Quarta-feira, 30 de Julho de 2014

perishable thoughts...

Já não me lembro há quantos anos deixei de comprar iogurtes de aromas, sabores, pedaços, etc. Não são a minha onda por melhor aspecto que tenham as embalagens. Sou fã incondicional de iogurte natural, se for tipo grego, ainda melhor.

É muito versátil para usar em vez das natas em certas receitas e também gosto de o embelezar com mel, com frutas, cereais, compotas, frutos secos, o que apetecer (ao estilo: queres ir a uma festa à Parede? Encosta-te à parede que eu faço a festa…) eu faço uma festa com iogurte natural!

Por isso decidi ser eu a fazer o meu iogurte natural. E não, não tenho nem iogurteira nem máquinas de cozinhar tipo Bimby, Yammi e afins.

E como é que faço, perguntam vocês? Apenas dois ingredientes, nem mais! Só leite e iogurte. Nada de leite em pó nem de outros extras.

A primeira vez fiz com um litro de leite meio gordo de marca branca e 100 grs de iogurte natural grego, do Lidl. Deixei repousar por 12 horas durante a noite e de manhã lá estava ele, esplendoroso.

Da segunda vez fiz novamente com um litro de leite meio gordo (Mimosa) e 100 grs do iogurte que eu tinha feito. Deixei repousar 8 horas, durante o dia.

A diferença foi que este segundo ficou ainda mais cremoso, quase dava para cortar com uma faca.

A espécie de alquimista que há em mim atribui isso ao facto de durante o dia a temperatura ser mais elevada e fazer lá a sua mágica com mais facilidade.

Das duas vezes ficou embrulhado numa mantinha polar na despensa.

 

Iogurte Natural Caseiro

 

 

1 litro de leite

100 grs de iogurte

 

Aquecer o leite até estar quase a ferver. Desligar o lume e deixar arrefecer até estar morno (cerca de 46ºC se tiverem um termómetro, senão experimentem com um dedo para ver se está morno como eu fiz)

Quando estiver morno mistura-se bem o iogurte com uma vara de arames. Deita-se a mistura num recipiente plástico (usei aqueles baldes do iogurte grego do Lidl, que dão para um quilo) e embrulha-se numa manta polar ou num cobertor e deixa-se estar por pelo menos seis horas num ambiente agradável, sem estar fresco. Não espreitar!

Quando estiver pronto, põe-se no frigorífico por umas horas e usa-se.

 

Nota: o segundo iogurte criou mais soro ao longo da semana do que o primeiro, não sei se tem a ver com o leite usado ou com ter usado iogurte já feito por mim ou mesmo por ter sido feito com uma temperatura ambiente mais elevada. Novas experiências se aguardam!

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|
2 comentários:
De Vera Baeta Lima a 31 de Julho de 2014 às 23:17
Parabéns!!!! Eu também faço iogurte todas as semanas.
Natural, Côco e Baunilha são os preferidos da malta cá de casa.
SSim, faço-os na Bimby, mas o segredo de um bom iogurte é abafar ou ter a temperatura certa para o repouso e fermentação. Eu uso o armário da cozinha para descansar o iogurte e fica estrondoso!!!!!
Bjs <3
De belitaarainhadoscouratos a 1 de Agosto de 2014 às 09:04
great minds think alike!!!

Comentar post

mais sobre mim

cuscar

quantos são? quantos são?

HTML Hit Counter
pc computer components

digam qualquer coisa

coolinaria@sapo.pt

A Belita no Facebook!

My taste

mytaste.pt

armazém de receitas

tags

todas as tags

os meus livros de receitas, alguns...

blogs SAPO

subscrever feeds