-rábano

1 cenoura

¼ de alface iceberg

1 cebola roxa

Folhas de beldroegas

½ copo de maionese

½ copo de iogurte natural grego

3 colheres de sopa de sumo de limão

 

Ralar finamente a couve-rábano, a cenoura e cortar também finamente a cebola e a alface iceberg (esta alface parece uma couve de repolho). Adicionar as folhas de beldroegas.

Misturar a maionese com o iogurte e o sumo de limão e envolver na salada.

Servir bem fresca.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 14:18
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 22 de Julho de 2016

sem demora

 

Cá está mais uma versão de gelados quase saudáveis que é o que todos queremos.

E quando queremos?

JÁ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

Gelados de Cheesecake

 

download (1).png

 

250 grs de queijo-creme light

240 ml de leite

75 ml de xarope de ácer ou mel

3 bolachas Digestive

Cerejas, mirtilos, morangos

 

Pôr o queijo, o leite e o xarope de ácer (ou mel) no liquidificador e triturar. Adicionar as bolachas esmigalhadas grosseiramente.

Juntar as frutas escolhidas cortadas em pedacinhos (além das que usei, podem ser usadas outras: manga, pêssego, framboesas, quivi, etc.) e verter para as formas de gelado. Levar ao congelador e passada uma hora pôr os pauzinhos para se manterem no centro.

 

Nota: receita adaptada desta

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Quinta-feira, 21 de Julho de 2016

quesa quê?

 

Não há mais fácil para uma refeição rápida! Pode ser feito na sanduicheira ou mesmo numa frigideira. Pode ser vegetariano ou podem usar carne, salmão, etc.

Esta foi a 1ª versão, o aspecto não parece grande coisa mas engana muito!

Experimentem 

 

Quesadillas de Cogumelos

 

20160605_204002.jpg

 

200 grs de cogumelos

Azeite, sal e pimenta q.b.

4 tortilhas

Queijo q.b.

 

Saltear os cogumelos em azeite e temperar com sal e pimenta.

Pôr os cogumelos sobre uma tortilha, por cima põe-se o queijo, pode ser ralado ou em fatias e tapa-se com outra tortilha.

Leva-se à máquina de fazer tostas mistas até o queijo derreter.

Cortar em quatro e servir.

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 18 de Julho de 2016

Em estado líquido

 

Não aprecio nada beber água gelada. É raro ter água no frigorífico e quando alguém pede água fresca lá vou a correr encher um copo com água e cubos de gelo. Mas com este calor apetece mesmo beber coisas frescas a lá está, a necessidade aguça o engenho e sai uma água fresca! Façam de melancia, de morango, de ananás, do que apetecer. E bebam que sabe bem 

 

Agua Fresca de Melancia

 

download (1).png

  

2 copos de melancia cortada em cubos

4 copos de água bem gelada

Menta

 

Juntar a melancia (de preferência sem pevides) e a água no liquidificador e triturar  de modo a ficar sem grumos.

Servir com folhas de menta e cubos de gelo.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 15 de Julho de 2016

vai mais uma

 

Cá está, para a despedida desta semana que começou em modo celebração e que termina em modo calor, muito calor.

 

Mini Bolos de Banana e Cacau

 

bolopessegos.jpg 

 

1 bolo de banana e chocolate pequeno

2 pêssegos maduros

4 colheres de sopa de mel

1 colher de café de açafrão das Índias

1 vagem de baunilha

1 embalagem de queijo quark 250 grs

25 grs de chocolate negro

 

Levar os pêssegos ao lume numa caçarola, descascados e cortados em fatias, juntamente com duas colheres de sopa de mel, o açafrão das Índias e a vagem de baunilha. Deixar apurar por cerca de 15 minutos (se necessário acrescentar duas ou três colheres de sopa de água). Retirar do lume e deixar arrefecer.

Cortar o bolo na horizontal de modo a ficar com 3 rodelas.

Bater o queijo com o restante mel.

Sobre a primeira rodela de bolo pôr 1/3 do queijo e 1/3 dos pêssegos. Voltar a repetir com os restantes ingredientes de modo a ficar com 3 camadas. Raspar chocolate sobre a última camada e servir bem fresco.

 

pessegos.jpg

 

Nota: Com a receita dos Muffins fiz dois bolos pequenos, aqui está um deles

 

bolo.jpg

 

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quinta-feira, 14 de Julho de 2016

vamos nessa!

 

De manhã nunca ligo a televisão, ouço as notícias no rádio da cozinha, normalmente na Antena 1 (onde até os relatos ouço!) e estou sempre atenta às temperaturas que vão fazer durante o dia. Por norma, a zona de Aveiro parece o parente pobre pois raramente sobe acima dos 23 mesmo em pleno verão.

Hoje, surpresa!, davam 29. Vinte e nove graus para Aveiro!… claramente não está tempo para fornos… mas quem disse que temos que fazer o que se espera?

 

Frango Assado com Cogumelos e Salva

 

frango.JPG

 

2 peitos de frango do campo

1 colher de café de chilli em pó (ou piripiri)

1 colher de café de coentros em pó

1 colher de café de colorau em pó

Sal q.b.

Sumo de uma lima (ou limão)

1 cebola

100 ml de vinho branco

100 ml de azeite

100 ml de água

200 grs de cogumelos (shiitake ou outros)

Folhas de salva

100 ml de natas (usei de soja)

 

Temperar os peitos de frango com o chilli, os coentros, o colorau, o sal e o sumo de lima.

Pôr sobre a cebola cortada em meias luas finas num tabuleiro juntamente com os cogumelos cortados em quatro.

Sobre estes ingredientes põe-se a água, o vinho, o azeite e a salva. Tapa-se o tabuleiro com papel de alumínio e leva-se ao forno por cerca de meia hora.

Retira-se do forno, descarta-se o papel de alumínio e junta-se as natas no tabuleiro. Vai novamente ao forno por mais uns quinze minutos até borbulhar.

Serve-se com arroz branco ou puré e uma salada.

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quarta-feira, 13 de Julho de 2016

Perishable Thoughts...

 

Origanum (erva amarga) foi o nome que Hipócrates deu a esta erva pelo seu característico sabor amargo. O cheiro por seu lado é maravilhoso fazendo lembrar o Alentejo.

A erva pode ser usada fresca mas o seu uso quando seco é o mais comum, tendo um aroma bastante mais forte quando seco.

Esta erva além de poder ser usada na cozinha, também é bastante apreciada em chás já que combate tosse e bronquite, é uma fonte excelente de magnésio, ferro, fibras e ómega 3 sendo também muito rica em cálcio, vitamina K, A e C. 

Na cozinha é excelente combinada com tomate, piza, beringela, alguns pratos de massa, carnes brancas e peixe. Para mim não pode faltar a polvilhar as saladas de tomate e também nas azeitonas.

Este foi o primeiro ano em que a planta de orégãos que tenho no jardim deu como deve de ser, criou uns caules altos e cheios de flor. Apanhei um ramo deles e pus a secar para usar até ao ano que vem.

Nada como usar os frutos do nosso labor 

 

Orégãos

 

download.png

A secar. 

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 12 de Julho de 2016

depressa... e bem

 

Nem sempre apetece salada de alface ou tomate para acompanhamento de certas refeições por isso deixo aqui uma sugestão que pode ser feita também com beterraba, couve-roxa e couve branca. O segredo é ralar muito finamente e, no caso da cebola, cortar em fatias mesmo muito finas.

 

Picles Rápidos

 

picles.jpg

  

1 cenoura

1 couve-rábano (ou 1 nabo)

1 cebola roxa pequena

50 ml de vinagre de cidra

 

Ralar a cenoura e a couve-rábano (ou nabo). Cortar a cebola em meias luas muito finas. Misturar todos os ingredientes e deixar repousar no mínimo por uma hora.

Servir como acompanhamento.

 

Nota: pode ser guardado por uns dias no frigorífico.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 11 de Julho de 2016

Viva!

 

Estamos, de um modo geral, e modo comemoração. Não é todos os dias que Portugal é campeão e ontem foi campeão várias vezes, fosse em provas de atletismo, ciclismo e principalmente, e porque agrega mais simpatias, de futebol.

Ganhar aquela taça parecia tão impossível como a Inglaterra sair do Euro. E afinal…

Mas como nem sempre se pode comemorar com bebidas alcoólicas, aqui está uma sugestão de uma bebida que engana muito bem.

Com esta bebida a euforia não vem do álcool, vem da nossa energia e bem-estar!

Vivam os Campeões!

 

Sangria Falsa

 

download.png

 

200 ml de sumo de ananás

200 ml de sumo de maçã

2 águas tónicas

50 grs de abacaxi

1 pêssego

4 morangos

Gelo

 

No fundo de um jarro colocar as frutas cortadas em fatias finas. Adicionar os sumos e a água tónica e servir com muito gelo.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 8 de Julho de 2016

bom fim de semana

 

Aqui está mais uma versão de cheesecake. Este é de ir ao forno (hoje é que calhava, com o  frio que está!) e é uma adaptação de uma receita que me foi dada há muitos anos por uma cunhada, americana, do famoso New York Style Cheesecake.

 

Cheesecake

 

 

cheesecake.JPG

 

Base:

250 grs de bolacha

100 grs de manteiga amolecida

Bolo:

2 embalagens de 250 grs de queijo-creme

1 embalagem de 250 grs de queijo Quark

Raspa de uma laranja

Raspa de um limão pequeno

Sumo de meio limão

1 colher de chá de extracto de baunilha

1 + ¼ de copos de açúcar

4 ovos grandes

 

Triturar as bolachas no robot de cozinha (ou bater com um rolo da massa) e misturar com a manteiga amolecida. Pôr na base de uma forma de aro amovível.

Juntar todos os ingredientes do bolo na taça da batedeira e bater por cerca de cinco minutos.

Deitar sobre a base do bolo e levar ao forno por cerca de uma hora (experimentar com um palito no centro para ver se está seco).

Retirar do forno e deixar arrefecer. Pôr no frigorífico até ao dia seguinte e desenformar apenas quando for para servir.

É excelente servido com frutas frescas.

 

Nota: embora não costume verter, costumo pôr papel de alumínio por fora da forma, apenas na parte de baixo. Fico mais descansada e se verter antes de começar a cozedura, não tenho que andar a esfregar o forno.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Terça-feira, 5 de Julho de 2016

estilo vitaminas :)

 

Mais uma ideia para a lancheira. Agora que apetece comer ao ar livre, qualquer parque pode ser o nosso restaurante. E com comidas frias não há desculpa para não se fazer um piquenique numa sombra qualquer. Se o que falta são ideias, aqui está uma.

 

Salada de Lacinhos e Queijos

 

salada.jpg

 

Massa de lacinhos, cozida

1 queijo fresco (dos de longa duração)

1 pedaço de queijo feta

4 fatias de fiambre de frango

¼ de abacate

Passas q.b.

Grãos de aveia tostados q.b.

Molho de mostarda

 

Numa taça põem-se os lacinhos já frios, o queijo fresco cortado em quadrados, as fatias de fiambre também cortadas em quadrados, o queijo Feta esfarelado e o abacate cortado em dados pequenos. Salpica-se com algumas uvas passas e com grãos de aveia tostados (são muito crocantes!).

À parte faz-se um molho com mostarda, azeite e vinagre.

Serve-se a salada bem fria com o molho.

 

Notas:

podem usar-se nozes em vez dos grãos de aveia

o queijo que usei é do tipo Queijo de Burgos

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Segunda-feira, 4 de Julho de 2016

aqui não se aprende nada!

 

Toda a gente sabe fazer sandes, ninguém morre à fome por não as saber fazer. É abrir um pão e meter qualquer coisa lá dentro.

Aqui não se ensina a fazer sandes, apenas se sugerem combinações que por vezes podem não nos lembrar. Como esta.

 

Sandes de Salmão e Requeijão

 

sandes.jpg

  

2 pães da Avó

Mostarda (ou manteiga)

Salmão defumado

Requeijão

Rúcula

 

Cortar os pães ao meio e barrar um dos lados com mostarda.

Por cima pôr o salmão, a rúcula e o requeijão em fatias. Tapar com a restante metade de pão e servir.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quinta-feira, 30 de Junho de 2016

bora lá!

 

Para fazer uma sobremesa destas, há que ter algumas coisas preparadas em avanço.

Uma delas é o bolo de chocolate, às vezes preparo esta receita e faço em bolo ou em queques e congelo para ter à mão numa emergência 

Outra é um creme de Custarda. Normalmente uso este e faz-se super rápido. Só tem que arrefecer.

Depois é bater umas natas e ajeitar tudo numa taça ou em várias taças mais pequenas, de vidro para se ver o efeito, tão lindo que até apetece comer. E é essa a ideia!

 

Trifle de Morangos

 

trifle.JPG

 

Bolo de chocolate

Morangos

Açúcar

Vinho Moscatel ou Porto

Creme de custarda

Natas

 

Numa taça põem-se os morangos salpicados com açúcar a gosto e o vinho. Deixam-se macerar por um bocado.

Faz-se o creme de Custarda seguindo indicações da embalagem (também pode ser leite-creme instantâneo). Deixa-se arrefecer.

Batem-se as natas com um pouco de açúcar.

Numa taça de vidro (ou várias mais pequenas) põe-se bolo de chocolate esfarelado, seguido dos morangos com algum do molho que criaram, depois põe-se o creme de Custarda e cobre-se com as natas. Leva-se ao frigorífico, de preferência de um dia para o outro.

 

Nota: pode-se usar bolo de compra

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Terça-feira, 28 de Junho de 2016

inspirações...

 

A inspiração para experimentar receitas chega de todo o lado, ou de algum colega que comenta um prato que ficou bom, de blogues de receitas, de livros, tantos que acabam por quase sempre ficar para ali, cheios de marcações e de vez em quando, de coisas que se leem por aí.

Quem conhece o Diário do Purgatório (o blogue, pelo menos ) sabe que é sobre muitas coisas, menos comidas. Mas que querem, foi de lá mesmo que veio a ideia para fazer este prato e como não sabia como, andei a cuscar por aí e descobri esta receita no Sweet Gula.

E atentem bem: só no título estão quase todos os ingredientes da receita!

 

Folhado de Alheira, Maçã, Espinafres e Pinhões

 

strudel.JPG

 

1 base de massa folhada rectangular

1 alheira

1 maçã

1 mão-cheia de espinafres

1 colher de sopa de azeite

2 colheres de sopa de pinhões

1 ovo

1 colher de sopa de sementes de papoila

 

Retirar a pele à alheira e cortar em pedaços. Descascar a maçã e cortar em quadradinhos. Lavar as folhas de espinafres e escorrer.

Numa frigideira põe-se a alheira a alourar. Juntam-se os quadradinhos de maçã e vai-se envolvendo de modo a que fique uma pasta uniforme. Retira-se da frigideira e deixa-se arrefecer um pouco. Entretanto levam-se os espinafres ao lume na mesma frigideira com uma colher de sopa de azeite. vão-se mexendo de modo a que fiquem amolecidos e retiram-se do lume.

Estende-se a massa folhada. Por cima espalham-se os pinhões mais ou menos a ocupar uma tira ao meio da massa. Por cima põe-se a mistura da alheira e maçã e sobre isto os espinafres. Fecha-se a massa sobre o recheio como se fosse um embrulho e vira-se de modo a que a parte de cima seja a parte lisa.

Põe-se sobre papel vegetal (pode ser o que vem com a massa) sobre um tabuleiro. Fazem-se uns cortes com o bico de uma faca afiada de modo a deixar escapar o vapor. Pincela-se com um ovo batido e polvilha-se com sementes de papoila.

Vai a forno quente por cerca de 25 minutos ou até estar bem dourado.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Segunda-feira, 27 de Junho de 2016

bebidas frescas

 

Não querendo começar já a lançar foguetes por causa do bom tempo que temos tido, o que é certo é que têm sido uns dias bem quentes (já as noites, pelo menos a norte… brrrrr) e para ajudar a matar a sede que normalmente acompanha as altas temperaturas, aqui está uma sugestão excelente.

Sim, sei que há Ice Tea a rodos nos supermercados, mas não é a mesma coisa.

 

Chá Verde Gelado com Menta e Laranja

 

cha.jpeg

 

2 saquetas de chá verde

500 ml de água a ferver

Mel ou outro adoçante a gosto (opcional)

Litro e meio de água fria

Ramos de menta q.b.

Rodelas de laranja q.b.

Gelo

 

Pôr as saquetas de chá numa caneca, misturar a água a ferver e o adoçante usado. Deixar por cinco minutos e descartar as saquetas.

Juntar a água fria, a menta, as rodelas de laranja e o gelo e servir.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Junho de 2016

e agora...

 

Gosto muito deste tipo de sobremesas que são muito usuais em Inglaterra, onde lhes chamam Crumble. Crocante.

Entretanto tive que alterar o texto que já tinha ‘cozinhado’ para hoje porque dizia acerca de Inglaterra: “Agora que se vão manter nossos companheiros na União Europeia (e porque tenho muita família e amigos lá e não quero voltar a ter que usar passaporte!) aqui está o meu singelo contributo para a harmonia das nações ”…

Seja como for, we’ll always have crumble… ou Paris… ou quê…

 

Crumble de Frutas

 

 

crisp.jpg

 

5 maçãs pequenas

6 morangos grandes

50 grs de mirtilos

50 grs de framboesas

Sumo de uma laranja

100 grs de farinha de trigo

3 colheres de sopa de açúcar

75 grs de manteiga

50 grs de flocos de aveia

 

Descascar as maçãs e cortar em quadradinhos. Pôr num pyrex e adicionar os morangos também cortados, os mirtilos e as framboesas (podem ser congelados). Por cima espremer uma laranja.

Numa taça misturar a farinha com o açúcar e 50 grs de manteiga. Esfarelar de modo a ficar a parecer migalhas. Juntar os flocos de aveia e espalhar sobre a fruta no pyrex. Por cima pôr a restante manteiga (25 gramas) em cubinhos.

Levar ao forno por cerca de 40 minutos ou até se apresentar alourado e com molho a borbulhar.

 

Nota: receita encontrada aqui.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Terça-feira, 21 de Junho de 2016

dois em um...

 

Agora que quem aprecia futebol está colado à televisão, normalmente à hora de jantar, nada melhor do que uns petiscos que se preparam com antecedência e depois cada um trata de si e compõe da maneira que melhor lhe agrade.

Este pratos são de inspiração grega (uma das minhas cozinhas preferidas) e vão mesmo bem com umas cervejas bem frescas ou mesmo um chá gelado. Utilizam quase os mesmos ingredientes mas resultam em duas opções que finalizam de forma diferente.

Experimentem as duas e vejam a que mais vos agrada!

 

Gyros

 

gyros.png

 

2 bifes de frango cortados em tirinhas

Sumo de lima ou limão

Piripiri

Sal

Azeite q.b.

Pães Pita

1 tomate cortado em rodelas

1 cebola roxa cortada em meias luas

2 colheres de sopa de vinagre de cidra

½ abacate (opcional) cortado em fatias finas

Alface e agriões, q.b.

Molho tzatziki

Maionese

 

Pôr a cebola numa tacinha com o vinagre e mexer bem. Reservar.

Temperar as tirinhas com sumo de limão, sal e piripiri.

Fritar as tirinhas de frango numa frigideira com azeite no fundo. Reservar.

Tostar os pães pita e rechear com tirinhas de frango, tomate, cebola escorrida, abacate e alface e/ou agriões. Pôr molhos a gosto e servir.

 

Notas:

o pão Pita vende-se em todos os supermercados, há normal e integral;

a cebola amolecida em vinagre perde aquele travo mais agreste

 

Kebabs

 

kebabs.png

 

2 bifes de frango

Sal, piripiri ou chilli em pó

Sumo de limão

1 dente de alho ralado

Azeite q.b.

Paus para espetadas demolhados

 

Cortar os bifes em pedaços pequenos (não é em tiras) e temperar com o sal, piripiri, alho ralado e sumo de limão. Pôr os pedaços do frango nos paus das espetadas, três ou quatro por pau (cortar o excedente dos paus para caberem na frigideira).

Aquecer uma frigideira com um fundinho de azeite e fritar as espetadas tapadas com um testo. Virar após uns cinco minutos e deixar fritar do outro lado até alourarem.

Servir com pão Pita torrado cortado em tiras; batatas fritas de pacote; tomate em rodelas temperado com azeite, vinagre e orégãos; salada de alface e cebola roxa; maionese misturada com iogurte grego e cerveja, fresca e muita!

 

E que ganhe o melhor!!!

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 20 de Junho de 2016

Almoços portáteis #14

 

Já apetece, seja para almoçar ao ar livre ou mesmo no refeitório do trabalho. E não pensem que lá por ser uma salada é comida de grilo, não senhor! Ora façam e confirmem.

 

Salada de Arroz

 

salarroz1.jpg

 

Arroz basmati (ou outro arroz solto) cozido

2 fatias de fiambre de frango ou peru

1 ovo mal cozido

1 colher de sopa de nozes picadas

2 colheres de sopa de queijo Feta esfarelado

Sementes de nigela ou de sésamo

Folhas de rúcula ou alface

Tomate em quadradinhos

 

Pimenta, azeite e vinagre balsâmico

 

Enrolar as fatias de peru e cortar em rodelas fininhas. Misturar todos os ingredientes da salada e temperar com a pimenta, o vinagre e o azeite a gosto.

Servir frio.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quinta-feira, 16 de Julho de 2015

pimenta...

Há alguns anos tive um colega que tinha uma condição chamada Hemocromatose. E não podia comer verduras, nomeadamente espinafres já que são muito ricos em ferro.

Isto para dizer que era o companheiro ideal para ir almoçar já que eu podia pescar todas as verduras para o meu prato 

E também para lembrar que, na alimentação (como, aliás, em tudo na vida) o que é bom para uns pode ser muito mau para outros.

Pensem nisso.

 

Amaranto Salteado

 

20150705_112219.jpg

  

1 molho de amaranto

2 dentes de alho

3 colheres de sopa de azeite

Sal e pimenta q.b.

 

Retirar as folhas do amaranto, lavar e escorrer.

Aquecer o azeite numa frigideira e alourar os alhos picados. Juntar as folhas e ir mexendo para que percam rapidamente o volume. Temperar com sal e pimenta a gosto e deixar saltear em lume baixo por uns cinco minutos.

Servir quente ou frio com umas gotas de sumo de limão.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Segunda-feira, 18 de Agosto de 2014

não foi desta...

Pelo menos no fim de semana ele andou por cá, o verão, quer dizer. Hoje é outra história, sumiu-se novamente e para já sem data de regresso. Fiquemo-nos pelas bebidas, então…

 

Sangria Branca de Pêssegos

 

 

 

500 ml de vinho branco

1 cálice de Triple Sec

200 ml de ginger ale

200 ml de água tónica

2 pêssegos

½ limão

Menta

Gelo

 

Misturar o vinho com o licor, o ginger ale e a água tónica. Mexer bem e adicionar rodelas fininhas de limão e o pêssego descascado e cortado em meias-luas.

Adicionar o gelo e a menta e servir bem fresco.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Sexta-feira, 31 de Agosto de 2012

see you later ;)

Para que a ausência [para descanso/balanço/oquefor] não seja sentida demais, aqui fica uma receita da qual já não há prova viva…

 

Biscoitos de Café, Chocolate e Coco

 

 

3 e ½ copos de farinha de trigo

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

1 pitada de sal

2 colheres de sopa de café instantâneo em pó

200 grs de manteiga

1 e ½ copos de açúcar amarelo

2 ovos grandes

1 colher de chá de extracto de baunilha

1 copo de coco ralado

1 copo de pepitas de chocolate

 

Numa taça misturam-se a farinha, bicarbonato, sal e café solúvel. Reservar.

Numa taça maior bate-se a manteiga com o açúcar até ficar cremoso. Adicionam-se os ovos, um de cada vez batendo bem e junta-se a baunilha.

Adicionar os ingredientes da outra taça até envolver bem. Misturar o coco e as pepitas de chocolate à massa.

Com uma colher de sopa põem-se montinhos de massa num tabuleiro previamente forrado com papel de ir ao forno.

Levam-se os biscoitos ao forno por cerca de 10 a 12 minutos. Retiram-se do forno e passam-se para uma rede para arrefecerem completamente. Guardar em latas.

 

Nota: usei Becel Cozinha em vez de manteiga

 

 

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quinta-feira, 30 de Agosto de 2012

carne de porco

Para gastar o mais possível da minha produção, as receitas que faço giram à volta do que está a dar na horta, na sua época, que é quando sabem melhor.

Por isso, para esta receita, gastei alguns tomates bem maduros e umas hastes de tomilhos variados que estão bastante viçosos agora: tomilho normal, tomilho limão, tomilho silvestre [um pezinho que trouxe dos terrenos baldios ao pé da Fortaleza de Sagres e que pegou] e tomilho prata. 

 

Carne de Porco com Tomate e Tomilho

 

 

500 grs de carne de porco cortada em cubos

1 cebola

2 dentes de alho

3 colheres de sopa rasa de azeite

1 colher de sopa de pingue [banha]

4 tomates bem maduros

1 folha de louro

1 ramo de tomilho

½ copo de vinho

1 colher de chá de piripiri

Sal

Água q.b.

 

Picar a cebola e os alhos e alourar em azeite e um pouco de pingue. Juntar o louro e o tomilho e os tomates sem peles nem sementes. Mexer e deixar refogar por uns minutos. Juntar a carne de porco e o vinho e temperar de sal. Deixar apurar mexendo de vez em quando e ir misturando água se for necessário para manter um molho grosso e espesso. Coze por cerca de 40 minutos.

Servir com arroz branco e feijão-verde salteado.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Quarta-feira, 29 de Agosto de 2012

FroYo

Enquanto há pêssegos... Quando acabarem, pode ser com outra fruta qualquer{#emotions_dlg.happy}

 

 

Iogurte gelado de pêssego (frozen yogurt)

  

 

3 iogurtes gregos naturais

3 pêssegos grandes bem maduros e doces

½ copo de xarope de ácer ou mel

 

Descascar os pêssegos e remover o caroço.

No liquidificador, juntar o iogurte, os pêssegos e o xarope (ou mel). Liquidificar até ficar um creme homogéneo.

Deitar numa taça e levar ao congelador. Mexer com um garfo de hora em hora para não formar cristais de gelo.

Para servir retirar do congelador cerca de 30 minutos antes para amolecer ligeiramente.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 28 de Agosto de 2012

outras tortilhas

Quando vi esta receita no blogue Outras Comidas soube que tinha mesmo que a experimentar. E ainda bem porque é uma versão rápida e saborosa da tortilha à espanhola.

Os ingredientes vão sem quantidades porque depende do que queremos fazer. Mas sigam a receita passo-a-passo que não falha de certeza.

 

Tortilha de Batata à Preguiçoso

 

 

1 cebola grande

Batata palha

Azeite

Ovos

Pimenta

 

Numa frigideira amolecer a cebola cortada em meias luas no azeite quente. Adicionar a batata palha (de compra – por isso é que é à preguiçoso…) e tapar com um testo até amolecer a batata.

Bater os ovos e temperar com pimenta. Juntar à frigideira e deixar fritar de um lado. Depois virar para o outro lado com a ajuda do testo [tampa] e voltar a meter na frigideira para fritar do outro lado.

Servir com uma salada e Pimentos de Padrón fritos em azeite.

 

Nota: não usei sal porque a batata frita já é bastante salgada

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 27 de Agosto de 2012

simplicidade

Porque às vezes apetece uma sobremesa refrescante e ligeira, para depois de um almoço mais pesado ou para ir saboreando à medida dos apetites.

E fruta normalmente temos sempre por casa, é preciso apenas imaginação para a conjugar.

 

Salada de Fruta e Menta

 

 

Pêssegos

Peras

Bananas

Morangos

Laranjas

Uvas

Mirtilos

Folhas de Menta

Sumo de limão

 

Descascar e cortar as frutas em pedaços e espremer o sumo de um limão sobre as frutas.

Salpicar com as folhas de menta ripadas.

Servir fresco.

 

Nota: usei mirtilos congelados [descongelam em dez minutos e ficam muito bons]

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Agosto de 2012

caseirinhas

Costumo trocar receitas com colegas e normalmente tento fazer aquelas que me juram a pés juntos garantem que são boas.

Neste caso, começou com a fotografia das empadas, que me fez logo crescer água na boca.

Tive que pedir a receita, está-se mesmo a ver. E experimentar logo que possível, ao fim de semana, que esta coisa das massas e estende e estica e enrola levam o seu tempo.

Uma receita que uma colega me deu, de uma revista que não sei o nome. 

 

Empadinhas de Frango

 

 

2 chávenas de farinha

100 grs de manteiga gelada

2 gemas

Água gelada

1 dente de alho

1 cebola

2 colheres de sopa de azeite

1 tomate maduro

1 tigela de carne de frango cozinhada e desfiada

12 azeitonas

2 dl de molho bechamel

Sal

Noz moscada

Pimenta

Salsa picada

 

Numa taça juntar à farinha a manteiga bem fria cortada em cubos e uma gema. Misturar bem com as pontas dos dedos. Adicionar três ou quatro colheres de sopa de água gelada e mistura-se bem até formar uma bola de massa. Guardar no frigorífico enquanto se prepara o recheio.

Saltear a cebola e o alho picados em azeite. Adicionar o tomate sem peles nem sementes e deixar refogar por uns minutos. Juntar o frango desfiado e as azeitonas cortadas em pedacinhos e temperar com sal, pimenta e noz moscada a gosto. Junta-se também o molho bechamel e mexe-se bem de modo a ficar cremoso mas sem estar líquido. Retira-se a frigideira do lume e adiciona-se a salsa picada.

Estende-se a massa para as empadas, corta-se com uma medida com cerca de 10 cms e uma mais pequena para a tampa, cerca de 6 cms. Forram-se as formas untadas e deita-se o recheio dentro das formas. Põe-se a tampa e fecha-se bem.

Pincela-se com a restante gema batida. Leva-se ao forno por cerca de 20 minutos, até dourar.

Servir com curgetes salteadas em alho e azeite.

 

Nota: pode-se usar outra carne para o recheio

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quinta-feira, 23 de Agosto de 2012

da horta

As beringelas custaram a começar a dar mas agora de repente tive que apanhar quatro. Com uma delas fiz esta receita, as outras ainda estão para ver no que dão.

 

Beringelas Panadas

 

 

1 beringela grande cortada em rodelas com 1cm

Farinha q.b.

Sal e pimenta

Ervas aromáticas

1 ovo

Pão ralado q.b.

Óleo para fritar

 

Salpicar as rodelas de beringela com sal grosso e deixar repousar por 15 minutos.

Lavar o excesso de sal e secar bem as rodelas.

Num saco de plástico põe-se a farinha, sal, pimenta e ervas aromáticas (usei flor de sal aromatizada com ervas da Provença, oferta que me trouxeram da Île de Ré). Mistura-se bem e passam-se as rodelas de beringela por esta mistura.

A seguir passam-se no ovo batido e por pão ralado e fritam-se em óleo bem quente.

Escorrem em papel absorvente e servem-se quentes ou frias.

 

Nota: ideais para um jantar vegetariano, a acompanhar uma salada russa bem fresquinha

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quarta-feira, 22 de Agosto de 2012

perishable thoughts...

 

 

Para quem nunca ouviu falar (e porque este blogue de vez em quando quer dar ares de que sabe algumas coisas {#emotions_dlg.blink} ) para além da Dieta Mediterrânica, muito conhecida de todos e divulgada desde a época da II Grande Guerra, existe uma outra dieta, chamada Dieta Atlântica, que não está ainda muito divulgada (a sua divulgação começou apenas há meia dúzia de anos) mas que os estudiosos dizem que é ainda mais saudável do que a outra, mais conhecida.

 

Esta dieta ganha o seu nome por ser partilhada por alguns países do eixo atlântico, designadamente Portugal, Espanha, França, Bélgica, Luxemburgo, Holanda, Dinamarca, Noruega, Reino Unido, Irlanda e Islândia. Olhando para a lista de países, podemos questionar o que nos une em questões de alimentação com a Bélgica por exemplo ou mesmo com a Islândia e poderíamos também pensar que se se trata de países banhados pelo oceano atlântico, então porque não considerar também o Canadá, Brasil ou Estados Unidos? A resposta é que os países que formam o eixo atlântico são europeus e são esses os que partilham de alguma forma uma alimentação que, segundo estudiosos, deveria ser seguida a nível mundial por ser tão benéfica para uma vida saudável.

 

Para os mentores do Centro Europeu da Dieta Atlântica, um dos factores que presidiu à constituição deste centro de estudos foi a existência de um corredor atlântico, formado por países do norte e do sul. Apesar de a alimentação de Portugal, que fica no sul da Europa, ser muito diferente da praticada por exemplo na Islândia, no norte europeu, com diferentes clima, cultura e actividades agropecuárias, mesmo assim esta é uma boa região para se efectuarem estudos que comparem quer a alimentação e os seus nutrientes bem como os estilos de vida dos habitantes de cada uma destas regiões.

 

Verifica-se que nos países do eixo atlântico se consomem grandes quantidades de peixe e mariscos e essa é sem dúvida uma das apostas dos mentores e promotores da Dieta Atlântica. De facto, os países com costa marítima têm maior facilidade em introduzir na sua dieta muitas variedades e qualidades de peixes que estão mais longe do alcance de países que se encontram mais para o interior. Dentro do mesmo país existe essa diferença que pode mesmo ser observada em Portugal já que os habitantes da orla costeira têm tendência a consumir maior quantidade de pescado do que os que habitam mais para o interior.

 

No que se refere às bebidas, verifica-se que nos países onde o domínio romano foi maior, se consome mais vinho, embora originariamente a tradição desses países fosse o consumo de cerveja e de cidra ou hidromel.

 

Uma das preocupações dos intervenientes no estudo e divulgação da Dieta Atlântica é retornar ao estilo de dieta efectuado nos anos 50 e 60 do século passado, onde o consumo de peixe e marisco era bastante elevado, assim como a utilização de vegetais e leguminosas, principalmente estas últimas que por falta de tempo na vida das pessoas foram deixando aos poucos de ser consumidas e que está provado serem muito benéficas para a saúde.

 

Para promover esta dieta, e no decorrer do II Congresso Internacional da Dieta Atlântica, foram identificados dez pontos que fazem desta dieta uma dieta saudável e funcional:

 

  1. Consumo elevado de peixe de mar e de rio e marisco;
  2. Consumir alimentos vegetais em abundância (cereais, batatas e leguminosas);
  3. Consumir bastantes frutas e hortaliças - destas, as da família brassica (de folha escura como a couve, os brócolos, os grelos, as nabiças entre outras);
  4. Utilização do azeite como gordura principal, especialmente em cru - a sua utilização em cru ajuda a reduzir o ‘mau’ colesterol (LDL);
  5. Consumir produtos lácteos diariamente - o leite e os seus derivados têm alto valor nutricional pelo que devem fazer parte de uma dieta saudável;
  6. Consumir carnes com moderação - as carnes brancas, ou magras, devem ser valorizadas face às carnes vermelhas;
  7. Recomenda-se a ingestão de vinho moderadamente à refeição e bastante água - a água deve ser consumida ao longo do dia, pode ser substituída em parte por tisanas ou chás sem cafeína;
  8. Simplicidade na preparação dos alimentos para não perderem o seu valor nutritivo - a cozedura em água, os grelhados e mesmo a fritura em azeite;
  9. Manter os hábitos alimentares tradicionais do atlântico - apreciar a comida e fazer dela um motivo de festa e regozijo;
  10. Realizar actividade física diariamente - este último ponto é fundamental e tão importante como a comida saudável, os dois não devem ser indissociáveis.

 

Notas:

  • O Centro Europeu da Dieta Atlântica funciona no Instituto Politécnico de Viana do Castelo e, juntamente com várias instituições da Galiza, pretende a divulgação desta dieta e a elaboração de estudos que a certifiquem como uma das mais saudáveis;
  • Este texto é parte de um trabalho que fiz sobre este tema para a cadeira de Nutrição e Gastronomia do Curso de Gestão Hoteleira do Instituto Superior de Espinho

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 21 de Agosto de 2012

em modo geleia

Perto de minha casa há uma casa abandonada que tem um quintal com três macieiras, um pessegueiro, uma figueira e duas laranjeiras. Como ninguém se dá ao trabalho de ir lá apanhar a fruta, na maioria das vezes cai ao chão, já podre.

As macieiras são daquelas bravias, dão imensa fruta miúda e ácida, sem grande doçura.

Para comer não são grande coisa mas para fazer compota ou geleia são excelentes porque como são ácidas têm um teor de pectina muito alto e isso ajuda a gelificar rapidamente.

 

Geleia de Maçãs e Camarinhas

 

 

2 kgs de maçãs bravias

250 grs de camarinhas

Água q.b.

Açúcar

 

Por cada meio litro de líquido usam-se cerca de 400 grs de açúcar

 

Limpar as maçãs de pisadelas ou bichos.

Num tacho grande cozer as maças cobertas com água, cortadas aos quartos sem descascar nem retirar as sementes. Quando ferver juntar as camarinhas e baixar o lume. Deixar cozer por meia hora.

Deitar as maçãs cozidas e o líquido num passador forrado com tule. Deixar escorrer muito bem até ao dia seguinte mas sem espremer.

No dia seguinte faz-se a geleia.

Medi o líquido, tinha 1,1 litros e usei 900 gramas de açúcar.

Levei ao lume baixo até dissolver completamente o açúcar. Põe-se no máximo até levantar fervura, depois baixa-se e deixa-se fervilhar até atingir o ponto desejado. Deitar em frascos esterilizados e tapar rapidamente para formar vácuo.

 

Nota: Esta geleia esteve uma hora e quinze a ferver e depois de pronta e arrefecida ficou com a consistência de gelatina

[dá para cortar à fatia]

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 87 seguidores

cuscar

quantos são? quantos são?

HTML Hit Counter
pc computer components

digam qualquer coisa

coolinaria@sapo.pt

A Belita no Facebook!

My taste

mytaste.pt

armazém de receitas

tags

todas as tags

os meus livros de receitas, alguns...

blogs SAPO

subscrever feeds