Quarta-feira, 11 de Outubro de 2017

embrulhos

 

Embora já apeteça acender o forno, pelo menos aqui pela zona de Aveiro, a verdade é que às vezes apetece saltar essa parte porque demora mais um bocadinho, e fazer tudo no fogão.

Foi numa dessas vezes que decidi experimentar esta receita mas sem a fazer no forno.

Para criar um ambiente idêntico ao forno, coloquei umas conchas no fundo de uma sertã (daquelas que apanhamos na praia quando fazemos caminhadas à beira do mar) e por cima das conchas pus os embrulhos de papel de alumínio.

Tapei tudo com uma tampa grande (usei uma de wok) et voilà, um forno de trazer por casa.

Mas resultou!

 

Salmão Assado

 

20170913_122649.jpg

 

2 lombos de salmão (de preferência selvagem)

1 dente de alho picadinho

1 colher de chá de orégãos

1 colher de chá de tomilho

½ colher de chá de mel

30 grs de manteiga

50 ml de azeite

1 limão pequeno fatiado

Sal e pimenta q.b.

Salsa (opcional)

 

Numa frigideira ou caçarola derreter a manteiga com o azeite juntamente com o alho picado e as ervas, o mel,  o sal e a pimenta. Reservar.

Estender dois bocados grandes de folha de alumínio e colocar as rodelas de limão bem a meio de cada um.

Pôr os lombos de salmão por cima do limão e fazer uma espécie de barquinhos juntando o alumínio sem fechar. Dividir a mistura de manteiga derretida pelos lombos de salmão e acabar de fechar bem os embrulhos.

Com cuidado pôr os embrulhos sobre as conchas e tapar a sertã com a tampa. Levar a lume forte por uns cinco minutos e depois baixar o lume e deixar mais dez minutos.

Retirar e servir com batata cozida e verduras salteadas, salpicado com salsa.

 

Nota: Para fazer no forno põe-se num tabuleiro e vai a forno médio, já aquecido, por cerca de 20 minutos.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 18 de Abril de 2017

selvagem

 

Quase todo o peixe que consumo é congelado, tirando o que compro ao sábado na praça e que normalmente é da nossa costa, como aqueles carapaus gigantes que adoro e que não troco por outros peixes e que as peixeiras dizem que são vivinhos da Póvoa de Varzim.

O salmão, de que aprendi a gostar há poucos anos (nem é ter aprendido a gostar, eu nunca tinha comido antes por isso nem sabia se gostava ou não) costumo comprar congelado e apesar de inicialmente comprar qualquer um, agora escolho sempre o ‘selvagem’ e a diferença no sabor vale bem a troca e o mais que se paga por ele.

Apesar de ser mais clarinho do que o de viveiro, tem uma textura mais rija e com muto mais sabor.

 

Salmão com Ervas Aromáticas

 

download (1).png

 

1 lombo de salmão com a pele

1 talo de aipo

3 hastes de cebolinho

1 talo de erva-príncipe (opcional)

½ limão

2 colheres de sopa de azeite

 

Cortar o aipo, o cebolinho e o talo de erva-príncipe em rodelas fininhas.

Pôr o salmão sobre um pedaço de papel de ir ao forno, com a pele virada para baixo.

Temperar com a raspa e o sumo de limão e espalhar as ervas sobre o salmão.

Deitar um fiozinho de azeite por cima de tudo e levar ao forno por cerca de 15 minutos (depende da grossura do salmão e do forno).

Servir com batatas cozidas com a pele e salada de alface, rúcula e agriões com cebola roxa.

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 7 de Março de 2017

persona non grata?

 

Agora ao que parece o salmão também é persona non grata… pelo sim pelo não, tenho comprado apenas do que diz ‘selvagem’ mas vá-se lá saber se também esse está na lista negra dos senhores que dizem o que faz bem e o que faz mal…

Na verdade, o que devemos é fazer uma alimentação variada e diversificada porque como dizia o outro [Rei D. João V] "nem sempre galinha nem sempre rainha" 

Por isso hoje, salmão!

 

Salmão com Laranja

 

20170218_125503.jpg

 (antes de ir ao lume)

 

2 tranches de salmão

Raspa e sumo de uma laranja pequena

Sal q.b.

1 colher de chá de sementes de erva-doce

2 colheres de sopa de azeite

 

Temperar o salmão com a raspa e sumo de laranja, sal e as sementes de erva-doce. Deixar repousar por uma hora.

Pôr o azeite no fundo de uma sertã e alourar o salmão por cerca de cinco minutos de um lado e outro tanto do outro ou até verificarem estar cozido, depende da grossura das tranches.

Servir com batata cozida e verduras salteadas.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Terça-feira, 10 de Janeiro de 2017

queremos!

 

Esta mousse é bem fácil de fazer, rápida e muito saborosa.

Ideal para barrar em tostinhas ou até para mergulhar palitos de cenoura, aipo, pimento, etc.

 

Mousse de Salmão Fumado

 

20161231_151426.jpg

 

200 grs de queijo creme (tipo Philadelphia)

100 grs de iogurte grego

1 esguicho de sumo de limão

100 grs de salmão fumado

1 raminho de cebolinho picado para decoração

 

Juntar todos os ingredientes num processador (excepto o  cebolinho) e triturar até emulsificar. Deitar numa taça e polvilhar com o cebolinho picado. Servir fresco.

 

Nota: a receita foi encontrada aqui

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 20 de Dezembro de 2016

receitas avulso

 

Esta receita encontrei-a na parte de trás de uma embalagem de lombos de salmão. Não levava o alho mas achei que era capaz de ficar bem por isso cá está ele. Ficou muito bom.

 

Salmão com Orégãos

 

20161210_125548.jpg

  

2 tranches de salmão

1 dente de alho

1 colher de sopa de orégãos

3 colheres de sopa de azeite

Sal q.b.

 

Pôr metade do azeite no fundo da frigideira. Por cima dispor as tranches de salmão e temperar com o alho bem picado, os orégãos e o sal. Por cima deita-se mais um fiozinho de azeite. Tapa-se a frigideira e leva-se ao lume por cerca de 15 minutos.

Servir com medalhões feitos com puré de batata, cenoura e brócolos.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 13 de Dezembro de 2016

Das sobras...

 

Quando sobra um pouco de bacalhau cozido e depois de bem olhado e remirado sabemos que não dá para mais que dois ou três bolinhos, e quando o salmão também só teria como destino uma sandes que não apetece e, mais grave ainda, quando a massa folhada já passou do prazo há dois dias, há que ser inventivo e fazer coisas lindas!

 

Tarteletes, duas versões (bacalhau e salmão)

 

IMG_20161202_125505.jpg

 

1 embalagem de massa folhada

1 alho francês (apenas a parte branca)

2 colheres de sopa de azeite

4 ovos

150 ml de natas de soja

120 ml de iogurte natural

Sal e pimenta q.b.

½ posta de bacalhau cozido, em lascas

2 colheres de sopa de uvas passas

1 malagueta pequena

50 grs de salmão defumado

2 ovos pequenos

 

Saltear o alho francês no azeite apenas até amolecer. Reservar.

Numa taça bater os ovos com as natas e o iogurte e temperar a gosto com sal e pimenta.

Dividir a massa folhada por quatro formas de tartelete. Pôr o alho francês salteado sobre a massa folhada.

Em duas tarteletes, põe-se o bacalhau em lascas, salpica-se com as uvas passas e a malagueta cortada em rodelas muito finas. Noutras duas tarteletes põe-se o salmão em lascas.

Deita-se a mistura de ovos e natas sobre o recheio das tarteletes. Nas de salmão põe-se também um ovo em cada.

Levam-se ao forno até estarem douradas, cerca de 25 minutos.

Servem-se com uma salada como prato principal.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 18 de Outubro de 2016

novos ingredientes

 

O Nigel Slater tem um livro que se chama ‘The Little book of fast food’. É um livro bem pensado e tem inúmeras sugestões para fast food, da boa.

Esta receita foi adaptada de uma das que está no livro. Mais rápida não podia ser e fica mesmo saboroso.

Foi a primeira vez que usei massa Soba, de que já tinha ouvido falar muitas vezes mas que na minha ‘merdaleja’ nunca encontrei à venda. Até que um dia destes o Lidl promoveu uma semana asiática e desta vez tinha à venda esta massa. Não escapou! É diferente mas tem bastante sabor.

 

Salmão com massa Soba

 

20160908_131145.jpg

 

1 pacote de massa Soba (200 grs)

2 lombos de salmão

1 malagueta

3 colheres de sopa de molho de soja

1 colheres de sopa de molho de peixe

2 colheres de sopa de óleo de sésamo (ou de girassol, amendoim, milho, etc)

Coentros e/ou cebolinho picados

Sementes de sésamo

 

Cozer a massa (cerca de 6 minutos) escorrer e passar por água fria.

Cortar os lombos de salmão em quadradinhos.

Num wok ou frigideira larga aquecer o óleo e fritar os bocadinhos de salmão. Adicionar a malagueta cortada em rodelas fininhas e a massa cozida e escorrida. Mexer e deitar molho de soja e molho de peixe envolvendo bem. Salpicar com as ervas e com as sementes de sésamo.

Servir de imediato.

 

Nota: a massa pode ser outra qualquer, esparguete ou massa chinesa.

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito (1)
|

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 87 seguidores

cuscar

quantos são? quantos são?

HTML Hit Counter
pc computer components

digam qualquer coisa

coolinaria@sapo.pt

A Belita no Facebook!

My taste

mytaste.pt

armazém de receitas

tags

todas as tags

os meus livros de receitas, alguns...

blogs SAPO

subscrever feeds