Sexta-feira, 27 de Outubro de 2017

Cá estão elas!

 

As maçãs. Se esta não é a melhor altura do ano para elas, qual será?

É que por esta altura há-as de imensas variedades, nas praças e mercados, dos amigos, mesmo daquelas que se vão apanhar em árvores por aí abandonadas.

 

Galette de Maçã (com canela e noz-moscada)

 

20171021_203832.jpg

 

1 embalagem de massa quebrada

4 maçãs variadas

Sumo de ½ limão

2 colheres de sopa de açúcar

2 colheres de sopa de farinha

Canela em pó q.b.

Noz-moscada q.b.

 

Descascar e cortar as maçãs em meias luas finas. Salpicar com o sumo de limão e envolver numa mistura de açúcar, farinha, canela e noz-moscada.

Estender a massa num  tabuleiro (aproveitar o papel onde vem embrulhada) e pôr as maçãs no meio espalhando ligeiramente mas deixando massa a toda a volta para dobrar um pouco por cima das maçãs.

Levar o tabuleiro ao forno até as maças estarem cozidas e a massa dourada, cerca de meia hora.

Servir morno ou frio, de preferência com uma bola de gelado.

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 1 de Setembro de 2017

aleluia!

 

Chegou a minha vez de ir espraiar as calorias à praia, ou ao campo, ou à serra, para onde apetecer já que nos próximos dias nem horários, nem despertadores, apenas livros, muitos para ler, receitas, muitas para experimentar e descanso, muito!

Até breve.

 

Tarte Tatin de Maçãs e Nozes

  

20170819_191945.jpg

 

1 placa de massa folhada

100 grs de açúcar amarelo

100 grs de manteiga

1 mão-cheia de nozes picadas

4 maçãs

 

No fundo de uma tarteira coloca-se o açúcar, a manteiga em pedacinhos, as nozes picadas e as maçãs descascadas e cortadas em fatias finas. Tapa-se com a massa folhada e leva-se ao forno por cerca de 30 minutos ou até a massa estar cozida.

Retira-se do forno e vira-se para um prato. Servir morno ou frio, se gostarem pode ser polvilhada com canela em pó.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

e é isto

 

Nada a fazer, raramente consigo que as coisas que faço fiquem com o excelente aspecto daquelas de onde tiro as receitas. Mas enfim, salva-se o sabor e isso já é qualquer coisa.

Não se deixem afugentar pela imagem, esta tarte de peras é das melhores que já fiz!

 

Tarte Fofa de Pera e Amêndoa

 

20170730_092457.jpg

 

90 grs de manteiga amolecida

90 grs de açúcar amarelo

2 ovos

100 grs de amêndoa moída (em farinha)

35 grs de farinha com fermento

¼ de colher de chá de fermento em pó

2 colheres de sopa de raspa de casca de limão

4 peras pequenas cortadas em fatias finas (descascadas)

Lascas de amêndoa para polvilhar

 

Aquecer o forno e untar uma forma rectangular.

Bater a manteiga e o açúcar com a batedeira. Juntar os ovos, a farinha de amêndoa, a farinha, o fermento em pó e a raspa de limão. Bater até envolver.

Deitar a massa na forma de tarte e por cima dispor as fatias de pera empurrando ligeiramente para dentro da massa. Salpicar com as lascas de amêndoa.

Levar ao forno por cerca de 35/40 minutos (verificar com um palito se o centro está cozido).

Retirar do forno, deixar arrefecer por dez minutos e desenformar.

 

Nota: acrescentei as lascas de amêndoa que não estão na receita original.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 5 de Maio de 2017

Pecado de Chocolate!!!

 

A sério! Esta receita. Do melhor que há.

 

Tarte de Chocolate e Doce de Leite

 

IMG_20170430_140004_704.jpg

 

200 grs de bolachas (usei Maria Fibra)

60 grs de manteiga derretida

2 colheres de sopa de cacau em pó

100 grs de nozes, tostadas

1 lata de leite condensado cozido (doce de leite)

200 grs de chocolate negro (70% cacau)

200 grs de natas espessas

 

No robot de cozinha trituram-se as bolachas e adiciona-se a manteiga derretida e o cacau.

Põe-se esta massa numa tarteira (usei uma rectangular de 40x10 cms) e pressiona-se bem para não ficar solta.

Põe-se as nozes picadas e tostadas sobre a base da tarte. Por cima espalha-se o leite condensado cozido - deve-se aquecer ligeiramente para que fique mais maleável e espalhe melhor.

Derrete-se o chocolate juntamente com as natas no micro-ondas e mexe-se vigorosamente para que fique liso e brilhante. Deita-se sobre o leite condensado cozido e leva-se ao frigorífico por umas horas para que fique firme.

Retirar do frigorífico dez ou vinte minutos antes de servir.

 

Nota: para cortar usar uma faca aquecida (eu esqueci-me  )

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito (1)
|
Sexta-feira, 28 de Abril de 2017

venha o fim de semana (grande!)

 

Para quem não sabe, o Ruibarbo é um vegetal que é tratado como uma fruta. Tem um sabor bastante ácido (ao estilo das maçãs Granny Smith). Usa-se apenas os talos (as folhas têm um elevado teor de ácido oxálico pelo que são toxicas) e faz umas sobremesas do melhor que há. Fica muito bem misturado com maçã ou morangos.

Não é muito comum ver à venda por cá, apenas em mercadinhos ou lojas de produtos biológicos. Eu cultivo-o na minha horta há anos e nunca me falha!

 

Tarte de Ruibarbo e Morangos

 

download.png

 

1 base de tarte de massa quebrada

200 grs de ruibarbo

200 grs de morangos

3 colheres de sopa de açúcar amarelo

1 colher de chá de extracto de baunilha

1 embalagem de 250 grs de queijo Mascarpone

1 lata de leite de coco fria

75 ml de xarope de ácer

 

Levar a base da tarte ao forno até estar bem dourada. Retirar e deixar arrefecer.

Levar um tachinho ao lume com o ruibarbo cortado em pedaços, os morangos cortados em quartos, o açúcar e a baunilha e deixar cozer por dez minutos. Deixar arrefecer.

Bater o queijo Mascarpone com o leite de coco (se pusermos uma lata no frigorífico por umas horas, fica muito espesso) e com o xarope de ácer. Pôr sobre a base da tarte e por cima a mistura de ruibarbo e morango.

Servir bem fresco.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 13 de Dezembro de 2016

Das sobras...

 

Quando sobra um pouco de bacalhau cozido e depois de bem olhado e remirado sabemos que não dá para mais que dois ou três bolinhos, e quando o salmão também só teria como destino uma sandes que não apetece e, mais grave ainda, quando a massa folhada já passou do prazo há dois dias, há que ser inventivo e fazer coisas lindas!

 

Tarteletes, duas versões (bacalhau e salmão)

 

IMG_20161202_125505.jpg

 

1 embalagem de massa folhada

1 alho francês (apenas a parte branca)

2 colheres de sopa de azeite

4 ovos

150 ml de natas de soja

120 ml de iogurte natural

Sal e pimenta q.b.

½ posta de bacalhau cozido, em lascas

2 colheres de sopa de uvas passas

1 malagueta pequena

50 grs de salmão defumado

2 ovos pequenos

 

Saltear o alho francês no azeite apenas até amolecer. Reservar.

Numa taça bater os ovos com as natas e o iogurte e temperar a gosto com sal e pimenta.

Dividir a massa folhada por quatro formas de tartelete. Pôr o alho francês salteado sobre a massa folhada.

Em duas tarteletes, põe-se o bacalhau em lascas, salpica-se com as uvas passas e a malagueta cortada em rodelas muito finas. Noutras duas tarteletes põe-se o salmão em lascas.

Deita-se a mistura de ovos e natas sobre o recheio das tarteletes. Nas de salmão põe-se também um ovo em cada.

Levam-se ao forno até estarem douradas, cerca de 25 minutos.

Servem-se com uma salada como prato principal.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 11 de Outubro de 2016

opções

 

Nunca são demais as opções para tartes, quiches ou outras sugestões de refeições vegetarianas. Confesso que cada vez menos me apetece comer carne e muitas das refeições, principalmente ao jantar, variam entre sopas e mais qualquer coisinha para aconchegar. 

 

Tarte de Cogumelos

 

IMG_20150720_125221.jpg

 

1 embalagem de cogumelos castanhos (300 grs)

2 dentes de alho

1 colher de sopa de azeite

Sal e pimenta q.b.

1 embalagem de massa folhada

1 queijo mozarela fresco

1 colher de sopa de orégãos

3 ovos grandes

100 ml de natas de soja

 

Saltear os cogumelos cortados em quartos ou fatias no azeite com os alhos picados. Temperar a gosto com sal e pimenta.

Estender a massa na forma. Cortar o queijo em pedaços e dispor sobre a massa. Polvilhar com os orégãos e por cima pôr os cogumelos salteados.

Numa taça bater os ovos com as natas e temperar com sal a gosto se necessário. Deitar na tarteira e por cima salpicar com pimenta moída na altura.

Levar a forno médio por 20 a 30 minutos.

 

Nota: Se sobrar um pouco de massa, podem-se fazer enfeites na tarte

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 6 de Maio de 2016

onde pára o calor?

 

Com este tempo não há desculpas para não acender o forno. Toca a fazer estas belezuras!

Quanto aos frutos vermelhos, eles agora são às paletes em qualquer supermercado e a um preço bem jeitoso.

Como disse, não há desculpas

 

Tarteletes de Mascarpone e Frutos Vermelhos

 

tarte.jpg

 

1 base de massa folhada

250 grs de queijo Mascarpone

100 grs de queijo-creme

50 grs de açúcar em pó

Framboesas

Morangos

Mirtilos

 

Forrar quatro formas de tartelete com a massa folhada e levar ao forno até estarem douradas. A meio da cozedura baixar o centro com uma colher pois tem tendência a insuflar. Depois de cozidas retirar do forno e arrefecer completamente.

Bater os queijos e o açúcar. Encher as formas de tarte com o queijo e por cima dispor as frutas.

Servir bem frio.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2016

das boas!

 

Esta receita estreou no Natal e já foi feita mais vezes desde então.

Também já foi dada, distribuída, comentada, agradecida.

Fica aqui no original, com a permissão da ‘dona’ e porque em equipa ganhadora não se mexe, como se costuma dizer 

E não me agradeçam, agradeçam à Mar

 

Tarte de Amêndoa e Caramelo

 

tarteamendoa.jpg

  

Para a base:

150 g de açúcar + 150 g de manteiga (tem que ser manteiga) + 2 ovos inteiros + 100 g de farinha + leite e sal q.b. 

 

Para a cobertura:

 150 g de açúcar + 1 pacote de natas + 150 g de amêndoas (costumo usar laminadas) + uma pitada de sal. 

 

Bate-se o açúcar com a manteiga e com os dois ovos durante 5 minutos. Entretanto, junta-se a farinha e continua a bater-se, reduzindo a velocidade da batedeira, para harmonizar melhor. A seguir, acrescenta-se um pouco de leite (menos de metade de um copo será o suficiente, mas é melhor avaliar-se no momento, que a quantidade pode variar consoante o tamanho dos ovos, por exemplo). Bate-se mais um pouco (cerca de três minutos) e leva-se ao forno a 180º C, durante cerca de 10 minutos (na dúvida, faz-se o teste do palito), numa forma redonda com fundo amovível.

Enquanto a base está no forno, leva-se ao lume o açúcar numa caçarola, até começar a fazer caramelo. Mexe-se continuamente, até ficar dourado-claro (não importa se houver alguns "grumos"). A seguir, acrescenta-se o pacote de natas. Ultrapassada a efervescência natural, mexe-se de imediato, para que as natas se integrem bem no caramelo. Vai formar-se uma espécie de torrão, mas não há problema. É inevitável. Basta tentar dissolver o que pudermos e retirar da caçarola o que restar desse torrão. Por fim, as amêndoas e um pouco de sal. Mantém-se ao lume durante mais dois minutos, mexendo sempre. A seguir, retira-se. Com alguma sorte, estes dois tempos vão coincidir e vai ser só cobrir a tarte com este caramelo delicioso e deixar arrefecer.

 

Notas minhas: 

  • Usei uma forma de tarte com fundo amovível mas forrei-a por fora com papel de alumínio para não passar nada para fora e queimar no forno
  • A minha base demorou cerca de 15 minutos a cozer
  • Usei amêndoas palitadas
  • O caramelo com as natas fica a parecer uma bola mas vai-se mexendo que acaba por se dissolver quase todo (o que ficar agarrado à colher de pau basta pôr de molho que sai)
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (6) | favorito
|
Terça-feira, 15 de Dezembro de 2015

venham elas!

 

Nada melhor para experimentar a massa de ontem do que esta receita, tão prática e fácil.

E faz um vistaço!

 

Tarteletes de Pescada e Pinhões

 

download (1).png

 

1 receita desta massa
3 filetes pequenos de pescada
1 cebola picada
2 colheres de sopa de pinhões
1 colher de sopa de raspa de limão
1 colher de sopa de salsa picada

1 colher de sopa de cebolinho picado
1 ovo

3 colheres de sopa de natas (usei de soja)
sal e pimenta q.b.

Azeite q.b.

Divide-se a massa da tarte em quatro e forram-se as formas de tarteletes.
Numa taça põem-se os filetes de pescada cortados aos bocadinhos pequeninos, tipo dados minúsculos. Junta-se a cebola picada, os pinhões, a raspa de limão, a salsa e o cebolinho picados, o ovo, as natas, o sal e a pimenta. Mexe-se bem e distribui-se pelas formas. 
Salpica-se cada uma com um fiozinho de azeite e levam-se ao forno cerca de meia hora até ficarem douradinhas.


Nota: Esta receita é muito versátil e dá para modificar os ingredientes, se não houver pinhões, usam-se nozes, amêndoas, cajus, etc. Se não houver cebolinho, põe-se apenas salsa, etc. Como em tudo o resto na cozinha, a imaginação de quem está a cozinhar e o estado de espírito é que ditam o que entra na receita.

 

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito (1)
|
Segunda-feira, 14 de Dezembro de 2015

rápido e bem

 

As massas de tarte prontas a usar à venda nos supermercados são mesmo úteis, estão ali tão à mão que por vezes pensamos que fazer a nossa massa nem merece o trabalho.

Pois  não é bem assim, há massas que se fazem em tão pouco tempo quanto levamos a retirar da embalagem e desenrolar uma de compra… além de que levam incomparavelmente menos gordura e ingredientes de que não sabemos dizer o nome sem ser a ler com muita atenção!

 

Massa de Azeite para Tarte

 

massa.jpg

 

250 grs de farinha (usei metade normal, metade integral)

1 pitada de sal

1 pitada de ervas aromáticas secas (opcional)

60 ml de azeite extra virgem

120 ml de água fria

 

Numa taça misturar a farinha o sal e as ervas aromáticas (usei tomilho).

No meio deitar o azeite e misturar com um garfo, de seguida a água (deve estar bem fria) e continuar a mexer com o garfo até envolver e depois mexer com a mão mas sem amassar demais. Formar uma bola e estender com o rolo da massa numa superfície lisa enfarinhada. Forrar a forma que se vai usar e reservar no frigorífico enquanto se prepara o recheio.

 

Nota: pode-se usar farinha de trigo normal, de espelta, mistura de centeio, etc.

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (4) | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Julho de 2015

eh láááá

 

Este ano tenho comido framboesas como se o mundo fosse acabar e eu tivesse que comer todas aquelas que não comi nos anos anteriores para ficar quite (as estilo ‘estamos quites’) com as framboesas da vida.

Por isso, sejam no iogurte ao pequeno almoço, em mousses, em gelados ou em tartes, elas têm sido presença constante.          

 

Tarte Fresca de Framboesas

 

download (1).png

 

200 grs bolachas (usei Maria Fibra)

50 grs de nozes tostadas

75 grs de manteiga

250 grs de queijo-creme

125 grs de iogurte grego

Mel q.b. (ou outro adoçante)

100 grs de chocolate branco

200 grs de framboesas

 

Ralar as bolachas ou esmagar, dentro de um saco de plástico, com o rolo da massa. Juntar as nozes e a manteiga derretida e misturar bem.

Forrar a base de uma tarteira com esta mistura e reservar.

Bater o queijo-creme com o iogurte natural grego e o mel (ou açúcar). Derreter o chocolate branco no micro-ondas e envolver no queijo. Pôr este creme sobre a base de bolacha. Enfeitar com as framboesas e levar ao frio até servir.

 

Nota: o chocolate branco que usei não era o ideal para culinária e não derreteu até ficar mesmo cremoso por isso, em vez de o envolver na mistura de queijo-creme e iogurte, barrei com ele a base de bolacha e por cima espalhei a mistura de queijo-creme.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Quarta-feira, 31 de Dezembro de 2014

Feliz Ano Novo!

Esta receita foi-me dada há mais de 20 anos por uma colega de trabalho. Costumava fazê-la de vez em quando nessa altura e depois, não sei porquê, nunca mais a fiz, embora a tivesse lá numa pastinha juntamente com outras relíquias desse tempo.

Aqui há uns dias, a falar com uma colega, ela disse-me que uma das memórias que tinha de quando era pequena era de uma vizinha que costumava fazer uma tarte de amêndoa que ela adorava e nunca conseguiu encontrar igual.

Dei-lhe esta receita e olhem, era mesmo esta! Já fiz mais uma pessoa feliz 

Aproveitei a embalagem e voltei a fazer. É mesmo boa!

 

Já agora: Feliz Ano Novo!

 

Tarte de Amêndoa Palitada

 

tarte.jpg

 

Base:

100 grs de açúcar

100 grs de margarina amolecida

2 ovos pequenos

200 grs de farinha com fermento

 

Bate-se o açúcar com a margarina, adicionam-se os ovos inteiros e a farinha com fermento. Põe-se esta massa numa tarteira e leva-se ao forno. Coze até metade, acaba de cozer quando tiver o recheio.

Entretanto faz-se o recheio.

 

Recheio:

125 grs de açúcar

1 colher de sopa de mel

125 gramas de manteiga

200 grs de amêndoa pelada e palitada

4 colheres de sopa de leite

 

Vai tudo ao lume numa frigideira e quando começar a alourar deita-se sobre a massa que se pões de novo no forno para acabar de cozer (cerca de 5 minutos é suficiente - pelo menos no meu forno).

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Sexta-feira, 12 de Dezembro de 2014

poor man's pecan pie

Esta tarte é facílima de fazer e com ingredientes quase sempre à mão.

Nos Estados Unidos é conhecida como ‘Tarte de Nozes à Homem Pobre’ porque embora tenha um ligeiro sabor a frutos secos, não leva qualquer tipo de nozes e sim aveia que é incomparavelmente mais barata! (daí o homem pobre…)

Seja como for, é deliciosa, gulosa, vistosa, mesmo a calhar.

 

Tarte de Aveia

IMG_3853.JPG

 

1 copo de flocos de aveia

½ copo de açúcar

½ copo de golden syrup ou mel

½ copo de manteiga ou margarina amolecida

1 pitada de sal

1 colher de chá de extracto de baunilha

1 base de tarte – massa quebrada

 

Estender a base da tarte numa tarteira.

Misturar bem todos os ingredientes e deitar na base da tarte.

Levar ao forno por cerca de 40 minutos.

 

 

tags: , ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (6) | favorito
|
Terça-feira, 28 de Outubro de 2014

belas receitas!

Há certas receitas que só a fotografia já nos faz querer fazê-las. Claro que no meu caso, o resultado final fica a anos luz daquilo que vi porque:

  1. Adoro cortar caminho e leio as receitas de modo enviesado;
  2. Tenho a mania de alterar ingredientes e até modo de fazer;
  3. As minhas fotografias… está tudo dito!

Mas no geral, as coisas até ficam muito boas. É o caso desta receita que era capaz de fazer outra vez seguindo exactamente as instruções. Ou não… (não seguindo as instruções, que esta vou fazer mais vezes!)

 

Tarte de Pescada com Alho Francês e Sementes de Papoila 

IMG_3706.JPG

1 embalagem de massa folhada

250 grs de filetes de pescada

1 alho-francês

50 ml de natas

3 ovos

1 folha de louro

3 colheres de sopa de azeite

½ copo de água

Sementes de papoila

Sal e pimenta q.b.

 

Numa frigideira põe-se a pescada com uma folha de louro, uma pitada de sal e uma colher de sopa de azeite. Tapa-se e deixa-se cozer em lume brando por uns dez minutos.

Retira-se a pescada da sertã, deixando algum líquido no fundo e põem-se as rodelas do alho-francês com mais duas colheres de sopa de azeite, ½ copo de água e sal.

Deixa-se cozer tapado por três minutos, retira-se a tampa e coze mais um bocadinho até evaporar o líquido. 

Estende-se a massa e polvilha-se com sementes de papoila e com o rolo da massa passa-se sobre as sementes para que adiram à massa. Põe-se a massa na tarteira e recorta-se o excesso de massa (no meu caso, que usei uma forma de tarte rectangular) e enrola-se num rolinho que se corta aos bocados para fazer as espirais de massa que se põem por cima da tarte. 

Com as mãos despedaça-se a pescada e põe-se no fundo da tarteira pondo as rodelas de alho francês por cima. Batem-se os ovos com as natas e tempera-se com sal e pimenta e deita-se na tarteira. Por cima espalham-se as espirais de massa folhada. Vai ao forno por meia hora ou até estar bem dourado.

Servir com uma salada para um jantar ligeiro.

 

Nota: usei uma massa rectangular do Lidl que dá para a minha tarteira mas sobra um pedaço de lado pelo que usei esse excesso para fazer as espirais. Se usarem uma base de massa redonda, é necessário outra para fazer as espirais.

 

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Segunda-feira, 11 de Agosto de 2014

“Chuva de agosto, apanhá-la com gosto”

Enquanto for chovendo, por pior que seja para os veraneantes, vai permitindo que tudo cresça na horta sem eu ter que regar.

E há diferença entre a rega e a chuva, que o digam os espinafres (!) que quando chove ficam logo muito mais viçosos e já se sabe, quanto mais se apanharem, mais dão. E as curgetes também agradecem a chuva.

 

Tartes de Curgete e de Espinafres

 

 

1 base de massa folhada para tarte

Curgetes

Espinafres

4 alhos

Azeite

4 ovos

250 ml de leite

100 ml de natas

Sal e pimenta q.b.

Pistachos

Avelãs

 

Numa frigideira aquece-se um pouco de azeite com 2 alhos picados e salteiam-se os espinafres ligeiramente temperados com sal e pimenta. Escorrer o excesso de líquido e reservar.

Na mesma frigideira põe-se mais um pouquinho de azeite com mais dois alhos picados e salteiam-se as curgetes às rodelas (usei duas pequenas) também ligeiramente temperadas. Reservam-se.

Bater os ovos com o leite e as natas e temperar com sal e pimenta.

Estender a massa e forrar uma forma rectangular e duas formas de tartelettes.

Na forma rectangular põem-se as curgetes e nas outras duas põem-se os espinafres. Por cima das curgetes põem-se pistachos picados e sobre os espinafres avelãs picadas. Distribui-se os ovos batidos com o leite e natas sobre as formas.

Levam-se ao forno por cerca de 30 minutos, até estarem douradas.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 27 de Junho de 2014

para repor os níveis de açúcar!

Uma amiga veio a minha casa buscar uma sacada de limões (que o meu limoeiro não pára!!!) e disse que quando chegasse a casa ía fazer esta tarte, que era facílima.

É sabido que não posso ver nada (ou ouvir) e fui logo para a cozinha fazer a receita também!

 

Tarte Fresca de Limão

 

 

1 pacote de bolacha torrada

75 grs de manteiga

1 embalagem de leite condensado

1 embalagem de queijo-creme

1 colher de sopa de água a ferver

Sumo e raspa de um limão grande

3 folhas de gelatina

 

Triturar as bolachas e misturar com a manteiga derretida. Pôr na base de uma tarteira.

Pôr as folhas de gelatina de molho em água fria por cinco minutos.

Numa taça misturar o leite condensado com o queijo-creme, o sumo e raspa de limão.

Escorrer as folhas de gelatina e juntar a colher de sopa de água a ferver para derreter. Juntar ao preparado anterior e deitar sobre a base da tarte.

Levar ao frigorífico até solidificar, por cerca de duas horas.

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (6) | favorito
|
Terça-feira, 8 de Abril de 2014

coisas simples

Não é necessário ter o frigorífico cheio de coisas para fazer uma tarte, ou várias tarteletes, bem saborosas e apetecíveis.

Com cebola ou alho francês ou curgetes ou espargos, há muitas coisas que fazem uma tarte excelente.

Depois o resto são acessórios: não há pistachos? Usam-se nozes. Ou amêndoas, ou mesmo pevides de abóbora ou sementes de girassol.

O que é preciso é imaginação já que a vontade de comer anda sempre por perto {#emotions_dlg.sarcastic}

 

Tartelete de Cebola e Pistachos

 

 

2 cebolas grandes

2 colheres de sopa de azeite

100 grs de queijo Feta

50 grs de pistachos

3 ovos

1 dl de leite

1 iogurte grego natural

Sal e pimenta preta

1 base de massa folhada

 

Cortar a cebola em meias luas finas.

Numa sertã alourar a cebola no azeite por cerca de 10 minutos, até estar acastanhada.

Estender a massa numa tarteira grande ou em quatro formas de tartelete. Por cima espalhar a cebola. Por cima da cebola esfarela-se o queijo Feta.

Numa taça batem-se os ovos com o leite e as natas. Tempera-se de sal e pimenta a gosto e deita-se por cima das cebolas. Polvilha-se com os pistachos grosseiramente picados e leva-se a forno médio por cerca de 25 a 30 minutos.

 

Nota: Quem preferir um sabor menos ácido deve substituir o iogurte por natas na mesma proporção

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 14 de Março de 2014

Irresistível...

Não sei se tem sido distracção mas há montes de tempo que não faço nada com maçã. Nem parece meu!!! Não me reconheço, devo andar doente ou isso. Ou isso…

Mas cá está, para me redimir aqui fica uma receita do mais simples que pode haver. Encontrei-a aqui e só posso dizer que a simplicidade às vezes é mesmo o que nos faz bem à alma.

 

Tarte de Maçã

 

 

1 embalagem de massa folhada

1 maçã grande

4 colheres de chá de açúcar amarelo

Licor de laranja (opcional)

Manteiga

Canela e açúcar em pó

 

Descascar a maçã e retirar-lhe o caroço. Cortar em meias luas bem fininhas.

Cortar 4 rodelas com cerca de dez centímetros de diâmetro de massa folhada e picar com um garfo de onde em onde.

Por cima espalhar o açúcar e dispor as fatias de maçã. Derreter a manteiga e pincelar as fatias de maçã. Salpicar com uns pinguinhos de licor se usar.

Levar ao forno bem quente por cerca de 20 a 25 minutos até estar bem tostada. Retirar do forno, deixar arrefecer um pouco e polvilhar com canela e açúcar em pó.

 

Nota: Pode-se servir com uma bola de gelado

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 7 de Fevereiro de 2014

it's a fake :)

Juro! Quando vi esta receita nem queria acreditar.

É uma daquelas, corre já para a cozinha e experimenta. Que foi o que fiz!

Como não tinha a quantidade de ingredientes pedida na receita decidi fazer apenas uma pequena, à experiência, com ligeiras alterações.

E ficou tão, mas tão maravilhosa que só me apetecia dar-me estalos por ter feito apenas uma amostra…

 

Tarte ‘falsa’ de chocolate

 

 

3 colheres de sopa de amêndoa ralada

8 tâmaras

4 colheres de sopa bem cheias de ‘mousse de chocolate

3 colheres de sopa de leite de coco

1 colher de sobremesa de mel

Bagas goji

 

Cortar as tâmaras em pedacinhos e com as mãos amassar com a amêndoa ralada. Ao fim de dois minutos a amassar, mais ou menos, temos uma pasta que dá para estender com o rolo da massa!

Estende-se com o rolo ou espalma-se com as mãos e forra-se uma forma de tartelete.

Por cima põe-se a mousse de chocolate.

Mistura-se o leite de coco com o mel e bate-se com uma vara de arames (ou com uma daquelas maquinetas para fazer espuma no leite) para ficar cremoso. Põe-se este creme sobre a mousse e por cima enfeita-se com bagas goji.

Vai ao frigorífico por uma hora.

Serve-se (e pensa-se: mas porque é que eu fiz apena uma amostra???)

 

Nota: Quando eu fizer uma do tamanho normal, rectifico aqui as quantidades.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Segunda-feira, 30 de Dezembro de 2013

gostos ou nem por isso

A única pessoa que conheço que não gosta de atum em lata é a minha Mãe.

À volta desta tarte, estávamos a comentar esse facto e eu comparei-o com o facto de ter uma amiga que não gosta de café. E logo a minha Mãe (que tem 88 anos): de café??? Mas TODA A GENTE gosta de café!!!!!!!!!!

(sim, Mãe, e de atum, não???)

Que risota.

 

Tarte de Atum

 

 

1 embalagem de massa folhada

1 alho francês

2 colheres de sopa de azeite

2 latas de atum, escorrido

2 colheres de sopa de uvas passas

3 ovos

100 ml de natas

Sal e pimenta a gosto

 

Pôr a massa na tarteira.

Cortar o alho francês em rodelas finas e saltear no azeite. Juntar o atum desfiado e mexer.

Espalhar a mistura do atum na massa da tarte e por cima polvilhar com as uvas passas.

Bater os ovos com as natas e temperar com sal e pimenta. Deitar sobre o atum e as passas e levar ao forno até alourar, cerca de 25 minutos.

 

Nota: se sobrar massa, pode-se fazer um enfeite na tarte

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Sexta-feira, 23 de Agosto de 2013

para o fim de semana

Passada a fase dos pêssegos-careca, foi a vez dos pêssegos ditos normais chegarem com toda a força.

Comidos de muitas maneiras, esta foi uma das melhores.

 

Tarte de Pêssego e Amêndoa

 

 

1 base de massa quebrada

5 pêssegos maduros

2 ovos

1 dl de natas

1 colher de chá extracto de baunilha (opcional)

5 colheres de sopa de açúcar

3 colheres de sopa de amêndoa ralada

1 colher de sopa de sementes de linhaça raladas

 

Estender a massa numa forma de tarte.

Descascar os pêssegos e cortar em fatias finas.

Bater os ovos com o açúcar, as natas, a baunilha, a amêndoa e a linhaça raladas.

Dispor as fatias de pêssego sobre a massa da tarte. Por cima deitar o creme de ovos.

Levar ao forno até estar dourado, cerca de 25 minutos.

Servir frio.

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 16 de Agosto de 2013

cá coisas...

Quando tenho tempo gosto de fazer as receitas de base, com tudo aquilo a que se tem direito. Nem sempre é possível, é a vida…

Nessas vezes em que não há tempo para fazer uma massa de tarte, para fazer um leite-creme a sério, usamos atalhos que não desrespeitem o nosso gosto pela cozinha e pelas boas receitas.

Ou seja, a minha ideia é: não é por nunca ter comido num restaurante com estrelas Michelin que tenho comido mal, longe disso!

Vou ali num instante para fim-de-semana que parece que me está a fazer falta {#emotions_dlg.sarcastic}

 

Tarteletes de Ruibarbo

 

 

1 embalagem de massa quebrada

300 grs de ruibarbo

3 colheres de sopa de açúcar

0,5 litro de leite

3 colheres de sopa de custarda em pó

3 colheres de sopa de açúcar

1 colher de chá de extracto de baunilha

100 grs de iogurte grego

100 grs de queijo de barrar

Mel ou açúcar qb para adoçar

 

Dividir a massa pelas quatro formas de tartelete. Picar o fundo com um garfo e levar ao forno por uns 20 minutos até estar cozida e alourada.

Cortar o ruibarbo em rodelas e levar ao lume com o açúcar por uns cinco minutos, até amolecer. Reservar.

Fazer um creme com o leite, o pó de custarda, o açúcar e o extracto de baunilha. Em alternativa pode-se usar uma embalagem de leite-creme instantâneo. Deixar arrefecer.

Pôr o creme já frio nas tartes também frias.

Misturar numa taça o iogurte grego com o queijo de barrar e adoçar a gosto com mel ou açúcar. Pôr esta mistura sobre o creme de custarda e por cima dividir o ruibarbo. Levar ao frigorífico até servir.

 

Nota: o ruibarbo pode ser substituído por amoras, framboesas ou mirtilos

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 19 de Julho de 2013

em vindo o verão...

Porque não quero que vos faltem ideias; e porque uma vizinha me deu uns quilos de framboesas pretas (que não é o mesmo que amoras); e porque mesmo estando um dia de outono, a um doce nunca se diz que não…

 

Tarte de Framboesas Pretas

 

 

200 grs de bolacha Digestive

75 grs de manteiga (ou margarina)

 

200 grs de framboesas pretas

50 grs de açúcar

 

1 queijo de barrar (tipo Philadelphia)

2 iogurtes naturais

100 grs de açúcar

3 folhas de gelatina

3 colheres de sopa de água a ferver

 

Esmagar as bolachas na picadora ou com um rolo da massa e misturar com a manteiga amolecida. Espalhar esta mistura numa forma de tarte com fundo amovível.

 

Amolecer as folhas de gelatina numa taça de água fria.

 

Numa caçarola levar ao lume as framboesas com 50 grs de açúcar até amolecerem, cerca de dez minutos.

 

Bater o queijo com o iogurte e o açúcar até ficar um creme liso e sem grumos.

Escorrer as folhas de gelatina e numa chávena misturar com a água a ferver de modo a derreter as folhas. Deitar este líquido na mistura do queijo e mexer bem.

Deitar esta mistura sobre a base de bolacha e levar ao frigorífico.

Quando estiver na hora de servir, deitar as framboesas amolecidas sobre a tarte.

Servir bem fresco.

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 21 de Maio de 2013

promoções

A aproveitar as promoções que agora se veem em todos os supermercados, comprei espargos a 1,99€ (molhinho com 15 espargos).

Embora seja caro, que é, é muito mais barato do que 3,59€ que é o que tenho visto em alguns sítios.

Se encontrarem aproveitem e se nunca provaram espargos frescos, deviam ter que prestar contas a alguém!

É um crime não comer uma coisa tão boa {#emotions_dlg.drool}

 

Tarte de Curgete e Espargos 

 

 

1 embalagem de massa folhada

1 curgete

1 alho francês

6 espargos

2 colheres de sopa de azeite

1 dl de natas (usei de soja)

1 dl de iogurte grego natural

3 ovos

Sal

Pimenta

Amêndoas laminadas

 

Cortar o alho francês em rodelas fininhas, a curgete em rodelas e os espargos em pedaços com cerca de 2 cms, deixando os topos maiores, cerca de 5 cms.

Alourar o alho francês no azeite juntamente com as curgetes e os espargos por cerca de 5 minutos e salpicar com uma pitada de sal. Reservar.

Numa taça bater as natas, o iogurte e os ovos. Temperar a gosto com sal e pimenta.

Estender a massa folhada numa forma de tarte, pode ser redonda ou rectangular.

Deitar a mistura de alho francês, curgetes e espargos (os pedacinhos menores) na tarteira e por cima verter a mistura de ovos, natas e iogurte. Enfeitar com os pedaços maiores de espargos e por cima polvilhar com as amêndoas laminadas.

Levar ao forno até alourar e a massa estar bem cozida, cerca de 25 minutos.

Retirar do forno e deixar arrefecer um pouco.

Servir com uma salada.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (5) | favorito
|
Sexta-feira, 26 de Abril de 2013

a um bom fim de semana

A Primavera nota-se pelas temperaturas (e esta, já com algum tempo, só nos últimos dias se fez sentir) e também pelos produtos que vão aparecendo nas bancas do mercado.

No caso dos morangos, embora se vejam quase todo o ano, é por esta altura que os preços estão mais baixos e nos convidam a usar e abusar deste fruto. Os da minha horta, pelo andar da carruagem, só lá para o verão é que os vejo…

 

Tarteletes de Morango 

 

 

Massa das tarteletes

1 embalagem de massa quebrada

 

Creme de Leite

½ litro de leite

2 tiras de casca de limão

100 grs de açúcar

2 colheres de sopa de farinha Maizena ou Custarda

2 gemas

 

Morangos

200 grs de morangos maduros

Folhas de hortelã

 

Forrar as formas de tarteletes com a massa da tarte e picar o fundo com um garfo. Levar ao forno até cozer, cerca de 20 minutos. Deixar arrefecer.

 

Juntar o açúcar com a farinha Maizena e adicionar o leite mexendo de modo a não criar grumos. Adicionar as gemas e mexer bem. Juntar a casca de limão e levar ao lume até engrossar, tendo o cuidado de mexer para não agarrar.

Deixar arrefecer.

 

Na base das tarteletes deitar o creme de leite já bem frio. Por cima dispõem-se os morangos cortados em fatias e enfeita-se com folhas de hortelã.

 

Serve-se fresco.

 

Nota: Fiz a massa para estas tarteletes com uma mistura de farinha com farinha integral mas perdi a receita {#emotions_dlg.blushed}

Em alternativa é feita com massa quebrada de compra, que também já utilizei para fazer estas tarteletes.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Terça-feira, 23 de Abril de 2013

doçaria

Para uma sobremesa rápida de fazer e de comer! E gastam-se amoras, que é para ir libertando espaço na arca congeladora para as que vou apanhar no verão {#emotions_dlg.happy}

 

Tarte Tatin de Maçã e Amoras

 

 

 

5 maçãs pequenas

1 mão cheia de amoras

100 grs de açúcar amarelo

50 grs de manteiga em cubinhos

1 base de massa folhada

 

Descascar as maçãs, cortar em quartos e depois em fatias grossas.

No fundo de uma tarteira de fundo fixo põe-se o açúcar e a manteiga.

Por cima as maçãs e as amoras.

Tapar com a massa folhada e levar a forno quente por 25 minutos, até a massa estar toda dourada.

Virar para um prato mais largo do que a forma, de modo a que  as maçãs e as amoras fiquem para cima.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (4) | favorito
|
Sexta-feira, 1 de Fevereiro de 2013

a crush on ginger...

Esta receita é neozelandesa e foi-me dada por uma amiga de lá. Diz que é tão popular por aqueles lados como por cá é por exemplo o pão de ló.

Toda a gente tem a sua receita. Esta é a da Ann.

 

Fatias de Gengibre (Ginger Crush) 

 

 

Base:

125 grs de manteiga

100 grs de açúcar

225 grs de farinha

1 colher de chá de fermento em pó

1 e ½ colheres de chá de gengibre em pó

 

Cobertura:

75 grs de manteiga

2 colheres de sopa de Golden Syrup (ou mel)

80 grs de açúcar em pó

1 colher de sopa de gengibre em pó

 

Aquecer o forno. Untar uma forma de tarte. Reservar.

Para a base: Bater a manteiga com o açúcar até ficar cremoso, em seguida misturar a farinha, o fermento e o gengibre e mexer até formar uma bola de massa. Se necessário molhar as mãos para amassar.

Espalhar a massa na tarteira com as mão (é mais fácil do que com o rolo, esta massa trabalha-se bem sem pegar, apesar de mole). Levar ao forno por 20 minutos, até estar dourada.

Entretanto faz-se a cobertura. Numa caçarola derrete-se a manteiga, o golden syrup (ou mel) e logo que derretidos junta-se o gengibre.

Quando a base da tarte estiver cozida, retira-se do forno e enche-se com a cobertura. Deixar arrefecer até estar morno, retirar da tarteira e cortar em fatias.

 

Notas: usei manteiga meio sal; o Golden Syrup pode ser encontrado em alguns hipermercados ou El Corte Inglês

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Janeiro de 2013

tarte salgada

Agora que conheço estas abóboras pequeninas e que se encontram à venda por todo o lado, não há desculpas para não as usar vezes sem conta. Apesar de meio adocicadas, com os ingredientes certos para contrabalançar fazem uns belos petiscos.

 

Tarte de abóbora assada

 

 

1 embalagem de massa folhada

50 grs de bacon

25 grs de queijo da ilha

25 grs de queijo parmesão

2 colheres de sopa de caju em pedaços

1 abóbora assada, pequena

2 ovos

1 dl de natas de soja

Sal e pimenta q.b.

 

Saltear o bacon cortado em cubinhos numa frigideira até ficar estaladiço e largar a gordura.

Estender a massa na tarteira e no fundo colocar metade do queijo, o bacon, a abóbora cortada em cubinhos, o caju e o restante queijo.

Numa taça bater os ovos com as natas e temperar a gosto com sal e pimenta. Deitar esta mistura na tarteira e levar a forno quente até estar dourada e a massa folhada bem cozida.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 7 de Dezembro de 2012

hmmmmm...

 

Esta tarte de chocolate, que fiz pela primeira vez há anos, é muito boa. Se gostarmos de chocolate! Se não, esqueçam, esta é para os amantes {#emotions_dlg.tongue}

 

Tarte de Chocolate Caribenha

 

 

50 grs de manteiga

¾ de copo de açúcar castanho (ou amarelo)

3 ovos

200 grs de chocolate negro (75% cacau) derretido

2 colheres de chá de café solúvel em pó

2 colheres de sopa de rum

¼ de copo de farinha

1 copo de nozes picadas (reservar algumas inteiras para decorar)

1 base de massa quebrada

 

Aquecer o forno a 180ºC. Forrar uma tarteira com a massa da tarte.

Bater a margarina e o açúcar numa taça até ficar cremoso. Adicionar os ovos, um de cada vez, batendo bem entre cada ovo. Juntar o chocolate, o café e o rum. Mexer bem e juntar a farinha e as nozes à massa.

Deitar a mistura na tarteira, sobre a massa da tarte. Enfeitar com algumas metades de noz.

Levar ao forno por cerca de 25 minutos. Convém verificar um pouco antes para ver se está pronto.

Retirar do forno e deixar arrefecer. Levar ao frigorífico por uma hora antes de servir.

 

Nota: a fotografia não faz justiça a esta tarte...

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:36
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quinta-feira, 8 de Novembro de 2012

grande mistura!

Para usar uma parte da abóbora que assei vi o que é que havia pelo frigorífico e depois foi ir metendo os ingredientes nas forminhas e levar ao forno.

Apesar de os ingredientes parecerem não pertencer ao mesmo campeonato, o resultado final foi surpreendente e digno de repetição!

 

Tarteletes de Nabiça, Abóbora e queijo Feta

  

 

1 embalagem de massa folhada

100 grs de nabiças cozidas

½ abóbora manteiga assada

100 grs de frango cozido desfiado (opcional)

75 grs de queijo Feta

150 ml de leite

2 ovos

Pimenta q.b.

Noz-moscada q.b.

 

Forrar as formas de tartelete com a massa folhada. Sobre a massa põe-se uma camada de nabiças cozidas, por cima a abóbora assada cortada em pedacinhos do tamanho de dados, o frango desfiado (se usar), e o queijo Feta esfarelado.

Batem-se os ovos com o leite e temperam-se de pimenta fresca e uma pitada de noz-moscada (não é necessário sal porque o queijo Feta já é bastante salgado).

Levam-se ao forno a cozer até estarem bem douradas, cerca de 25 minutos.

 

Nota: O frango pode perfeitamente ser omitido desta receita. Usei-o apenas porque tinha um restinho para gastar mas uma das tarteletes não levou frango e estava maravilhosa na mesma.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 13 de Agosto de 2012

tarte salgada

As tartes, quiches e afins são uma boa opção para jantares ligeiros ou mesmo para piquenicar.

Agora que as curgetes e os alhos franceses estão a dar em grande estilo (ao contrário dos tomates que sofreram um ‘arejo’ e estão quase todos estragados) há que ser inventivo na mistura de ingredientes para que não pareça que estamos sempre a comer o mesmo.

 

Tarte de Curgete e Alho Francês

 

 

2 curgetes

1 alho francês

Azeite

Sal e pimenta

1 bola de queijo mozarela

Vinagre balsâmico q.b.

3 ovos

150 ml de natas de soja

Folhas de manjericão

1 embalagem de massa folhada ou quebrada

 

No azeite saltear as curgetes e o alho francês cortados em rodelas. Temperam-se com sal e pimenta ou com Adobo (mistura de sal e especiarias).

Entretanto corta-se o queijo mozarela em rodelas e salpica-se com vinagre balsâmico.

Batem-se os ovos com as natas e mistura-se o manjericão picado. Tempera-se com sal e pimenta a gosto.

Estende-se a massa na tarteira. Por cima dispõem-se as curgetes e alho francês. Sobrepõem-se as rodelas de queijo mozarela. Deita-se a mistura de ovos e natas sobre os restantes ingredientes e leva-se ao forno até alourar.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Agosto de 2012

fruta da época...

Ao contrário do ano passado, este ano o meu pessegueiro deu apenas três pêssegos… Triste, eu sei, mas o que se pode fazer? Ralhar não resulta, posso-vos garantir.

No entanto, a minha irmã tem um pessegueiro que pela primeira vez decidiu mostrar ao mundo que também pode dar pêssegos em tal quantidade que é necessário pôr paus a segurar os ramos para não partirem, tal é o peso da fruta que carregam.

Por isso fiz esta tarte.

 

Tarte de Pêssego

 

 

 

1 e ½ copos de farinha (+ 2 colheres de sopa de farinha)

1 pitada de sal

¾ de copo de açúcar (+ 1 colher de sobremesa de açúcar)

¼ de copo de óleo de girassol

¼ de copo de azeite

2 colheres de sopa de leite

½ colher de chá de extracto de amêndoa (opcional)

2 colheres de sopa de manteiga fria

3 a 5 pêssegos

½ colher de chá de cardamomo em pó

 

Para a base:

Misturar a farinha de trigo com uma colher de chá de açúcar e uma pitada de sal.

Numa taça misturar o óleo, o azeite e o leite. Juntar esta mistura à farinha e mexer com um garfo, até humedecer. Deitar esta mistura numa forma de tarte e espalhar com a mão aberta, de modo a que a massa fique toda com a mesma espessura e também nas paredes da tarteira. Reservar.

Numa taça mistura-se o açúcar (3/4 de copo) com as duas colheres de sopa de farinha e a manteiga cortada em pedacinhos. Misturar até ficar parecido com migalhas.

Cortar os pêssegos sem descascar em fatias finas, com cerca de 1 cm. Dispor os pêssegos na base da tarte de maneira artística ou apenas às carreiras. Por cima dos pêssegos espalha-se a mistura de migalhas e polvilha-se com o cardamomo em pó.

Leva-se a tarte a forno previamente aquecido por cerca de 30 minutos (dependendo do forno pode ser necessário mais uma bocadinho) ou até a crosta estar douradinha.

Servir morno ou frio com uma bola de gelado.

 

Nota: pode-se substituir o cardamomo em pó por noz moscada ralada

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 6 de Julho de 2012

que frescura

 

Esta foi a primeira tarte que fiz usando o método de pré-cozedura da base.

 

Ficou muito boa, parecia um biscoito gigante porque ficou muito crocante, a combinar muito bem com o recheio fresquinho.

 

Os mirtilos, esses, vieram da Feira do Mirtilo, em Sever do Vouga.

 

 

Tarte de Mirtilos

  

 

Massa da tarte

120 grs de farinha de trigo

40 grs de farinha de espelta

40 grs de amêndoa em pó

40 grs de açúcar

90 grs de manteiga

1 ovo

 

Recheio da tarte

250 grs de queijo Mascarpone (uma embalagem)

150 grs de iogurte grego

1 colher de chá de água de flor de laranjeira

3 colheres de sopa de açúcar em pó

Mirtilos para enfeitar

 

Misturar a farinha de trigo com a espelta (usei flocos de espelta moídos no moinho de café) e a amêndoa ralada e o açúcar. Misturar a manteiga bem fria com as pontas dos dedos até formar migalhas. Depois juntar o ovo e mexer bem. Reservar a massa no frio por uma hora.

 

Quando for para cozer a massa, estende-se com o rolo e põe-se na tarteira. Se for difícil de estender põe-se na tarteira e com as mãos espalha-se. Põe-se papel de ir ao forno sobre a massa e enche-se a tarteira com feijões ou grão secos. Leva-se ao forno por dez minutos, depois retiram-se os feijões ou grão e põe-se novamente a tarte a cozer por mais dez minutos. Retirar do forno e deixar arrefecer. Isto pode ser feito na véspera.

 

Juntar o queijo com o iogurte, a água de flor de laranjeira e o açúcar em pó. Espalhar sobre a massa da tarte previamente cozida e por cima enfeitar com os mirtilos. Servir bem frio.

 

Notas:

pode ser usada outra fruta em vez dos mirtilos

a farinha pode ser toda de trigo em vez de trigo e espelta

a água de flor de laranjeira pode ser substituída por raspa de limão

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quarta-feira, 4 de Julho de 2012

perishable thoughts

 

Pré-cozedura/Cozedura cega

  

 

Cozer a massa de uma tarte sem o recheio.

Para que a forma da massa se mantenha, usam-se pesos como feijões, grão-de-bico, arroz, pedras, moedas, etc.

Neste caso usei grão-de-bico e foi a primeira vez que fiz uma pré-cozedura de uma tarte. Normalmente se isso é pedido faço-o sem pesos (à trapalhona, mesmo) ou quando a seguir a tarte vai ao forno com o recheio, nem sequer faço a pré-cozedura (a minha versão corta-mato…).

Neste caso portei-me bem e depois de espalhar a massa pela tarteira, tapei com papel de ir ao forno e preenchi o que seria o recheio da tarte com grão-de-bico seco.

 

Nota: As avelãs foi só para a foto {#emotions_dlg.sarcastic}

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Maio de 2012

de regresso

Com a chegada da chuva, mais abundante, os espinafres têm crescido bastante e o que era um pezinho solitário e moribundo é agora uma planta muito frondosa de onde quanto mais folhas se tiram mais se reproduz!

 

Quiche de Espinafres e Pistachos 

 

 

Massa:

50 grs de farinha de grão de bico

50 grs de farinha de trigo sarraceno

20 grs de flocos de aveia moídos

130 grs de Farinha de trigo integral

¼ de copo de azeite

½ copo de água bem fria

 

Recheio:

1 molho de espinafres

3 dentes de alho esmagados

1 colher de sopa de azeite

Sal e pimenta q.b.

3 ovos

¼ de copo de iogurte natural (usei do grego)

1 copo de leite

75 grs de queijo Feta

25 grs de pistachos

 

Massa:

Misturar as farinhas numa taça, fazer um buraco no meio e deitar aí o azeite e a água. Envolver toda a farinha no líquido até se despegar das paredes, fazer uma bola e reservar.

 

Recheio:

Saltear os espinafres no azeite com os alhos e uma pitada de sal e pimenta, apenas por três ou quatro minutos. Escorrer a água que se formou.

Bater os ovos com o iogurte e o leite. Adicionar o queijo Feta esfarelado e misturar os espinafres.

 

Estender a massa com um rolo até ficar bem fina. Pôr a massa na tarteira e recortar o excesso. Deitar a mistura dos ovos e espinafres sobre a massa e por cima espalham-se os pistachos cortados em bocadinhos.

Vai ao forno médio por 20 minutos.

Servir com uma salada.

 

Nota: O recheio não leva sal porque o queio Feta já é bastante salgado.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quarta-feira, 11 de Abril de 2012

e mais uma...

Sempre que anda por casa uma base de massa folhada (sinceramente nunca tive coragem de a fazer e estão sempre tão à mão e tão baratas nos supermercados que acho que nem pelo trabalho…) acaba por ir ficando no frigorifico quase até à data limite (às vezes até passa…). E depois lá vem uma solução de recurso, normalmente a meio da semana, para o jantar, e que não  dê muito trabalho nem demore muito tempo.

 

Tarte Gratinada de Cogumelos

 

 

1 base de massa folhada

400 grs de cogumelos

3 dentes de alho em palitos

Azeite

Sal e pimenta (ou outro tempero)

Orégãos

50 grs de queijo da Ilha ralado

 

Cortar os cogumelos em fatias com cerca de meio centímetro. Saltear por cinco minutos numa frigideira com alho e azeite e temperar a gosto (usei adobo e orégãos).

Estender a massa na tarteira. Por cima espalham-se os cogumelos e alhos que se polvilham com o queijo ralado no momento.

Leva-se ao forno até a massa estar dourada e o queijo bem derretido.

 

Nota: Pode-se usar uma mistura de queijos para gratinar

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2012

saem sempre bem

Com as bases de tartes prontas a usar é bastante rápido pôr uma refeição na mesa ao jantar. Acompanhadas de uma salada ou para complementar uma sopa mais leve, as tartes salgadas ou quiches são excelentes. Normalmente a usar aqueles ingredientes que até já andam lá por casa. E os que não andam, substituem-se!

 

Tarte de Cogumelos e Nozes 

 

 

200 grs de cogumelos Portobello

2 colheres de sopa de azeite

Sal e pimenta

 

1 base de massa folhada

50 grs de queijo da Ilha

6 nozes picadas grosseiramente

2 ovos

2 dl de leite

Sal e pimenta

 

Saltear os cogumelos no azeite cortados em fatias muito finas. Temperar com sal e pimenta ou outro tempero à escolha (usei Adobo). Reservar.

Estender a massa na forma. Aproveitar o papel que vem a enrolar a massa de compra porque assim não é necessário untar a forma.

Ralar metade do queijo e pôr na base da tarte. Por cima espalham-se os cogumelos e salpicam-se com as nozes.

Batem-se os ovos e o leite e temperam-se com sal e pimenta. Vertem-se sobre os cogumelos e leva-se a tarte ao forno até alourar, cerca de 30 minutos.

 

Nota: Podem ser usados outros tipos de cogumelos

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2012

tarte merengada

Não sei se já disse aqui mas tenho uma limeira. Nos primeiros anos depois de plantada nem flores deu, depois os cães partiram-na, depois passaram mais uns anos sem se passar nada a não ser folhas e agora, de há três anos para cá começou a dar. E este ano DEU!!!

Mais limas do que as que se podem gastar, mesmo se fizermos caipirinhas por atacado {#emotions_dlg.blink}

 

Tarte de Lima com Merengue 

 

 

200 grs de bolachas Digestive

100 grs de manteiga amolecida

4 ovos

4 colheres de sopa de açúcar

1 lata de leite condensado

½ copo de sumo de lima

Raspa de uma lima

 

Triturar as bolachas e juntar  a manteiga. Deitar esta mistura na base de uma forma de tarte de fundo amovível.

Numa taça batem-se as gemas com o leite condensado e o sumo de lima. Deita-se este creme sobre a base da tarte e vai ao forno por dez minutos.

Entretanto batem-se as claras em castelo, junta-se o açúcar e a raspa da lima.

Retira-se a tarte do forno, espalha-se o merengue por cima e vai novamente ao forno até alourar (outros dez minutos).

 

Nota: Usei margarina Becel Cozinha em vez da manteiga

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 12:35
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2012

tarte rectangular

Esta receita foi feita propositadamente para estrear esta forma que me ofereceram no Natal (obrigada Afilhada!).

Andava há bastante tempo à procura de uma forma destas e estava vai não vai para mandar vir ‘de fora’.  Faz um efeito muito bonito, não acham? Fiquei mesmo contente com o presente.

Entretanto descobri iogurte grego em embalagens de litro (no Lidl) e além de ser fabuloso para o pequeno almoço, pode bem ser usado para substituir natas em qualquer receita (desde que não sejam para bater) pois é tão ou mais cremoso que as natas.

  

Tarte de cebola caramelizada

 

 

1 base de tarte

2 cebolas grandes

Azeite

200 grs de iogurte grego

75 grs de queijo da Ilha

3 ovos

Sal e pimenta

1 dl de leite

 

Alourar a cebola em pouquinho azeite até caramelizar, entre dez a quinze minutos, mexendo de vez em quando para não queimar. A cebola ao largar os açúcares que a compõem fica como que caramelizada.

Entretanto faz-se uma massa de tarte (fiz esta receita) ou então estende-se uma massa quebrada de compra.

Numa taça batem-se os ovos com o iogurte, o leite e os temperos a gosto.

Por cima da base da tarte espalha-se a cebola caramelizada e rala-se o queijo por cima da cebola. Deita-se a mistura de ovos, leite e iogurte sobre a tarte. Vai ao forno por 25 a 30 minutos.

Serve-se como prato principal com uma salada ou a acompanhar uma sopa.

 

Nota: A receita do creme e mesmo a da massa é bastante pelo que deu para fazer mais duas tarteletes que fiz do seguinte modo:

 

Tarteletes de Atum e Passas

 

Forram-se as formas com massa, por cima rala-se queijo, põem-se uma passas de uva e sementes de abóbora ou de girassol, uma lata pequena de atum dividida pelas duas tartes e por cima a mistura de iogurte. Coze em forno quente por 20 minutos, até alourar.

 

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Segunda-feira, 5 de Dezembro de 2011

a prazo

Gosto de ter no frigorífico uma base de tarte de massa folhada, pronta a usar. Normalmente é comprada sem ter destino marcado e por vezes está mesmo no fim do prazo e ainda nem foi usada.

Foi o caso desta que teve que ser gasta à pressa e a maneira de a gastar foi esta, pensada à medida que se ía fazendo.

 

Tartinhas de atum 

 

 

 

1 embalagem de massa folhada

1 lata de atum

Azeite q.b.

1 cebola

1 colher de sopa de passas

10 azeitonas

Pimenta

Salsa picada

2 ovos

1 dl de leite

sal e pimenta (ou Adobo)

 

Dividir a massa pelas formas aproveitando o papel para forrar.

Alourar a cebola cortada em meias luas muito fininhas no azeite. Juntar o atum desfiado, as passas e a salsa picada e temperar com pimenta.

Numa taça batem-se os ovos com o leite e os temperos.

No fundo da massa da tarte põem-se as azeitonas picadas. Por cima espalha-se a mistura de atum e cobre-se com o ovo e leite batidos.

Vai a forno médio por cerca de 25 minutos, até alourar.

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quarta-feira, 12 de Outubro de 2011

mão na massa

Gosto muito de fazer tartes, quiches, tarteletes e afins. Confesso que a maior parte das vezes tenho preguiça de fazer a massa das tartes e acabo por usar da de compra, seja massa quebrada ou massa folhada. Mas o que é certo é que essas massas vêm carregadas de gorduras e se podemos fazer coisas boas e mais saudáveis, temos que vencer a preguiça e meter ‘a mão na massa’.

Foi o que fiz com esta massa, que saiu espectacular, super crocante e saborosa e mesmo fácil de fazer. Já não há desculpas!

 

Tarteletes de Bacon em Massa de Azeite

 

 

200 grs de farinha de trigo

50 grs de farinha de trigo integral

1 colher de sopa de sementes de linhaça moídas

1 pitada de sal

¼ de copo de azeite

½ copo de água

 

Misturar as farinhas, sal e linhaça numa taça. Fazer uma covinha no meio e deitar o azeite. Misturar bem e adicionar a água. Mexer com as mãos e formar uma bola. Estender a massa com um rolo da massa e forrar o fundo de uma tarteira.

 

Para o recheio salteei umas tirinhas de bacon numa frigideira sem gordura até tostar. Escorri e coloquei no fundo das formas, sobre a massa. Por cima deitei uma mistura de iogurte, leite e ovos temperados com sal e pimenta.

Foram ao forno por cerca de 30 minutos.

 

Nota: Esta quantidade de massa deu para uma forma redonda de tarte das grandes e para duas formas de tartelete.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Sexta-feira, 26 de Agosto de 2011

a última com pêssegos

 

Nem sei que diga... Mas é a última, prometo {#emotions_dlg.sarcastic}

 

 

Tarte de Pêssego e Amêndoa

 


1 1/2 copos de farinha
1/2 copo de farinha integral
2 colheres de sopa de sementes de linhaça moídas
100 grs de manteiga
sal
1 a 2 colheres de sopa de água gelada

3 ovos
150 grs de açúcar
150 grs de crème fraiche
2 colheres de sopa de sumo de limão
raspa de meio limão
150 grs de amêndoa moída
4 pêssegos

Para a massa juntam-se as farinhas e linhaça, mistura-se a manteiga bem fria cortada em cubinhos e amassa-se com as mãos bem frias. Junta-se a água gelada e mexe-se bem. Forma-se uma bola com a massa, envolve-se em película aderente e leva-se ao frigorífico por cerca de uma hora.

Estende-se a massa, forra-se uma forma de tarte e leva-se a forno quente por cerca de 20 minutos.
Entretanto, prepara-se o recheio. Batem-se os ovos e açúcar numa taça. Junta-se o crème fraiche, a raspa e sumo do limão. Adiciona-se a amêndoa moída e mexe-se bem.
Arranjam-se os pêssegos descascados, cortados em metades e as metades em fatias.
Deita-se a massa sobre a massa semi-cozida que está na tarteira e dispõem-se os pêssegos sobre a massa de forma atractiva.
Leva-se ao forno por cerca de 30 minutos, até estar bem lourinho.

Nota: receita encontrada no Livro Food Lovers Cakes & Bakes 

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:30
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Terça-feira, 23 de Agosto de 2011

tartezinhas

Podia chamar a estas tartezinhas qualquer coisa como ‘limpa frigoríficos’. É que foram feitas para usar uma massa folhada já no limite do prazo (ok, já tinha passado uns dias…), um queijo ricotta também a pedir ‘gastem-me, gastem-me’ e um restinho de fromage frais. As curgetes, essas, por esta altura nem que me esforçasse podia limpar o frigorífico delas…

 

Tarteletes de Curgete e Ricotta

 

  

1 embalagem de massa folhada

3 dentes de alho

2 colheres de sopa de azeite

1 curgete grande (ou duas pequenas)

3 ovos

3 colheres de sopa de queijo ricotta

3 colheres de sopa de fromage frais

1 colher de sobremesa de Adobo (ou sal e pimenta q.b.)

 

Aquecer o forno.

Forrar quatro formas de tartelete com a massa folhada.

Saltear ligeiramente as curgetes em azeite e alho. Salpicar com um pouco de adobo.

Bater os ovos com o queijo ricotta e o fromage frais. Temperar com adobo (ou sal e pimenta).

Colocar as rodelas de curgete na base das tartes e por cima deita-se o creme de ovos e queijos.

Vai ao forno por cerca de 25 minutos.

 

Nota: Usei fromage frais da marca Paturages

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 12:44
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 2 de Maio de 2011

bem bom

Estas tarteletes são mesmo simples e apenas levam fruta, açúcar e canela. Por isso podem perfeitamente ser acompanhadas de uma bola de gelado cremoso ou mesmo de umas natas batidas.

 

Tarteletes de Maçã e Ruibarbo

 

 

1 embalagem de massa folhada

100 grs de ruibarbo

2 maçãs

4 colheres de sopa de açúcar amarelo

1 colher de sobremesa de canela em pó

 

Cortar o ruibarbo e as maçãs descascadas em quadradinhos. Misturar o açúcar e a canela e envolver a fruta nesta mistura.

Cortar a massa folhada em quatro com ela forrar quatro forminhas de tartelete. Cortar o excesso e reservar.

Por cima da massa da tarte divide-se a mistura de maçãs e ruibarbo. Tapam-se com tirinhas da massa folhada que sobrou.

Vai a forno quente por cerca de 25 minutos, até estar tostado.

Servir morno com uma bola de gelado de nozes.

 

Nota: Pode ser feito apenas com maçã

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:30
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 7 de Março de 2011

ruibarbo

Cá está ele, lindo, os primeiros talos deste ano que nasceram assim tão vermelhinhos porque tapei a planta com vasos grandes.

Resulta!

Experimentei esta leva de ruibarbo com uma receita da Nigella Lawson que se chama Irish Tarte Tatin.

 

Tarte Tatin Irlandesa 

 

 

900 grs de ruibarbo

250 grs de açúcar

 

310 grs de farinha

20 grs de açúcar

1 colher de chá de fermento

55 grs de manteiga gelada

1 ovo

175 ml de leite

açúcar para polvilhar

 

Aquecer o forno.

No fundo de uma forma de tarte põe-se o açúcar e o ruibarbo cortado em pedaços.

Numa taça misturam-se os ingredientes secos. Junta-se a manteiga cortada em cubos e com as mãos mistura-se bem com a farinha para ficar parecido com migalhas.

No meio destas migalhas abre-se um buraco e deita-se o leite batido com o ovo. Amassa-se até ficar uma massa homogénea.

Estende-se a massa com o rolo para formar um disco redondo que se coloca sobre o ruibarbo. Polvilha-se com açúcar e leva-se ao forno por cerca de 40 minutos.

Retira-se do forno e vira-se para um prato com cuidado para não queimar as mãos já que o molho está muito quente.

Servir com uma bola de gelado ou com natas frescas batidas.

 

 

Notas: A massa da tarte fica um bocado grossa, parece mais um scone do que massa de tarte.

Esta receita está no livro How to Eat da Nigella Lawson. 

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:30
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 3 de Janeiro de 2011

pequenas delícias

Esta receita é para quem aprecia sabores fortes. O queijo chèvre tem essa característica e por isso não agrada a todos. Mas para quem gostar, aqui está uma verdadeira 'bomba' de sabor!

 

Tarteletes de Pato e Chèvre

  

 

 

1 embalagem de massa quebrada

8 rodelas de queijo chèvre*

8 azeitonas gradas

200 grs de carne de pato desfiado**

 

Dividir a massa quebrada pelas 4 formas de tartelete.

No fundo das formas colocam-se as rodelas de queijo e as azeitonas picadas. Por cima dispõe-se o peito de pato desfiado.

Vai a forno médio por cerca de 20 minutos.

Servir com legumes salteados.

 

* usei o da Palhais com formato de rolo

** saltear a carne de pato cozida e desfiada em 2 dentes de alho e duas colheres de azeite por cinco minutos

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quinta-feira, 7 de Outubro de 2010

outra vez...

Uma amiga queixa-se de que ponho aqui muitas receitas de quiches e tartes e para quem vive só não é nada prático.

Pode ser, mas se fizermos uma tarte destas e sobrar podemos sempre congelar umas fatias que podem ser usadas mais tarde, naqueles dias em que não há tempo para cozinhar ou então para levar como almoço portátil. É só uma ideia. Outra é convidar os amigos para jantar e assim já não há desculpas

 

tarte de courgete e queijo de cabra

 

 

 

1 base de tarte de massa folhada

2 dentes de alho grandes

3 colheres de sopa de azeite

1 courgete

4 raminhos de tomilho fresco

100 grs de queijo chèvre

100 ml de natas de soja

100 ml de leite

sal

pimenta

 

Numa frigideira salteiam-se os alhos e os raminhos de tomilho em azeite, juntam-se as tirinhas de courgete (cortar ao alto com o descascador de batatas, ficam fininhas), temperam-se de sal e pimenta e deixam-se amolecer, aí cerca de uns 5 minutos.

Numa taça batem-se 3 ovos com 100 ml de natas de soja (ou normais) e 100 ml de leite. Tempera-se com uma pitada de sal e pimenta fresca.

Põe-se a massa da tarte numa forma (aproveitar o papel que vem com a massa para não ter que untar a forma, o papel serve de base) e por cima dispõem-se as tiras de courgete e o queijo em bocadinhos. Por cima deita-se a mistura de ovos e natas/leite e leva-se a forno bem quente por 20/25 minutos.

Servir quente ou frio.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sábado, 10 de Abril de 2010

está na altura

Aqui há uns tempos, fiz limões em conserva. Estão prontos a serem utilizados e se bem que normalmente os use para fazer um qualquer prato de frango à marroquina, deste vez decidi experimentar numa tarte salgada adaptada de uma receita tunisina. Ficou excelente.

 

Tarte de Atum e Limão em Conserva

 

 

 

1 base de tarte de massa quebrada

1 cebola média picada

2 latas de atum

1 colher de sopa de mostarda

2 talos de aipo

1 colher de sopa de casca de limão picada

Sal

Pimenta fresca

2 ovos

1/2 copo de leite

1/2 copo de natas

 

Por a massa numa tarteira. Numa taça mexer a cebola picada, o atum desfiado, a mostarda, o aipo em rodelas fininhas, a casca do limão bem picadinha (passam-se as rodelas de limão por água para tirar o excesso de sal e descarta-se a parte de dentro, aproveitando apenas a casca) e tempera-se com sal e pimenta moida na altura.

Noutra taça batem-se os ovos com o leite e as natas, adicionam-se à mistura de atum mexendo bem. Verte-se esta mistura para cima da massa da tarte e leva-se ao forno bem quente por 30 minutos, até alourar e o centro da tarte não se mostrar líquido.

Serve-se com uma salada.

 

tags: , ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 16:02
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 11 de Setembro de 2007

parece, mas não é...

Estou de férias. Não pensem que estão a ser descansadas. Tenho obras em casa e descanso é coisa que não vejo há mais de uma semana. O bom é que estão quase a acabar e com bons resultados.

Não tenho praticamente cozinhado, a cozinha também sofreu intervenções, como agora se diz mas ontem experimentei esta receita pois as minhas macieiras estão a deixar cair as maçãs e como ainda estão verditas para comer e eu não gosto de estragar, pensei em gastar algumas nisto:

Quase tarte de maçã

1/2 copo de margarina amolecida
1/2 copo de açucar
1 1/2 copos de farinha

5 copos de maçãs descascadas cortadas às fatias
1/2 copo de açucar
2 colheres de sopa de farinha
1 colher de chá de canela
1 pitada de noz moscada

Misturar numa taça os primeiros três ingredientes, pode ser com um garfo. Vai ficar a parecer um monte de migalhas. É mesmo assim.

Misturar noutra tigela os ingredientes seguintes.

Numa tarteira colocar no fundo metade da primeira mistura, por cima colocar a segunda mistura e finalmente o resto da 1ª mistura.
Vai ao forno cerca de 40 minutos, até estar bem lourinho por cima.

É mesmo bom, pode ser acompanhado com uma colherada de natas batidas ou uma bola de gelado embora eu prefira ao natural.

O que é excelente nesta receita é que não dá o trabalho que dá a fazer uma tarte de maçã quando temos que fazer a massa. Eu, sou muito prática (há quem diga preguiçosa mas isso são preciosismos da linguagem) e tudo o que ajude a cortar caminho é bem-vindo!

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 08:24
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 87 seguidores

cuscar

quantos são? quantos são?

HTML Hit Counter
pc computer components

digam qualquer coisa

coolinaria@sapo.pt

A Belita no Facebook!

My taste

mytaste.pt

armazém de receitas

tags

todas as tags

os meus livros de receitas, alguns...

blogs SAPO

subscrever feeds