Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

perishable thoughts

Ah tâmaras…

 

 

As tâmaras são o fruto de uma palmeira (Phoenix dactylifera) e existem há uns milhares de anos. Crê-se que tenham aparecido nas margens dos rios Nilo e Eufrates, no Egipto e Mesopotâmia, lá para onde Judas perdeu as botas, literalmente {#emotions_dlg.sarcastic}

As tâmaras são ricas em açúcar, fibra, vitaminas e minerais, razão pela qual são utilizadas para quebrar o jejum no Ramadão.

Assim de repente, importa saber que são ricas em taninos, taninos estes que ajudam a parar hemorragias e são anti-inflamatórios.

São ricas em betacarotenos (excelente para a visão), ricas em ferro, potássio, cálcio, manganésio, magnésio e cobre e vitaminas A, B e K. Uma fartura!

São calóricas? Sim, um bocado, mas dão cá uma energia que também não é preciso comer muitas!

São super doces, razão pela qual devem ser usadas com moderação por quem sofre de diabetes.

Podem ser usadas para substituir o açúcar em algumas receitas, podem ser usadas para fazer bolos, pães, granola, entradas, etc.

Uma das maneiras mais conhecidas (e não a mais saudável, sem dúvida) de servir tâmaras é como entrada, enroladas numa fatia de bacon que vai ao forno, às vezes recheadas com uma amêndoa. É muito bom mas há milhentas maneiras de as usar, cada qual a melhor.

Mesmo a comer directamente da embalagem, o único senão é que são um bocadinho peganhentas.

Eu, que antigamente só aparecia ao pé de tâmaras com um crucifixo ou uma réstia de alhos, agora estou convertida!

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
|

mais sobre mim

cuscar

quantos são? quantos são?

HTML Hit Counter
pc computer components

digam qualquer coisa

coolinaria@sapo.pt

A Belita no Facebook!

My taste

mytaste.pt

armazém de receitas

tags

todas as tags

os meus livros de receitas, alguns...

blogs SAPO

subscrever feeds