Quarta-feira, 28 de Setembro de 2016

em modo compota #12

 

Para aproveitar tomate quando está quase a estourar de maduro, nada melhor do que um doce! Para isso o melhor é o coração-de-boi, tem mais polpa. Mas qualquer outro serve, até já fiz com tomates cherry, tal a quantidade em certos anos.

 

Doce de Tomate com Limonete

 

20160919_094754.jpg

 

1.250 grs de tomate bem maduro sem pele

10 folhas de limonete (lúcia-lima)

900 grs de açúcar (usei amarelo)

 

Pôr o tomate cortado em pedaços num tacho grande juntamente com as folhas de limonete e o açúcar. Deixar levantar fervura e baixar o lume para médio/baixo. Deixar cozer por cerca de 90 minutos, esmagando os pedaços maiores com uma colher grande.

Retirar as folhas de limonete e deitar o doce em frascos esterilizados. Fechar de imediato. Passado algumas horas as tampas baixam devido ao vácuo criado.

Guardar em lugar fresco e seco até abrir, após abertura guardar no frigorífico.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

haja tomates!

 

Ainda estão nas bancas das praças, mercados, lojas e supermercados porque este ano tudo veio mais tarde do que o costume.

Para esta sopa, quanto mais  maduros melhor!

 

Creme de Tomate

 

download.png

 

1 cebola pequena

1 alho francês pequeno (apenas a parte branca)

Azeite q.b.

4 tomates coração-de-boi bem maduros

Sal q.b.

1 pitada de açúcar (opcional)

600 ml de água

1 ovo cozido (opcional)

 

Aquecer o azeite numa panela e alourar a cebola e o alho francês. Juntar os tomates cortados em pedaços e deixar refogar uns minutos. Juntar a água e temperar com sal. Se necessário juntar também uma pitada de açúcar, caso os tomates sejam muito ácidos. Deixar levantar fervura e cozer por cerca de 20 minutos. Passar com a varinha mágica e coar num passador para descartar as peles.

Servir com ovo cozido e tostas.

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Quinta-feira, 4 de Agosto de 2016

para hoje há

 

Quando vi esta receita, achei logo que era de experimentar. Primeiro porque adoro almondegas, segundo porque comida indiana é uma das minhas favoritas e terceiro porque não podia deixar passar a oportunidade de ter aqui no bloque mais uma receita internacional de almondegas, já há à italiana, à grega, à sueca, à turca, à marroquina, de pescada e até de sardinha!

 

Almondegas de Peru à Indiana

 

almondegas.jpg

 

Almondegas:

1 fatia grande de pão

¼ de copo de leite

500 grs de carne de peru picada

1 dente de alho ralado

2 colheres de chá de salsa picada

1 colher de sopa de cebola ralada

½ colher de chá de açafrão das Índias

½ colher de chá de garam masala (oiu coentros em pó)

1 pitada de sal

1 ovo pequeno

 

Molho:

4 tomates bem maduros

1 cebola picada

1 dente de alho picado

2 colheres de sopa de azeite

1 colher de sopa de orégãos

Sal q.b.

 

Para fazer o molho de tomate, esmagar os tomates (pode ser usado tomate de lata). Numa frigideira alourar no azeite a cebola e o alho e misturar os tomates esmagados. Deixar fervilhar enquanto se fazem as almondegas..

Para fazer as almondegas, amolecer a fatia de pão no leite. Esfarelar e juntar aos restantes ingredientes. Moldar bolinhas do tamanho de nozes e deitar no molho de tomate. Deixar cozer por cerca de meia hora, virando as almondegas a meio da cozedura, e deixar apurar até o molho de tomate estar espesso.

Servir com puré ou arroz basmati.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:44
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Terça-feira, 19 de Julho de 2016

tachos e panelas

 

Uma amiga emprestou-me uma cataplana que tem e não usa.

Eu queria ver se valia a pena investir numa (que não são assim tão baratas quanto isso!) e após uma experiência, que correu muito bem, conclui que não, não vale a pena investir numa cataplana. Faz-se a mesma coisa num tacho.

É mais bonito, é certo, mas não vale o preço.

Posto isso, quem a tiver que a estime    

 

Cataplana de Peixe

 

cataplana.jpg

(antes de ir ao forno)

 

1 cebola em rodelas

4 batatas em rodelas

Postas de peixe (usei pescada, maruca e tintureira)

Tomate descascado em rodelas

Sal grosso

Nêveda

Vinho branco

Azeite

 

Colocar por esta ordem na cataplana (o nome do prato é o nome da panela, como com a paella espanhola) e fechar. Levar a lume brando por cerca de 30 minutos.

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 21 de Junho de 2016

dois em um...

 

Agora que quem aprecia futebol está colado à televisão, normalmente à hora de jantar, nada melhor do que uns petiscos que se preparam com antecedência e depois cada um trata de si e compõe da maneira que melhor lhe agrade.

Este pratos são de inspiração grega (uma das minhas cozinhas preferidas) e vão mesmo bem com umas cervejas bem frescas ou mesmo um chá gelado. Utilizam quase os mesmos ingredientes mas resultam em duas opções que finalizam de forma diferente.

Experimentem as duas e vejam a que mais vos agrada!

 

Gyros

 

gyros.png

 

2 bifes de frango cortados em tirinhas

Sumo de lima ou limão

Piripiri

Sal

Azeite q.b.

Pães Pita

1 tomate cortado em rodelas

1 cebola roxa cortada em meias luas

2 colheres de sopa de vinagre de cidra

½ abacate (opcional) cortado em fatias finas

Alface e agriões, q.b.

Molho tzatziki

Maionese

 

Pôr a cebola numa tacinha com o vinagre e mexer bem. Reservar.

Temperar as tirinhas com sumo de limão, sal e piripiri.

Fritar as tirinhas de frango numa frigideira com azeite no fundo. Reservar.

Tostar os pães pita e rechear com tirinhas de frango, tomate, cebola escorrida, abacate e alface e/ou agriões. Pôr molhos a gosto e servir.

 

Notas:

o pão Pita vende-se em todos os supermercados, há normal e integral;

a cebola amolecida em vinagre perde aquele travo mais agreste

 

Kebabs

 

kebabs.png

 

2 bifes de frango

Sal, piripiri ou chilli em pó

Sumo de limão

1 dente de alho ralado

Azeite q.b.

Paus para espetadas demolhados

 

Cortar os bifes em pedaços pequenos (não é em tiras) e temperar com o sal, piripiri, alho ralado e sumo de limão. Pôr os pedaços do frango nos paus das espetadas, três ou quatro por pau (cortar o excedente dos paus para caberem na frigideira).

Aquecer uma frigideira com um fundinho de azeite e fritar as espetadas tapadas com um testo. Virar após uns cinco minutos e deixar fritar do outro lado até alourarem.

Servir com pão Pita torrado cortado em tiras; batatas fritas de pacote; tomate em rodelas temperado com azeite, vinagre e orégãos; salada de alface e cebola roxa; maionese misturada com iogurte grego e cerveja, fresca e muita!

 

E que ganhe o melhor!!!

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 20 de Junho de 2016

Almoços portáteis #14

 

Já apetece, seja para almoçar ao ar livre ou mesmo no refeitório do trabalho. E não pensem que lá por ser uma salada é comida de grilo, não senhor! Ora façam e confirmem.

 

Salada de Arroz

 

salarroz1.jpg

 

Arroz basmati (ou outro arroz solto) cozido

2 fatias de fiambre de frango ou peru

1 ovo mal cozido

1 colher de sopa de nozes picadas

2 colheres de sopa de queijo Feta esfarelado

Sementes de nigela ou de sésamo

Folhas de rúcula ou alface

Tomate em quadradinhos

 

Pimenta, azeite e vinagre balsâmico

 

Enrolar as fatias de peru e cortar em rodelas fininhas. Misturar todos os ingredientes da salada e temperar com a pimenta, o vinagre e o azeite a gosto.

Servir frio.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 24 de Maio de 2016

do melhor

 

Nada mais simples.

 

Salada de Tomate com Mozarela

 

20160511_202406.jpg

 

2 tomates bem maduros mas firmes

1 queijo mozarela

Flor de sal q.b.

Pimenta moída q.b.

Orégãos q.b.

Azeite

Vinagre de vinho tinto

 

Cortar os tomates em rodelas finas e dispor num prato, no centro colocar um queijo mozarela cortado em pedaços.

Polvilhar com sal, pimenta e orégãos. Temperar com azeite e vinagre a gosto.

 

Nota: o queijo mozarela de búfala é mais cremoso, há nos supermercados

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Quinta-feira, 5 de Maio de 2016

grexico

 

Qual Grexit qual carapuça! O que está a dar é Grexico!

Mistura de sabores da Grécia com sabores do México.

E siga a fiesta! Ou a κόμμα!!!!!!!!!!!!!

 

Tacos de Frango

 

download.png

  

1 peito de frango cortado ao meio

Sumo de ½ lima (ou limão)

1 colher de chá de chilli ou piripiri

1 pitada de sal

 

1 abacate

1 colher de chá de tahini (opcional)

40 grs de queijo Feta

Sumo de ½ lima (ou limão)

Coentros q.b.

 

3 colheres de sopa de maionese

3 colheres de sopa de iogurte grego

 

Tortilhas

Tomate

Alface

Cebola

Azeitonas

 

Temperar o frango com o chilli e o sal e sumo de lima. Reservar por uma hora.

Misturar o abacate com o tahini, o queijo Feta, o sumo de lima e os coentros. Mexer e reservar.

Misturar a maionese com o iogurte grego. Reservar.

Grelhar o frango até estar bem cozinhado e com bocados ligeiramente queimados (grelhei numa frigideira, sem gordura). Separar em lascas com 2 garfos.

Aquecer as tortilhas conforme instruções da embalagem.

Por o frango, cebola, tomate, alface sobre as tortilhas e por cima colheradas do molho de abacate e do molho de iogurte. Embrulhar as tortilhas e comer com gosto acompanhando com azeitonas e de uma cerveja bem fresca

 

download (1).png

 

 E no fim da festa é isto!

 

fimdefesta.jpg

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Segunda-feira, 11 de Abril de 2016

almoços portáteis #13

 

Quando olhamos para o frigorífico e só há lá uma sobra de arroz, o cenário para o almoço a levar para o trabalho no dia seguinte perece tenebroso… depois é olhar com olhos de ver para as coisitas que por lá andam e olhem, sai uma salada, que embora o tempo não esteja de feição, Abril vai quase a meio!

 

Salada de arroz

 

salada.jpg

 

Arroz basmati cozido

Folhas de rúcula

Tomate sem sementes picado

Abacate em pedaços

Pistachos

Funcho em rodelas

Ovo cozido em rodelas

Queijo Feta esfarelado

Azeitonas picadas

Damascos secos picados

Sumagre ou pimenta para polvilhar

Molho de mostarda, vinagre e azeite

 

Misturar todos os ingredientes da salada e temperar com a o sumagre ou a pimenta e por cima deitar o molho de mostarda, vinagre e azeite.

 

Nota: para o molho juntar uma colher de mostarda, duas de vinagre e quatro de azeite e agitar num frasco

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 29 de Março de 2016

nem tudo o que parece...

 

Sou pouco apreciadora de marisco, não corro atrás de um arroz de marisco nem de uma mariscada. Gosto de camarões mas a maior parte das vezes até os dispenso só por ter de os descascar.

Gosto de ameijoas, daquelas malhadas que há na Ria de Aveiro e que são muito difíceis de encontrar. Não me apanham a comer ameijoas vietnamitas e muito menos sou vista perto daquele sucedâneo de marisco que dá pelo enganador nome de delícias do mar.

Não sou fundamentalista, apenas há coisas que aprecio, e outras não 

E este arroz? Uma maravilha!

 

Arroz de Peixe e Marisco

 

20160319_131605.jpeg

 

Azeite q.b.

1 cebola

1 dente de alho

3 tomates (usei congelados, podem ser de lata)

¼ de pimento vermelho

1 malagueta ou piripiri

1 filete de pescada médio

1 raminho de salsa picada

1 medida de arroz carolino

3 a 4 medidas de água ou caldo de peixe

Sal q.b.

100 grs de camarão congelado, descascado

100 grs de ameijoas (usei congeladas)

Coentros picados q.b.

 

Cortar o peixe em pedaços. Reservar.

Num tacho alourar a cebola e alho picados em azeite. Adicionar o tomate pelado e cortado em pedacinhos, o pimento também cortado e a malagueta ou piripiri e deixar refogar. Juntar o peixe, mexer e juntar também o arroz e a água a ferver (apenas 3 medidas, se necessário junta-se mais um pouco, mais tarde).

Deixar levantar fervura, baixar o lume e deixar cozer por uns 15 minutos. Adicionar o camarão e as ameijoas, se necessário acrescentar mais água a ferver para se manter malandrinho, e rectificar os temperos.

Logo que o arroz esteja cozido, servir salpicado com coentros picados.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:35
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Segunda-feira, 7 de Março de 2016

o que eu gosto disto!

 

Estes dias ainda bem frescos pedem lareiras e sopas quentes. A lareira nem sempre dá jeito estar a acender, carregar lenha, limpar cinzas, etc. Às vezes a preguiça é superior ao frio!

A sopa pode ser uma qualquer mas uma como esta, aquece ainda mais. Além disso tem uma cor vibrante que só por si já parece uma pequena chama. É quase uma lareira portátil 

 

Sopa de lentilhas e tomate

 

sopa.jpg

 

1 cebola média, picada

2 colheres de sopa de óleo de girassol (ou outro)

½ colher de chá de cominhos em pó

½ colher de chá de coentros em pó

½ colher de chá de pimentão (colorau) em pó

½ colher de chá de açafrão das Índias

2 dentes de alho ralados

1 colher de chá de gengibre fresco ralado

½ lata de tomates maduros (cerda de 250 grs)

1 litro de água ou caldo de legumes

1 copo de lentilhas vermelhas

Sal q.b.

Coentros picados

 

 

Alourar a cebola no óleo, apenas até amolecer, adicionar o cominho, os coentros, o pimentão e o açafrão em pó e mexer. Juntar também o alho e o gengibre ralados. De seguida juntar os tomates com o líquido, as lentilhas e a água. Temperar a gosto com sal e deixar ferver por 40 minutos.

Quando cozido, passar com a varinha mágica mas sem desfazer completamente. Adicionar alguns coentros picados à sopa e servir, guarnecendo com mais coentros.

 

Notas:

se desejarem uma sopa picante, acrescentem um pouco de piripiri juntamente com as especiarias

ligeiramente adaptada desta receita

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (4) | favorito
|
Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2016

da época... ou não

 

Gosto de usar os produtos da época. Não é época de tomates-cereja (nem dos outros) embora se vejam por todos os supermercados. Quando é época, congelo tudo aquilo que posso, desde vagens a curgetes, amoras, etc. Depois vou usando ao longo do ano.

Para esta receita, usei uns tomatitos que tinha congelado. Em alternativa, podem ser usados frescos já que não são difíceis de encontrar.

 

Bifinhos de peru com tomates-cereja

 

20151121_131200.jpg

 

2 bifes de peru

2 dentes de alho esmagados

1 malagueta

Sal q.b.

2 colheres de sopa de azeite

1 mão cheia de tomates-cereja

1 raminho de tomilho

100 ml de natas

 

Cortar os bifes de peru em tiras fininhas. Alourar numa frigideira com azeite e alho. Temperar com sal e juntar a malagueta e o tomilho. Mexer e deixar fritar. Juntar os tomates cherry cortados ao meio e deixar fritar mais uns dois ou três minutos. Adicionar as natas e mexer.

Servir com arroz branco.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Terça-feira, 25 de Agosto de 2015

da horta

Gosto de preparar receitas em que a maioria dos ingredientes sejam da minha horta.

Algumas vezes, têm que se gastar quer se queira ou não queira porque são muitos, dão quase todos ao mesmo tempo e também se estragam todos com rapidez.

Foi aí que vi esta receita e assim nasceu este crumble de vegetais apanhados da horta. Ficou mesmo bom e foi o suficiente para acompanhar umas tirinhas de porco. Nada de arroz, massa, batatas. Apenas isto.

  

Crumble de Vegetais

 

20150814_203325.jpg

  

2 curgetes médias

2 beringelas pequenas

1 cebola roxa

1 dente de alho ralado

2 tomates chucha vermelhos

2 tomates pera amarelos (novidade deste verão!)

½ pimento vermelho

Sal e pimenta q.b.

3 colheres de sopa de azeite

 

Cobertura:

1 copo de farinha

50 grs de manteiga fria cortada em cubos

1 raminho de tomilho

Sal e pimenta q.b.

1 colher de sopa de água fria

 

Cortar os vegetais em pedaços pequenos e uniformes. Misturar com o azeite e temperar com sal e pimenta a gosto e pôr num pyrex ou tabuleiro refractário.

Fazer a cobertura misturando a farinha com a manteiga. Esfarelar com as mãos de modo a parecer migalhas. Adicionar o sal e pimenta e as folhinhas de tomilho (pode ser com orégãos). Salpicar a água por cima e misturar com um garfo.

Deitar estas migalhas sobre os vegetais e levar o tabuleiro ao forno até estar bem dourado, cerca de uma hora.

É bom quente ou frio.

 

Nota: Pode-se substituir metade da farinha por flocos de aveia

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Agosto de 2015

che cosa fare...

 

Há ingredientes em certas receitas que nos lembram logo outros países. (…a sério? Sou só eu???)

No caso da Grécia, quando alguma coisa leva orégãos (e queijo Feta, vá) penso logo em comida grega. Se algum prato levar estragão, por exemplo, penso logo em comida francesa. Se leva tomate e manjericão, penso logo em comida italiana.

Conclusão: estou sempre a pensar em comida!!!

 

Frango à Italiana

 

IMG_4574.JPG

 

1 peito de frango do campo cortado em bifinhos pequenos

Sal, pimenta e sumo de limão q.b.

2 dentes de alho

4 tomates bem maduros picados

1 malagueta pequena

¼ de pimento vermelho em tirinhas

1 curgete pequena em rodelas

1 beringela pequena em quadrados

¼ de copo de vinho branco

3 raminhos de manjericão

Azeite q.b.

 

Temperar o frango com o sal, a pimenta, o sumo de limão e os dentes de alho bem picados.

No fundo de uma frigideira põe-se azeite e por cima os restantes ingredientes. Leva-se ao lume e tapa-se a frigideira com uma tampa deixando refogar em lume brando por cerca de 25 a 30 minutos.

Verificar o molho, se necessário pôr um pouco de água e rectificar os temperos (no meu caso não foi preciso, o tomate largou bastante suco).

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Terça-feira, 11 de Agosto de 2015

Siga!

Costuma-se dizer que na perfeição não se mexe mas sinceramente, com tantas acelgas tão coloridas para gastar, tive que as acrescentar a uma ‘espécie’ de Shakshuka, já que a original leva muito mais pimento.

Adoro este prato, é tão simples e no entanto é do mais reconfortante que há.

Shakshuka forever!!!

 

Shakshuka de Acelgas Coloridas

 

IMG_4622.JPG

 

1 cebola picada

2 colheres de sopa de azeite

2 tomates bem maduros

¼ de pimento vermelho

1 mão-cheia de talos de acelgas

1 colher de chá de piripiri

1 pitada de sal

3 ovos

Pimenta q.b.

 

Picar a cebola e alourar no azeite. Adicionar o pimento picado, os talos de acelgas cortados em rodelas e o tomate picado sem pele. Temperar com sal e piripiri.

Deixar refogar em lume brando até engrossar um pouco. Se necessário adicionar um pouquinho de água.

Quando estiver com um molho grossinho, adicionar os ovos, um de cada vez e tapar a frigideira com um testo grande. Deixar cozer os ovos de acordo com a preferência (mais ou menos líquidos), polvilhar com pimenta e servir com bastante pão estaladiço e um copo de vinho!

 

IMG_20150726_121814.jpg

(acelgas coloridas)

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 28 de Julho de 2015

frescura

 

Não há muito a dizer.

É fácil de fazer, rápido, fresco e sabe muito bem para quem, como eu, adora atum.

Não me canso!

 

Massa com atum e aipo

 

 

Esparguete cozido frio

1 lata de atum

2 talos de aipo em rodelas

1 cebola roxa picada

Tomates cereja

Azeitonas

Maionese qb.

 

Escorrer o atum do líquido (usei ao natural).

Numa taça misturar todos os ingredientes e envolver na maionese.

 

Notas:

o aipo pode ser substituído por cebolinho ou mesmo salsa picada

pode-se usar uma mistura de maionese e abacate esmagado para uma refeição igualmente calórica mas com gorduras melhores 

 

tags: , ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (6) | favorito
|
Terça-feira, 21 de Julho de 2015

'xaláver...

Na zona onde vivo as temperaturas têm estado à volta dos 23ºC. Muito diferentes das temperaturas do interior ou mais a sul que têm atingido os 38ºC. Num país tão pequeno, é obra esta amplitude de temperaturas…

Mas, para o quente e para o menos quente há sempre comidas que caem bem.

Se forem servidas ao jantar são o ideal por não serem muito pesadas, falo das saladas que acabam por ser uma espécie de ‘ ‘xaláver o que é que anda por aqui a precisar de ser gasto antes que se estrague’.

É isto.

 

Salada de Frango

 

20150626_204031.jpg

 

Alface cortada em tiras

Rúcula

Coentros

Aipo em rodelas

Cebola roxa em rodelas

Tomate em quadradinhos

Azeitonas sem caroço

Frango desfiado

Nozes

Uvas passas

Bagas Goji

Molho vinagrete

 

Tudo q.b.

Juntar todos os ingredientes e temperar com o molho vinagrete.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Quinta-feira, 28 de Maio de 2015

colorida

 

Uma salada para os dias que já pedem frescura e pouco tempo na cozinha.

Fica bonita se for feita numa taça de vidro, conseguem ver-se as camadas. Só me lembrei disso depois de comer, é a história da minha vida… 

 

Salada em Camadas

 

IMG_4332.JPG

 

Mistura de alfaces

3 batatas cozidas com a pele, frias

Feijão verde cozido, frio

1 tomate maduro

Azeitonas

Ovo cozido

Atum em conserva desfiado

Azeite e vinagre q.b.

 

 

Numa taça põe-se a alface em pedacinhos, bem escorrida. Pode ser usada uma embalagem das pré-lavadas. Usei a da horta.

Retira-se a pele às batatas e cortam-se em cubos. Põem-se sobre a alface. Espalha-se também as vagens cozidas e o tomate cortado em cubos. Por cima o ovo cozido bem picado e as azeitonas. A última camada é de atum desfiado mas sem estar esfarelado.

Tempera-se com uma mistura de azeite e vinagre e serve-se frio.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Segunda-feira, 26 de Janeiro de 2015

brrrr

 

Para quem aprecia uma comida retemperadora para estes dias de gelo, nada melhor do que uma tigela disto com um belo naco de pão.

Não é preciso mais nada! Ah, talvez um copo de vinho tinto venha a calhar…

 

Feijão à Pássaro (Fagioli all’uccelletto)

 

IMG_3931.JPG

 

1 lata pequena de feijão branco

1 lata pequena de tomate em pedaços

3 dentes de alho

1 raminho de sálvia

1 pitada de sal

Azeite q.b.

 

Numa sertã alouram-se os dentes de alho com a sálvia no azeite. Junta-se o tomate em pedaços e o sal e deixa-se refogar até ficar um molho grosso. Juntar os feijões escorridos e deixar apurar por mais uns minutos, mexendo de vez em quando.

 

Nota: esta receita típica da Toscânia, Itália, veio daqui.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 23 de Dezembro de 2014

saúde!

Ao dizer o nome deste prato até parece que estamos a espirrar e de repente alguém nos vai dizer ‘santinho!’

É um prato típico de todo o Médio Oriente e Norte de África e esta receita (que adaptei ligeiramente) é do livro Jerusalem, não me canso!

 

Shakshuka

 

shakbom.PNG

 

½ colher de chá de cominhos em pó

½ colher de chá de coentros em pó

100 ml de azeite

1 cebola grande

1 pimento vermelho

1 pimento amarelo

1 pitada de açúcar amarelo

1 colher de sopa de salsa picada

2 tomates maduros grandes (usei congelados)

1 malagueta

100 ml de vinho branco

100 ml de água

2 ovos

 

Para acompanhar: queijo Feta e pão

 

Numa sertã alourar a cebola no azeite. Juntar os cominhos e os coentros em pó e mexer. Adicionar os pimentos picados em quadradinhos pequenos, o açúcar, o tomate, a salsa e a malagueta e deixar refogar. Juntar o vinho e a água, temperar de sal e deixar fervilhar.

Verificar a água para que quede um molho espesso. Arranjar dois espaços com a colher de pau e deitar neles os ovos. Tapar com um testo até os ovos estarem no ponto desejado (com a gema molinha!).

Servir com pedacinhos de queijo Feta e pão, muito pão, este molho é divinal.

 

 

 

 

 

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (6) | favorito
|
Quinta-feira, 25 de Setembro de 2014

almoços portáteis #10

Sempre preferi a expressão ‘levar na lancheira’ do que a expressão ‘levar na marmita’ que agora está tão em voga.

Não sei se é apenas cá para cima mas a primeira expressão tem um outro sentido, e que não tem nada a ver com comida.

Expressões à parte, esta receita é fácil de fazer, pode ser feita em quantidade para poder guardar e, quando necessário, levar… onde quiserem {#emotions_dlg.sarcastic}

 

Almondegas em molho de tomate

 

 

300 grs de almondegas (podem ser de porco, peru, mistura)

1 cebola picada

3 dentes de alho picados

4 tomates maduros

1 dl de vinho

Salsa picada

 

Refogar a cebola e o alho em azeite, misturar o tomate cortado em pedaços e o vinho. Deixar ferver e adicionar as almondegas. Temperar com sal e pimenta e polvilhar com a salsa picada.

Deixar fervilhar por 20 a 30 minutos mexendo entretanto para que as almondegas cozam por todo.

Servir com esparguete cozido.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (3) | favorito
|
Quarta-feira, 6 de Agosto de 2014

perishable thoughts...

O quê? Já fartos de pêssegos? 

Então fiquem com um retrato de um tomate cheio de personalidade da minha horta {#emotions_dlg.happy}

 

 

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:21
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Terça-feira, 20 de Maio de 2014

inventora, ou não

Depois de ter visto a dica no blogue Casal Mistério, fui ver o original e são mesmo muitas as ideias para preparar esparguete. 19, nem mais.

Tantas que achei logo que uma seria sem dúvida a minha cara. Mas devo ser muito esquisitinha porque com tanta opção, nem assim fui capaz de seguir uma à risca.

Lá me pus a inventar e o que saiu foi isto, que bem poderia ser a 20ª maneira de preparar esparguete.

Experimentem e se gostam de massa, este post é para vocês!

 

Esparguete com tomates secos ao sol 

 

 

1 cebola picada

1 talo de aipo em rodelas finas

Azeite q.b.

5 filetes de anchova

6 metades de tomate seco ao sol

Piripiri q.b.

Esparguete cozido

 

Saltear a cebola no azeite juntamente com as rodelas de aipo. Quando a cebola estiver translucida, adicionam-se os filetes de anchova e esmagam-se com a colher de pau.

Juntam-se os tomates secos ao sol picados e o piripiri e envolve-se. Adiciona-se o esparguete cozido e um bocadinho da água de cozer, se necessário.

 

Nota: Usei tomate seco ao sol que pus num frasco com azeite. Para esta receita usei também o azeite do frasco

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 7 de Abril de 2014

colorida

Uma maneira diferente de apresentar os vegetais.

Mais colorida e artística (aham…)

 

Vegetais assados

 

(antes de ir ao forno)

 

1 beringela

1 curgete

1 batata doce

1 tomate

1 alho francês

1 dente de alho

Sal e pimenta q.b.

Azeite q.b.

Raminhos de tomilho fresco 

 

Cortar a beringela, curgete, batata doce e tomate em rodelas muito finas. Se a beringela for larga, pode-se cortar ao meio.

Cortar o alho francês ao alto em tiras e picar o dente de alho.

Numa forma redonda, colocar as fatias dos vegetais de maneira a ficarem com a casca para cima, vão-se pondo encostados uns aos outros de modo a preencher todo o espaço da forma.

Por cima salpicam-se com o dente de alho picado e com sal e pimenta moída de fresco e os raminhos de tomilho. Deita-se azeite num fio fino sobre os vegetais e leva-se a forno quente por cerca de 45 minutos.

É excelente como acompanhamento de carnes grelhadas.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Quinta-feira, 9 de Janeiro de 2014

galaró

Galo caseiro. É preciso dizer mais alguma coisa?

Bem me parecia!

 

Galo na Púcara

 

 

½ galo caseiro

Sal

Pimenta preta

Sumo de limão

1 cebola

8 dentes de alho

1 malagueta verde

Tomate (cerca de 200 grs)

Tomilho

Azeite

Água

Vinho branco

 

Cortar o galo em pedaços e temperar com sal, pimenta preta e sumo de limão.

Numa caçarola de barro com tampa colocar a cebola picada em pedacitos, os dentes de alho sem descascar, a malagueta cortada em pedaços e os tomates cortados ao meio. Por cima dispõem-se os bocados de galo e o tomilho. Rectifica-se de sal e põe-se a água, o vinho e o azeite.

Tapa-se a caçarola e leva-se ao forno médio por cerca de duas horas.

 

Nota: usei tomates cereja

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 22 de Outubro de 2013

outras inspirações

Inspirado numa receita encontrada no blogue Pratos e Travessas, fiz esta massa com os ingredientes que tinha à mão. Ficou muito bom e sempre foi mais uma maneira de gastar tomatinhos pequeninos que apesar de já não estrem bem na época deles, não param de dar, e eu agradeço!

 

Esparguete com bacon e tomatinhos

 

 

4 tiras de bacon

1 cebola

2 dentes de alho

Tomates cherry

Azeitonas pretas

Caldo de carne

Salsa picada

Azeite

 

Numa frigideira larga fritam-se as tiras de bacon, sem adicionar qualquer gordura, até ficarem bem estaladiças.

Retiram-se da frigideira e reservam-se.

Na mesma frigideira adiciona-se uma ou duas colheres de sopa de azeite e salteia-se a cebola picada e os dentes de alho, até estarem lourinhos.

Juntam-se os tomatinhos e as azeitonas e um bocadinho de caldo de carne (ou mesmo de água de cozer o esperguete) e deixa-se amolecer. Escorre-se o esparguete e adiciona-se à frigideira, juntamente com a salsa picada. Por cima põe-se o bacon cortado em pedacinhos e serve-se.

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quarta-feira, 25 de Setembro de 2013

em modo formiguinha...

Por estas alturas, a produção de tomate já não é o que foi aqui há uns tempos mas mesmo assim vai dando mais do que o que se consegue consumir no momento.

Por isso cá está uma opção, rápida e bastante simples, que permite conservar para uso futuro.

A escolha do recipiente é ao critério de cada um, usei os saquinhos porque, além de me terem dado uma carrada deles próprios para conservar alimentos, ocupam menos espaço na arca do que as caixinhas de plástico.

Se procurarem nos mercados locais podem ainda encontrar tomates a muito bom preço, tenho visto a 0,50€ o quilo, muito maduros, ideiais para fazer este molho.

 

Molho de Tomate

 

 

2 kgs de tomates bem maduros

½ copo de água

 

Cortar os tomates em pedaços se forem grandes. Pôr num tacho juntamente com a água.

Amachucar com as mãos um bocado de papel vegetal (ou de ir ao forno) debaixo da torneira com a água a correr, para amolecer.

Pôr por cima dos tomates de modo a que fiquem bem tapados (esta operação vai permitir que sejam cozidos mais ou menos como se fosse em vapor).

Tapar o tacho com o testo e levar ao lume.

Depois de cozidos os tomates (cerca de 30 minutos) passar com a varinha mágica.

Deixar arrefecer e guardar.

 

Nota: usei mistura de todos os tomates que este ano tive na horta (coração de boi, xuxa, maçã e cereja, entre outros).

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quinta-feira, 29 de Agosto de 2013

e para acompanhar...

Este prato foi feito quase sem pensar e ficou tão bom que tive que fazer novamente no dia seguinte para ver se ainda me lembrava de como tinha feito e tomar nota da receita.

Faz um acompanhamento bestial para grelhados e não dá mesmo trabalho nenhum a fazer.

Ah, e dá para praticarmos aquela coisa de pegar na frigideira e fazer saltar os legumes no ar como os verdadeiros Chef’s!

Lindo!

 

Legumes Salteados

 

(antes de ir ao lume) 

 

1 cebola

1 dente de alho

1 talo de aipo

1 malagueta verde

¼ de pimento vermelho

2 tomates médios

1 curgete

250 grs de cogumelos

1 raminho de tomilho

Sal

Azeite

 

Cortar a cebola em meias luas e o  dente de alho, o aipo e a malagueta em rodelas finas.

Cortar o pimento em tiras muito finas, o tomate em meias luas e a curgete e os cogumelos em quartos.

Pôr tudo numa frigideira larga, temperar com sal e espalhar o tomilho sobre os legumes. Pôr um pouco de azeite sobre tudo e levar ao lume.

Abanar a frigideira de vez em quando para misturar os ingredientes e retirar do lume enquanto estiver ainda rijinho (não se pretende espapaçar esta mistura).

 

Nota: acrescentei alguns tomatinhos pequeninos cortados ao meio.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 26 de Agosto de 2013

agora no forno

Para aproveitar o forno aceso num dia de verão temos que fazer uso dele ao máximo.

Já que vai aquecer ainda mais a casa, que seja por razões válidas!

 

Mistura de tomatinhos assados

 

 

1 mão cheia de tomates cereja, uva, etc.

1 pitada de sal

Azeite q.b.

Vinagre balsâmico q.b.

 

Forrar um tabuleiro de ir ao forno com papel vegetal. Espalhar os tomatinhos e salpicar com o sal. Verter um pouco de azeite sobre os tomates e levar ao forno por 20 a 30 minutos.

Retirar do forno e salpicar com vinagre balsâmico.

Servir como acompanhamento a carnes grelhadas.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 5 de Fevereiro de 2013

É mesmo cozinha rápida

Em vez de ir ao ‘técauei’ no regresso a casa porque não fazer uma coisinha destas?

Em menos de meia horita está a comida na mesa!

E as embalagens de tortellinis que há nos supermercados são bastante em conta e mesmo as frescas têm um prazo de validade muito alargado.

Vá lá, toca a poupar!

Ou não, mas façam na mesma que isto fica muito bom…

 

Tortellini com molho de tomate 

 

 

1 embalagem de tortellini com recheio de queijo e espinafres

1 cebola picada

2 alhos picados

Azeite q.b.

4 tomates maduros (ou enlatados)

1 esguicho de vinho branco

Sal q.b.

1 pitada de açúcar

Queijo parmesão (opcional)

 

Cozer os tortellini e escorrer. Reservar

Numa frigideira aloura-se a cebola e os alhos no azeite, junta-se o tomate bem picadinho e salpica-se com o vinho branco. Tempera-se com sal e uma pitada de açúcar para retirar a acidez do tomate.

Deixa-se cozer até borbulhar. Junta-se a massa cozida e serve-se polvilhado com queijo parmesão ralado de fresco.

 

Nota: Existem outros recheios mas este, de queijo e espinafres, é o meu favorito

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Segunda-feira, 22 de Outubro de 2012

e agora na versão mexidos!

 

Esta é uma sopa para os que gostam muito de tomate maduro. Fica muito boa, com o seu sabor forte e, em vez dos ovos escalfados leva ovos mexidos na própria sopa.

Uma receita antiga, que só agora descobri, e que traz muito boas memórias a quem dela me falou, como a boa comida deve fazer.

 

Sopa de Tomate e Ovos Mexidos

 

 

1 cebola média

2 dentes de alho

3 tomates maduros

4 colheres de sopa de azeite

4 colheres de sopa de vinho branco (ou água)

Sal

2 ovos

Orégãos

 

Num tachinho aloura-se a cebola bem picadinha no azeite, junta-se o alho e deixa-se estalar. Por cima põem-se os tomates pelados e cortados em bocadinhos. Salpica-se de sal e rega-se com o vinho. Deixa-se ferver, baixa-se o fogo e refoga por cerca de 15 minutos mexendo de vez em quando, até o molho engrossar.

Partem-se os ovos para um recipiente e mexem-se. Deitam-se no molho de tomate e mistura-se bem.

Servir com pão (para aproveitar o molho todo!)

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 8 de Outubro de 2012

espetadinhas

Atenção! Isto nem é uma receita!!! Mas que é bom… lá isso…

 

Espetadas de tomates cereja com mozarela

 

 

 

Em pauzinhos de espetada põem-se tomates cereja intercalados com bolinhas de queijo mozarela.

Temperam-se com sal e pimenta e com um molho feito com azeite e vinagre balsâmico.

Serve-se fresquinho.

 

Nota: As bolinhas de mozarela compram-se nos supermercados, chamam-se Bocconcini e podem ser substituidas por pedaços de mozarela fresco.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quarta-feira, 3 de Outubro de 2012

doçuras outonais

Todos os anos os tomates cereja nascem espontaneamente na minha horta e dão, dão, dão que se fartam, sendo neste momento a única planta que ainda produz alguma coisa.

Todas as outras, desde as curgetes aos feijões, já há bastante desistiram e foram arrancadas da terra.

Para gastar algumas destas pérolas vermelhas optei por fazer um doce.

 

Doce de Tomate Cereja com Gengibre

 

 

800 grs de tomates cereja

1 dl de água

1 pedacinho de gengibre

400 grs de açúcar (para 550 ml de líquido)

 

Levar estes ingredientes ao lume e deixar ferver, esmigalhando os tomatinhos. Cozer por cerca de 10 minutos.

Escorrer num passador para descartar peles e sementes.

Medir o líquido. No meu caso deu 550 ml de líquido e juntei 400 grs de açúcar e sumo de meio limão.

Levar ao lume novamente com o pedacinho de gengibre e deixar fervilhar até ganhar a consistência desejada, cerca de uma hora.

Deitar bem quente em frascos esterilizados, colocar as tampas e guardar.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quinta-feira, 28 de Junho de 2012

Olé!!!

Não os comemos mas podemos comer as comidas deles {#emotions_dlg.blink}

Aqui estão algumas receitas que quedaron muy ricas!!!

 

Polvo à Feira (Polbo a Feira)

 

 

1 polvo pequeno

Sal grosso

Azeite

Pimentão em pó

 

Cozer o polvo na panela de pressão com um pouco de água durante 25 minutos logo que comece a ferver.

Retirar da panela, escorrer e cortar em rodelas. Salpicar com uma pitada de sal grosso.

Temperar com azeite e polvilhar com pimentão em pó.

 

Batatas com molho Alioli (Patatas Alioli)

 

 

 

4 batatas

1 ovo

Sumo de 1 limão grande

1 dente de alho grande

Óleo de girassol

Cebolinho

 

Cozer as batatas em rodelas. Escorrer a água e reservar.

Num copo misturador faz-se o molho Alioli: põe-se o ovo, o dente de alho, o sumo de um limão e óleo. Com a varinha mágica emulsiona-se de modo a ficar um molho mais líquido do que a maionese. Se necessário junta-se mais sumo de limão.

Envolvem-se as batatas no molho e polvilham-se com cebolinho cortado às rodelas.

 

Pão com Tomate (Pa amb tomaquet)

 

 

 

1 baguete

1 dente de alho

Azeite q.b.

1 tomate

Orégãos

 

Retirar as sementes ao tomate e ralar para ficar uma polpa. Descartar a pele.

Cortar a baguete em fatias e torrar ligeiramente.

Raspar o dente de alho nas tostas.

Servir as tostas com o tomate polvilhadas com os orégãos.

 

Nota: Regar com Sangria!

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 29 de Maio de 2012

Puttanesca???

É isso, o nome não engana e mesmo em italiano é isso mesmo que quer dizer! {#emotions_dlg.blink}

Agora porque é que tem este nome? Há quem diga que era uma receita fácil de preparar entre ‘clientes’. Outros dizem que ‘elas’ faziam este prato cujo aroma cativava os ‘clientes’.

Enfim, explicações para todos os gostos e esta receita também é para todos os gostos. É mesmo boa!

 

Pasta Puttanesca

  

  

3 colheres de sopa de azeite

8 filetes de achova (de lata, escorridos)

2 dentes de alho ralados

½ colher de chá de piri-piri

1 lata de 400 grs de tomate picado

150 grs de azeitonas pretas sem caroço ligeiramente esmagadas

2 colheres de sopa de alcaparras

3 colheres de sopa de salsa picada (opcional)

Sal e pimenta, a gosto

Esparguete q.b.

 

Cozer o esparguete em água a ferver temperada de sal.

Aquecer o azeite numa frigideira funda, num wok ou num tacho. Juntar as anchovas e cozninhar por três minutos esmigalhando com a colher de pau até que as anchovas estejam numa pasta. Depois juntam-se os alhos e o piri-piri e deixa-se apurar por mais um minuto.

Juntar tomates, azeitonas e alcaparras. Mexer e deixar cozinhar por dez minutos, mexendo de vez em quando. O molho vai engrossar.

Quando a massa estiver cozida, escorrer e reservar um bocadinho da água de cozer, cerca de meio copo. Juntar a massa ao refogado e envolver bem, se necessário acrescentar a água da cozedura que reservámos.

Polvilhar com a salsa picada e servir.

 

Nota: mais uma receita retirada do livro “Nigella Kitchen: Recipes From the Heart of the Home”

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:43
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Segunda-feira, 28 de Novembro de 2011

Uma receita para a Maria ou como nem sempre 'less is more'...

Esta receita é muito simples mas muito saborosa. Tanto serve de entrada como de prato principal e a inspiração veio de uma Sopa de Tomate à Alentejana que a Suspeita uma vez publicou.

Agora vai servir para responder ao desafio da Moira, que pedia receitas para a Maria, voluntária das Nações Unidas em Timor Leste e que tem acesso a muito poucos ingredientes e ainda menos utensílios de cozinha.

  

Ovos em Tomatada

 

 

 

1 cebola média

3 tomates maduros

1 raminho de salsa

4 colheres de sopa de azeite

4 colheres de sopa de vinho branco (ou água)

Sal

2 ovos

Orégãos

 

Num tachinho põe-se a cebola bem picadinha. Por cima os tomates pelados e cortados em bocadinhos e a salsa (inteira). Salpica-se de sal e rega-se com o vinho e azeite.

Leva-se ao lume até começar a ferver, baixa-se o fogo e deixa-se refogar por cerca de 15 minutos mexendo de vez em quando, até o molho engrossar.

Parte-se um ovo de cada vez para um recipiente e deita-se sobre o molho de tomate cuidadosamente. Salpica-se com os orégãos e deixa-se acabar de cozer (cerca de 5 minutos). 

Servir com pão (para aproveitar o molho todo!)

 

Nota: Os ingredientes utilizados fazem parte da lista de ingredientes a que a Maria tem acesso

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 23 de Setembro de 2011

cozinha muito rápida

No outro dia apanhei um programa num canal de cabo em que o Jamie Oliver estava a cozinhar uma data de coisas em 30 minutos. O que mostra como é possível fazer uma óptima refeição, com vários pratos, em pouco tempo. Claro que para isso é necessário:

a) saber de antemão o que se quer cozinhar...

b) ter os ingredientes ali ao pé

c) ser 'multi-serviço'

Uma das coisas que ele cozinhou foram umas feijocas. Adoro feijocas! E costumo comprar um frasco que depois acaba por andar por ali sem saber bem o que lhe hei-de fazer.

Daquilo que apanhei da receita tentei recriar para servir de acompanhamento para um jantar de amigos. É uma receita muito simples e ficou mesmo boa. Sem dúvida para repetir.

 

Feijocas com Alecrim

 

 

4 tiras de bacon

2 tomates bem maduros

1 frasco de feijocas

1 raminho de alecrim

Sal e pimenta fresca

Azeite e vinagre

 

Cortar o bacon em tirinhas e alourar numa frigideira.

Juntar os tomates pelados e em pedaços e as feijocas, com o líquido. Temperar de sal e pimenta moída na altura. Juntar o raminho de alecrim e deixar apurar e engrossar o molho.

Antes de servir salpicar com um bocadinho de vinagre e azeite (1 colher de sopa de cada) e mexer.

 

Nota: Em vez de alecrim pode ser usada outra aromática a gosto

 

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (6) | favorito
|
Segunda-feira, 19 de Setembro de 2011

I'm back...

Estou de regresso. E como a horta não foi de férias, há que gastar a produção das maneiras mais variadas.

Para as beringelas, esta foi uma das opções e ficou mesmo bem. Serve-se com pão estaladiço e um bom vinho tinto. Parece comida grega!

 

Beringelas Gratinadas

 

 

2 beringelas

Sal

100 grs de queijo Feta

Orégãos

Azeite

 

Molho de Tomate

1 cebola

Azeite

4 tomates maduros

Sal

 

Cortar as beringelas às rodelas e salpicar com sal. Reservar.

Fazer o molho de tomate alourando a cebola ligeiramente em azeite e adicionando os tomates sem pele e cortados em pedaços. Temperar com sal (e uma pitada de açúcar se os tomates forem ácidos).

Deixar ferver em lume brando por cerca de 20 minutos.

Entretanto passam-se as rodelas de beringela por água para retirar o sal e secam-se.

Passam-se por uma frigideira, sem qualquer gordura, apenas para grelhar ligeiramente. Reservam-se.

Numa forma de louça, põe-se um pouco de azeite no fundo, espalham-se rodelas de beringela (podem ser sobrepostas) e por cima deita-se metade do molho de tomate. Salpica-se com orégãos.

Esfarela-se o queijo feta e põe-se sobre o molho. Por cima as restantes rodelas de beringela e novamente o molho de tomate. Polvilhar com mais orégãos e levar ao forno por cerca de 30 minutos.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Segunda-feira, 22 de Agosto de 2011

comida de verão

Um prato rapidinho e super saboroso a lembrar ilhas paradisíacas no mediterrâneo.

Kali Orexi !!!

 

Perna de Peru à Grega

 

 

400 grs de perna de peru em cubos

3 alhos

2 tomates bem maduros

Azeite

Sal

Orégãos

1 limão

 

Temperar a carne com sal, orégãos e sumo de limão e deixar repousar por cerca de uma hora.

Estalar os alhos em azeite, juntar a carne e alourar. Adicionar os tomates em pedaços e cozer por 20 minutos.

Serve-se com um arroz branco ou massa ou puré.

 

Kali Orexi - que é como quem diz em grego: bom apetite

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 8 de Agosto de 2011

lá da horta

Desta receita, apenas o azeite e os alhos não são da minha produção. Fico mesmo contente por poder fazer refeições com ingredientes cultivados por mim!!!

É a segunda vez que faço Ratatouille, da primeira ficou tudo tão espapaçado que parecia um puré esquizofrénico e fiquei sem vontade de voltar a experimentar.

Mas sou apologista de segundas oportunidades por isso voltei a experimentar, desta vez com muita atenção aos tempos de cozedura. E ficou excelente!!! 

 

Ratatouille

 

 

 

1 cebola

3 dentes de alho

4 tomates

1 beringela

2 curgetes

½ pimento vermelho

½ pimento verde

1 ramo de cheiros (salsa, tomilho, aipo e cebolinho)

Sal

Azeite

 

Num tacho alouram-se a cebola e o alho no azeite.

Junta-se o tomate cortado em pedaços e mexe-se. Adiciona-se a beringela cortada em cubos grandes, a curgete cortada em cubos ou em rodelas (se forem pequenas), o pimento cortado em quadrados e o ramo de cheiros. Tempera-se com sal e deixa-se apurar em lume brando por cerca de 20 minutos, de modo a que os legumes mantenham a sua forma e não fiquem espapaçados.

Servir de acompanhamento a carne grelhada ou filetes de peixe panados.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quinta-feira, 21 de Julho de 2011

tartiza ou pizarte???

É uma pizza! Não, é uma tarte! Não, é uma pizza!

É bom. É fácil.

Toca a fazer

 

Tarte Pizza

 

 

1 embalagem de massa folhada

4 tomates bem maduros

1 queijo de cabra (100 grs)

Orégãos

Azeitonas

Azeite

 

Pôr a massa numa forma de tarte.

Dispor as rodelas de tomate. Por cima as fatias bem finas do queijo e as azeitonas cortadas em bocados.

Polvilhar com os orégãos e deitar um fio de azeite sobre tudo.

Levar ao forno por cerca de 30 minutos.

 

Nota: usei queijo Palhais (das embalagemos que trazem dois queijos de 100 gramas cada)

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Quinta-feira, 14 de Julho de 2011

mais uma novidade

Este ano encontrei sementes de curgetes redondas à venda. Toca a semear, a ver o que era aquilo. A planta é idêntica à das curgetes que já conhecemos e os frutos são na mesma curgetes, só que estas são redondinhas, lindas!

A primeira experiência culinária foi esta. Ficaram muito boas mas têm ainda muito potencial a descobrir. Acho que é desta que as vou experimentar cruas, numa salada...

 

Curgetes Redondas Recheadas

 

 

4 curgetes redondas

200 grs de carne picada

2 cebolas picadas

1 dl de azeite

sal e pimenta q.b.

1 queijo mozarela fresco

 

Molho de Tomate

4 dentes de alho

1 dl de azeite

3 tomates maduros

1 dl de vinho branco

1 dl de água

Sal q.b.

 

Cortar umas tampinhas no topo das curgetes, do lado do cabo que as prende à planta. Com uma colher de sobremesa retirar a polpa e reservar.

Picar a polpa em quadradinhos pequenos.

Numa frigideira aloura-se a cebola no azeite, junta-se a carne picada. Mexe-se e adiciona-se a polpa das curgetes também picada e salsa. Temperar com sal e pimenta e deixar apurar, cerca de cinco minutos.

Retirar do lume e juntar o queijo cortado em bocados.

Rechear as curgetes com esta mistura e colocar as tampinhas.

Num tacho faz-se um refogado com o alho, tomate, vinho, água e sal. Quando ferver dispõem-se as curgetes sobre este molho e cozem-se com o tacho tapado por 30 minutos.

 

Nota: Podem ser usadas curgetes das normais, cortadas ao meio, beringelas ou pimentos

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Quarta-feira, 13 de Julho de 2011

almoços portáteis #5 / poupança #2

É raríssimo ir almoçar a centros comerciais, ao que se chama ‘Praças da Alimentação’. Quando tem mesmo que ser, costumo escolher uma cadeia que serve comida mais ou menos natural e com toque mediterrânico.

Não consigo, contudo, deixar de me sentir extremamente roubada pelo que me cobram por uma pequena embalagem com uma salada ou mesmo uma sandes!!! Só paga quem quer, é certo, mas não deixa de ser um exagero.

Aqui está uma réplica de uma salada que comi há algum tempo e digo-vos, fica muito mais em conta feita em casa.

 

Salada de Fusili Tricolor e Atum

 

 

1 lata de atum

150 grs Fusili tricolor cozido

1 ovo cozido

1 tomate maduro

Salsa picada q.b.

Cebolinho picado q.b.

3 colheres de sopa de azeite

1 colher de sopa de vinagre

 

Numa taça misturam-se os ingredientes (o tomate e o ovo devem estar picados em quadradinhos).

Tempera-se com azeite e vinagre e refresca-se.

 

Notas:

usei tomates mini cherry porque agora estão em grande produção na minha horta mas na salada comprada o que usaram foi tomate normal;

usei salsa e cebolinho mas na salada comprada o que usaram foi apenas salsa;

a salada comprada foi 4,50€. Como podem ver na ficha utilizada, a que fiz (já contemplando desperdícios e outros consumos [água, gás, etc.]) fica pela módica quantia 1,15€;

os preços dados são de marcas brancas de hipermercado (vistos on-line).

 

 

  

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Quarta-feira, 2 de Março de 2011

no aproveitar...

Quando sobra um pedaço de carne assada, normalmente utilizo-a para fazer croquetes ou um empadão. Mas como queria variar dos aproveitamentos que é costume fazer, desta vez optei por uma 'receita' mais ao estilo italiano, com um bom molho de tomate.

 

Novilho em molho de tomate

 

 

1 cebola grande

3 colheres de sopa de azeite

1 lata de tomate em pedaços

400 grs de carne assada cortada em cubos

1 copo de água

1/2 copo de vinho branco

1 colher de sopa de molho inglês

1 malagueta de jindungo

sal

 

Num tacho aloura-se a cebola em azeite. Juntam-se os bocados de carne, deixa-se apurar e adiciona-se o molho ingês, o vinho e a malagueta. Mexe-se e apura por dois ou três minutos. Junta-se o tomate com o molho e a água e tempera-se de sal.

Coze e apura por 30 minutos, não é necessário mais porque a carne já está cozida, é apenas para envolver neste molho.

Servir com arroz branco e uma salada ou legumes cozidos.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Fevereiro de 2011

high expectations...

Há séculos que andava com vontade de experimentar Osso Buco!

Nunca tinha comido e tinha grandes expectativas acerca do dito.

Experimentado que está, foram maiores as expectativas do que o resultado...

Mas aqui fica a receita, adaptada de uma encontrada no site Chocolate and Zuchini 

 

 Osso Buco

 

 

2 colheres de sopa de azeite
2 colheres de sopa de farinha
2 bifes de osso buco
sal e pimenta
2 dentes de alho picados
2 cebolas picadas
3 tomates cortados em pedaços
1 folha de louro

1 raminho de salsa
1 haste de tomilho
1 copo de vinho branco
1 copo de caldo de carne
raspa de um limão

 

Passar os bifes por farinha e sacudir o excesso.

No fundo de uma panela de pressão aquece-se o azeite e alouram-se os bifes dos dois lados. Temperam-se de sal e pimenta e adicionam-se à panela os restantes ingredientes, excepto a raspa de limão.

Tapar a panela de pressão e deixar levantar fervura. Depois de levantar fervura, reduzir o lume deixar cozer por 30 minutos.

Desligar o lume e deixar que a pressão baixe. Retirar a tampa, polvilhar o estufado com raspa de limão e mexer bem.

Servir com arroz branco ou massa cozida.

 

Notas:

A carne ficou muito saborosa e o molho é muito bom mas a textura desta carne não era a melhor.

Receita a experimentar novamente mas com carne para estufar.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 23 de Novembro de 2010

que malandrinho

Sabem quando temos um cachorrito, e ele descobre que é bom a fazer buracos, ou seja, faz muitos, com vários tipos de profundidade e largura. Na relva, no leirão das nabiças, nas couves, no ruibarbo.

 

E nós: Cão Feio! Não, isso não se faz! Mau!!! Peste! Cão Mau!!! E ele percebe: Bá Bá Bá!!! Bá! Báá!!!E apontamos para os buracos e ele: Ei, ela reparou nos buracos giros que fiz. Vou fazer mais!!! Mas vou fazer quando ela não estiver a ver para ser surpresa!!!

Sabem?!? Calculei que não...

E entretanto vamos fazer um arroz cujo nome condiz com o cachorro.

 

Arroz Malandrinho

 

 

 

 

1 cebola picada

2 dentes de alho picados

1 haste de aipo picada

0,5 dl de azeite

1 copo de arroz

0,5 dl de vinho branco

3 tomates bem maduros

Água a ferver q.b (cerca de 1 litro)

 

Num tacho alouram-se a cebola, os alhos e o aipo no azeite. Junta-se o arroz, mexe-se sem deixar pegar e adiciona-se o vinho. Mexe-se novamente e juntam-se os tomates pelados e picados. Tempera-se de sal, deixa-se ferver e mistura-se um pouco de água, cerca de meio copo, sempre a mexer para não agarrar. Deixa-se evaporar a água e junta-se mais, novamente meio copo. Este processo vai-se repetindo até esgotar a água e o arroz estar cozido mas ainda com bastante molho que para o fim fica muito cremoso.

Excelente acompanhado de peixe frito.

 

 

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 12:45
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Segunda-feira, 30 de Agosto de 2010

bloody mary?

Não, é mesmo molho de tomate.

Pronto a levar ao congelador para usar naqueles meses em que o tomate que se vende nos supermercados parece de plástico...

 

Tomate passado 

 

 

 

2 kg de tomate

2 dl de azeite

 

Num tacho aquece-se o azeite e adicionam-se os tomates cortados em bocados, com pele e sementes.

Sim! Com peles e sementes.

Deixa-se refogar até estar mais ou menos desfeito e depois passa-se num passe-vite ou num coador.

Deita-se este molho em recipientes que posam ir ao congelador e guarda-se até ser necessário.

Pode ser utilizado para fazer arroz de tomate, para acrescentar em refogados, sopas, etc.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:30
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Sexta-feira, 27 de Agosto de 2010

fácil de fazer

Numa palavra: Deliciosa!!!

 

Quiche de Tomate e Queijo Cabra

 

 

1 embalagem de massa quebrada

1 tomate grande, maduro

1 queijo curado de cabra

1 dl de natas

1 dl de leite

2 ovos

orégãos

 

Numa tarteira põe-se a massa quebrada. Eu utilizo o papel onde a massa vem enrolada para servir de forro e assim não é necessário estar a untar a forma e também é mais prático para retirar a quiche da forma.

Sobre a massa põem-se rodelas de tomate. A base deve ficar toda coberta de rodelas mas não devem ficar sobrepostas.

Sobre o tomate esfarela-se o queijo. Este que usei é da marca Palhais, é bastante salgado e muito branquinho (uma embalagem traz dois).

Numa taça batem-se os ovos, leite e natas. Deitam-se sobre a base e por cima polvilha-se abundantemente com orégãos.

Vai ao forno médio cerca de 20 minutos, até dourar.

Servir com uma salada a gosto.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 12:42
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Segunda-feira, 23 de Agosto de 2010

em modo compota #3

Mais uma tentativa de guardar os excessos do verão. Desta vez foram os tomates. Cultivei quatro qualidades este ano: coração de boi, maçã, cherry e uns muito pequeninos e muito vermelhos, acho que nos Estados Unidos são conhecidos como Grape Tomato (tomate uva).

Os tomates cherry crescem espontaneamente na minha horta, nem preciso de os semear ou plantar porque como caem sempre sementes no ano anterior, quando chega a altura vêm cá para fora sozinhos. O único senão é crescerem em sítios onde não queria que eles estivessem mas enfim, quem sou eu para os contrariar...

 

Doce de Tomate com Anis Estrelado

 

 

1500 grs de tomate maduro

1200 grs de açúcar

4 estrelas de anis

1/2 pacote de pectina

 

Retirar a pele aos tomates. Os que usei estavam tão maduros que a pele saía facilmente, sem ser necessário o banho em água a ferver. Melhor, menos trabalho

Retirar as sementes e cortar os tomates em pedaços ou esmagar com as mãos para dentro de um tacho largo.

Juntar o açúcar e as estrelas de anis. Quem preferir pode substituir por outro sabor, canela em pau, casca de limão, etc.

Levar ao lume e deixar levantar fervura. Baixar o lume e deixar ferver por cerca de uma hora.

Retirar a espuma e adicionar a pectina. Mexer e deixar ferver mais 10 minutos.

Pôr em frascos esterilizados e tapar imediatamente.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Terça-feira, 17 de Agosto de 2010

ervas daninhas que se comem

Aproveitar o que a natureza nos dá, de graça, é das melhores coisas que pode acontecer.

Acontece com as beldroegas (Portulaca oleracea). Desde que me lembro nascem espontaneamente lá em casa. Apenas há poucos anos descobri que eram boas para comer e desde então, todos os anos no verão, em vez de as arrancar como fazia antigamente pois não eram mais do que ervas daninhas, aproveito-as em saladas. E que boas que são. Ricas em ácidos gordos (do tipo omega 3), vitaminas C e B e também magnésio, cálcio, potássio e ferro.

Não lhes falta nada!!!

 

Salada de Beldroegas e Tomate

 

 

1 molhinho de beldroegas, as folhas separadas

1 tomate grande, rijo, em rodelas

flor de sal

pimenta

azeite

vinagre de cidra

 

Numa taça dispor as rodelas de tomate. Por cima espalhar as folhas das beldroegas. Salpicar com flor de sal.

Adicionar o vinagre a gosto e regar com um fio de azeite.

Por cima de tudo polvilhar com pimenta acabada de moer.

 

 

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|

mais sobre mim

cuscar

quantos são? quantos são?

HTML Hit Counter
pc computer components

digam qualquer coisa

coolinaria@sapo.pt

A Belita no Facebook!

My taste

mytaste.pt

armazém de receitas

tags

todas as tags

os meus livros de receitas, alguns...

blogs SAPO

subscrever feeds