Terça-feira, 5 de Janeiro de 2016

em modo compota #9

 

Para aquele bocado de abóbora cozida que ainda anda por ali depois de já terem sido feitos todos os bilharacos da época, aqui está uma sugestão, ligeiramente adaptada desta receita.

É rápida, faz apenas dois frascos e além disso não leva muito açúcar. Convém ser gasta com brevidade (por isso o melhor é darem um frasco a alguém, até vos fica bem e podem logo riscar uma das resoluções do ano novo: ser mais generoso ).

Ah, e é boa, experimentem lá.

 

Compota de Abóbora

 

compota.JPG

 

600 grs de abóbora em puré

100 grs de açúcar amarelo

100 ml de maple syrup (xarope de ácer)

1 colher de chá de canela em pó

1 colher de chá de extracto de baunilha

1 pitada de sal

2 colheres de chá de sumo de limão

 

Pôr o puré de abóbora (abóbora cozida, bem escorrida e triturada com a varinha mágica) num tacho juntamente com os restantes ingredientes. Mexer e levar a lume médio mexendo ocasionalmente. Quando começar a ferver e a fazer bolhas, tapar o tacho com o testo e baixar o lume para o mínimo. Deixar apurar por cerca de meia-hora mexendo de vez em quando. O creme vai ficando mais escuro e engrossa também um pouco. Quando estiver com a cor desejada (parece caramelo) retirar do lume e pôr em frascos esterilizados. Deixar arrefecer e guardar no frio.

 

Nota: esta compota, como leva pouco açúcar não cria o ponto que normalmente permite que as compotas fiquem a  aguardar bem fechadas em frascos esterilizados por cerca de um ano. Esta é de consumo mais rápido, o que não é difícil já que é pouca quantidade.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Segunda-feira, 12 de Novembro de 2012

prova certa

Para gastar a outra metade da abóbora que assei, experimentei uma sopa.

Eu sei que ultimamente toda a gente e mais a sua prima faz sopa de abóbora. Eu, que sou Maria, tento não ser Maria-vai-com-as-outras mas tive tanta curiosidade em experimentar e provar que não gosto mesmo de sopa de abóbora…

Mas desta vez foi contra mim, porque desta gostei imenso!!!

 

Sopa de Abóbora (Cucurbita moschata) Assada

 

 

1 cebola

1 cenoura

1 chuchu

½ abóbora manteiga assada

Azeite q.b.

Sal q.b.

600 ml de água

1 colher de sopa de gengibre ralado

Folhas de salva fritas em azeite para enfeitar

 

Amolecer a cebola picada grosseiramente em azeite. Juntar a cenoura em pedaços, o chuchu em pedaços e a polpa da abóbora previamente assada. Temperar com sal e adicionar a água. Deixar levantar fervura e baixar o lume. Quando estiver tudo cozido passa-se com a varinha mágica.

Rala-se o gengibre e adiciona-se à sopa.

Servir com folhas de sálvia fritas em azeite e umas gotinhas do azeite de fritar a salva.

Acompanhar com broa frita.

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quinta-feira, 8 de Novembro de 2012

grande mistura!

Para usar uma parte da abóbora que assei vi o que é que havia pelo frigorífico e depois foi ir metendo os ingredientes nas forminhas e levar ao forno.

Apesar de os ingredientes parecerem não pertencer ao mesmo campeonato, o resultado final foi surpreendente e digno de repetição!

 

Tarteletes de Nabiça, Abóbora e queijo Feta

  

 

1 embalagem de massa folhada

100 grs de nabiças cozidas

½ abóbora manteiga assada

100 grs de frango cozido desfiado (opcional)

75 grs de queijo Feta

150 ml de leite

2 ovos

Pimenta q.b.

Noz-moscada q.b.

 

Forrar as formas de tartelete com a massa folhada. Sobre a massa põe-se uma camada de nabiças cozidas, por cima a abóbora assada cortada em pedacinhos do tamanho de dados, o frango desfiado (se usar), e o queijo Feta esfarelado.

Batem-se os ovos com o leite e temperam-se de pimenta fresca e uma pitada de noz-moscada (não é necessário sal porque o queijo Feta já é bastante salgado).

Levam-se ao forno a cozer até estarem bem douradas, cerca de 25 minutos.

 

Nota: O frango pode perfeitamente ser omitido desta receita. Usei-o apenas porque tinha um restinho para gastar mas uma das tarteletes não levou frango e estava maravilhosa na mesma.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Quarta-feira, 7 de Novembro de 2012

perishable thoughts...

Esta abóbora pequena por cá é conhecida como abóbora-almiscarada embora, de um modo geral, em receitas e blogues de receitas seja referida como abóbora manteiga, numa tradução ligeira do inglês onde se chama Butternut squash.

É muito rica em vitaminas A e C, potássio, magnésio e fibra. Também é rica em betacaroteno, daí a sua cor muito alaranjada quando está madura.

Vê-se à venda em quase todos os supermercados e é muito fácil de usar em variadas receitas. Uma das maneiras de a preparar é assando-a no forno.

Eu aproveito quando uso o forno para outros assados e corto uma ao meio, pincelo com azeite a parte cortada e viro essa parte para baixo num tabuleiro. Tapo com papel de alumínio e levo ao forno a assar por uns 45 minutos, mais ou menos. Depois é usar nas receitas ou mesmo inventar algumas{#emotions_dlg.smile}

 

(Cucurbita moschata) 

 

 

 Amanhã deixo uma receita para gastar esta coisinha.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 11 de Julho de 2011

fora de época

Eu sei que estamos quase em meados de Julho, oficialmente é verão e essas coisas todas mas o que é certo é que por aqui neste bocadinho onde vivo e trabalho, as temperaturas não têm ido muito além dos 22ºC, o que faz com  que isto mais pareça um outono antecipado...

 

Sopa de Abóbora, Cenoura e Vagens

 

 

2 batatas

1 curgete

200 grs de abóbora

2 cenouras

1 cebola

1 tomate maduro

1 mão cheia de vagens

1,5 lt de água

sal q.b.

azeite .b.

 

Levar uma panela ao lume com a batata, a curgete, a abóbora, cenoura, cebola e tomate. Temperar de sal e deixar cozer bem.

Passar com a varinha mágica.

Levar novamente ao lume e quando voltar a levantar fervura juntam-se as vagens cortadas em rodelas fininhas. Tempera-se com um fio de azeite e deixa-se ferver até as vagens estarem cozidas, uns 10 minutos.

Servir com broa de milho.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Terça-feira, 3 de Maio de 2011

oh que bom

Já vos aconteceu andarem para experimentar uma receita há muito tempo e depois, quando finalmente a fazem, alteram tanto a dita que sai completamente diferente?

Esta receita era para ser com massa folhada a tapar o creme de peixe. Mas quando decidi experimentá-la, acabei por fazer antes um puré de batata e abóbora, ligeiramente inspirada numa receita do Rick Stein.

Se ficou melhor? Não sei. Mas lá que ficou uma maravilha, lá isso...

 

Pie de Peixe

 

 

Creme de peixe

4 postas de peixe branco

2 ovos

2 alhos franceses

Azeite q.b.

2 colheres de sopa de farinha

1 ½ copos de água de cozer o peixe

½ copo de leite

1 raminho de salsa e endro

Sal & pimenta

 

Puré

250 grs de abóbora

750 grs de batatas

Sal

1 colher de sopa de manteiga

½ copo de leite quente

Noz moscada

 

Cozer o peixe e os ovos em água temperada de sal (usei pescada e abrótea). Escorrer e reservar a água.

Retirar peles e espinhas ao peixe e reservar. Descascar os ovos e cortar em rodelas.

Num tachinho aloura-se o alho francês cortado em rodelas em azeite. Salpica-se com a farinha e adiciona-se líquido (água de cozer o peixe e leite) mexendo sempre de modo a ficar um creme não muito grosso. Adiciona-se o peixe em lascas e a salsa e o endro picadinhos. Tempera-se de sal e pimenta e reserva-se.

Entretanto prepara-se o puré. Coze-se a batata e a abóbora em água com sal. Escorrem-se e passam-se no passe-vite ou num aparelho de esmagar batatas para puré. Adiciona-se a manteiga e mexe-se bem. Junta-se o leite mexendo para ficar cremoso e leve e tempera-se com noz moscada.

 

Num tabuleiro ou forma refractária para tartes põe-se o creme de peixe no fundo, por cima espalham-se as rodelas de ovo cozido e sobre isto o puré.

Vai ao forno por cerca de 20 minutos até fervilhar.

Servir com legumes cozidos.

 

Nota: O endro também é conhecido por funcho fedorento, dada a sua parecença com o funcho embora o cheiro e sabor sejam completamente distintos.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Fevereiro de 2011

flan de abóbora

Ainda a gastar as abóboras do ano passado, esta receita pareceu-me fácil de fazer e o resultado final não fica excessivamente a saber a abóbora por isso é uma boa opção para coisas mais ou menos saudáveis (ai as natas...) mas com um sabor muito bom.

Além disso deve contar como uma porção de verdura, das que devemos comer cinco ao dia...

 

Pudinzinhos de Natas e Abóbora

 

 

1 copo de puré de abóbora

2 ovos inteiros

1/2 copo de açúcar castanho

1/2 copo de natas

1 colher de chá de canela

1/2 colher de chá de allspice (opcional)

1 colher de chá de baunilha

1 pitadinha de sal

 

Aquecer o forno.

No microondas aquecer as natas e deixar arrefecer.

Numa taça bater os ovos com o açúcar castanho. Adicionar as natas que devem estar mornas ou frias, devagar e batendo sempre. Juntar a canela, allspice, baunilha e sal e mexer bem. A este creme junta-se o puré de abóbora e envolve-se. Deve ficar uma mistura cremosa.

Deitar em ramequins ou numa forma grande e levar ao fono num tabuleiro com água a ferver. Deve cozer por cerca de 30 minutos, verificar ao fim de 20 minutos.

Deixar arrefecer e servir.

 

Notas:

A abóbora é cozida em pouca água e escorrida. Depois esmaga-se com um garfo.

Não queimei os pudins com açúcar por cima (na foto parece mas não é, é uma espuminha que formou ao cozer)

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Quinta-feira, 16 de Dezembro de 2010

enfeites

Este já se está a ajeitar para fazer parte da mesa de Natal, até já se enfeitou e tudo!!!

 

Pão Doce de Abóbora

 

 

1 copo de abóbora cozida e escorrida

1 dl de leite condensado

1/2 copo de açúcar amarelo

1/2 copo de óleo

2 ovos

1 e 1/2 copos de farinha

1 colher de chá de fermento em pó

1 colher de chá de bicarbonato de sódia

1 colher de chá de canela em pó

1 pitada de sal

1/2 copo de nozes picadas

 

Numa taça misturam-se a abóbora, o leite condensado, o açúcar, o óleo e os ovos. Mexe-se bem.

Adiciona-se de uma vez a farinha, o fermento, o bicarbonato e a canela e mexe-se novamente de modo a não criar grumos.

Juntam-se as nozes partidas e deita-se a massa numa forma untada de margarina.

Vai a forno médio por cerca de 35 minutos. Espetar um palito na massa para confirmar cozedura.

Desenformar e deixar arrefecer.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|
Terça-feira, 14 de Dezembro de 2010

antecipações

A produção de abóboras na minha horta este ano foi muito prolífera. Nada menos do que 14 abóboras!!!

Ainda por cima nem sequer as semeei, foi alguma semente que lá foi parar por vontade própria.

Ora isto leva a que por esta altura se comecem a usar intensivamente e para já comecei com esta experiência.

Além disso aproveitei para gastar uma sobra de leite condensado e agora, com a crise do açúcar, veio mesmo a calhar (sim, porque há mais maneiras de adoçar do que apenas com açúcar...)

 

Fritos de Abóbora com Côco e Leite Condensado

 

 

Massa:

1 copo de abóbora cozida e escorrida

1 dl de leite condensado

1 ovo

1/4 copo de côco ralado

1/4 de copo de farinha com fermento

1 pitada de sal

 

óleo para fritar

1 colher de chá de canela

3 colheres de chá de açúcar

 

Numa taça misturar bem todos os igredientes da massa.

Aquecer o óleo numa frigideira e fritar colheradas da massa no óleo bem quente.

Escorrer e polvilhar com uma mistura de açúcar e canela.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
Segunda-feira, 25 de Outubro de 2010

receitas com história

Aqui há uns anos costumava almoçar num pequeno restaurante/salão de chá onde serviam uma sobremesa que eu adorava. Pedi a receita às donas, duas irmãs, que me disseram que não a podiam dar. Mas disseram, pelo menos, que era feita com abóbora, coisa de que eu nem sequer desconfiava.

Ao fim de algum tempo voltei a insistir e propuz-me dar-lhes em troca uma receita, também de abóbora, que era muito boa. Elas experimentavam primeiro a minha receita e, se gostassem, davam-me então a delas. Assim fizeram e passado uma semana lá me deram a receita.

Sempre pensei que não ma quisessem dar por ser um segredo de família. Qual não foi o meu espanto quando me entregaram uma fotocópia de uma receita de uma revista chamada 'Segredos de Cozinha'...

Eu sou apologista de que as receitas devem ser património do mundo!

Aqui está ela, para todos os que a quiserem experimentar.

 

Creme de Abóbora-Menina com Canela

 

 

100 grs de açúcar

1 1/2 dl de água

1 pau de canela

200 grs de puré de abóbora-menina

1 dl de natas

canela em pó q.b.

 

Ferver a água com o açúcar e o pau de canela até obter ponto de fio. Usei a água de cozer a abóbora.

Misturar ao preparado anterior o puré de abóbora e deixar ferver em lume brando até atingir ponto de estrada, cerca de 10 minutos.

Acrescentar as natas e deixar ferver novamente em lume brando, mexendo de vez em quando, por mais 5 a 10 minutos.

Retirar o pau de canela e distribuir o doce por tacinhas. Deixar arrefecer e polvilhar com canela em pó.

Servir bem frio.

 

Nota: Como é uma sobremesa um bocado calórica, deve servir-se em quantidades pequenas.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Dezembro de 2009

é já amanhã...

Os Bilharacos já estão prontos.

 

Estes fritos feitos de abóbora têm outros nomes pelo país fora: sonhos, beilhós, velhoses, etc. Por cá sempre os conhecemos assim e achamos que nós é que temos razão e que este é que é o nome correcto. Manias...

 

Bilharacos

 


 

1 kg de puré de abóbora*

200 grs. de açúcar

100 grs de farinha

5 ovos

1 pitada de sal

1 colher de sopa de canela

1 cálice de vinho do Porto

raspa e sumo de uma laranja

óleo para fritar

açúcar e canela para polvilhar

 

Numa tigela grande misturar muito bem todos os ingredientes.

Fritar colheradas de massa, mais ou menos como se faz para os pasteis de bacalhau, em óleo bem quente. Quando estiverem lourinhos retiram-se para uma taça e polvilham-se abundantemente com uma mistura de açúcar e canela.

 

(em metade da massa misturei pinhões e nozes cortadas aos bocadinhos)

 

 * A abóbora pesava cerca de 5 kgs inteira...

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 20:25
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
|

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 87 seguidores

cuscar

quantos são? quantos são?

HTML Hit Counter
pc computer components

digam qualquer coisa

coolinaria@sapo.pt

A Belita no Facebook!

My taste

mytaste.pt

armazém de receitas

tags

todas as tags

os meus livros de receitas, alguns...

blogs SAPO

subscrever feeds