Sexta-feira, 30 de Outubro de 2015

prontos?

 

Paletes! Paletes de dióspiros é o que têm sido estas semanas.

Não que eu me queixe… aliás, queixo-me de não poder dar conta do recado e de a época ser tão curta. Eu sei que se podem congelar mas enquanto congela e não congela, lá sai um batido, uns muffins, alguns ao natural, outros com canela e a coisa vai.

E depois, esta receita.

 

Bolo de Dióspiros com Caramelo

 

download (1).png

 

Bolo:

1 copo de polpa de dióspiro

¼ de colher de chá de bicarbonato de sódio

¼ de copo de açúcar granulado

½ copo de açúcar amarelo

2 colheres de sopa de manteiga derretida

1 ovo grande

½ colher de chá de extracto de baunilha

1 copo de farinha

1 colher de chá de fermento em pó

1 colher de chá de canela em pó

1 pitada de sal

Cobertura:

3 colheres de sopa de manteiga

1/3 de copo de açúcar amarelo

¼ de vagem de baunilha

3 colheres de sopa de natas

 

Numa taça esmagar a polpa de dióspiro (eu cortei com uma faca de cozinha os gomos maiores e esmaguei com um garfo). Adicionar o bicarbonato de sódio, os açúcares, a manteiga derretida, o ovo e o extracto de baunilha. Mexer.

Noutra taça mistura-se a farinha, o fermento, a canela e o sal. Junta-se a mistura de polpa de dióspiro e mexe-se o suficiente para incorporar mas sem mexer demais.

Deitar a massa numa forma untada (usei uma de cartão, não é necessário untar) e levar a forno médio por cerca de 35 a 40 minutos (verificar com um palito pois os fornos não são todos iguais).

Entretanto faz-se o molho de caramelo.

Num tachinho leva-se ao lume a manteiga, o açúcar amarelo e as sementes de ¼ de vagem de baunilha (em alternativa pode-se usar uma colher de chá de extracto de baunilha).

Deixa-se caramelizar um pouco e de seguida adiciona-se as natas, mexendo bem. Deixa-se apurar por mais uns minutos com cuidado para não deixar queimar.

Quando o bolo estiver cozido retira-se do forno e por cima deita-se o caramelo ou em contrapartida serve-se num jarrinho à ‘vontade do freguês’ 

 

Nota: Na minha humilde opinião, o caramelo não faz falta nenhuma pois este bolo é bastante húmido e muito saboroso, não necessita de mais nada para o acompanhar…

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Segunda-feira, 26 de Outubro de 2015

Eles ‘andem’ aí…

 

E dão para tanta coisa! 

 

Batido de Dióspiros

 

download (1).png

  

2 dióspiros

½ banana

1 colher de sopa de sementes de linhaça trituradas

1 copo de leite

Canela em pó para polvilhar

 

Bater no liquidificador (ou com varinha mágica) até ficar na consistência desejada.

Polvilhar com a canela.

 

IMG_20151003_144822.jpg

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (6) | favorito
|
Segunda-feira, 5 de Outubro de 2015

a comer dióspiros

 

Esta é uma época em que as frutas que aparecem são mais ‘aconchegantes’ do que as de verão.

As de verão são frescas, de cores vibrantes, doces e sumarentas. As de outono são quentes, as cores a condizer com as das folhas que começam a cair das árvores e muitas vezes também a condizer com o nosso estado de espírito, de cair da folha.

Uma das minhas favoritas desta época (além das maçãs que essas estão no pedestal durante todo o ano) são os dióspiros. Sejam moles ou rijos, gosto mesmo, quer para comer de imediato quer para usar em algumas receitas.

Um das melhores companhias para eles é a canela!

Cortem um dióspiro dos rijos em rodelas, polvilhem com canela e apreciem. Ou então retirem a polpa de um dos moles, polvilhem com canela e apreciem. 

 

Dióspiros com Canela

 

IMG_20150126_195204.jpg

 

Nota:

Os dióspiros rijos (variedade Faufau ou Fuyu) não são a mesma coisa que os moles antes de amadurecerem.

Os moles (Coroa de Rei ou Kaki) antes de amadurecerem são intragáveis e quem já os experimentou sabe que quando se tem o azar de dar uma dentada num parece que acabámos de trincar um fardo de algodão! Os rijos são de uma variedade diferente e quanto mais rijos, melhor.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Segunda-feira, 29 de Dezembro de 2014

dos excessos...

 

Preciso de descansar da comida!

 

Iogurte com Dióspiro

 

diosp1.jpg

 

1 dióspiro bem maduro sem pele

Iogurte natural (usei caseiro)

 

Pôr numa taça em camadas e ahhhhhhhhh…………

 

 

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (8) | favorito
|
Sexta-feira, 14 de Novembro de 2014

boa sexta!

Estes muffins, ou queques, saíram melhor do que a encomenda! Um mimo!

Enquanto ainda há diospiros experimentem que não se arrependem.

 

Muffins de Chocolate e Dióspiros

 

IMG_20141108_180913.jpg

 

1 copo de farinha de espelta

1 e ½ copos de farinha de trigo

4 colheres de sopa de cacau em pó

2 colheres de chá de fermento em pó

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

½ copo de açúcar amarelo

1 pitada de sal

2 ovos

1 iogurte natural

½ copo de óleo de girassol

1 colher de chá de extracto de baunilha

4 dióspiros bem maduros

100 grs de  chocolate negro

 

Para uma taça grande peneirar as farinhas, fermento e bicarbonato e misturar o açúcar e sal.

Noutra taça bater os ovos com o iogurte, o óleo e a baunilha. Adicionar a polpa dos dióspiros (cortar com uma tesoura aqueles gomos maiores).

Juntar esta mistura nos ingredientes secos, sem mexer demais e adicionar o chocolate cortado em bocadinhos bem pequenos.

Deitar em formas de muffins ou queques e levar ao forno por 25 a 30 minutos ou até estar bem cozido no meio.

 

Notas:

Receita adaptada desta.

Rendeu 12 queques e um bolinho pequeno (naquelas formas de alumínio de usar e deitar fora)

Encontrei estas formas de cartão numa loja chinesa. Não é necessário untar.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

perishable thoughts...

Lembram-se de nos idos de Maio eu ter dito que por essa altura andava a comer dióspiros?

Pois sim, podem ser congelados, inteiros, quando estão bem maduros para saborear meses depois.

Só é preciso:

  1. ter dióspiros muito bem maduros
  2. ter espaço na arca congeladora

Congelam-se tal como se tiram da árvore. Depois é só deixar descongelar no frigorífico e comer a polpa. Fica igualzinha à polpa acabada de tirar de um diospiro maduro.

Tirem a prova.

 

Dióspiros

 

 

Nota: não liguem a estes, são caseiros e todos tortinhos mas muito bons!

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Sexta-feira, 9 de Novembro de 2012

da época

Está na época deles, têm-me chegado às mãos-cheias e é preciso inventar maneiras de os gastar que não seja apenas a lambuzar-me com eles ao natural.

Se bolo de dióspiro é bom e tarte também, pudim só pode ser ainda melhor. E não é que é mesmo???

 

Pudim de Dióspiros 

 

 

1 lata de leite condensado

1 lata de leite de vaca

1 lata de polpa de dióspiro

4 ovos

1 colher de chá de extracto de baunilha

150 ml de caramelo para untar a forma

 

Bater todos os ingredientes e deitar numa forma de pudim caramelizada.

Tapar a forma e levar ao lume em banho-maria por uma hora.

Deixar arrefecer e levar ao frigorífico por umas horas.

Desenformar e servir.

 

Nota: a lata do leite condensado serve de medida para o leite e polpa de dióspiro

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 29 de Novembro de 2010

outonal

Este Outono está em toda a sua glória a mostrar as cores que lhe são adequadas. As árvores de dióspiros, que perderam quase todas as suas folhas, parece que têm lanternas suspensas.

Neste sábado disputei alguns destes frutos com os pássaros que nem os deixam amadurecer bem para os debicar. Alguns, já maduros demais, foram para esta receita, a repetir brevemente pois é um achado! Mesmo quem não gosta de dióspiros (como é que é possível???) achou muito bom.

 

Bolo de Dióspiros

 

 

 

Polpa de 4 a 6 dióspiros maduros

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

100 grs de margarina

175 grs de açúcar amarelo

1 ovo

350 grs de farinha

2 colheres de sopa de fermento em pó

1 colher de chá de canela em pó

¼ colher de chá de noz moscada

¼ de colher de chá de cravinho

60 grs de nozes picadas

 

Ligar o forno e aquecer a 180ºC.

Juntar o bicarbonato de sódio à polpa dos dióspiros, mexer e reservar.

Numa taça bate-se a margarina com o açúcar até ficar uma pasta cremosa. Adicionar o ovo e bater bem. Juntar também a polpa de dióspiro que nesta fase deve parecer uma gelatina (é o efeito que faz o bicarbonato mas é mesmo assim). Mexer bem e juntar todos os ingredientes secos e as nozes.

Vai ao forno por cerca de 50 minutos, deve-se testar com um palito para verificar a cozedura a partir dos 40 minutos.

Retirar e deixar arrefecer por 10 minutos na forma e desenformar.

Quando frio, polvilhar com açúcar em pó.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Terça-feira, 16 de Novembro de 2010

olha a novidade...

Para variar da Tarte Tatin feita com maçã optei por fazer uma versão com dióspiros, daqueles de roer, variedade Fuyu.

Embora muito a custo, porque realmente gosto mesmo de os comer ao natural, lá sacrifiquei quatro para experimentar um sabor diferente.

E digo que ainda bem que assim decidi. É espectacular!

Verdadeiro alimento dos deuses.

 

Tarte Tatin de Dióspiro

 

 

 

1 base de massa folhada

4 dióspiros de roer

4 colheres de sopa de açúcar amarelo

4 colheres de sopa de margarina

1 colher de chá de garam masala

 

Descascar os dióspiros e cortá-los em rodelas fininhas.

No fundo de uma tarteira polvilha-se o açúcar e a mistura de especiarias garam masala. Se não tivermos podemos usar apenas canela ou uma mistura de canela e gengibre em pó.

Por cima do açúcar espalham-se bocadinhos de margarina e sobre estes dispõem-se as rodelas bem fininhas dos dióspiros.

Tapa-se tudo isto com a massa folhada e leva-se ao forno bem quente por cerca de 20 a 25 minutos, até a massa estar bem dourada.

Retira-se do forno e vira-se para um prato de servir. Depois de desenformado as rodelas de dióspiro ficam para cima.

Pode-se polvilhar com mais umas pitadinhas de garam masala ou canela.

Uma bela mistura de sabores.

 

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|

mais sobre mim

cuscar

quantos são? quantos são?

HTML Hit Counter
pc computer components

digam qualquer coisa

coolinaria@sapo.pt

A Belita no Facebook!

My taste

mytaste.pt

armazém de receitas

tags

todas as tags

os meus livros de receitas, alguns...

blogs SAPO

subscrever feeds