Segunda-feira, 27 de Novembro de 2017

apanhado

 

Há uns dias tive o prazer de participar num workshop no meu local de trabalho cujo tema foi ‘Snacks Saudáveis’.

Apresentei duas ou três sugestões mas verifiquei que é um tema que agrada a muita gente que pretende fazer uns lanchinhos, seja em casa seja no trabalho, mas que sejam mais saudáveis, com menos gorduras das más e mais gorduras daquelas que fazem o nosso colesterol bom bater palmas de contente.

Convém notar que comer saudável não quer dizer comer até chegar a mulher da fava rica! Tem que ser saudável não só na qualidade mas também na quantidade…

Esclarecimentos feitos, aproveito para fazer aqui uma pequena lista de alguns dos snacks saudáveis que andam espalhados aqui pelo blogue e que muitas vezes até passam despercebidos no meio das gordices que também por aqui andam 

 

Ora então temos, em 1º lugar, a descoberta do ano!

 

20468365_a1KSD.jpeg

 

Continuamos por aqui

 

20690105_cJhmK.jpeg

 

Quem deixou escapar esta, não tem perdão!

  

20588582_gtYzZ.jpeg

 

Mais uma a não perder

 

20544373_a01kV.jpeg

 

E por hoje terminamos com esta, mas há mais, muitas mais, de onde estas vieram. 

 

20373236_JWAa4.png

 

 Quem não me conhecesse até era capaz de pensar que eu me preocupo com o que como…

 

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Agosto de 2017

ai a sério!

 

No sábado fui à praça e encontrei batata-doce roxa. Batata-doce roxa! Estão a ver bem?

Ali, naquela pracita onde ingredientes exóticos não são propriamente o que mais aparece. Ali, onde até há poucos anos as curgetes eram um ingrediente exótico…

Mas sim, encontrei e não deixei passar. E logo experimentei umas torradas que já por várias vezes tinha visto no Instagram. Aquilo é um mundo!

A sério, torradas de batata-doce???

 

Torradas de batata-doce

 

20170812_181259.jpg

 

Batata-doce

Manteiga de amendoim

Banana

Sementes de sésamo

 

Cortar a batata-doce em fatias com cerca de meio centímetro de espessura e pôr na torradeira na potência máxima. A minha torradeira faz saltar as torradas ao fim de um tempo e no caso da batata-doce voltei a torrar por mais duas vezes. A ‘torrada’ não fica com ar queimado, fica meio empolada mas quando se retira da torradeira e se deixa arrefecer um bocadinho fica lisinha.

Barra-se com manteiga de amendoim e por cima põem-se rodelas de banana que se salpicam com sementes de sésamo.

Esta foi a minha opção mas na ‘torrada’ pode-se pôr o que se quiser, queijo fresco, compotas, abacate, ovo escalfado, etc.!

É mesmo à escolha do freguês. Até dá para acompanhamento de refeições salgadas, fica pronto muito mais rápido do que ligar o forno.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 5 de Junho de 2017

mentirinha!

 

Só tenho uma palavra: micro-ondas (afinal são duas) 

Até aqui apenas usava para descongelar ou aquecer. Agora descobri-lhe um uso que se não me ponho a pau não como outra coisa.

É do melhor que pode haver e em menos de dez minutos uma pratada de batatas fritas (mentira!)

Crocantes, estaladiças, temperadas ao meu gosto (detesto que sejam excessivamente salgadas como são quase todas as de pacote) e prontas num instantinho, seja para acompanhar uma refeição ou para um petisco.

Experimentem!

 

Batata Doce Pala-Pala

 

20170603_130245.jpg

 

1 batata doce

1 colher de sopa de azeite

Sal q.b.

 

Lavar a batata e cortar em rodelas muito finas (usar o robot de cozinha ou uma faca muito afiada).

Temperar com sal e envolver no azeite com as mãos. Pode-se temperar com ervas aromáticas ou qualquer sal aromatizado, ao gosto de cada um.

Pôr papel vegetal no prato do micro-ondas e espalhar as rodelas de batata (não devem ficar sobrepostas, têm que ficar lado a lado).

Levar ao micro-ondas por 5 minutos. Verificar se já estão estaladiças (no meu demorou 8 minutos até estarem crocantes como as de pacote).

Retirar e repetir com as restantes rodelas.

 

Nota: O mesmo método pode ser usado com batatas sem serem das doces

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Segunda-feira, 6 de Março de 2017

sem espinhas :)

 

Não é preciso o melhor corte de carne nem o peixe mais vistoso para fazer uma excelente refeição. Principalmente porque para se comer uma refeição vegetariana, alternando entre carne e peixe, não é preciso comer uma comida sensaborona e blheeeck.

Não, há comida vegetariana que é boa demais!

 

Vegetais Gratinados

 

download (1).png

 

Cebola

Alho-francês

Couves-de-bruxelas

Batata doce

Cenoura

Repolho

Aipo

Orégãos frescos

Sal q.b.

Azeite q.b.

Molho bechamel

2 colheres de sopa de mostarda à antiga

Pão ralado fresco

 

Cortam-se os vegetais em rodelas ou pedaços mais ou menos uniformes. Salteiam-se no azeite numa sertã larga por uns vinte minutos temperados com sal e os orégãos (à falta de frescos, podem usar-se secos ou mesmo salsa).

Entretanto faz-se um molho bechamel com duas colheres de sopa de manteiga e duas colheres de sopa de farinha à qual se adiciona leite morno e se mexe de modo a ficar um molho grosso. Juntam-se duas colheres de sopa de mostarda à antiga e mexe-se.

Envolvem-se os vegetais no molho e deita-se numa forma de barro refractário. Polvilha-se com pão ralado e leva-se a forno quente até alourar.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 88 seguidores

cuscar

quantos são? quantos são?

HTML Hit Counter
pc computer components

digam qualquer coisa

coolinaria@sapo.pt

A Belita no Facebook!

My taste

mytaste.pt

armazém de receitas

tags

todas as tags

os meus livros de receitas, alguns...

blogs SAPO

subscrever feeds