Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2015

perishable thoughts...

 

As couves-de-bruxelas são uma espécie de repolho em miniatura e normalmente só as encontremos à venda congeladas (ou frescas - muito raramente).

Se calhar há por aí muita gente que não sabe como é que elas crescem… eu pelo menos, até ver umas que plantei ganharem forma, não fazia ideia que era assim que cresciam.

Vão nascendo estes mini repolhinhos ao longo do pé da couve, logo acima de uma folha de tamanho normal. Mesmo estranho, nunca tinha visto.

Agora as couves… as que se compram congeladas não são o melhor petisco que se possa imaginar, não são… mas a versão fresca, pelo menos a versão fresca que saiu da minha horta, é mesmo boa.

E porque é que se chamam couves-de-bruxelas, perguntam vocês. Pois chamam-se assim porque é exactamente de Bruxelas que são oriundas, quem diria? Ele há com cada coincidência… E já são conhecidas por lá desde o século XIII.

Como todas as verduras da família das Brassica olerácea, as couves-de-bruxelas são ricas em fibras e antioxidantes, são anti-inflamatórias, ajudam na digestão e além de outros benefícios protegem os olhos contra as cataratas e degeneração macular.

 

Couves-de-bruxelas

 

untitled.PNG

 

Quem tiver uma horta já sabe: toca a plantar couves-de-bruxelas, além disso ocupam muito menos espaço do que os ‘outros’ repolhos!

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Terça-feira, 27 de Janeiro de 2015

almoços portáteis #11

 

As saladas não têm que significar comida gelada, cheia de maionese e a pedir um copo com uma bebida fria. Não. Também há saladas para dias frios que, embora à temperatura ambiente, são bem agradáveis e não nos fazem confundir as estações.

Estamos no Inverno…

 

Salada de Arroz Selvagem

 

20150112_194032.jpg

 

Arroz selvagem cozido

Folhas de alface cortadas em tiras

Nozes tostadas

Bagos de romã

Queijo Feta

 

Azeite, vinagre e molho de soja

 

Juntar os ingredientes para a salada e temperar com a mistura de azeite, vinagre e molho de soja.

Servir à temperatura ambiente.

 

Nota: Em vez de arroz selvagem pode ser usado arroz de outro tipo, cuscuz, massa, etc.

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Segunda-feira, 26 de Janeiro de 2015

brrrr

 

Para quem aprecia uma comida retemperadora para estes dias de gelo, nada melhor do que uma tigela disto com um belo naco de pão.

Não é preciso mais nada! Ah, talvez um copo de vinho tinto venha a calhar…

 

Feijão à Pássaro (Fagioli all’uccelletto)

 

IMG_3931.JPG

 

1 lata pequena de feijão branco

1 lata pequena de tomate em pedaços

3 dentes de alho

1 raminho de sálvia

1 pitada de sal

Azeite q.b.

 

Numa sertã alouram-se os dentes de alho com a sálvia no azeite. Junta-se o tomate em pedaços e o sal e deixa-se refogar até ficar um molho grosso. Juntar os feijões escorridos e deixar apurar por mais uns minutos, mexendo de vez em quando.

 

Nota: esta receita típica da Toscânia, Itália, veio daqui.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Sexta-feira, 23 de Janeiro de 2015

Nhack!

 

Ainda anda toda a gente a tentar seguir as resoluções de fim de ano, sem descarrilar?

Eu não tive resoluções de fim de ano, espero cada dia como ele se oferecer, sol ou chuva. Mas mesmo depois do choque calórico que foram as festas, não quero deixar de comer coisas boas por isso procurei (e encontrei) uma receita descomplicada e carregadinha de coisas saudáveis, seja para uma merendinha nocturna, lanche a meio da manhã ou após exercício, para quem o faz.

 

Barrinhas de Aveia

 

IMG_3970.JPG

 

1 copo de tâmaras

¼ de copo de mel

¼ de copo de manteiga de amendoim

1 copo de amêndoas tostadas e grosseiramente picadas (com pele)

1 e ½ copos de flocos de aveia

2 colheres de sopa de arandos secos (cranberries) - opcional

 

Tostar as amêndoas no forno ou numa frigideira. Atenção para não queimar.

Retirar os caroços às tâmaras e cortar em pedaços. Pôr de molho num bocadinho de água por dez minutos para amolecerem. Escorrer e pôr as tâmaras no copo do robot e picar até ficar uma pasta (se necessário juntar uma colher de sopa desta água).

Num tachinho derreter a manteiga de amendoim juntamente com o mel.

Retirar as tâmaras do robot, pôr numa taça e juntar a aveia, as amêndoas e os arandos secos. Adicionar a mistura de mel e manteiga de amendoim e mexer bem com uma colher de pau.

Forrar um tabuleiro com papel vegetal e deitar a massa no tabuleiro. Espalhar bem e pressionar muito bem para que não fique solta.

Levar ao frigorífico por uma a duas horas e retirar, cortando barrinhas do tamanho desejado (cortei 15).

 

Nota: Podem ser utilizados outros ingredientes em substituição: nozes, passas, pepitas de chocolate, cajus, sementes de abóbora, girassol, chia, etc.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2015

conforto à mesa

 

Uma receita em que as instruções são fáceis de seguir e os ingredientes são dos que normalmente há à mão. Experimentem, fica uma carne muito suculenta e deliciosa.

A receita foi copiada desta, a única diferença foi que fiz apenas metade.

A repetir!

 

Lombinho de Porco

 

untitled.PNG

 

1 lombinho de porco

2 copos de vinho branco

Sumo de uma laranja

2 colheres de sopa de molho Inglês

2 dentes de alho

1 folha de louro

1 colher de sobremesa de massa de pimentão

2 cebolas roxas

Sal, azeite e coentros q.b.

 

Põe-se o lombinho num tabuleiro para ir ao forno. Tempera-se com sal, vinho, sumo de laranja e molho Inglês. De seguida os dentes de alho esmagados e a folha de louro cortada em dois.

Depois barra-se a massa de pimentão na carne e por cima deitam-se umas goladas de azeite e os coentros picados.

Leva-se ao forno 40 minutos. Retira-se, corta-se a carne em fatias do tamanho desejado, rega-se com o molho e acrescentam-se as cebolas cortadas em quartos. Vai novamente ao forno por mais uns 20 minutos.

Retira-se e serve-se com arroz ou batatas e uma salada ou verduras cozidas.

  

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (3) | favorito
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2015

perishable thoughts...

 

Vulgarmente conhecida por couve-galega (Brassica oleracea var. acephala) a couve do caldo verde é muito comum no nosso país e além de utilizada para fazer esta sopa tradicional, também é usada noutros pratos como a feijoada e até no cozido, dependendo da zona do país.

Quem já comeu a famosa feijoada à brasileira, sabe que esta couve salteada é um dos acompanhamentos que não pode faltar.

Muito rica em vitaminas A e C, betacaroteno, ácido fólico, ferro e cálcio, o seu consumo ajuda a manter um sistema imunitário saudável e crê-se que a ingestão de couves de folha escura, como é o caso da couve-galega, pode ajudar a reduzir o risco de cancro no estômago, intestinos, cólon e mesmo o cancro da mama.

Esta couve, que não se apanha toda mas sim as folhas consoante a necessidade, pode durar anos e atingir altura superior a dois metros, e não é preciso ir ao Entroncamento para  encontrar destas 

 

Couve-galega

 

IMG_3960.JPG

 

Estas folhas que aqui mostro, são as duas de couve-galega, só que uma é rendilhada por natureza e a outra foi rendilhada com a ajuda dos caracóis 

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Terça-feira, 20 de Janeiro de 2015

diz que sim...

O bacalhau pode querer alho mas no meu entender, quer é azeite. Muito!

E se também houver broa caseira para finalizar, quem não quer?

Esta receita tem vários passos mas não é nada complicada de fazer.

Experimentem.

 

Bacalhau com Espargos

 

bacalhau.JPG

 

20 batatinhas pequenas

2 postas altas de bacalhau

1 molho de espargos

1 cebola bem grande

2 dentes de alho

Azeite

Sal e pimenta q.b.

50 grs de broa ralada ou esfarelada

 

Lavar e retirar alguma impureza das batatas mas sem as descascar, dar-lhes um golpe e cozer num tacho juntamente com as postas de bacalhau e sal, se necessário.

Como o bacalhau coze mais rápido, retirar mal esteja pronto e continuar a cozer as batatas que por estarem inteiras demoram um pouco mais.

Uns cinco minutos antes de as batatas estarem cozidas, juntar os espargos e deixar cozer.

Entretanto lasca-se o bacalhau, retirando peles e espinhas.

Cortar a cebola às rodelas e levar ao lume com bastante azeite para fazer uma cebolada. Quase no fim juntar o alho também em rodelas. Reservar.

Retirar os espargos do tacho. Retirar também as batatas, dar um murro em cada uma e colocar no fundo de um tabuleiro de cerâmica.

Por cima espalhar as lascas do bacalhau e sobre as lascas os espargos cortados ao meio no sentido do comprimento.

Deitar a cebolada sobre os espargos e polvilhar com a broa ralada e pimenta fresca.

Levar ao forno por cerca de meia hora a alourar.

 

Nota: em vez de espargos podem-se usar grelos

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2015

começar bem

 

Não sei se este é detox como os sumos que estão na moda agora.

Sei que é bom, muito bom, e que é uma maneira excelente de começar o dia!

 

Sumo de Beterraba e Mirtilos

 

IMG_3953

 

1 rodela de beterraba cozida

1 mão-cheia de mirtilos (usei congelados)

1 colher de chá de gengibre fresco ralado

250 ml de sumo de tangerina (ou laranja)

3 colheres de sopa de iogurte grego

 

No liquidificador juntar todos os ingredientes e liquidificar até ficar um sumo espesso.

 

Nota: a beterraba também pode ser crua

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Sexta-feira, 16 de Janeiro de 2015

é isso...

 

Não sei se com vocês é assim mas para mim Janeiro é um mês muito grande e não posso passá-lo sem biscoitos. É que não posso, pronto!

 

Biscoitos de Aveia e Chocolate

 

IMG_3790.JPG

 

100 grs de manteiga amolecida

100 grs de açúcar amarelo

1 ovo grande, batido

1 colher de chá de essência de baunilha

150 grs de farinha

½ colher de chá de fermento em pó

100 grs de flocos de aveia

100 grs de chocolate preto cortado em quadradinhos

 

Bater a manteiga com o açúcar, adicionar o ovo e baunilha e mexer. Juntar a farinha com o fermento e mexer bem para envolver tudo. Adicionar a aveia e o chocolate (podem ser usadas pepitas).

Retirar colheradas da massa e enrolar com as mãos. Achatar e pôr em tabuleiros forrados com papel vegetal e levar ao forno, 180ºC, por cerca de 15 minutos ou até estarem bem dourados.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2015

assados

Um dia destes comprei uma coxa de peru, daquelas grandes, com a intenção de lhe retirar o osso em casa. Não é nada complicado, apenas temos que ter uma faca bem afiada.

Foi a primeira vez que desossei qualquer coisa e realmente é tão fácil como parece quando se vê na televisão ou no talho. Apenas demora mais pela falta de prática.

 

Coxa de Peru enrolada

 

IMG_3888.JPG

(cozer os ossos do peru em água para aproveitar o caldo para o molho)

 

1 coxa de peru desossada

Raminhos de tomilho

Sementes de funcho (erva-doce)

1 cabeça de alho

Sal e pimenta q.b.

1 batata grande com pele

1 mandioca descascada (opcional)

Azeite q.b.

Vinho branco q.b.

Caldo de cozer os ossos q.b.

1 tangerina

 

Estender a coxa de peru numa tábua de cozinha e temperar com sal, pimenta, folhas de tomilho e sementes de funcho esmagadas. Enrolar e atar com fio de cozinha (pode ser com fio dental).

Temperar do mesmo modo por fora e pôr num tabuleiro para ir ao forno juntamente com os dentes de alho inteiros e a batata e a mandioca cortadas em quartos.

Pôr vinho branco, caldo e azeite no fundo do tabuleiro. Por cima do rolo de peru espreme-se uma tangerina cortada em duas e põem-se as duas metades sobre o rolo, para dar gosto.

Leva-se ao forno por cerca de duas horas, a primeira hora coberto com papel de alumínio e o restante tempo sem nada por cima para tostar. Verificar se mantém molho, senão acrescenta-se caldo de cozer os ossos, pouco a pouco.

Retirar do forno e remover o fio, cortar em fatias finas e servir.

Excelente acompanhado de esparregado.

 

Nota: As sobras dão umas sandes top!

 

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Quarta-feira, 14 de Janeiro de 2015

perishable thoughts...

 

O nabo (Brassica napus L.) é talvez a verdura que mais detesto comer. Só lhe gosto da cor...

Não acho piada nenhuma ao sabor do dito apesar de o usar em sopas, bem trituradinho e misturado com outros ingredientes que é para nem se dar por ele.

Bastante rico em cálcio, potássio e vitamina C, tem apenas 35 calorias por 100 gramas.

Mas porque é que o chocolate não é assim???

É o verdadeiro alimento de inverno pois é em baixas temperaturas que melhor cresce, e as suas folhas são excelentes preparadas de várias formas, embora a mais tradicional seja  em sopa. Em Gondomar têm até um Festival Gastronómico intitulado “Hoje há Caldo de Nabos”.

Nabos há muitos, uns são redondos, outros mais afunilados e depois há os que não se sabe bem porque saíram assim, cheios de brotoejas 

 

Nabos

 

nabos.JPG

 

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (4) | favorito
Terça-feira, 13 de Janeiro de 2015

ligeirinho

Enquanto a massa coze, faz-se isto.

Rápido.

Eficaz.

Saboroso.

 

Camarão Scampi

 

scampi.JPG

 

1 colher de sopa de manteiga

2 colheres de sopa de azeite

250 grs de camarão grande descascado

3 dentes de alho

1 pitada de piripiri

¼ de copo de vinho branco

¼ de copo de sumo de limão

Sal q.b.

1 colher de chá de raspa de limão

1 colher de sopa de salsa picada

Massa à escolha (usei esparguete colorido)

 

Enquanto a massa coze em água abundante temperada com sal, põe-se o azeite e manteiga numa sertã e quando derretido junta-se o camarão, os dentes de alho picados e o piripiri.

Cozinhar até os camarões ficarem rosados e juntar o vinho e o sumo de limão. Deixar evaporar por uns minutos e temperar com sal a gosto.

Envolver com o esparguete escorrido e salpicar com salsa e raspa de limão.

Servir de imediato.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (3) | favorito
Segunda-feira, 12 de Janeiro de 2015

bela piza

É raro fazer pizas e quando faço confesso que não perco tempo a fazer a massa, até porque quando apetece de repente uma piza, não dá para estar à espera que a massa levede.

Por norma compro no supermercado e até agora não me dei mal.

 

Piza de cebola roxa e nozes

 

untitled.PNG

  

2 cebolas roxas

50 ml de azeite

1 bola de queijo mozarela

30 grs de queijo cheddar ralado

75 grs grs de queijo ralado (usei flamengo)

2 colheres de sopa de nozes picadas

Pimenta moída

1 base de pizza (usei de compra)

 

Alourar a cebola em azeite, cortada em rodelas finas até estar escura e quase caramelizada, mais de quinze minutos, mexendo para não pegar.

Deitar a cebola caramelizada sobre a base da piza. Por cima pôr bocados do queijo mozarela fresco e os restantes queijos ralados. Polvilhar com as nozes picadas e temperar com pimenta preta moída de fresco.

Levar ao forno até derreter os queijos.

 

Nota: podem usar-se outros queijos

 

 

 

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | favorito
Sexta-feira, 9 de Janeiro de 2015

ahhhhhhhhhhhh

Gosto muito de coisas doces. Mas não podem ser muito doces, por exemplo: não gosto muito de pão de ló com pito, de ovos moles, nem das nossas tão tradicionais receitas conventuais que levam açúcar às carradas.

Mas gosto de doces. Se forem ácidos também, ainda melhor.

Como este bolo, copiado de um que uma colega uma vez levou para um almoço. Apenas substituí uma embalagem de queijo-creme por uma de queijo Quark, que é muito mais magro.

 

Cheesecake com calda de mirtilos

 

cheesecake.JPG

 

Base:

8 bolachas digestivas

1 ½ colher de sopa de manteiga

 

Recheio:

250 grs queijo-creme para barrar (tipo Philadelphia)

250 grs de queijo Quark

½ chávena de açúcar

1 ½ colher de sopa de farinha

1 colher de chá de extracto de baunilha

2 ovos

100 grs de iogurte grego natural

 

Cobertura:

200 grs de mirtilos

50 grs de açúcar

Água q.b.

 

Reduzir a bolacha a pó e misturar a manteiga até formar uma pasta. Forrar o fundo da forma com a mistura da bolacha. Levar ao frigorífico enquanto se prepara o recheio.

Numa taça misturar os queijos, o iogurte, açúcar, farinha e baunilha até que a mistura esteja leve e fofa. Adicionar um ovo de cada vez, misturando bem.

Deitar sobre a base de bolacha e levar ao forno durante mais ou menos 1 hora. Retirar e deixar arrefecer.

Entretanto levar um tachinho ao lume com os mirtilos, o açúcar e um pouquinho de água. Deixar levantar fervura e apurar por uns cinco minutos.

Arrefecer e pôr sobre o bolo quando também estiver frio.

Servir fresco.

 

Nota: encontra-se o queijo Quark no Lidl, uma embalagem de 250 grs custa cerca de 0,59€

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Quinta-feira, 8 de Janeiro de 2015

das sobras...

Quando sobra uma coxa de coelho assado e pouco mais, que é que se faz? Um pastelão? Uma sandes? Deita-se fora?

Não, faz-se um caril de aproveitamentos. E pensa-se que para a próxima até se vai assar coelho a mais para poder fazer isto outra vez!

 

Caril de Coelho

 

caril.JPG

 

1 cebola pequena picada

1 dente de alho picado

2 colheres de sopa de óleo de girassol

1 colher de chá de caril em pó

1 malagueta (opcional)

150 grs de coelho desfiado

½ copo de água (cerca de 120 ml)

3 colheres de sopa de natas (usei de soja)

1 colher de sopa de salsa picada

1 colher de sopa de pistachos

1 colher de sopa de passas

 

Alourar a cebola e o alho no óleo. Juntar o caril em pó e a malagueta e mexer. Juntar também a carne de coelho desfiada e deixar aquecer e apurar juntando golinhos de água de quando em quando.

Adicionar as natas, a salsa, os pistachos e as passas. Deixar levantar fervura e servir de imediato com arroz.

 

Nota: pode ser usada qualquer carne desfiada em vez de coelho

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Quarta-feira, 7 de Janeiro de 2015

perishable thoughts...

A Tângera é, ao que parece, a mistura de uma tangerina e de uma laranja (C. reticulata × C. sinensis).

Não é fruto que se encontre por aí à venda, a não ser em mercados de lavradores.

Adoro o cheiro da tângera embora seja daqueles que se pega às mãos e dura todo o dia.

Outra das suas características é ter montes de pevides, mesmo muitas!

Como os restantes citrinos, é uma excelente fonte de vitamina C e tem muita fibra, principalmente na membrana que é outra das suas características: tem uma membrana branca que quando se descasca tem a tendência a ficar agarrada aos gomos. Mas não é amarga.

O sabor é diferente do dos outros citrinos, se puderem provem, em sumo é uma maravilha!

 

Tângeras

 

tangera.PNG

 (estas foram-me dadas pela minha vizinha)

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (4) | favorito
Terça-feira, 6 de Janeiro de 2015

entrar nos eixos...

O alabote é um peixe magro, de carne muito branca e textura muito suave.

Vende-se em supermercados ou casas de peixe congelado.

Uma boa alternativa aos filetes de pescada. A receita veio daqui.

 

Filetes de Alabote

 

IMG_3866.JPG

 

4 filetes de alabote

3 colheres de sopa de manteiga

¾ de copo de pão de véspera ralado

1 dente de alho ralado

1 colher de sopa de salsa picada

1 colher de sopa de azeite

Sal e pimenta preta q.b.

 

Numa pequena caçarola ou frigideira derrete-se a manteiga em lume brando. Após ter derretido começa a formar uma espuma, continua ao lume até que a parte sólida da manteiga fique no fundo da frigideira e a parte líquida esteja bem dourada.

Vira-se a parte líquida para uma taça e reserva-se (a parte castanha deita-se fora).

Limpa-se a frigideira com um papel de cozinha e vai novamente ao lume com o pão ralado e o alho ralado. Vai-se mexendo até estar tostado, cerca de 5 minutos. Adiciona-se a salsa picada, retira-se do lume e adiciona-se a manteiga derretida. Reserva-se.

Temperam-se os filetes com sal e pimenta preta e fritam-se no azeite por dois ou três minutos de cada lado, dependendo da grossura dos filetes.

Põe-se a mistura de pão ralado tostado e manteiga por cima dos filetes e servem-se com batata cozida e verduras.

 

Nota: esta receita pode ser feita com outro tipo de filetes

 

 

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Segunda-feira, 5 de Janeiro de 2015

a abir as hostilidades :)

Adoro sopa de lentilhas. Se forem das vermelhas então, ainda melhor. Estão descascadas, não necessitam de ser demolhadas e cozem super rápido. Além disso dão uma cor muito bonita a qualquer sopa, como esta que vos apresento e que foi adaptada desta receita.

 

Creme de Lentilhas Vermelhas e Caril

 

sopinha.PNG

  

2 colheres de sopa de azeite

1 cebola

1 alho-francês

1 nabo pequeno

2 cenouras

1 batata

100 grs de lentilhas vermelhas

1 colher de chá de caril em pó

Sal q.b.

750 ml de água a ferver

 

Passar as lentilhas por água, escorrer e reservar.

Alourar a cebola e o alho-francês no azeite. Adicionar o caril e mexer.

Juntar os restantes ingredientes cortados em pedaços, envolver e adicionar a água a ferver. Deixar cozer tudo por cerca de 25 minutos e depois passar com a varinha mágica.

Servir com queijo Feta e coentros picados.

 

Nota: se preferirem uma sopa mais líquida, pôr até um litro de água

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Quarta-feira, 31 de Dezembro de 2014

Feliz Ano Novo!

Esta receita foi-me dada há mais de 20 anos por uma colega de trabalho. Costumava fazê-la de vez em quando nessa altura e depois, não sei porquê, nunca mais a fiz, embora a tivesse lá numa pastinha juntamente com outras relíquias desse tempo.

Aqui há uns dias, a falar com uma colega, ela disse-me que uma das memórias que tinha de quando era pequena era de uma vizinha que costumava fazer uma tarte de amêndoa que ela adorava e nunca conseguiu encontrar igual.

Dei-lhe esta receita e olhem, era mesmo esta! Já fiz mais uma pessoa feliz 

Aproveitei a embalagem e voltei a fazer. É mesmo boa!

 

Já agora: Feliz Ano Novo!

 

Tarte de Amêndoa Palitada

 

tarte.jpg

 

Base:

100 grs de açúcar

100 grs de margarina amolecida

2 ovos pequenos

200 grs de farinha com fermento

 

Bate-se o açúcar com a margarina, adicionam-se os ovos inteiros e a farinha com fermento. Põe-se esta massa numa tarteira e leva-se ao forno. Coze até metade, acaba de cozer quando tiver o recheio.

Entretanto faz-se o recheio.

 

Recheio:

125 grs de açúcar

1 colher de sopa de mel

125 gramas de manteiga

200 grs de amêndoa pelada e palitada

4 colheres de sopa de leite

 

Vai tudo ao lume numa frigideira e quando começar a alourar deita-se sobre a massa que se pões de novo no forno para acabar de cozer (cerca de 5 minutos é suficiente - pelo menos no meu forno).

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Terça-feira, 30 de Dezembro de 2014

pré-estragação...

Como acompanhamento de carnes grelhadas ou peixe, este prato é simples de fazer e fica muito saboroso.

 

Couve branca e cenoura salteadas

 

downloadcorta.PNG

 

½ couve branca

1 cenoura

2 dentes de alho

Sal q.b.

Azeite q.b.

 

Alourar os dentes de alho no azeite, juntar a couve e a cenoura cortadas em juliana e saltear, mexendo de vez em quando. Deixar cozer por uns quinze minutos.

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Segunda-feira, 29 de Dezembro de 2014

dos excessos...

 

Preciso de descansar da comida!

 

Iogurte com Dióspiro

 

diosp1.jpg

 

1 dióspiro bem maduro sem pele

Iogurte natural (usei caseiro)

 

Pôr numa taça em camadas e ahhhhhhhhh…………

 

 

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (8) | favorito
Sexta-feira, 26 de Dezembro de 2014

venho da festa..

Para o ano há mais!

20141213_162926.PNG

 

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Terça-feira, 23 de Dezembro de 2014

saúde!

Ao dizer o nome deste prato até parece que estamos a espirrar e de repente alguém nos vai dizer ‘santinho!’

É um prato típico de todo o Médio Oriente e Norte de África e esta receita (que adaptei ligeiramente) é do livro Jerusalem, não me canso!

 

Shakshuka

 

shakbom.PNG

 

½ colher de chá de cominhos em pó

½ colher de chá de coentros em pó

100 ml de azeite

1 cebola grande

1 pimento vermelho

1 pimento amarelo

1 pitada de açúcar amarelo

1 colher de sopa de salsa picada

2 tomates maduros grandes (usei congelados)

1 malagueta

100 ml de vinho branco

100 ml de água

2 ovos

 

Para acompanhar: queijo Feta e pão

 

Numa sertã alourar a cebola no azeite. Juntar os cominhos e os coentros em pó e mexer. Adicionar os pimentos picados em quadradinhos pequenos, o açúcar, o tomate, a salsa e a malagueta e deixar refogar. Juntar o vinho e a água, temperar de sal e deixar fervilhar.

Verificar a água para que quede um molho espesso. Arranjar dois espaços com a colher de pau e deitar neles os ovos. Tapar com um testo até os ovos estarem no ponto desejado (com a gema molinha!).

Servir com pedacinhos de queijo Feta e pão, muito pão, este molho é divinal.

 

 

 

 

 

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (6) | favorito
Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014

à mesa da festa

Aqui está uma ideia de um paté fácil de fazer para entreter antes da ‘comida a sério’…

 

Patê de Salmão Defumado 

 

IMG_3806.JPG

 

3 fatias de salmão defumado

100 grs de queijo creme

Cebolinho picado

Aneto picado

Pimenta moída na hora

 

Com uma faca picar bem o salmão até ficar uma pasta. Juntar os restantes ingredientes e mexer bem.

Servir com tostas, broa, bolachinhas ou pão fresco.

 

Nota: em vez de aneto pode-se usar salsa 

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

perfeito!

Uma sobremesa ligeira, fresca e com fruta da época.

 

Parfait de Iogurte e Tangerina

 

IMG_3875.JPG

 

8 bolachas Digestive

200 grs de iogurte grego natural

2 colheres de sopa de mel

150 ml de sumo de tangerina

1 folha de gelatina

 

Pôr a folha de gelatina em água fria por cinco minutos.

Triturar as bolachas e pôr no fundo de um copo ou taça.

Adoçar o iogurte com o mel e pôr sobre as bolachas trituradas.

Derreter a folha de gelatina numa colher de sopa de água a ferver e juntar ao sumo de tangerina. Deixar arrefecer para engrossar e pôr em colheradas sobre o iogurte.

Servir.

 

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 12:30
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (4) | favorito
Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

crocante

Por estas alturas o pessoal já está a ficar fartinho de jantares de natal, almoços de natal, é uma estragação que quando chegar ao dia da Ceia já não há condições 

Por isso, aqui vai uma sugestão levezinha mas que não deixa de ser interessante.

Ora vejam.

 

Creme de Cebola com Chips de Presunto

 

IMG_3820.JPG

 

2 cebolas

2 batatas

1 curgete

1 xuxu

1 batata doce

Sal q.b.

Azeite q.b.

1 litro de água a ferver

2 fatias de presunto

 

Numa panela aloura-se ligeiramente em azeite a cebola cortada em quartos. Juntam-se os restantes ingredientes, mexe-se e deita-se água a ferver na panela. Deixa-se cozer por 25 minutos e tritura-se.

Rectificam-se os temperos se necessário.

No micro-ondas põe-se o presunto entre duas folhas de papel de cozinha e deixa-se na potência máxima por um minuto. Retirar e ver se já está estaladiço, se não estiver, pôr novamente por mais uns segundos, vinte no máximo.

Servir a sopa com pedacinhos do presunto e fatias de broa.

 

Nota: pode-se fritar o presunto numa sertã sem gordura, para o mesmo efeito estaladiço

 

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (4) | favorito
Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2014

criiiiinkles

Estes biscoitos têm um nome muito engraçado. Crinkles.

São mesmo bons e fáceis de fazer e fazem cá uma vista!

E já sabem, dentro de um saquinho de celofane ou de uma caixinha, são um belo presente!

Foram inspirados nesta receita.

 

Crinkles de Chocolate

 

IMG_3882.JPG

 

50 grs de chocolate 70%, derretido

½ copo de açúcar amarelo

2 colheres de sopa de óleo de girassol

1 ovo

½ colher de chá de essência de baunilha

¾ de copo de farinha

½ colher de chá de fermento em pó

1 pitada de sal

¼ de copo de açúcar em pó

 

Numa taça misturam-se a farinha, o fermento e o sal.

Derreter o chocolate (no micro-ondas, cerca de 40 segundos)

Retirar do micro-ondas, mexer e adicionar o açúcar e o óleo, mexer bem. Juntar o ovo e a baunilha e novamente mexer para dissolver bem todos os ingredientes. Juntar a mistura da farinha e fazer uma bola com a massa. Deixar no frigorífico por duas horas.

Forrar um tabuleiro com papel de ir ao forno. Pôr o açúcar me pó num prato fundo.

Fazer bolinhas do tamanho de nozes com a massa e envolver bem no açúcar em pó. Pôr estas bolinhas no tabuleiro e levar ao forno a 175ºC por cerca de 12 a 15 minutos.

Deixar arrefecer e comer, ou guardar.

 

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (8) | favorito
Segunda-feira, 15 de Dezembro de 2014

vegetais

Enquanto se faz um assado, aproveita-se o forno para também tratar do acompanhamento. Com isto, é aproveitar a manhã, normalmente de domingo, para outras aventuras.

Em o tempo deixando, aventuras na horta.

 

Mistura de Vegetais Assados

 

IMG_3760.JPG

 

1 beringela

1 curgete

1 cebola roxa

1 cenoura

2 pimentos italianos vermelhos

1 pimento italiano verde

Sal

Orégãos

Sementes de erva-doce

Azeite

 

Cortar os vegetais e colocar num tabuleiro (se for sobre papel vegetal, a limpeza é mais fácil). Salpicar com sal, orégãos e umas sementes de erva-doce. Por cima pôr azeite e levar ao forno até estarem assados, cerca de meia hora.

 

Nota: Podem usar-se outros vegetais, abóbora, batata-doce, cogumelos, etc.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (8) | favorito
Sexta-feira, 12 de Dezembro de 2014

poor man's pecan pie

Esta tarte é facílima de fazer e com ingredientes quase sempre à mão.

Nos Estados Unidos é conhecida como ‘Tarte de Nozes à Homem Pobre’ porque embora tenha um ligeiro sabor a frutos secos, não leva qualquer tipo de nozes e sim aveia que é incomparavelmente mais barata! (daí o homem pobre…)

Seja como for, é deliciosa, gulosa, vistosa, mesmo a calhar.

 

Tarte de Aveia

IMG_3853.JPG

 

1 copo de flocos de aveia

½ copo de açúcar

½ copo de golden syrup ou mel

½ copo de manteiga ou margarina amolecida

1 pitada de sal

1 colher de chá de extracto de baunilha

1 base de tarte – massa quebrada

 

Estender a base da tarte numa tarteira.

Misturar bem todos os ingredientes e deitar na base da tarte.

Levar ao forno por cerca de 40 minutos.

 

 

tags: , ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (6) | favorito
Quinta-feira, 11 de Dezembro de 2014

sempre a aproveitar

Sou mesmo alérgica a deitar comida fora por isso dou sempre a volta à situação de maneira a poder incorporar numa receita qualquer sobra que haja no frigorífico.

Visto que não sou a maior fã de puré de batata e que de vez em quando sobra, cá está outra maneira de o gastar.

 

Bolinhos de Salmão

 

IMG_20141111_211020.jpg

 

150 grs de puré de batata

75 grs de salmão defumado picadinho

1 ovo

Piri-piri

Aneto, salsa e cebolinho picados

Farinha q.b. para fazer a massa

Azeite ou óleo para fritar

 

Juntar todos os ingredientes, a farinha vai-se juntando uma colher de cada vez até estar de modo a fazer uns bolinhos que não se desfaçam.

Fritar num pouquinho de azeite ou óleo bem quente.

 

Nota: podem-se usar outras ervas aromáticas ou apenas salsa

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Quarta-feira, 10 de Dezembro de 2014

1, 2, 3.

Uma parte de açúcar, duas partes de manteiga (sim, manteiga!) e três partes de farinha.

O resto são acessórios que umas vezes se usam, outras não. Desta vez, sim.

Mais uma ideia para presentes, se não para os outros, para nós que também merecemos ;)

 

Shortbread de Nozes e Arandos Secos

 

 (antes de ir ao forno)

 

100 gr de açúcar

200 gr de manteiga

300 grs de farinha

50 grs de nozes

50 grs de arandos secos (cranberries)

 

Bater a manteiga à temperatura ambiente com o açúcar até ficar uma massa clarinha, adicionar a farinha e mexer até formar uma massa uniforme. Juntar as nozes e os arandos secos.

Fazer um rolo com esta massa e embrulhar em película aderente (nesta fase pode-se pôr no congelador e retirar quando se quiserem fazer os biscoitos). Se for para fazer logo, a massa tem que ir ao frigorífico por uma hora.

Retira-se do frigorífico e cortam-se rodelas com cerca de 1 centímetro e põem-se num tabuleiro forrado com papel de ir ao forno. Levam-se a cozer em forno médio (cerca de 180ºC) por 15 minutos mais ou menos.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (4) | favorito
Terça-feira, 9 de Dezembro de 2014

lanches...

O nome da receita demora quase tanto tempo a dizer como a fazer 

Fácil e bem apetitosa, experimentem.

 

Tosta com ovos mexidos, espinafre e queijo Feta

  

untitled.PNG

 

4 fatias de pão de centeio

2 ovos

1 mão-cheia de espinafres

Queijo Feta

Azeite q.b.

1 dente de alho

 

Numa frigideira pequena com azeite e um dente de alho picado, saltear os espinafres até murcharem. Reservar.

Na mesma frigideira e com um fio de azeite mexer os dois ovos temperados com pimenta. Não é necessário sal porque o queijo Feta é bastante salgado.

Tostar as fatias de pão na torradeira.

Pôr os ovos mexidos sobre duas fatias, por cima espalhar os espinafres e por cima esfarelar queijo Feta a gosto. Tapar com as restantes fatias de pão tostadas e servir.

 

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
Sexta-feira, 5 de Dezembro de 2014

grande fim-de-semana!

Está sol, está frio, está um dia lindo, que os que aí vêem sejam todos assim. E com um bolo, para que seja ainda mais perfeito!

 

Bolo de Lima

 

IMG_20141102_221538.jpg

 

2 copos de farinha

1 copo de açúcar

1 colher de chá de fermento em pó

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

Raspa de uma lima

1 copo de leite misturado com sumo de meia lima

1 colher de chá de extracto de baunilha

½ copo de óleo

1 ovo

 

Numa taça misturar a farinha com o açúcar, o fermento, o bicarbonato e a raspa da lima.

Noutra taça misturar o leite e o sumo de lima com a baunilha, o óleo e o ovo.

Juntar com a mistura da farinha sem mexer demais e deitar em forma de bolo inglês untada.

Levar ao forno por cerca de 45 minutos (verificar com um palito).

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Quinta-feira, 4 de Dezembro de 2014

com... fusão

É isto que se chama fusão? Sabores nortenhos em receita italiana?

Não sei, mas lá que estava bom…

 

Espécie de Risotto de Alheira e Nabiças

 

IMG_3824.JPG

 

1 cebola

2 dentes de alho

1 copo de arroz para risotto

½ copo de vinho branco

1 alheira de frango

1 mão-cheia de nabiças

1 litro de água a ferver ou mais se necessário

 

Primeiro escaldar as nabiças em água a ferver. Escorrer e reservar a água para o risotto. Cortar as nabiças em três.

Num tacho alourar a cebola em azeite, juntar o alho picado e deixar ganhar um pouco de cor. Adicionar o arroz e envolver para que fique com gordura por todo.

Juntar o vinho de uma vez e mexer deixando evaporar. A seguir junta-se a alheira sem pele e cortada em pedaços. Com as mexedelas vai acabar por se desfazer mas não faz mal. Depois juntam-se as nabiças.

A partir daqui vai-se juntando água a  ferver (usar a de cozer as nabiças) aos poucos, uma concha de cada vez, mexer, deixar evaporar e juntar mais água. Sempre de barriga colada ao fogão a mexer o tacho e com poucas evasivas ou aquilo pega num instante!

Verificar os temperos. Não precisei juntar sal porque a alheira era bem apetitosa.

Quando o arroz estiver no ponto de cozedura deve haver molho, não deve estar seco.

Servir de imediato.

 

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2014

s.o.s ajuda a caminho!

Para oferecer a pessoas que embora gostem de biscoitos, acham que é muito complicado fazê-los.

Não é nada, aqui está a prova!

 

Biscoitos S.O.S.

 

 

2 copos e ½ de farinha de trigo

1 colher de chá de fermento em pó

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

1 pitada de sal

1 copo de flocos de aveia

1 copo de pepitas de chocolate preto

½ copo de açúcar amarelo

½ copo de açúcar normal

½ copo de nozes partidas

 

Num frasco com capacidade para um litro, põe-se a farinha previamente misturada com o fermento, bicarbonato e sal. Pode-se usar um funil feito com uma folha de papel para não enfarinhar as paredes do frasco. Bater com o frasco na bancada para assentar a farinha.

A camada seguinte é a de flocos de aveia.

Depois as pepitas de chocolate (ou pode-se usar chocolate cortado em pedacinhos pequeninos).

Por cima do chocolate põe-se o açúcar amarelo e de seguida o branco.

A última camada é a das nozes (ou outro fruto seco).

Tapar o frasco e enfeitar para oferecer.

 

Não esquecer de juntar uma etiqueta com a receita para fazer os biscoitos.

Receita:

Deitar o conteúdo do frasco numa taça e adicionar 125 grs de manteiga amolecida, um ovo ligeiramente batido e uma colher de chá de extracto de baunilha.

Mexer bem e moldar bolinhas do tamanho de nozes.

Levar ao forno num tabuleiro forrado com papel vegetal e cozer por cerca de 12 a 15 minutos.

 

Nota: Receita daqui.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Terça-feira, 2 de Dezembro de 2014

tchanan!

Quando pensei em gastar umas postas de peixe daquelas para as quais não olhamos duas vezes, lembrei-me desta receita que andava para experimentar há bastante tempo.

Saiu muito bem.

Deu para duas formas de soufflé, uma redonda daquelas mais tradicionais e esta da foto.

 

Soufflé de Peixe

IMG_3781.JPG

 

300 grs de peixe (usei pescada, abrótea e maruca)

50 grs de margarina (usei Becel Cozinha)

50 grs de farinha

400 ml de mistura de água e leite

salsa e cebolinho q.b.

4 ovos

Sal, pimenta e noz moscada, q.b.

 

Cozer o peixe numa mistura de água e leite temperado de sal. Escorrer, reservando o líquido e retirar peles e espinhas, desfiando o peixe.

Num tacho derreter a margarina e adicionar a farinha, mexendo bem. Adicionar o líquido de cozer o peixe aos poucos mexendo sempre, de preferência com uma vara de arames, até engrossar. Pode não ser preciso todo o líquido, tem que se ver a consistência que deve ser leve.

Juntar as ervas picadas, as gemas e o peixe desfiado e temperar com pimenta e noz moscada e mais sal se necessário.

Bater as claras em castelo e envolver no creme. Deitar numa forma refractária untada e levar ao forno bem quente até alourar e subir na forma.

Ao retirar deve-se ter cuidado para que não apanhe correntes de ar senão pode baixar de repente e perde-se o efeito visual.

Servir com uma salada.

 

 

tags: ,
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Segunda-feira, 1 de Dezembro de 2014

no aproveitar...

Ainda a gastar o resto da produção deste verão, houve uns pimentos que deram que se fartaram. Chamam-lhes pimentos italianos, e embora sejam compridos a parecer malaguetas gigantes, não têm qualquer picante e são muito mais suaves em sabor do que os pimentos tradicionais.

Depois de usados em cru, em cozinhados e congelados para ir gastando, ainda sobravam bastantes pelo que decidi fazer massa de pimentão, que é coisa que raramente uso porque nunca compro. Valeu!

 

Massa de Pimentão

IMG_3833.JPG

 

6 pimentos vermelhos

Sal

Azeite

 

Cortar os pimentos em tiras largas e retirar as sementes e os veios.

Pôr em camadas num coador com bastante sal a cobrir cada camada. Usei um coador de plástico onde pus uma folha de papel de cozinha, sal, pimentos, sal, pimentos e sal.

Deixar escorrer por duas semanas (sim, duas semanas, não é gralha).

Passar os pimentos por água para remover o sal que ainda tiverem, escorrer e pôr no copo da varinha mágica ou noutro recipiente. Triturar com a varinha mágica até estar em puré e deitar num frasco. Por cima pôr uma camada de azeite e guardar.

 

Notas:

Reduz muito a quantidade de pimentos quando transformado em massa;

Pode ser usado para temperar carne ou peixe, assados, etc.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

as time goes by...

A primeira (e única) vez que fui aos Estados Unidos já foi há mais de 20 anos!

Mas foi uma viagem monumental, numa altura em que por razões várias, pude viajar à borla (há lá coisa melhor?) pela Florida, desde Miami a Orlando, passado por Key West, Fort Lauderdale, as Bahamas e por aí.

Um fartote! Sítios que não esquecem, mesmo passado tanto tempo.

Num dos hotéis onde ficámos não havia pequeno-almoço mas mesmo em frente lá estava um cafezinho ‘all you can eat’, mesmo à americana, tudo o que puder comer!

E foi aí que comi uma coisa de que gostei muito mas não sabia o nome nem vi nunca mais.

Passaram este anos todos e de vez em quando lá me lembrava daquele bolinho (é normal, isto de me lembrar de comidas?...).

No outro dia vi uma receita e pelo menos de aspecto, era o tal! Lá me meti a experimentar e confirma-se, era mesmo um Cream Cheese Danish!

 

Cream Cheese Danish

 

IMG_3771.JPG

 

1 embalagem de massa folhada

200 grs de queijo-creme

½ copo de açúcar

1 colher de chá de extracto de baunilha

2 gemas

1 clara

 

Estender a massa folhada e cortar nove quadrados.

Bater o queijo-creme com o açúcar, a baunilha e as gemas.

Rechear cada quadrado com uma colherada do creme e juntar as quatro pontas para formar uma trouxa. Repetir até esgotar os ingredientes.

Pôr as trouxas num tabuleiro forrado com o papel que normalmente vem com a massa folhada.

Bater ligeiramente a clara e pincelar as trouxas.

Levar ao forno por cerca de 20 minutos, até estar bem dourado.

 

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

ao gosto do freguês

Hoje temos mais uma versão de febras, fêveras ou bifanas, ao gosto do freguês.

Estas são facílimas de fazer e ficam muito boas, para quem gosta do sabor mais ácido da mostarda.

Além de refeição, também podem ser servidas em sandes, com uma bela de uma cerveja fresca a acompanhar.

 

Bifanas com Mostarda à Antiga

 

IMG_3753.JPG

 

1 cebola cortada em meias luas

3 dentes de alho picados

1 talo de aipo em rodelas finas

½ pimento vermelho pequeno em tiras

100 ml de azeite

4 febras de porco fininhas

50 ml de vinho branco

Sumo de ½ limão

1 colher de sopa de mostarda à antiga (é uma mostarda com grãos)

Sal q.b.

 

Pôr os ingredientes num tacho na ordem indicada, dar uma abanadela e levar ao lume até estar cozido, cerca de meia hora.

Verificar se é necessário acrescentar água para manter o molho.

Servir com puré ou arroz branco.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

Cool Gadgets

 

Mais um utensílio oferecido para a minha colecção de coisas giras na cozinha.

Mas este vai direitinho para o lado dos que valem a pena, por oposição àqueles que apenas estão a ocupar espaço 

É uma tesoura com vários andares!

Serve para cortar ervas aromáticas e funciona muito bem, corta logo de uma vez uma quantidade maior das ervinhas devido às várias lâminas que tem.

Prático, prático , prático! Até a cor é linda, combina com as ervinhas.

Já sabem, uma bela opção para oferecerem, agora que o Natal está à porta, aos vossos amigos que também gostam de cool gadgets.

 

Tesoura para cortar ervas aromáticas

 

D:\Dados\Xyzzzzz\fotoscomida\IMG_3802.JPG

 

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Terça-feira, 25 de Novembro de 2014

Aparências…

Até parece uma sobremesa, com esta cor tão bonita.

Mas não, são umas almondegas de peixe, cuja receita encontrei aqui e que alterei ligeiramente para ficar esta formosura.

Experimentem, principalmente se houver esquisitinhos com o peixe em casa…

 

Almondegas de Pescada

 

almondegas.JPG

 

Almondegas:

1 cebola pequena

400 grs de pescada

2 dentes de alho

1 fatia de pão demolhado em leite

1 ovo

Salsa e cebolinho q.b.

2 colheres de sopa de vinho branco

Sal, pimenta e farinha q.b.

Azeite q.b.

 

Molho:

2 dentes de alho

1 cebola pequena

1 colher de chá de açafrão das Índias

2 colheres de sopa de farinha

50 ml de vinho branco

450 ml de caldo de peixe

Sal q.b.

 

Coze-se a pescada em água temperada com sal e reserva-se a água. Retiram-se peles e espinhas à pescada.

Numa frigideira aloura-se a cebola picada muito miudinha e os dentes de alho. Junta-se a pescada desfiada e a salsa e cebolinho bem picados e mexe-se. Escorre-se o leite do pão e adiciona-se à pescada juntamente com o ovo, o vinho branco e sal e pimenta a gosto (atenção que a pescada já cozeu com sal).

Mexe-se bem para que fique uma massa espessa, se necessário acrescentar mais um pouco de pão.

Deixar arrefecer e moldar as almôndegas que se passam por farinha e se fritam ligeiramente apenas para dourar num pouco de azeite.

Reservar enquanto se prepara o molho.

Num tachinho com um fundo de azeite alourar a cebola e os dentes de alho picados. Adicionar o açafrão das Índias e a farinha e remexer rapidamente para que não se queime.

Juntar o vinho branco e o caldo de cozer a pescada e mexer rapidamente para não ficar com grumos. Juntar as almondegas e mexer com cuidado até o molho engrossar.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

com energia

Para levar na lancheira para o trabalho e comer a meio da manhã ou da tarde, nada como coisas boas, que satisfazem e dão energia e algumas calorias, mas das boas!

 

Snack matinal

 

IMG_20141117_200559.jpg

 

1 banana pequena

6 colheres de sopa de iogurte natural

2 colheres de sopa de granola ou outros cereais

 

Cortar a banana em rodelas.

Numa tacinha, põe-se metade do iogurte, metade das rodelas de banana e metade da granola. Repete-se e guarda-se no frio.

Pronto-a-comer ou pronto-a-levar!

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (4) | favorito
Sexta-feira, 21 de Novembro de 2014

¡Que pinta!

Mais um prato típico da Galiza, não sei porquê mas o Outono chega-me a essas paragens.

Para gastar mais algumas das castanhas desta época, aqui vai uma sugestão que me encantou.

Deliciosa!

 

Castanhas cozidas em leite

 

 IMG_20141108_183552.jpg

 

500 grs de castanhas

½ litro de leite

Açúcar a gosto

1 pau de canela

1 ramo de erva-doce (funcho)

1 pitada de sal

 

Retirar a casca das castanhas e depois cozê-las um pouco em água com uma pitada de sal. Escorrer e retirar a pele.

Numa caçarola leva-se o leite com o açúcar, a canela e a erva-doce ao lume. Quando ferver juntam-se as castanhas e deixa-se cozer em lume brando por 30 a 40 minutos, até quase se desfazerem.

Serve-se morno ou frio.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Quinta-feira, 20 de Novembro de 2014

M&M

Há receitas tão fáceis de fazer que ficamos admirados de o resultado final ser tão bom.

Não sei porque é que temos a ideia de que para as comidas serem mesmo boas uma pessoa tem que estar na cozinha durante horas.

Com esta receita, nada disso. Fácil de preparar é só meter ao forno e deixá-la fazer a sua magia.

 

Frango com Mostarda e Mel

 

IMG_3719.JPG

 

6 coxas de frango

¼ de copo de mostarda (usei mostarda à antiga, com grãos)

¼ de copo de mel

1 colher de chá de azeite

Sal

Raminhos de alecrim

 

Aquecer o forno. Pôr as coxas de frango num tabuleiro e salpicar com sal.

Misturar a mostarda com o mel e o azeite e deitar sobre as coxas de frango. Espalhar os raminhos de alecrim.

Levar ao forno por cerca de uma hora (as minhas ficaram mais tempo, por isso estão tão escurinhas e quase sem molho…)

Servir com arroz e verduras salteadas.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (4) | favorito
Quarta-feira, 19 de Novembro de 2014

perishable thoughts...

Na minha terra há uma expressão: “comparar o mês de Agosto com a feira da Palhaça” *

Significa que são duas coisas que não têm nada a ver uma com a outra, que não são comparáveis.

Ora, é exactamente a mesma coisa que acontece entre o Açafrão e o Açafrão-das-Índias.

Não têm nada a ver um com o outro, no entanto aparecem por aí carradas de receitas que não os diferenciam e podem induzir em erro.

 

Açafrão / Açafrão-das-Índias

 

IMG_20141118_203800.jpg

 

Açafrão (Crocus sativus)

  • Pertence à família das Iridáceas;
  • Originário do Sudoeste Asiático tem a sua maior produção no Mediterrâneo;
  • É a especiaria mais cara do mundo, os preços variam até aos 30.000€ o quilo
  • Para se juntar um quilo de açafrão, são necessários os estames de mais de 150.000 flores (cada flor têm 3 estames);
  • É utilizado desde a antiguidade, quer na culinária quer na medicina;
  • Os maiores produtores são: Irão, Grécia, Marrocos e também Espanha (deve ser por essa razão que em Espanha é bastante mais barato do que cá);
  • Usado na paella, por exemplo.

 Açafrão-das-Índias (Curcuma longa)

  • Pertence à família do gengibre;
  • Como o nome indica, é originário da Índia;
  • Também conhecido como cúrcuma, turmérico e açafroa;
  • A parte que é utilizada é a raiz, depois de seca e moída num pó;
  • Utilizado quer na culinária quer na medicina, tem propriedades anti-inflamatórias
  • Usado no caril por exemplo.

Tudo isto para dizer que, se uma receita pede uma colher de chá de açafrão, meus amigos, estamos a falar de açafrão-das-Índias sem dúvida.

Muito cara ficava a receita se fosse açafrão já que uma colher de chá tem mais ou menos cinco gramas e por isso, ora vejamos, a grama anda à volta do 3€… é fazer as contas!

 

 

*Há uma outra versão, mas não tem lugar aqui 

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (4) | favorito
Terça-feira, 18 de Novembro de 2014

cá está!

Depois de ter encontrado no Porto a mistura para sopa, tive mesmo que a experimentar.

Como não sabia nenhuma receita, andei por aí a pesquisar e encontrei esta.

Não é do Porto, é da Toscânia, mas os ingredientes da mistura são parecidos.

Porque será?

 

Sopa de ‘mistura para sopa’

 

IMG_20141028_201913.jpg

 

1 cebola

1 colher de chá de caril em pó

250 grs de ‘mistura para sopa’

1 batata aos cubinhos (opcional)

750 ml de água a ferver

Azeite q.b.

Sal q.b.

 

Na véspera põe-se a mistura de molho em água abundante. No dia escorre-se e reserva-se.

Salteia-se a cebola picada no azeite e junta-se o caril. De seguida adiciona-se a mistura de leguminosas e a batata, mexe-se, junta-se a água e tempera-se com sal.

Deixa-se levantar fervura e baixa-se o lume ficando a cozinhar por 30 a 40 minutos.

Se a água evaporar, adiciona-se mais alguma mas esta sopa quer-se grossa por isso atenção à quantidade.

 

tags:
publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (3) | favorito
Segunda-feira, 17 de Novembro de 2014

pan quê?

Esta mistura para panquecas serve para que não haja desculpas de tempo se as ditas apetecerem.

É só juntar mais uma coisa ou duas, ligar o fogão e em dez minutinhos lá está um prato delas a pedir: comam-me!!!

 

Mistura para Panquecas

IMG_20141026_172754.jpg

6 copos de farinha de trigo

1 e ½ copos de leite em pó

2 colheres de sopa de fermento em pó

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

1 colher de chá de sal

½ copo de açúcar

 

Numa taça juntam-se todos os ingredientes e guardam-se em frasco com tampa.

 

Para fazer as panquecas, é seguir a receita:

1 copo de mistura para panquecas

1 ovo

½ copo de água

1 colher de sopa de óleo

 

Misturar tudo muito bem.

Aquecer uma frigideira pequena e com uma concha mal cheia de massa fazer as panquecas. Deixar dourar de um lado, virar para acabar de cozer e servir com mel ou molho de chocolate ou da maneira preferida.     

 

Nota: receita encontrada aqui

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (4) | favorito
Sexta-feira, 14 de Novembro de 2014

boa sexta!

Estes muffins, ou queques, saíram melhor do que a encomenda! Um mimo!

Enquanto ainda há diospiros experimentem que não se arrependem.

 

Muffins de Chocolate e Dióspiros

 

IMG_20141108_180913.jpg

 

1 copo de farinha de espelta

1 e ½ copos de farinha de trigo

4 colheres de sopa de cacau em pó

2 colheres de chá de fermento em pó

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

½ copo de açúcar amarelo

1 pitada de sal

2 ovos

1 iogurte natural

½ copo de óleo de girassol

1 colher de chá de extracto de baunilha

4 dióspiros bem maduros

100 grs de  chocolate negro

 

Para uma taça grande peneirar as farinhas, fermento e bicarbonato e misturar o açúcar e sal.

Noutra taça bater os ovos com o iogurte, o óleo e a baunilha. Adicionar a polpa dos dióspiros (cortar com uma tesoura aqueles gomos maiores).

Juntar esta mistura nos ingredientes secos, sem mexer demais e adicionar o chocolate cortado em bocadinhos bem pequenos.

Deitar em formas de muffins ou queques e levar ao forno por 25 a 30 minutos ou até estar bem cozido no meio.

 

Notas:

Receita adaptada desta.

Rendeu 12 queques e um bolinho pequeno (naquelas formas de alumínio de usar e deitar fora)

Encontrei estas formas de cartão numa loja chinesa. Não é necessário untar.

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (2) | favorito
Quinta-feira, 13 de Novembro de 2014

salva-se quem puder...

É raro usar salva, que tenho aos montes na horta.

Primeiro, porque quase nunca me lembro dela quando faço mentalmente a lista das ervas que podia usar numa certa receita;

Segundo, porque acho que tem um sabor um bocado forte demais e que, se não temos cuidado, pode arruinar uma receita.

É um bocado como o louro. Para mim, meia folhinha já é mais do que suficiente das poucas vezes que uso mas vejo receitas com três e quatro folhas de louro! Impensável, para mim.

 

Lombinho com Natas e Salva

 IMG_3730.JPG

1 lombinho de porco

2 dentes de alho

1 lima

Sal e pimenta preta q.b.

3 colheres de sopa de azeite

1 colher de sopa de manteiga

1 colher de chá de chili em pó ou piripiri

6 folhas de salva

150 grs de cogumelos

1 colher de sopa de farinha

½ copo de vinho Moscatel

½ copo de caldo de carne ou água

1 dl de natas

 

Cortar a carne em medalhões e temperar com sal, chili, alho picado e sumo de lima ou limão.

Numa frigideira aquecer o azeite e manteiga e fritar os medalhões, de um lado e de outro, com as folhas de salva. Retirar a carne da sertã e na gordura que ficou fritar os cogumelos fatiados. Polvilhar com a farinha e adicionar o vinho Moscatel (pode ser do Porto ou branco). Mexer bem e adicionar a água para ficar um molho menos espesso.

Voltar a pôr os medalhões na sertã juntamente com algum líquido que se tenha formado. Rectificar os temperos e deixar acabar de cozinhar a carne. Adicionar as natas, mexer e deixar engrossar.

Servir com arroz solto.

 

Nota: pode ser feito com peitos de frango

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (1) | favorito
Quarta-feira, 12 de Novembro de 2014

Perishable thoughts…

Quem passa pela baixa do Porto não pode deixar de reparar em algumas mercearias daquelas à antiga, que vendem avulso quase todos os produtos que têm expostos, desde os frutos secos aos biscoitos, legumes, cafés e chás, entre outros.

Em quase todas elas há umas montras que têm taças com os ingredientes e uns cartões com os nomes e os preços. São mesmo bonitas!

De todas as vezes tenho reparado numa taça com uma mistura de legumes secos com lentilhas, ervilhas secas, feijão vermelho pequenino, cevada e talvez mais algum ingrediente.

Não sei de onde veio essa ideia, o que é certo é que essa mistura, que no cartão tem escrito ‘mistura para sopa’ chama mesmo a atenção e ao fim de algumas vezes a resistir (venho sempre carregada) acabei por trazer um cartucho com meio quilo.

Conhecem?

 

Mistura para sopa

IMG_20141028_204413.jpg

 

publicado por belitaarainhadoscouratos às 13:00
link do post | mandar uns bitaites | ver bitaites (4) | favorito

mais sobre mim

cuscar

quantos são? quantos são?

HTML Hit Counter
pc computer components

os meus amigos também têm blogs

digam qualquer coisa

coolinaria@sapo.pt

A Belita no Facebook!

novidades

perishable thoughts...

almoços portáteis #11

brrrr

Nhack!

conforto à mesa

perishable thoughts...

diz que sim...

começar bem

é isso...

assados

perishable thoughts...

ligeirinho

bela piza

ahhhhhhhhhhhh

das sobras...

armazém de receitas

tags

todas as tags

os meus livros de receitas, alguns...

mytaste.pt
blogs SAPO

subscrever feeds